quinta-feira, 23 de agosto de 2012

O primeiro dia de campanha na TV: as bizarrices e um pouco do que vem pela frente

POR CHARLES HENRIQUE VOOS

Propaganda eleitoral sempre me fascinou, desde quando era criança. Jingles, propostas, bizarrices e outras coisas referentes a este processo da corrida eleitoral sempre me fizeram sentar em frente à TV e acompanhar tudo. Você pode me achar um louco sem noção, mas, gostos são gostos! Hoje consigo avaliar tudo de forma menos passional, ao contrário de alguns anos atrás, onde ai de quem falasse mal do jingle “Voltolini, Voltolini...”. Nem preciso dizer como fiquei quando me vi na TV em 2008 (para quem não sabe, fui candidato a vereador naquele ano e fiz 503 votos), né?

Passado tudo isto, o certame de 2012 apresenta cinco candidatos a Prefeito. Após 45 dias de campanha liberada, a propaganda na TV e no rádio começou (não pretendo discutir aqui o mérito nem a eficácia deste tipo de abordagem “obrigatória”, fica para outro post). O primeiro programa, por mais que não pareça, é um grande indicador de como serão aqueles minutinhos que cada candidato tem. Somente após as próximas pesquisas teremos alguma mudança no perfil do programa veiculado, a fim de conquistar alguns pontos a mais, nem que para isso seja necessário atacar o concorrente ao invés de apresentar propostas.  Relatarei algumas impressões que tive a partir do que foi veiculado na TV neste dia 22 de agosto, às 13 horas.  Sem patriotadas nos comentários, ok?

Leonel Camasão: deve ter acontecido algum problema:  a tela ficou azul e nada foi veiculado. Todos sabem que a campanha do socialista possui poucos recursos, mas não se pode deixar uma furada destas, ainda mais para quem é desconhecido da maioria da população. Fui atrás do programa de rádio e achei um link. Programa simples, bom e bem objetivo. Só faltou ao candidato Leonel ser mais enfático em suas falas, pois pareceu estar lendo um roteiro pré-montado.

Udo Dohler: tecnicamente deu a impressão de ter sido a melhor propaganda do dia. Como característica da DPM (produtora dos vídeos da campanha de Udo), prática que advém desde as campanhas de LHS, muitos símbolos da população local foram mostrados, em clichês que funcionam para o povão, a ponto de emocionar. Udo se apresentou de forma bem tranqüila (olhar disperso foi o ponto fraco), acompanhado de várias falas de LHS em comícios peemedebistas (algumas até desnecessárias). Já deu para perceber que a figura de LHS vai ser sempre citada nessa campanha. O candidato é o Udo ou o LHS?

Carlito: o programa começou com muitas pessoas cantando (pior que playback) o jingle da campanha. Familiares e pessoas próximas deram depoimentos (o que é normal em todo o primeiro programa). Mas uma questão me deixou muito intrigado: por qual motivo o candidato mostra imagens internas dos órgãos da Prefeitura? Ele, por mais que seja o atual Prefeito, é um candidato como os outros, e não poderia se utilizar de imagens internas das “coisas públicas”. A “continuidade” foi um discurso amplamente utilizado e deve ser o tom de campanha (ao bom estilo Lula e o “deixa o homem trabalhar”). O ponto negativo é que nunca vi uma propaganda eleitoral, no primeiro dia de TV, onde o candidato não fala nada!!! Seria uma camuflagem frente à ampla rejeição indicada nas pesquisas? E Carlito deve ser o candidato que mais irá explorar a imagem de seu vice. No caso, Eni Voltolini.

Tebaldi: piada pronta ao dizer que os bairros de Joinville estão abandonados, como se em quatro anos tudo tivesse mudado. Piada pronta ao se enrolar todo para falar o sobrenome de seu vice, Gilberto Boettcher. Gilberto, inclusive, mostrou uma relativa dificuldade com as câmeras. O mote de campanha deve ser o “voltar para o que era bom” (sic!). Mas o troféu Jacaré Fritz desta primeira semana de campanha na TV já é do ex-Prefeito, por ressaltar em seu programa que foi o “responsável por políticas habitacionais nas áreas de mangue de Joinville, dando qualidade de vida a estas regiões”. Preciso comentar?

Clarikennedy Nunes: começou o programa se apresentando e dando indiretas que doeu na espinha de muita gente, ao explicar o porquê de alguns não quererem a sua candidatura. O Darciiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii-um-homem-honesto-do-povo-é-trabalhador (quem lembrou agora de 2008?rs) apareceu dando seu depoimento, junto com várias outras pessoas. Cobrem-me, mas se ele aparecer mais umas 5 vezes pra falar de Clarikennedy, será muito. A mesma coisa em relação a Colombo (o qual queria apoiar Udo, mas sabe como é a política...). O “passado ruim”, o “presente pior ainda” e o “eu sou um homem de compromisso” (em clara alfinetada a Carlito) será o mantra do candidato.

17 comentários:

  1. Você é patriota nos seus comentários ; por que não podemos ser na réplica ???

    um abraço
    du grego

    ResponderExcluir
  2. Ainda não tenho meu voto definido mas.... Podem rir... Chorei ao assistir à propaganda eleitoral do Udo. Aquela música... empolgante!!! Muito bem feito. Trabalho caro!! Pra mim, transmitiu empolgação, vibração, energia boa! Bem diferente dos outros.

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkk ver o udo faz chorar mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Para mim a campanha do Kennedy foi a melhor! O udo nçao tem carisma nenhuma nem parece que está tão empolgado com a candidatura. O O Kennedy sim foi emocionante até a propaganda dele. Pelo menos é minha opinião

    ResponderExcluir
  5. A proaganda do Kennedy me pareceu a menos forçada a mais natural! Gostei bastante do que ele falou como ele é uma pessoa que houve as pessoas dabe as reais necessidade de Joinville.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O QUE????????????????? VOCE TA DE PALAHAÇADA NÉ??? MENOS FORÇADA??? AQUELA ATUAÇÃO BARATA DELE NÃO VALIA VAGA NEM NA NOVELA MALHAÇÃO.

      Excluir
  6. Eu discordo com relação a propaganda do Udo, talvez a imagem ate tenha sido boa mas ele falando parece que nem se importa não sei, ele diz que é apaixonado pela cidade mas não sei viu, nao me convenceu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O UDO parece artificial por que está se controlando na fala !! para num parecer alemon uma veiz !!!

      Excluir
  7. Adorei a do Kennedy!

    ResponderExcluir
  8. Festival Municipal dos Comentários de Assessores (?)

    ResponderExcluir
  9. Afinal de contas é o UDO ou o LHS que é candidato a prefeito ?
    Ontem fiquei na dúvida ,me pareceu que o LHS falou mais que o UDO ,eu notei algo engraçado no jeito do UDO falar ,apesar de seu sotaque alemão carregado ele tem cuidado em não pronunciar o "R" como todo descendente de alemão faz ,tenta ser que não é ,quanto ao CARLITO no programa dele deu pra perceber a queda dele por luminárias vermelhas ,detalhe para o aviso da ficha limpa antes do programa do TEBALDI o KENNEDY não vi nada que mereça lembrar.

    Rogério.

    ResponderExcluir
  10. Quantos anônimos seguidos elogiando o kennedy, que "coincidência".

    Sobre o Leonel, foram 20 minutos que não deixaram a campanha dele aparecer, conforme as dificuldades citadas pelo Charles, a noite o vídeo foi transmitido normalmente.
    O Udo, com muito mais estrutura teve seu primeiro programa de rádio não veiculado e também não vi nenhum comentário sobre...

    ResponderExcluir
  11. Sobre as demais, a campanha do Udo não vai decolar com esse sotaque alemão e a aparência de que não tem pique pro negócio.

    A do Carlito ta bem montada com ótimo jingle, mas ele não aparecer e as imagens captadas em locais da prefeitura também pegaram mal, e no final a moça ainda falou: Agora é PraFrenteJoinville (slogan do Kennedy), é o que da contratar gente de fora...

    Tebaldi também foi bem montada, apesar das mentiras descaradas que nem é preciso citar.

    E o Kennedy apelativo ao limite, com aquele início numa sala de rádio bem estranha. Vejamos os próximos dias...

    ResponderExcluir
  12. O que doeu mesmo foi a entrevista do candidato Tebaldi ao jornal da RBS na terça feira. Já na primeira pergunta o repórter perguntou se aqueles vários processos que tem nas costas não prejudicariam sua campanha. Ao que o "candidato nota dez" respondeu: "Para quem exerce mandato eletivo, é NORMAL termina-lo com alguns processos... "

    Normal candidato???

    Então tá né? Fazer o que?

    ResponderExcluir
  13. Alguém tem que avisar o Leonel que falta de grana não significa falta criatividade também.

    ResponderExcluir
  14. A Globo tá perdendo dois atores que poderiam muito bem completar o núcleo humorístico da novela das oito: Tebaldi e Kennedy.

    O horário eleitoral não influencia meu voto, mas gosto de assistir e dar boas risadas que esse 'show' proporciona.

    ResponderExcluir
  15. Udo o melhor programa e o melhor candidato... Pelo menos é um cara sério e não o circo mambembe que são os outros candidatos... Precisamos de seriedade e frieza na prefeitura, mesmo que a propaganda do cara tente passar algo sentimental, prefiro que o Udo seja o Udo mesmo... Um cara que sempre lutou bravamente, nunca teve nada de mão beijada!

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem