quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Udo acertou onde Carlito mais errou: o primeiro nome confirmado no secretariado

POR CHARLES HENRIQUE VOOS

As eleições chegaram ao fim, e após a vitória de Udo Dohler as atenções voltam-se para a composição de seu secretariado, bem como a eleição do próximo Presidente da Câmara de Vereadores. Ontem mesmo (7) tivemos a primeira novidade: o secretário de comunicação já está escolhido, e será o jornalista Marco Aurélio Braga. Udo acertou em cheio justamente no lugar em que Carlito Merss mais errou.

Carlito não deu atenção especial a esta secretaria, colocando como secretária uma pessoa que não é da área. Nada contra ela, mas poderia estar ocupando outras funções importantes dentro da gestão. Com isto, as estratégias de comunicação voltaram-se às coisas pequenas, sem darem importância aos grandes anseios da população (leia-se: "quando e como meus problemas serão resolvidos?"). Não nos esqueçamos que, sem uma boa relação com os jornalistas e ou "Gebailis" da vida, as críticas surgem com maior intensidade e sem as devidas respostas. A comunicação de Carlito Merss não fez a conexão necessária com as pessoas, as quais davam audiência a tudo o que vinha da imprensa, sem o contraponto. 

Os papeis foram invertidos: "institucionalizou-se" a informação ao invés da democratização desta. Um problema mais de modus operandi do que propriamente de conteúdo, afinal, a secretaria de comunicação tem ótimos funcionários de carreira. O "Carlito não faz nada" foi uma expressão tão popular quanto o "dá pra fazer", uma consequência deste afastamento do povo e que "manchou" a imagem do Prefeito. Somente outdoors ou informativos não resolvem como estratégia. E, para piorar, a candidatura de Carlito foi cassada por irregularidades na gestão da Secom, com investimentos acima da média em um ano eleitoral. Quando Carlito conseguiu fazer uma comunicação direta com as pessoas (na campanha, com preciosos minutos de TV) a sua rejeição caiu consideravelmente, porém era "tarde demais". Convenhamos que também houve uma ótima ação, principalmente na estruturação da rádio Joinville Cultural, mas isto aconteceu no período final da gestão, e desta maneira não conseguimos mensurar os impactos da referida política pública. 

Ao indicar Marco Aurélio para a sua gestão, Udo dá a devida importância para a pasta, colocando como secretário um profissional que há mais de 15 anos está no mercado joinvilense de comunicação, e é referência pelo profissionalismo. Claro que a Secom também tem funções políticas muito bem definidas, mas, ao indicar o nome de Marco Aurélio, a futura gestão dá sinais claros de reestruturação deste setor. Cabe ao novo Secretário olhar para o passado e não cometer os mesmos erros de seus antecessores, colocando a secretaria ao lado das pessoas e longe dos interesses difusos de alguns "formadores de opinião" ou do centralismo democrático tão presente na Av. Hermann Lepper nos últimos anos.

37 comentários:

  1. Começou bem o UngiDO do LHS. Não sendo o Toninho Neves, já foi um baita acerto!!! Se continuar assim, sem se unir com a corja marota do "MDB velho de guerra", vai conseguir o meu apoio e de muitos que combateram elle nesta eleição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO PRECISAMOS DE APOIO DE PERDEDORES!

      Excluir
    2. E quem disse que o apoio é para você Anônimo 13:57 capslook?! O apoio é para o prefeito da nossa cidade! O meu apoio, para você, não dou e nem vendo!!!

      Excluir
    3. PELO VISTO NÃO ENTENDEU MEU COMENTARIO, MAS ESPERAR O QUE DE KCTista?

      Excluir
    4. O anônimo do capslock, pára de passar uma imagem negativa das pessoas que apoiam o UDO e votaram nele. Daqui a pouco vão pensar que são todos uns idiotas como você.

      Excluir
    5. pela estupidez esse anônimo ae só pode ser um dos "assessores" do coelho...

      Excluir
  2. A verdade é que Carlito não deu atenção especial a secretaria nenhuma! Estou bem certo que ele foi derrotado por causa de sua péssima assessoria (leia-se militantes do partido que foram empregados), pois ele poderia ter feito exatamente o que fez: praça que chama de parque, saneamento muito questionável... Mas ele e seus "amigos" achavam que eram capazes de tudo, tudo era festa e "nunca foi feita uma gestão como essa em nossa cidade". Se fosse uma gestão, mesmo pífia, porém modesta, eu até acredito que ele iria para o segundo turno, sério mesmo. É a mesma coisa de você ter uma empresa, (vamos supor, no seguimento metal -mecânico) e empregar parentes e filhos de amigos para cargos importantes, sem uma especialização sequer. É óbvio que a empresa iria ruir e provavelmente quebrar. Enfim, não tinha um cara ali para impor um limite racional dos GASTOS DE PROPAGANDA por exemplo ??? E outros setores...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aff, comentário vazio, achando ser um expert!

      Excluir
    2. Eu acho sempre engraçado este povo que trata as nomeações dos governos petistas como se fosse apenas o PT a nomear militantes para funções públicas. Ora, é assim em Joinville e em qualquer outra cidade: o partido e a aliança que vencem as eleições, nomeiam para cargos públicos nomes que são ligados ao partido e á coligação vencedora.

      De verdade, Circus, você acha que o empresário, prefeito eleito e ariano Udo Doehler vai nomear quem para compor o secretariado? Só gente com perfil técnico e sem vínculos partidários? Me poupe...

      Excluir
    3. É "Circus", o teu comentário é uma palhaçada. Tudo a ver com o teu codinome.
      Beija-Flor

      Excluir
    4. Não se esquecam que boa parte destas nomeações lá no início tinham muita gente do PMDB.....

      Excluir
    5. Para que chamá-lo de ariano? Esse tipo de provocação não cola faz tempo, totalmente desnecessário.

      Excluir
  3. Três importantes áreas que um administrador público ou privado terá que sempre ter em mente e dar prioridade e atenção:
    a)Marketing ... E aí entra a Publicidade, propaganda, relações públicas e a ASSESSORIA DE IMPRENSA.
    b) Finanças e Contabilidade ... o âmago de qualque empresa para uma gestão sadia sem comprometimentos futuros ou futuras complicações com o Tribunal de contas ou outros órgãos (Justiça Eleitoral, etc...)
    c) Assessoria Jurídica eficiente e eficaz e precisa.... Este é um ponto fundamental e nevrálgico, que muitos administradores se descuidam e se complicam com pareceres de pessoas incompetentes e despreparadas...
    ...
    E analisando as gestões anteriores da PMJ é fácil apontarmos os erros e acertos dos antigos prefeitos...
    Lembrando que nos dias atuais temos a Lei de Responsabilidade Fiscal que tem que ser muito bem analisada e colocada em prática, pois caso contrário as consequências serão letais e danosas para os administradores da RES PUBLICA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei que as áreas mais importantes fossem saúde, educação, segurança... Dai a diferença entre administração privada e pública.

      Excluir
    2. Sim, mas ele não disse que estas três fossem as mais importantes, apenas que eram importantes.

      Excluir
  4. Charles, pra não dizer que discordo sempre de você, desta vez concordo plenamente, tanto em relação à sua crítica à gestão anterior quanto em relação ao acerto da futura gestão na escolha do secretário. A Secom é uma secretaria estratégica e a trajetória profissional do Marcão é a prova de sua competência para o cargo. Muito humildemente, sem diminuir em nada minhas ressalvas ideológica relativas à eleição do Udo e ao retorno do PMDB à prefeitura em Joinville, sempre vejo como um ponto favorável quando um gestor (seja qual for sua orientação ideológica) cerca-se de gente competente e honesta. É isso. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Maria!
      Continue aparecendo por aqui! :)

      Excluir
  5. Caros,

    estou fora de Joinville há alguns anos mas acompanho os acontecimentos da cidade através de seus canais de comunicação costumeiros. Em toda administração do Carlito, não vi nenhuma, repito nenhuma manifestação dos jornais a seu respeito que não fossem negativas e pejorativas. As pontes, as ruas recapeadas, as praças, enfim nenhuma ação positiva foi apresentada pelos "meios independentes" da cidade. E aqui leio da expressão "sem uma boa relação com os jornalistas e ou "Gebailis" da vida, as críticas surgem com maior intensidade e sem as devidas respostas."
    pergunto a vocês, o Carlito teve algum direito á resposta nesses jornais? Vocês acreditam mesmo que ele teria espaço nestes veículos de comunicação sabidamente propriedade de outros grupos políticos? Seríamos ingênuos agora, principalmente para este blog autointitulado "ácido' colocar o fato de um verdadeiro embargo como um erro de estratégia na escolha do secretário de comunicações. Queridos a ingênuidade da infância não nos cabe mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não teve foi por culpa dele mesmo. Como diz Charles, muito mal assessorado na pasta de Comunicação! Que o Carlito fêz em Joinville, ele fêz. Mas não se comunicou e quem não se comunica se trombica. Agora que o leite foi derramado, não adianta mais chorar. E desejar boa sorte ao novo prefeito da cidade, o Sr. Udo e também muito boa sorte ao novo secretário de Comunicação, o Marco Aurélio Braga.
      Colorado

      Excluir
    2. Ora, se quase todas as manifestações dos jornais foram negativas, não tá na hora de colocar a consciência para trabalhar? Da forma menos casuística e tendenciosa possível? As vezes dá impressão que os comissionad@s e apoiador@s do Carlito sofrem de uma esquizofrenia coletiva, pois em tudo ele é a vítima ou foi obra da oposição. O problema é que este discurso começou no dia 1º de janeiro de 2009 e até agora não mudou.

      Excluir
    3. O Carlito fez o que?
      Parques com financiamento pronto?
      Galeria da rua Timbó que já estavam iniciadas?
      PA que só equipou?
      Saneamento básico com a àguas de Jlle? Isso não pode ser considerada ação de um prefeito. As ações da Petrobras não podem ser consideradas feitos da Dilma por exemplo.
      O Carlito, a meu ver, é uma pessoa bem intencionada, mas a má avaliação dele vai muito além do fato de não conseguir se comunicar ou "propagandear" seu governo.
      Infelizmente, o Carlito não foi um bom prefeito.
      As coisas boas que ele fez? A JK ficou melhor, a casamata do São José, algumas praças nos bairros e a limpeza de valas e rios. Muito pouco para um prefeito com mandato de 4 anos!

      Excluir
  6. Marcão é muito competente no que faz! Espero que faça um bom trabalho na secretaria...

    O mais engraçado dessa história toda é o bando de jornalistas puxando o saco do Marcão no Facebook tentando tirar algum proveito com o novo cargo do "amigo"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem generalizar, Sr. Airton Jr. Nem todos do "bando de jornalistas" que cumprimentaram o Marcão, no FB, o fizeram por puxasaquismo.

      Excluir
  7. Anônimo dás 15:52. Concordo com 99% do que colocaste - menos a JK, que ao meu ver foi dinheiro mal usado, assim como as luminárias num local que não havia tanta necessidade assim.
    Mas dizer que o Carlito não teve direito de resposta, aí é não ver o todo. Eu mesmo ouvi algumas vezes radialista dizer que estavam abertos e esperando um telefonema do Carlito ou de sua assessoria para responder a uma crítica ou questionamento colocado ao vivo no rádio e nada vinha. Nem um comunicado sequer. Ouvi uma entrevista com ele na cultura, mas ela foi tão ensaiada, sem interatividade, como estávamos acostumados, que até o radialista foi esculhambado pelos ouvintes por não fazer as perguntas solicitadas.
    Então só vejo uma verdade nessa situação, é a arrogância dos petistas e, até onde percebi, principalmente do Carlito. A impressão que eu tenho é que eles sempre acham que estão com a razão e todos os outros errados, que são os donos da verdade e nada mais lhes interessa. Parece que só eles sabem o que é bom e certo para o "povo". Que as coisas boas só foram feitas a partir da administração deles. Ninguém antes deles conseguiu fazer nada direito em área nenhuma e ponto.
    É assim que vejo, em qualquer âmbito, a gana de poder e comando dos petistas, que mudaram inclusive sua ideologia para esse projeto de manutenção no poder. Só que em Jlle, Jguá, Blumenau e outras, não deu tão certo.
    Acho que quando a administração é mais próxima das pessoas, como a municipal, a maioria percebe melhor as falcatruas e tentativas de engodo.
    Em suma, não é ingenuidade é verificação dos fatos e abusos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Análise brilhante, Marilí. Recomendo enviá-la para os eleitores onde o PT tem sido ou foi governo em mais de um mandato.

      Em Porto Alegre, por exemplo, os eleitores levaram só uns 20 anos para perceberem "a gana de poder e comando dos petistas", as "falcatruas e tentativas de engodo" do partido.

      Tenho certeza que depois que a sutileza de sua análise ganhar a blogosfera, o futuro do PT nos governos municipais estará irremediavelmente ameaçado.

      Excluir
  8. Parabéns Marcão..

    Você merece..

    ResponderExcluir
  9. Primeiro nome indicado, golasso do Udo!

    ResponderExcluir
  10. Gostei do texto, Charles. Não conheço o novo titular da Secretaria de Comunicação, mas que seja um profissional da área e respeitado pelos seus pares, é de fato o mínimo que se espera de alguém que assume uma área tão estratégica como a comunicação.

    Concordo com você quando você diz que São Udo acertou onde Carlito errou. Não se trata de simplificar as coisas e responsabilizar a Sescom pelo meu desempenho do governo Carlito. Mas de assumir o fato que, principalmente em um governo que, de antemão, sabia que contaria com a antipatia e a oposição de boa parte dos setores e nomes da mídia da cidade, uma política de comunicação eficiente e capaz de criar alternativas de informação (ou contra-informação, enfim) era fundamental.

    A Sescom não fez isso em quatro anos e conseguiu tornar pior o que já estava ruim com a verdadeira cagada que foi dar motivo para a cassação da candidatura do Carlito. A nomeação do Marco Aurélio que, de acordo com você e também o Baço, é um profissional competente e respeitado, mata dois coelhos com uma cajadada só. Qualifica a comunicação do futuro governo e pode ajudar na futura campanha de beatificação – quiçá canonização – do Udo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Clóvis!
      De fato a gestão Carlito não deu a devida importância e depois tentou correr atrás do prejuízo.

      Abs!

      Excluir
    2. O problema, meus caros Clóvis e Charles, é que a Secretaria de Comunicação ainda tem o perfil de uma Secretaria de Imprensa. É um modelo para lá de ultrapassado, do tempo em que Joinville só tinha os jornais e a rádio e a comunicação era puramente one-to-many. Hoje ela evoluiu para um modelo one-to-one, tanto em termos online como offline, e o paradigma é outro.

      Excluir
  11. A mensagem de Carlito foi mais ou menos essa:

    2009 -> Não conhece a prefeitura
    2010 -> Prefere reclamar que fazer
    2011 -> Quem acha que não está bom é porque é ruim
    2012 -> O que foi feito nos anos anteriores é seu certo e infalível jeito de governar

    ResponderExcluir
  12. Resumindo comunicaç ão é tUDO!!!

    A cidade então conhecera melhor o que é e o que está fazendo a gestão Udo e Rodrigo. Linha direta com o entendimento popoular . E parabéns Marcao

    ResponderExcluir
  13. Tá certo...agora tem que acertar o caixinha dos radialistas que está 4 anos atrasado.....pena q o salario de prefeito que ele abdicou só dá pra pagar 2 por mês... e olhe lá!

    ResponderExcluir
  14. A escolha de um bom Secretário de Comunicações que é da área e tem o respeito da categoria (imprensa), seja porque o futuro prefeito queira usar a velha política do PMDB de Joinville e o estilo LHS: DIZER QUE FAZ É MAIS IMPORTANTE DO QUE FAZER!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior é quem gasta absurdos em propaganda para dizer que faz, o dinheiro some, a propaganda não aparece, não faz nada do que promete, e vem com a desculpa de que não faz nada por causa do governo passado...

      Excluir
  15. Um passarinho me contou , de alta patente PMDBista , UDO começou muito mal ! quer impor seu jeito germânico , durão , a administração pública... vai se ferrar ...

    Minha opinião : não adianta querer ser duro , mandar e pronto. existem outras maneiras de administrar , "dureza" não é sinônimo de competência !!!

    du grego

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até agora só vejo tranquilidade e reuniões com feições descontraídas... Não vi nada de dureza...

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem