terça-feira, 9 de outubro de 2012

As próximas batalhas

POR JORDI CASTAN

Acabado o primeiro turno das eleições, todos os olhares se voltam para os próximos embates. Enquanto todos estão mais atentos à movimentação dos dois candidatos que estarão no segundo turno, é bom acompanhar com atenção os bastidores da nossa Câmara de Vereadores.

Um dos temas que deveria merecer toda a atenção são as reuniões a serem realizadas pelos vereadores que ainda compõem as poderosas Comissões de Urbanismo e de Legislação. Os vereadores que formam estas comissões, acrescidos dos que tampouco se reelegeram, tem se convertido, desde o dia 7 de outubro, em autênticos mortos vivos, zumbis políticos, que gozam de uma confortável maioria na
Câmara.  Se não houver um forte controle da sociedade, este grupo de 12 vereadores não reeleitos poderia, hipoteticamente, aprovar leis impopulares, numa forma de "dar o troco" aos eleitores que não os reconduziram. Numa forma de vingança ou de desforra.

Não é casualidade que os eleitores tenham dado uma resposta tão contundente. Em rigor, os únicos vereadores não escrutinados pela população foram Lauro Kalfels e Dalila Leal, que optaram por não se recandidatar. Os demais perderam a eleição. A sua atual situação política faz que seja mais necessária a atenta vigilância da sociedade organizada, para identificar qualquer iniciativa que tenha como objetivo aprovar, de forma intempestiva ou até truculenta, a LOT - Lei de Ordenamento Territorial.

Vale lembrar. Se aprovadas, as mudanças inicialmente propostas alterariam, de forma substancial, tanto o perímetro da cidade como a capacidade para construir e especialmente verticalizar áreas onde hoje não é permitido. Desnecessário dizer que há muita gente interessada em colher dividendos financeiros por conta destas mudanças de zoneamento. Aliás, quando sejam divulgadas as contas de campanha será possível identificá-los como doadores. Permanecerão em muitos casos dúvidas sobre a quantidade de cavaletes, placas, material de campanha, a equipe contratada e os valores declarados, e pode até ser que estas dúvidas nunca fiquem suficientemente esclarecidas.

A nova composição do Conselho da Cidade, que surgirá da próxima conferência da cidade, permitirá corrigir os erros cometidos na sua edição anterior e ainda garantirá uma maior participação da sociedade civil. Joinville terá, a partir deste momento, uma nova oportunidade para debater a LOT, de forma democrática e participativa, realizando as audiências públicas exigidas pela lei e outorgando a nova proposta uma legitimidade que a atual não tem, como foi destacado pelo Ministério Público e reconhecido pelo próprio prefeito Carlito Merss, que precisou anular os decretos 18007 e 18008 de 12.07.2011 para corrigir os erros e desatinos cometidos.

Neste quadro político, não há a menor condição de legitimidade aos membros da comissão de urbanismo para tentar impor a aprovação de uma lei tão importante sem que sejam cumpridos todos os trâmites e etapas legais. O fato de não terem sido reconduzidos pela soberana decisão do eleitor quer dizer, entre outras coisas, que a gestão da Câmara de Vereadores não foi referendada pelo voto.

Como cidadãos não podemos permitir, de novo, que leis que interferem diretamente sobre nossas vidas e patrimônio sejam aprovadas no apagar das luzes do  mandato legislativo e executivo municipal, como desejam fazer com a LOT.

28 comentários:

  1. Essa lei não é aquela do Udo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cala a boca! Já começou as baixarias?
      Não tem o que falar, fecha o bico.
      Maria

      Excluir
    2. Pelo que sei é a lei do Carlito.

      Excluir
  2. Me parece que o Conselho da Cidade está sendo feito na surdina , pelo que sei houveram reuniões - sem divulgação.
    O prazo de credenciamento é bem exíguo , até dia 11 meio-dia !!!
    logo após o pleito !!!

    Não me cheira BEM !!!

    du grego

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente. Leiam os jornais. Concordo com o Jordi, quando diz que todo mundo tá de olho no cenário político. Neste final de semana tinha mais um chamado para comparecimento das entidades e representante para montar o novo Conselho da Cidade. O povo é que não comparece. Aí depois é fácil reclamar né. Se informem antes de falar. ANotícia de 6/10 o Jeferson Saavedra estava avisando que tinha pouca procura para a Conferência da Cidade. http://www.clicrbs.com.br/anoticia/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a3908752.xml&template=4191.dwt&edition=20550&section=941

      Baixa procura

      Até agora, apenas 25 entidades se inscreveram para participar da Conferência da Cidade, marcada para o dia 17. Será essa conferência que irá definir o novo Conselho da Cidade. O prazo para inscrição para entidades que quiserem indicar conselheiros vai até às 12 horas da próxima quinta, dia 11.


      Como se inscrever

      Informações sobre como se inscrever estão em www.ippuj.sc.gov.br, no link Conselho da Cidade. As entidades poderão indicar 64 representantes. Os demais 40 serão escolhidos pela Prefeitura. Quem quiser apenas participar da Conferência também tem de se inscrever.

      Excluir
    2. Não podemos dizer que haja uma ampla divulgação por parte do poder público. Poucas pessoas tem comparecido as reuniões preparatórias, em geral menos de meia duzia.

      Porque não há interesse em divulgar. E porque as regras e condições para participar são restritivas.

      Excluir
  3. Em tempo, vale a lembrança que Tânia Eberhardt foi sempre contrária a aprovação da LOT, assim como já havia sido contrária a criação das ARTs.

    ResponderExcluir
  4. tem vereador que ja recebeu $$$ cascalho de empresario...agora tem que votar !!! e agora como fica...rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha... digo com serenidade que foi espantoso o modo agressivo e destemperado que o Vereador Cristo defendeu a aprovação da LOT.

      Quando não foi aprovado, parecia que para Cristo havia caído o mundo... eu achei muito estranho.

      Excluir
    2. Este mesmo vereador percorre os orgãos públicos, com empresas imobiliárias à tiracolo, "cuidando" para que os processos sejam aprovados e agilizados, inclusive na futura ART da Estrada da Ilha, da qual tanto defende. Seria interessante saber a sua lista de doadores nesta campanha.

      Excluir
  5. Boa tarde a todos!!!

    Precisamos destacar!!!
    Do grupo dos 13 vereadores que segundo informações estavam fechados para aprovar a Lei de Ordenamento Territorial com emendas que não atendiam os interesses da nossa Joinville, somente 3 se reelegem:
    1-Bento,
    2-Maurício Peixer,
    3-Odir Nunes.

    Não se reelegeram:
    1-Cristo,
    2-Juarez Pereira,
    3-Jocélio Girardi,
    4-João Rinaldi,
    5-Marcos Aurélio Fernandes (Marquinhos) e nem seu suplente Belini Meurer,
    6-Joaquim Quinzinho,
    7-Osmari Fritz,
    8-Cardozinho, suplente do Sandro Silva e Sidney Sabel.

    Não tentaram a reeleição:
    1-Lauro Kalfels,
    2-Dalila Leal.

    É o resultado da atitude de vereadores que não atenderam a vontade do povo no seu mandato.

    Agora seguem os vereadores que não queriam a aprovação da Lei de Ordenamento Territorial, conforme emendas apresentadas:
    1-Adilson Mariano - reeleito,
    2-Patrício Destro - reeleito,
    3-Roberto Bisoni - reeleito,
    4-James Schroeder - reeleito,
    5-Zilnete Nunes - 1ª Suplente PSD/PSB,
    6-Tania Eberhardt - 3ª Suplente PMDB.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preciso Edemir, precisamos estar atentos a este final de mandato, quando os não reeleitos e os duas caras comentados farão de tudo para engordar o seu pé de meia.

      Excluir
    2. independente dos vereadores que estao saindo ou entrando acredito que aquela região norte ART, ESTRADA DA ILHA, ja possui interesses enormes..principalmente de especuladores, imobiliarias e empresarios da propria regiao. e o pior ainda com o concordancia da maioria dos moradores!!! mesmo que quietos no presente momento.
      questão de tempo..........

      Excluir
  6. Edemir...raio X, 90% correto. Da lista de baixo tem vereador duas caras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve estar falando do James.

      Excluir
  7. Volto a perguntar, e o Udo onde fica nessa história? Lembram
    da capa daquele jornal?
    http://www.gazetadejoinville.com.br/site/archives/17197

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evangélico fundamentalista detected

      Excluir
    2. Queridinho anônimo do Gazeta de Joinville, esse teu link só é visível pra ti mesmo, aí de dentro do Gazeta. Quem tá de fora não acessa. A não ser que tu libere aí.
      Agora vê se pára de fazer propaganda antiUdo. Todo mundo sabe que o teu jornal é "irmão" do Kennedy. Estamos falando de coisa séria aqui.

      Excluir
    3. Evangélico fundamentalista detected (2)

      Excluir
  8. Udo só entrou nessa campanha por causa da LOT. É MUITO INTERESSE PESSOAL!!!! Se ele ganhar a eleição vai lotear cidade toda em seu benefício.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele já têm vida ganha...seu comentário não têm base.

      Excluir
    2. Claro claro... coitadinho do Udo... tem apenas algumas dezenas de milhões em sua conta e algumas centenas de milhões em patrimônio...

      Precisa mesmo vender lotes para ganhar a vida e deve ter encarado o desafio da candidatura por este motivo, pois a vida é muito difícil para ele e ele tem que correr atrás da comida para seus filhos e netos...

      Excluir
  9. Poxa. Quanta criatividade. Os terrenos da cidade toda não são dele amigo. São de ooutro empresário. Família Schneider, conhece?

    ResponderExcluir
  10. Estão certos e errados!

    A LOT prevê 3 Áreas Rurais de Transição (ARTs):
    - ART do Paranaguamirim: o Schneider é proprietário de boa parte das terras;
    - ART do Itinga: quem tem boa parte das terras é o Udo Dohler. Não é a toa que em seu plano de governo há o projeto de loteamentos populares.
    - ART Estrada da Ilha: essa é pra condomínio de luxo.

    Todas essas ARTs são uma ideia estúpida e irracional, visto que Joinville já está entre as cidades do Brasil com maior expansão urbana, além de ter mais de 2 mil imóveis vazios mais terrenos livres na área urbana.

    É um jogo sujo, corrupção deslavada da ACIJ, AJORPEME, Imobiliária Hacasa (Carlos Schneider) e mais Udo Dohler, com apoio de alguns do IPPUJ e do PT.

    Ass: Fritz da Silva

    ResponderExcluir
  11. como estamos falando de LOT, primeiramente gostaria de parabenizar o verador ODIR NUNES por mais uma vitoria nas urnas e por consequencia mais uma eleição. parabens vereador, toda a comunidade de Pirabeiraba tem orgulho do sr. o verdadeiro amigo e conselheiro deste distrito. continue assim, lutando pelos mais carentes de nossa cidade e regiao. que vc sirva de exemplo a muitos que almeijam seu lugar, vereador precisa visitar e estar presente com todos ricos e pobres e nao somente em cima de cavalos e com a elite de nossa cidade!!! parabens Odir!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Odir é o câncer de nossa Câmara de Vereadores. Qualquer pessoa politizada sabe disto. Ele representa o pior de nossa política.

      Excluir
  12. Eu vou rolar de rir quando o fundamentalista adentrar a Prefeitura,"Quem rir por ultimo rir melhor

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem