quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Uma tríplice aliança esquizofrênica?

POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO

Não tenho qualquer informação de cocheira sobre os acordos para o segundo turno. Mas se alguém me perguntasse no domingo passado, logo depois da divulgação dos resultados, eu faria um raciocínio linear: Carlito Merss iria apoiar a candidatura de Udo Dohler, enquanto Marco Tebaldi ficaria ao lado de Kennedy Nunes.


Ok... ainda faz sentido continuar a acreditar nesse rearranjo eleitoral. O PSDB já confirmou o apoio a Kennedy Nunes. O que, aliás, nos dá algo para pensar: hoje em dia o apoio de Marco Tebaldi não parece ser propriamente um apoio, mas contágio. O estrago feito na sua imagem nestas eleições gerou uma rejeição que deixa um enorme ponto de interrogação sobre o seu futuro político. Será que Kennedy Nunes quer ser visto ao lado de Tebaldi? Sei não...

Pelo que a imprensa vem divulgando, a posição de Carlito só vai ser tomada na próxima semana. E como a “realpolitik” é uma caixinha de surpresas, podemos até ter um arranjo meio esquizofrênico, com o apoio a ir para Kennedy Nunes e desequilibrar a balança. Udo Dohler ficaria isolado, tendo que enfrentar uma “tríplice aliança” formada pelo PSD, PT e PSDB, mais os nanicos. E aí, em bom joinvilês, é “caixão pro Billy”.

O ainda prefeito está numa posição meio incômoda. Porque a escolha - qualquer uma - pode provocar desgastes na sua imagem. Udo Dohler ou Kennedy Nunes? Isso faz lembrar o ditado: venha o diabo e escolha. As relações de Carlito Merss com os dois têm sido azedas. Kennedy Nunes sempre trabalhou, de forma obsessiva, para detonar a imagem do atual prefeito. E o senador Luiz Henrique, que tem as mãos no leme da campanha de Udo Dohler, é acusado de interferir no episódio da cassação de Carlito Merss.

A OPÇÃO KENNEDY -
Se formos olhar os fatos dos últimos quatro anos, o apoio de Carlito Merss a Kennedy Nunes deveria ser impensável. Porque o candidato-pastor bateu, bateu e bateu no prefeito. E durante o primeiro turno bateu, bateu e continuou a bater, mesmo quando isso não fazia o menor sentido em termos estratégicos. Afinal, o atual prefeito era dado como carta fora do baralho e não representava perigo.

O fato é que não dá para ficar indiferente ao bochicho desta semana, segundo o qual havia hipóteses de Carlito Merss dar o seu apoio a Kennedy Nunes. A ideia é esquizóide, mas já vi aqui e ali alguns petistas na defesa dessa aliança. Que razões teria Carlito Merss para engolir uma composição com um sujeito que sempre o sacaneou?

O nome do jogo é política e há muitas variáveis a ter em conta. Uma delas é que uma aliança formal talvez ajudasse a resolver um problema para ambos: Kennedy Nunes não tem quadros qualificados em número suficiente para formar uma administração e Carlito Merss poderia preservar alguns lugares para a sua entourage.

E há pelo menos uma 
fortíssima razão emocional para um eventual apoio a Kennedy Nunes. É que isso produziria uma ironia: uma desforra pessoal contra Luiz Henrique, deixando Udo Dohler a lutar contra essa tríplice aliança de ADN esquizóide: estariam juntos, numa mesma trincheira, três grupos que não se bicam em termos políticos. 

A OPÇÃO UDO -
Udo Dohler vai ter que suar as estopinhas para convencer Carlito Merss. Depois do anúncio do apoio do PSDB à candidatura de Kennedy, uma eventual aliança com o candidato do PT passa a ter maior importância para o PMDB. E a posição negocial de Carlito Merss ganhou maior peso.

No entanto, é bom não esquecer que durante o primeiro turno a coisa andou crispada entre os dois. Do lado do PT, houve o episódio do filme da mulher amarrada. E há um fator interno muito forte a considerar. O time do atual prefeito teria muita dificuldade em engolir uma aliança com Luiz Henrique (mas não duvido que o senador pense que pode ganhar as eleições sozinho).

A TERCEIRA VIA – Quem conhece Carlito Merss concorda numa coisa: ele é uma pessoa íntegra que tem uma história pessoal a preservar. O que abre caminho para uma terceira hipótese. Liberar o seu pessoal e não fechar com ninguém. Obviamente terá que enfrentar a resistência dos que querem manter lugares numa futura administração. É a realpolitik.

Carlito Merss precisa calcular os riscos e afinar a mira para não dar tiros no pé. Afinal, numa composição com o PMDB acabaria refém de uma administração onde o dedo incômodo de Luiz Henrique seria preponderante. Ao fechar com Kennedy Nunes, correria o risco de naufragar numa administração que tem tudo para dar errado.

P.S.: Há um fator a considerar. É que o apoio de um candidato derrotado a outro que continua no páreo não é garantia linear de transferência de votos. O eleitor comum pode estar imune a negociatas palacianas.

36 comentários:

  1. Digo uma coisa, se o Carlito apoiar o Kennedy, nunca mais ganhará meu voto, nem mesmo para lixeiro!
    Digo outra, não quer apoiar o Udo? Ótimo, que continue com sua integridade inabaladade, demonstrando o homem de caráter que ele é.
    Colorado

    ResponderExcluir
  2. Texto bem real e explicativo. Só tem que avisar os líderes partidários que falta combinar com o povo. A cidade está bem dividida, Norte X Sul, Ricos X pobres, Udo X Kennedy, Seriedade X comunicação. São dois modelos bem distintos. O Sr Carlito teria muito mais prudência se optasse pela terceira via, O PMDB de LHS só usa o PT quando lhe convém, foi assim em 2002 e foi assim quando o Carlito assumiu a prefeitura, se eu fosse o Carlito, ficaria neutro, pois por outro lado, apoiar o K55, é o mesmo que dizer a população de que o Kennedy sempre esteve certo no embate com ele. Creio eu que deverá prevaler a questão partidária de Brasília, onde o PT irá apoiar o PMDB de LHS, mas muitos votos do PT irão migrar para o K55 que irá vencer esta eleição.

    ResponderExcluir
  3. Vamos ser honestos! A questão ideológica dos partidos nem existe mais. O que sobreviveu foram as questões de interesse partidário. Os acordos são na base do toma lá, da cá.
    E essa richinha de dizer que os petistas não votam no Udo por causa do LHS não tem nada a ver. Fosse assim, não deveriam votar no Kennedy também, que ficou quatro anos descendo a lenha no Carlito. É tudo bobagem. Pela lógica, todos os petistas deveriam votar nulo então!
    Maria

    ResponderExcluir
  4. Negociações partidarias e com candidatos vencidos..só tm um resultado...CARGOS...e uma garantia de continuar com uma "teta" ainda nos cofres publicos...Pq o Povo...ja escolheu independente de alianças politicas de seus caciques...isso só serve pra efeito de marketing,retaliações e manutenção de cargos comissionados e arranjos politicos para emplacar mais vereadores q estão na suplencia...K55 com C13 soa como blasfemia...C13 com U15 só tm coerencia com a politica federal...Du Von Wolff

    ResponderExcluir
  5. Nas redes sociais (face e aqui no chuva) sempre se via gente reclamando da administração e até mesmo o absurdo de fazerem insinuações à pessoa do prefeito. Ele nunca se manifestou e este foi o erro dele.
    Espero que o próximo prefeito tenha o mesmo tratamento. Se administrar mal, que seja cobrado. Achincalhado como foi o Carlito não, mas com dignidade e respeito.
    Ah, também espero que não interditem o Chuva, vai saber...
    Della

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlito tentou censurar o PSOL e tentou censurar o Osny Martins ,se isso não é se manifestar então...

      Excluir
    2. Na parte que me toca pode ter certeza que continuarei a manter uma posição critica com a proxima administração. Como blogueiro torço pelo K55 sera muito mais facil escrever e durante os proximos quatro anos não deve faltar tema. Como eleitor quero o melhor para Joinville. Ou como já escrevi aqui: quero que ganhe o menos ruim.

      Excluir
    3. eheheh só os elevados que serão construídos na cidade (quantos mesmo?) darão assuntos pra caramba.
      Tatu

      Excluir
  6. Baço,

    Acredito que se o PT apoiar o Udo, o Carlito se isentará. A estas alturas do campeonato, LHS já deve estar de cochichos com Temer e Dilma, costurando esse apoio vindo de cima pra baixo. Digo que Carlito se isentará, pois pelos comentários de corredor que tenho ouvido, essa forte pancada de cassação de candidatura foi arquitetada e acelerada pelo próprio LHS. (apenas especulação).

    Há quem diga também que, no calar da noite de 6 de outubro, LHS já estava conversando com Tebaldi sobre um possível apoio e o Teba negou rapidamente.

    De todo modo, se o PT apoiar o Udo, pode ser que o Udo ganhe, mas se o Carlito se isentar, o partido se divide e a chande do Clari assumir é grande.

    ResponderExcluir
  7. O Tufão falava pra Carminha: Se tu me colocar mais um chifre,
    eu nunca mais fala contigo...será??

    ResponderExcluir
  8. Se o Carlito tiver boa memória vai se lembrar que aqui em SC o "ilustre" senador sempre foi contra os candidatos do LULA ,na ultima eleição para presidente ,LHS deu uma de rebelde ,foi contra o PMDB nacional e decidiu apoiar o candidato Serra.

    ResponderExcluir
  9. Liberar os votos? Só se forem de cabresto.

    Os 60mil votos para o Carlito vão para quem cada eleitor quiser. Já os candidatos do 2o turno deveriam pensar se vale a pena prometer dividir poder e infinitos cargos com os defenestrados e ainda perder os votos duramente conquistados no 1o turno.

    Acredito que o melhor para Carlito é ficar confortável num 3o escalão em Brasília, torcendo para ganhar aquele que reúna condições de fazer um governo ainda PIOR que o seu.

    ResponderExcluir
  10. Um cara escreveu que "se o Carlito apoiar o Kennedy no 2º turno nunca mais voto nele." Tá sabendo legal como foi a eleição do Carlito em 2008...

    E concordo com o que disse o Dirk. Tirando os escravos (hahaha) do partido, que vota em quem os líderes mandam, o eleitor vota em quem bem entender. E quer o melhor pra cidade, não pro partido x ou y.

    Também concordo que o apoio do Tebaldi é um anti apoio. A votação ridícula dele mostra isso.

    E quanto ao apoio do Carlito, temos que esperar. Vai que o Botafogo da eleição parte pra cima do Judiciário e consegue ir pro segundo turno ainda, haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O KN de bobo não tem nada. Quando apoiou o Carlito em 2008, sabia muito bem que o acordado não poderia ser cumprido. E na primeira oportunidade retirou seu apoio. Tudo jogada, pensando em 2012. Como a mamãe dizia, "vá contar milongas para quem fecha as calças atrás".
      E a melhor resposta que o Carlito pode dar, é não apoiar ninguém no segundo turno. Que votem em quem quiserem. Querem votar nulo? Votem. Já imaginaram mais de 58 mil votos nulos, somados aos do PSOL e aos que já tinham tinham votado em branco e nulo?
      Joinville será destaque nacional!
      Colorado

      Excluir
    2. Planeta Terra chamando Junior Clímaco: mesmo que o TSE inocente o Carlito, já era, ele ficou em terceiro. E não teve nada a ver com o Judiciário, como ele choraminga agora. Foi pela sua incompetência mesmo!

      Excluir
  11. Votei no Carlito em 2008 e votei nele nesse ano. Sempre chamei e continuo chamando o Kennedy de demagogo master, no entanto, o Udo também é um demagogo, só que de forma bem disfarçada. O problema é o LHS, o maior politiqueiro que existe, sendo que o mesmo já quer costurar uma aliança com o PT catarinense em busca, muito provável, da eleição de Udo para governador. Pelo menos foi o que eu li no AN.

    Sobre o Udo, li todo o plano 15 que nada mais é do que a duplicação do que o Carlito fez em seu mandato, sem falar na demagogia disfarçada do candidato alemon, tais quais reduzir a burocracia para o tempo de abertura das empresas(o Carlito reduziu pela metade, para 25 dias), a melhoria nos hospitais públicos(concorrente direto de seu hospital, onde os convênios, em geral, perdem 11 mil clientes por ano) e melhorar a educação(mais uma concorrência pra ele sendo que ele faz parte da cúpula fundadora da SOCIESC e foi ele, a frente da ACIJ, que não deixou a UFSC trazer mais cursos pra Joinville).
    Sobre a capacidade de administrar do Udo, ninguém duvida. Para o setor PRIVADO ele é ótimo. No entanto, no setor público ninguém governa sozinho. Os vereadores, bom, esses estão na mão do gangster empresarial, o problema é sua equipe do PMDB, que são os politiqueiros mais sangue sugas que existem. Aliás, foi o LHS que criou as secretarias regionais, engessando a PMJ em razão de retribuir aos seus capanguinhas.

    Quanto ao Kennedy Nunes, este demagogo transparece grandes dúvidas para nós, críticos, sobre sua capacidade de administrar. Apesar de ser fluente em três idiomas e ter morado no exterior, não nos dá confiança pelo fato de sua malandragem quanto deputado estadual, onde favoreceu o AVAÍ e trouxe pífios 3 milhões de reais pra Joinville.
    O que pesa a favor, de acordo com minhas fontes, é sua equipe altamente técnica, sendo que junto dele está um Doutor em Economia, sendo que este dá aulas de estatística, matemática financeira, entre outras matérias, para a faculdade de economia na univille e para as engenharias na udesc. Não há quem faça uma crítica negativa quanto essa pessoa, é só elogios e recomendações. Fora ela, há outros profissionais competentes, além, é claro, de alguns politiqueiros que pouco farão diferença.

    Sobre o Carlito Merss, como o Baço falou, apoiar qualquer um dos dois é dar tiro no pé, pois o Kennedy sempre foi seu principal inimigo, que o perseguiu para conseguir seu objetivo. Sem falar que em entrevista para o Crônicas Marcianas, o Carlito falou que não quer nem ouvir falar do KN.
    Se apoiar o alemon marionete, terá que engolir o LHS, o principal responsável pela sua cassação e o cara que sempre fez críticas negativas ao PT e a quem fizesse parte de sua coligação. Não vale a pena se aliar com um político nesse nível, é ser trouxa e não ter respeito próprio!

    Felipe.

    ResponderExcluir
  12. É óbvio que declaração de apoio não é garantia de transferência de votos. Ninguém é ingênuo a tal ponto para acreditar nisso, acho. Por outro lado, eleições passadas, e não só as municipais, mostram que parte dos eleitores de um candidato derrotado tendem (e eu chamo a atenção para o "tendem") a votar em quem ele indicar.

    Não é voto de cabresto, não é obrigação, é uma tendência: em um nível ideal, na urna eleitores votam sempre em quem quiserem. Daí as alianças, muitas vezes exóticas, no segundo turno. Ou será que a Udo e Kenney não interessam parte dos quase 58 mil votos de um candido, mesmo que defenestrado?

    Quanto ao PT e Carlito, particularmente acho que o melhor seria liberar os eleitores do partido e do candidato, sem firmar aliança com nenhum dos postulantes que passaram ao segundo turno. Entre os conservadorismos religioso e empresarial ou o neopopulismo e o coronelismo, há sempre uma terceira via.

    ResponderExcluir
  13. Acredito que Carlito não vá apoiar ninguém...motivo respeito próprio...já está cansado de remar contra a maré, precisou de apoio e não teve , então as favas com todos. Será talvez lembrado como o Dom Quixote versus moinhos de vento, onde os Sancho Panchas que estavam ao seu lado não ajudaram muito.

    ResponderExcluir
  14. Descobri aqui ( http://www.excelencias.org.br/@candidato.php?id=4204&cs=24 ) que o Kennedy é ficha suja... Engraçado, improbidade administrativa é algo sério gente! Agora juntou o Tebaldi... Meu deus! É o fim! Cadidato do povo é?

    Vou ter que ir de UDO mesmo!

    ResponderExcluir
  15. Não se esqueçam que o povo não vota em legendas...

    ResponderExcluir
  16. Entre o filme que já vi, e não é o bicho papão, que é um governo do PMDB, e um bando de fundamentalistas religiosos, com mais uns fichas sujas, e mais alguns dos comissionados incompetentes do PT que querem continuar na têta, sem sombra de dúvida sou muito mais o Udo.
    Também acho que o Carlito deve-se manter neutro e liberar o voto, para não afundar de vez a sua biografia.

    ResponderExcluir
  17. Eu nao quero ver minha bela cidade ser administrada por um velho racista e nem por um coronel. Voto Kennedy.

    ResponderExcluir
  18. Anônimo 20:34

    O dia que provarem que o Udo é racista eu não votarei nele... Mas só no dia que vierem e mostrar um boletim de ocorrência com uma verdadeira acusação de racismo... Por enquanto eu prefiro ficar no bom senso de que ele é um cara totalmente envolvido e comprometido com a sociedade Joinvillense desde sempre! E não me venham com esta de ser alemão, ou as besteiras das mulheres amarradas pois metade da população de Joinville então é racista, inclusive o Carlito Merss, pois tem sobrenome alemão... Aliás a dita funcionária que "sofreu" 5 anos na Döhler e depois do fato ocorrrido trabalhou mais dois anos ainda (isto que é gostar de sofrer), parecia ser ascendente de alemã também...
    Engraçado tudo isto, é uma boataria ridícula....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O preconceito maior vem de pessoas que não se aceitam e hj a legislação é firme...então brincadeiras que qdo crianças fazíamos sem intenção hj dá cadeia...daí vem candidatura para cargos públicos e há preconceito por um ser alemão outro evangélico. Joinvillenses...o que está posto é o comando da cidade maior de Sc. É Udo gente...é Udo.

      Excluir
  19. A pessoa nasce em uma cidade de forte colonização germânica, nasce com sobrenome alemão, nasce branco e de olhos azuis... Só por isto é racista... Vão tomar no meio dos seus cus bando de ignorantes...

    Tomara que o Kennedy ganhe e f*da com a cidade, boa parte desta população merece mesmo, uma cidade onde valorizam mais um outdoor com palavras demagógicas dizendo que trouxe elevados do que um cara que trabalha voluntariamente em um monte de lugares... realmente, Joinville merece o pior viu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prá quem colocou o Maycon e o Bisoni na Câmara, não custa nada votar no Kennedy...

      Excluir
    2. O joinvillense não têm que se envergonhar de suas origem.O que não pode é desculpa a palavra é ser burro como alguns votos que elegeram vereadores que não têm competência, quero ver se para pref o povão aperta o 15 e confirma.

      Excluir
  20. O Udo nao fez porcaria nenhuma por Joinville. E com o dinheiro que ele tem e na idade que ele se encontra poderia ter feito muito. Se a BMW vier para SC vai ser por causa do esforco do governador e do Paulo Bornhausen que sao do PSD e nao por causa do Udo. O Hospital Dona Helena nao aceita pobres. Nao me venham com essa que o Udo fez isso que o Udo fez aquilo. Ele sempre visou o lucro como todo empresario pensando primeiro no bolso dele. Ele esta sendo usado pela raposa Luiz Henrique que quer voltar a mandar em Joinville e esta conseguindo enganar eleitores desavisados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O descontrole tá grande heim? Daí para partir aos ataques como fez o Carlito é um pequeno passo...

      Excluir
  21. Anonimo.. pq nao bota o nome??
    E o Kennedy oque fez por Joinville??
    APOIOU AMIM!!

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem