quinta-feira, 11 de julho de 2013

Os carecas e a brigada do reumatismo


POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO

Dá para imaginar uma coisa mais ridícula do que uma manifestação pelo fim do comunismo e a volta dos militares ao poder? Mas aconteceu em São Paulo. Menos  mal que a coisa reuniu apenas uma meia dúzia de burros pingados. Aliás, o mais insano é que a coisa juntou skinheads e a brigada do reumatismo, velhotas acima dos 60 que têm saudades da ditadura. É a piada pronta.

É claro que a manifestação foi um fracasso e foram apenas umas 100 criaturas a arrastar as ferraduras pelo asfalto da Avenida Paulista. De qualquer forma, acho que tem por aí muita gente que sonha com a ditadura e não pôde ir: os skinheads por falta de quórum, pois não devem passar de dois ou três (ser racista num país de caboclos e mulatos é mau para o  recrutamento) e no caso dos velhotes, a incontinência urinária fez a sua parte.

O fato é que tem gente louquinha para lamber coturnos. Não sei se o leitor e leitora já viram, mas nas redes sociais ou nos meios de comunicação de vez em quando aparece alguém a render homenagem aos generais da ditadura. O elogio mais comum é de que os caras morreram pobres. É, amigos, no Brasil morrer pobre é uma virtude, mesmo que o cara tenha uma biografia toda salpicada de sangue.

Mas onde é que o comunismo entra nessa história? Só tem uma explicação: os skinheads não têm cérebro e os velhotes estão meio xexés. Só pode ser isso.

26 comentários:

  1. Esqueceram de avisar o Beto Gebaile(i).

    Se ele soubesse tinha marcado presença!

    NelsonJoi@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o Gebaili não é uma sexagenária... ahã... pensando bem...

      Excluir
  2. Direito deles, mas um fracasso igual ao Big Brother Dia de Luta pa trocinada pelos reumatizados sindicalistas e skinheads do MST que se mantem há décadas com dinheiro do contribuinte.

    Desprezíveis sem noção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando li "skinheads do MST" o joinvilense que habita em mim pensou: éééguaaa!!

      Mas aí vi que quem escreveu tamanha asneira é um sujeito que não conhece a definição de "legitimidade'. Sei lá, cansei!

      Excluir
    2. Poooorammmm Manske!"Skinheads do MST"? A Àguas de Joinville completou o fluor da àgua encanada com alucinógeno... Agora já sei: se for a Joinville, não beba. Alex.

      Excluir
    3. Prefiro não alugar a MINHA OPINIÃO para que possa ser considerada "legítima".

      Excluir
    4. Mas eu fiquei curioso, Dirk. Onde é que estão os tais skinheads do MST? Acho que andei distraído.

      Excluir
    5. "Alugar opinião" para que ela seja considerada "legítima"? Putz!, Dirk, você continua sem entender...

      Excluir
    6. Zé, parece que o pessoal do MST mudou: anda a raspar a cabeça e a levantar bandeiras neonazistas. A gente não percebeu, só o Dirk, rapaz esperto!

      Excluir
    7. Baço

      Segue curta definição comum aos dois termos: skinhead e MST

      Grupo minoritário, barulhento, extremista em suas convicções, de raízes operárias, gostam de promover confrontos, manifestam tendencia anarquista e pouco dispostos a serem contrariados.

      Excluir
    8. Os skinheads "manifestam tendência anarquista"??????? Puta que pariu!!!!!

      Cara, você é muito, mas muito ignorante!

      Excluir
    9. MST com raízes operárias? Eles não sabem nem que é uma enxada, muito menos um martelo!

      Excluir
  3. Muitos que criticam políticos e ficam de saudosismo da ditadura, esquecem que muitos dos políticos corruptos e grandes empresários corruptores, iniciaram suas fortunas neste período.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Baço, os bajuladores de Stalin, Pol Pot, Castro Brothers e Mao Tse Tung agradecem pelo sopro de ânimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Sempre que precisar, pode contar.

      Excluir
  5. Não esqueçamos que são estes(as) sexagenarios(as) que recebem hoje, juntamente com os do judiciário, pensõezinhas infimas de 30, 40, 50 paus...se a Dilma fosse mesmo a comunista que pintam, já devia ter colocado no forno estas carcaças e economizado uma fortuna.

    ResponderExcluir
  6. um aviso, vocês só estão falando besteira sobre skinheads. esse movimento surgiu na inglaterra nos anos 60 da união dos imigrantes negros da jamaica e operários pobres e brancos. gostavam de cerveja, ska, futebol e trocar uns sopapos. coisa de guri. o que ocorre na periferia de são paulo tem muito pouco a ver com isso. aquilo ali é ignorância. ou não é ignorância levar a sério nazismo - e comunismo?
    ah, e nem precisam comprar um livro prá saber o que são na verdade os skinheads, ali no wikipédia já tem um artiguinho que vale. só não reproduzam bobagens que vocês conhecem de orelhada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 19:12, você tem razão. E não tem. Me explico: muita água rolou desde a origem dos skinheads nos anos de 1960. Quem conhece um pouco da história dos movimentos jovens sabe da origem skin a que você se refere. Mas isso não descaracteriza os caminhos trilhados por uma parte dos skinheads desde pelo menos os anos 1980.

      Que na sua origem os caras fossem um bando de moleques que gostavam de cerveja e ska, não descaracteriza a atual tendência do movimento, que é nacionalista, neonazista, homofóbica, racista, violenta e todos os etc... que você quiser.

      Excluir
    2. clóvis, a vida tem muito mais nuances...
      http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/949886-skinhead-gay-luta-contra-a-homofobia-pelas-ruas-de-sao-paulo.shtml

      Excluir
    3. Exatamente, 09:46 (desculpa, mas não sei se você o mesmo anônimo lá de cima). O texto da Folha - eu sabia da notícia, mas por outra fonte - acho, só corrobora o que eu disse: sei de skins negros e nordestinos, algo tão nonsense quanto um skin gay, que recusam por exemplo o caráter racista e separatista dos skins brancos e do sul, mas são nacionalistas, conservadores, etc...

      Também não gosto da ideia, mas a faceta do movimento que se impôs e prevaleceu não é a dos anos 60, mas esta que esta aí nas ruas a distribuir ódio e violência. Lamentável? Sem dúvida.

      Excluir
  7. Se nós brasileiros tivéssemos uma única gota de sangue argentino, esses srs. de pijamas bolinha verde-amarelo estariam quietinhos. Só ficariam jogando palitinho e malha lá na praça. Esse pessoal se acham importantes para a a sociedade. Eles já eram …. Ninguém dá bola para eles.

    ResponderExcluir
  8. Voltem Militares. Voltem com seu "milagre econôMICO", que apenas são empréstimos bilionários concedidos por aqueles que vcs lambem as botas.

    Voltem com sua inflação à 1000%. Voltem com 70 milhões de brasileiros abaixo da linha da miséria. Voltem com a censura. Voltem com sua chapa branca. Voltem com sua imprensa suja e golpista( ahh não, essa ainda esta ai). E matem aqueles se opuserem a vcs sem dar um pingo de satisfação aos familiares.

    ResponderExcluir
  9. Clovis Já pensou o que Hitler e os nazistas arianos fariam com seus correligionários pardinhos brasileiros? O idiotinhas carequinhas fascistinhas iam ter uma decepção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rebeca, você sabe que em Blumenau e em Jville. um grupo de alemães e descendentes de esperava que, vencida a guerra, Hitler viria ao Brasil irmanar-se com seus seguidores locais? Parece mesmo que chegaram a se preparar para a volta do Fuhrer, tal como os cristãos com o Messias.

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem