quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Planejamento urbano não é a mesma coisa que mobilidade urbana, senhores candidatos!

POR CHARLES HENRIQUE VOOS

A campanha eleitoral já está chegando a sua reta final (pelo menos neste primeiro turno), e as propostas dos candidatos a Prefeito são evidentes. Ao analisar a proposta dos cinco postulantes ao executivo, percebi algo preocupante: muitos deles confundem planejamento urbano com mobilidade urbana.

Sempre vale lembrar que o planejamento urbano é a visão estratégica sobre todos os elementos que compõem a vida urbana, os quais, organizados através de legislação específica (Plano Diretor e outros instrumentos urbanísticos), irão ditar o ritmo da organização da cidade de Joinville. A mobilidade urbana é apenas um item, assim como os cuidados com o meio ambiente, integração com os municípios vizinhos, etc. Um exemplo: 2013 é um ano de revisão do Plano Diretor e nenhum candidato parece estar preocupado com isto. Analisaremos caso a caso, de acordo com os materiais disponibilizados pelos candidatos na internet.

Marco Tebaldi: em seu site, Tebaldi mostra como seu discurso sobre planejamento urbano é inexistente. Diz que vai “retomar o Planejamento Estratégico desenvolvido pelo governo do PSDB que apontou o tipo de cidade que queremos: “Ser uma cidade sustentável, solidária, hospitaleira, empreendedora, voltada à inovação, com crescente qualidade de vida, motivo de orgulho da sua gente, onde se realizam sonhos”. Deve ser a mesma visão que norteou suas atuações nos manguezais de Joinville. Em nenhum outro momento cita-se planejamento urbano como proposta, mas mobilidade urbana sim. Nem preciso dizer que as políticas voltadas para o automóvel e pavimentação estão presentes na maioria das propostas...

Clarikennedy Nunes: como o candidato ainda não disponibilizou o seu site, a análise fica por conta de um vídeo postado na internet e que causou muita “comoção” nas redes sociais.


Fica bem clara a visão de Clarikennedy sobre a cidade de Joinville: existem problemas apenas no trânsito, e o automóvel é o principal prejudicado. Para isso, elevados, túneis e demais facilidades estudadas por uma equipe especializada (sic!). Enquanto urbanistas e demais estudiosos da área propagam uma cidade mais humana, excluindo o carro de seus projetos, este candidato aparece na contramão, em um discurso fraco, pois nem considera o que propaga o Plano Diretor, e muito menos as dificuldades dos outros modais de transporte. Não fala nos impactos de vizinhança que um elevado causa, e nem cita como irá fazer isto, apoiando-se em Raimundo Colombo para resolver tudo. Parece-me o Carlito em relação ao Lula em 2008...

Udo Dohler: em seu site, o candidato apresenta um setor de propostas apenas para a mobilidade urbana, esquecendo completamente das políticas de planejamento urbano. Das 17 propostas apresentadas, a maioria está voltada para o automóvel, com duplicações, eixôes, etc. Fala-se até em redesenhar o sistema viário. Mas como? Ignorando o Plano Diretor? Ou ainda, mudando toda a dinâmica da urbanização joinvilense?

Leonel Camasão: o socialista distingue bem o que propõe para mobilidade urbana e transporte coletivo, das propostas de planejamento urbano. Promete dar uma atenção especial à Lei de Ordenamento Territorial, criar a outorga onerosa, e desapropriar as mansões de luxo ou terrenos de alto valor que dão “calote” na Prefeitura através do IPTU. E é o único candidato que está levantando a bandeira de fechar algumas ruas do centro e criar calçadões.

Carlito Merss: também distingue as propostas de mobilidade urbana das propostas de planejamento urbano. Dentre os cinco itens específicos apresentados, destaque para a intenção de “Assegurar a compatibilidade de usos do solo nas áreas urbanas, oferecendo adequado equilíbrio entre empregos, transportes, habitação e equipamentos socioculturais e esportivos, dando prioridade ao adensamento residencial nos centros das cidades”. Carlito teve a oportunidade de fazer isto com o Minha Casa, Minha Vida... mas não fez! Colocou mais de 700 famílias do Trentino I e II em uma região longínqua do centro da cidade, sem a instalação da infraestrutura social adequada.

32 comentários:

  1. As vezes acho que vocês nem assistiram ao vídeo. Esse foi o primeiro programa sobre as prompostas para a área. Ele ainda vai apresentar muitas outras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A outra "promposta" deve ser reduzir a tarifa do ônibus em R$ 0,35 e assim todo mundo vai passar a usar o transporte público! Dá pra fazer!

      Excluir
  2. Desculpe, mas preciso discordar um pouco do que escrevesse. planejamento e mobilidade urbana de fato são coisas diferentes mas não acredito que mobilidade seja algo dentro do planejamento como colocado no tezto, a palavra planejamento pode ser alinhada em qualquer campo, mesmo como planejamento da mobilidade urbana, isso que escrevesse não faz sentido! Pautasse teu texto em nada!E não acho que os candidatos estejam se confundido.

    Alessandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é uma "gênia", Alessadra! Charles, teu mestrado em urbanismo não vale nada! Comece a estudar as teorias da Alessandra no doutorado!

      Excluir
    2. Realmente,o tezto foi pautado em nada!!

      Excluir
  3. Kennedy tem o melhor projeto para melhorar o transito! Na verdade o unico que tem projeto de fato, que estudou a cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estudou tanto que no "quiz" que o ANotícia fez com os candidatos (somente o Kennedy e o Camasão participaram), ele errou a pergunta sobre a frota de veículos da cidade! E não errou por pouco, errou por uma diferente de uns 100 mil veículos!

      Excluir
    2. Ele estudou a cidade para as pessoas? Qual o percentual da população beneficiada por essas obras? Qual o custo x benefício? Quanto tempo levará? E quem não tem carro, o Kennedy vai dar um?

      Excluir
    3. Carlito não foi responder porque seu professor é o Lula

      Excluir
  4. Esse vídeo do Kennedy mostrou até agora que foi o único que se preocupou em pautar seus projetos em algo concreto como um estudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, assessor! O Kennedy pauta seus projetos em muito concreto!

      Excluir
    2. ôôôô Luiz Eduardo de Carvalho Silva! Teu candidato já foi cassado. Agora vá a merda.

      Excluir
    3. Prezado anônimo, me aponte onde, no meu comentário, eu disse que meu candidato é o Carlito. Grato!

      Excluir
  5. Apenas ele mostrou no program o que também está no plano do TEBALDI com o eixão ! Acho que no do UDO também !!
    A diferença é que ele fez um bom programa com computação gráfica !!
    ficou bonito e chamou a atenção !!!

    du grego

    ResponderExcluir
  6. o problema do projeto do kennedy...é q só pensou nos acessos a Marques de Olinda...como se ela fosse o problema maior...e piada maior é o candidato do PSDB se vangloriar de ter urbanizado o manguezal...uma verdadeira confissão de crime ambiental...e parabéns ao autor do texto...analise precisa sem duvida..

    Du von Wolff

    ResponderExcluir
  7. Esqueci de perguntar ? O kennedy não pensou na duplicação da Marques ? quer fazer um elevado já ultrapassado , só como 2 pistas ???

    du grego

    ResponderExcluir
  8. Tebaldi vai pavimentar 800 ruas.
    Kennedy construirá trocentos viadutos.
    Udo vai fazer elevados sobre as rotatórias das universidades e da cidade.
    Carlito espera que os contribuintes se livrem dos carros e doem seus terrenos para a prefeitura e assim solucionar o problema sem trabalho.
    Camasão só falta querer que as pizzas sejam entregues por onibus custeados pelo povo.

    Ou seja planejamento ZERO. Onde está o cumprimento de metas pré estabelecidas para qualquer um que venha a ocupar temporariamente a vaguinha de prefeito?

    Concordo que mobilidade não é o fim do planejamento urbano. Mas, atingimos um ponto onde não chega-se aos hospitais, escolas, comércio sem desperdiçar tempo, dinheiro, recursos naturais de modo escandaloso e desnecessário.

    Estão falando o que o eleitor quer ouvir, mesmo sem acreditar.

    ResponderExcluir
  9. Mobilidade Urbana = Mais bicicletas nas ruas, logo senhores prefeituráveis, pensem em ciclovias.
    Planejamento Urbano = Senhores prefeiturávies, pensem na cidade como um todo. Não só na parte mais visível.
    E não venham com projetos mirabolantes.
    Pés no chão e pelo amor de Deus, tenham visão para daqui a 50 anos. Reprojetem, reinventem a cidade. Tenham a ambição de deixar seus nomes gravados na história da cidade. Gravados e lembrados por bons motivos. Deixem saudades!
    Inovem! Não venham com aqueles velhos chavões e clichês. Tenham a visão de uma águia e a astúcia de uma raposa.
    Não façam como os mesquinhos, que só têm os olhos voltados para o seu próprio umbigo.
    Lembrem-se: Foi o povo que lhes entregou a cadeira do executivo por 4 anos. Dêem este respeito a nós. E se quiserem ser reeleitos, façam por merecer. Uma coisa muito importante e que vocês esqueçem depois de eleitos: Ouçam o povo. Tirem alguns instantes para ouvir o quê eles tem a dizer. Lembrem-se do velho deitado popular: "A voz do povo é a voz de Deus".
    Realizem boas contratações. Bons assessores, bons engenheiros, bons conselheiros... Há bons profissionais no mercado.
    Governar e administrar não é fácil, não é segredo e desculpa para ninguém.
    É difícil, mas tentem se aliar a pessoas de boa índole, bons políticos! E cá entre nós e o povo: Entre vocês, vocês sabem quem presta! Não existem máscaras.
    Adelaide


    ResponderExcluir
  10. Parabéns pelo texto Charles!

    Eu poderia até apostar que o "lema' dessas eleições seria a mobilidade urbana, ou como os candidatos "pensam" em como as pessoas vão se locomover nos próximos anos.

    Pensei que colocariam o peso da responsabilidade na pobre da bicicleta, tão usada em discursos eleitoreiros, mas não. Nossos candidatos estão fazendo mais, estão propondo um verdadeiro "milagre" com seus elevados, ruas e avenidas.
    De fato, precisamos de algumas obras que atendam o atual fluxo de automóveis, porém, discordo totalmente da solução apresentada pelo candidato Kennedy.

    Na mesma levada, Udo Dohler disse que daqui há 10 anos "todo joinvilense terá o seu carro" ( como se isso fosse grande coisa )e de fato, se as condições de financiamento estiverem tão favoráveis como agora, a desgraça estará feita.

    Não se fala em mudar a maneira como as pessoas transitam, se fala em como fazer para melhorar o trânsito. Afinal, quanto mais carros mais ruas, não é verdade?

    Bom, não podemos esperar muito de alguns eleitores. Para muitos, o voto é facilmente trocado por uma rua asfaltada. Lamentável!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Alexandre.
      Somos reféns de uma triste realidade...

      Excluir
  11. Uma via que deve ser( ou já está ) pavimentada é o RIO CACHOEIRA, importante ligação entre zona norte e sul. Vou propor ao candidato.
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  12. Pessoas, foi o Udo que planejou a Marques, a BR 101,..., a fundação de Joinville! Tudo tudo ele!
    ahahahah
    Galo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e NO SÉTIMO DIA, UDÃO DESCANSOU

      Excluir
  13. Enquanto isso, cidades como Boston estão demolindo elevados, tornando a cidade mais humana:

    http://www.conseilbricolage.com/wp-content/uploads/2009/03/big-dig-de-boston.jpg

    http://images.wikia.com/wikiality/images/1/12/BigDigBeforeAfter.jpg

    ResponderExcluir
  14. Carlito também promete a não expanção do perímetro urbano, entrando numa contradição tremenda. Afinal está tramitando na Camara a Lei de Ordenamento Territorial, aprovada pelo seu governo e sancionada por ele, ampliando sem lógica alguma o perímetro na Estrada da Ilha, Paranaguamirim e Santa Catarina.
    Ou ele está prometendo o que já não pode fazer, ou está fazendo o que não prometeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima observação Manoel! A ampliação do perímetro urbano é uma contradição no discurso do Carlito. Ele diz que não vai ampliar mas o seu projeto de Lei de Ordenamento Territorial foi feito para beneficiar somente construtoras e proprietários de terras. Oras, se o perímetro urbano for ampliado, consequentemente haverá mais deslocamentos da frota de ônibus, e o valor da tarifa deverá subir ainda mais, afugentando cada vez mais o usuário de transporte coletivo. O curioso é o Udo Dohler apoiando essa história toda, como membro do (irreguar) ex-Conselho da Cidade.

      Excluir
    2. Alguém já parou pra relacionar alguns fatos?

      1- A UFSC está sendo construída na curva do arroz, lá na pqp, fora do perímetro urbano, e contou com apoio do Luiz Henrique da Silveira quando governador, partidário do Udo;

      2- O terreno onde ela está sendo construída deveria ser Área de Preservação Permanente, pois tem constantes alagamentos;

      3- Nos mapas do IPPUJ este fato foi "curiosamente" ignorado. O mapa não mostra que aquela área tem alagamentos, como mostra em outras regiões do município;

      4- O projeto de Lei de Ordenamento Territorial defendido por Carlito e Udo pretende ampliar o perímetro urbano a partir do Itinga até a UFSC, permitindo assim a criação de lotes para venda e construção de apartamentos para aluguel;

      5- Um dos proprietário de terras é nada menos que o próprio Udo Dohler - BINGO!

      Qual o nome da novela?
      Cartel, Máfia, Quadrilha... ?

      Excluir
  15. O Carlito não o fez no Trentino I e ii , tampouco o fez no conjunto habitacional aprovado e construido no meio dos arrozais da Vilanova

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem