quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Por que Kennedy virou Clarikennedy

POR CHARLES HENRIQUE VOOS

Estamos na última semana desta memorável campanha eleitoral. Os preconceitos que permearam os debates e conversas de botequim nos últimos noventa dias esconderam as reais propostas dos candidatos e as visões de cidade de cada um. Porém, desde o ano passado eu já tinha bem definido em quem não votar, e este é o deputado estadual Kennedy Nunes. Após meses comentando na rádio Mais FM, e acompanhando o dia-a-dia do cenário político local, cheguei à conclusão que as ações e ideias de Kennedy são extremamente fantasiosas, sofistas e vão na contramão do que se faz fora das terras joinvilenses. E desde então passei a chamá-lo de Clarikennedy (seu nome de batismo), para tentar demonstrar a todos como suas atitudes são incoerentes da mesma forma que precisa de um nome artístico para se apresentar ao povo.

Nunca passei a chamá-lo assim por menosprezo ao seu nome de batismo, ou algum tipo de preconceito, muito menos por ser cabo eleitoral de outro candidato (não consigo ser simpatizante de uma ideia pró-Udo, por exemplo). Fiz isto pela simples necessidade de criar um fato novo em torno de seu nome e demonstrar tudo o que não concordo sobre sua atuação. Cada um tem sua opinião e eu tenho a minha. Inclusive, é a primeira vez que falo aqui no blog sobre o surgimento do "apelido" (que ironia!), o qual pegou nas redes sociais a ponto de todos os internautas saberem que Kennedy, na verdade, é Clarikennedy.

***Algumas de minhas opiniões estão neste link: http://www.chuvaacida.info/search/label/Clarikennedy%20Nunes

Agora Clarikennedy está no segundo turno e com ótimas chances de ser eleito. É óbvio que ele não terá o meu voto, ainda mais depois de aceitar o apoio de Carlito Merss e Marco Tebaldi. Faz parte do jogo fazer alianças em um segundo turno, eu sei, mas passou anos batendo nas últimas gestões e agora se alia a elas. Porém, para refrescar a memória dos esquecidos ou incrédulos em minhas palavras, reforçarei aqui meus pensamentos sobre três ideias centrais da campanha do Clarikennedy:

1 - A política de planejamento urbano do candidato resume-se em abaixar a tarifa de ônibus (com subsídios da Prefeitura, ou seja: os usuários pagarão pelo transporte coletivo duas vezes, e sem saber) e construir elevados. É cada vez mais consenso que, quanto mais espaço dermos para os automóveis, mais automóveis teremos nas ruas, em um ciclo perigoso. Além disso, o candidato se esquece do preço absurdo de uma obra destas, pois, se lembrasse, preferiria propor investimentos no transporte coletivo e outras formas não-motorizadas, diminuindo o problema de circulação intra-urbana. Quando vai para a Europa em feiras de mobilidade adora andar de ônibus, mas quando chega no Brasil propõe elevados. Isso é muito Clarikennedy!

2 - O uso de diárias da Assembleia Legislativa para "visitar" Joinville, em um escândalo denunciado pelo Chuva Ácida. Preciso falar mais? E o deputado nem estava na cidade, em desacordo com o relatório apresentado. Isso é muito Clarikennedy!

3 - A transferência das obrigações da Prefeitura para a iniciativa privada, através do "cheque-consulta" ou do "vale-creche". Se ele for eleito Prefeito, é para criar mecanismos públicos que atendam os cidadãos, e não transferir o problema para empresários ou profissionais que visam lucro com suas atividades. Isso é uma falsa social-democracia travestida de "resolução dos anseios das pessoas". Isso é muito Clarikennedy! A minha visão de Estado não é a mesma dele. Simples assim.

Por estas e outras que milhares de pessoas fazem questão de sempre chamá-lo de Clarikennedy. O fato dele ser pastor e utilizar-se da igreja para seminários de lideranças, cantar no seu grupo dedos de david, sair do PP e ir para o PSD em um projeto essencialmente pessoal, ter um vice representante de uma entidade empresarial e ser um dos principais defensores do trágico governo Raimundo Colombo não influenciou diretamente em minhas opiniões. As propostas pesaram mais. Salvo melhor juízo, é assim que deveria ser construída a rejeição ou a intenção de voto, por mais que o preço de uma câmera de vigilância ou a renúncia do salário de Prefeito pareçam ser mais importantes.

73 comentários:

  1. Respostas
    1. Acredito que elevados não podem ser construidos em Joinville em razão do potencial do nosso solo...sugiro que você dê uma conversadinha com o pessoal do IPPUJ...verá o ponto de vista técnico.

      Quanto ao trevo,sim precisa de uma nova resignificação.
      Mas que engraçado o governo atual não mexeu nisso,não é?

      Quem será que realmente tem visão coerente e de projeção de futuro????
      Tratar a doença já instalada em casa ou o melhor é ações de prevenção?
      O cidadão ter um salário digno,este alcançado por seu empenho em estudar e ter boa formação no ensino público para poder pagar suas contas ou baixar tarifas?
      Uma visão da cidade com suas especificidades ou copiar o que os outros fazem(ctrl v ctrl c tão comum)?
      Pagar para o poder privado fazer o que é de responsabilidade do poder público,temo por isso, grande margem e possibilidade para superefaturamento e desvio de dinheiro,vejo nisso um caminho aberto para a corrupção.Pergunto é isso?

      Joinville precisa analisar ainda dá tempo.
      Neste fim de semana teremos um grande compromisso com a cidade.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Giovanio, concordo com você no que diz respeito ao solo da região. Apesar de, até onde sei, a areia ser uma base de sustentação melhor do que o mangue, em Dubai se constroem monumentos que passam os 100 andares, muitas vezes passando os 200 e beirando os 300 andares. Mas uma coisa é certa: pode ser possível, mas assim como provavelmente fique mais cara.

      Eu sou ferrenho crítico aos elevados. Além de ter a opinião pessoal de que são feios e inseguros ao pedestre, não vejo-os como solução para o nosso trânsito. Podem resolver o problema naquele ponto em específico, ou num determinado período, mas cem metros à frente ou alguns meses depois o trânsito volta a travar. Seoul, São Paulo e New York já perceberam que elevados não beneficiam o trânsito, a vida e nem a saúde da população, e demoliram, vão demolir ou desativar os seus. Estamos caminhando na contra-mão do aprendizado que os países desenvolvidos tiveram. Cito o exemplo do trevo das universidades que você mencionou. Foi super mal feito, de fato, mas isso não significa que um elevado solucionaria o trânsito. Um elevado mal feito como foi o trevo, prejudicaria igualmente - ou até pior - o trânsito. Para solucionar os problemas de trânsito de uma cidade devem ser observados diversos fatores, uma visão holística, não apenas se concentrar em onde está dando os problemas. É como no corpo humano, você tem que curar a causa da doença, e não os sintomas. No trevo das universidades a dificuldade está no acesso às universidades. Colocando um elevado ali, o trânsito vai parar em cima do elevado, porque o estrangulamento na realidade é na entrada dessas universidades, onde os motoristas vão mais devagar para deixar as pessoas, para procurar vagas ou esperar a cancela abrir. Um elevado no cruzamento do Terminal Norte não resolveria o trânsito. Os culpados não são os semáforos. É claro que a quantidade de veículos nos horários de pico aumenta muito e dificulta bastante, mas o congestionamento não é causado por eles. Se fosse, existiriam estrangulamentos em quaisquer horários, mas não é necessariamente o caso. E nos casos que isso acontece, existem outras soluções mais simples e baratas que elevados.

      O dinheiro para a construção de tantos elevados pode, por exemplo, servir para construir vias exclusivas de ônibus bem feitas, de concreto, planejadas de verdade. Se forem 10 elevados construídos, são cerca de R$150 milhões gastos, enquanto este valor pode ser utilizado para criar um sistema de BRT (Bus Rapid Transit), tão eficiente quanto um metrô, mas para demandas menores. Parte disto pode ser utilizado para contratar uma empresa realmente boa para fazer o planejamento do transporte coletivo da cidade, que planeje Joinville consultando a demanda por horários, linhas, embarques e destinos, etc., consultando o número de linhas, de ônibus, entre outros. Otimizar os recursos. Fazer um sistema eficiente de transporte, e também confortável.

      Pode fazer um bom sistema de ciclovias, também, e de calçadas, favorecendo o transporte coletivo e o transporte limpo.

      Enfim, é preciso planejar a cidade pensando no coletivo, na sustentabilidade, e no melhor uso dos recursos públicos. E nada disto se encaixa com elevados.

      Excluir
    4. Ferdinand, concordo com tudo o que você disse. Pena que visão holística e planejamento de longo prazo não rendam votos. Enquanto a população votar apenas no asfalto da rua e no remédio do postinho, vamos sempre estar às voltas com esses candidatos aí. Não que esses pontos não sejam importantes. Eles são. Todavia, melhor do que simplesmente asfaltar a rua, seria de se ter um planejamento urbano decente (segmentação da cidade, criação de áreas verdes, ciclovias, passeios, etc.). Melhor do que simplesmente distribuir remédios, seria trabalhar com a prevenção de doenças (controle nutricional da merenda escola, acompanhamento preventivo da terceira idade, profilaxia, enfim). Mas, como eu frisei, isso não rende votos. O trabalho de Saneamento Básico (que seria um dos contribuintes para a prevenção de doenças) está aí para provar essa tese.

      Excluir
    5. Giovanio agradeço o seu toque,obrigada.

      Excluir
  2. EM RELAÇÃO AOS TRES PONTOS NÃO HA DUVIDAS QUE KN NÃO TEM MINIMAS CONDIÇÕES DE SER PREFEITO DE JOINVILLE!
    MAS, EM RELAÇÃO AO NOME DELE QUE VOCE CRITICOU, É SÓ PARA ENCHER O TEXTO NÃO É?
    VARIOS POLITICOS MUNDO A FORA USAM DE REDUÇÕES, ABREVIAÇÕES E CODINOMES PARA FACILITAR QUE O POVO GRAVE SEU NOME!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Diego.
      Também registro que os pontos elencados
      são evidências (algumas) de porque não deve ser o prefeito
      de Joinville.

      E quanto ao nome do Kennedy,sim é usual as abreviaturas ou reduções.Isto não coisa só de gente da política,inclusive artistas e outras profissiões.

      Excluir
  3. O por que não votar em Kennedy o blog tem argumentado com coerência e realidade. É interessante também publicar artigos sobre o por que não votar em Udo, já que este candidato, assim como Kennedy,se vale de propostas "extremamente fantasiosas, sofistas e vão na contramão do que se faz fora das terras joinvilenses", na fala do articulista. A começar pelo plano de contenção de cheias com barragem hidráulica do rio Cachoeira (vamos acabar de matar o rio, oficialmente), passando pela ponte de ligação do Adhemar Garcia (mais uma intervenção agressiva).
    Os dois planos de governo prometem muito mais daquilo que é exeqüível, como insistem em nos convencer os candidatos. Fora o fato que em dois debates Udo sinalizou que já conversou com empresas interessadas em investir em determinadas demandas (câmeras de segurança no Debate Band e regularização fundiária no Debate Joven Pan) o que, no mínimo, viola alguns princípios constitucionais da administração pública e nos remete à política do compadrio.
    Creio que o modelo de campanha já está mais do que ultrapassado. Em vez de planos sobre o que os candidatos farão, seria muito mais crível apontamentos sobre como farão, sem argumentos vagos da busca de parcerias.
    Existem muitos argumentos negativos para votar tanto em um como em outro. Nesse segundo turno não existe candidato menos pior. Além do que nenhum candidato neste segundo turno sinalizou sobre participação popular, algo que está ganhando grandes contornos em nossa cidade, que tem exigido uma democracia mais participativa e direta.
    Reflexões sobre os pontos negativos de Udo também seriam muito bem-vindas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom ponto de vista, Fábio. Concordo contigo sobre a necessidade de participação popular.

      Excluir
    2. Se minha convicção pessoal tende para uma pessoa (ou repele outra pessoa), por que eu falaria imparcialmente do adversário? Se eu acho o meu candidato o melhor, quero que o meu candidato ganhe, e para isso vou falar bem dele.

      Imparcialidade é para jornalismo profissional, como o jornal A Notícia, Notícias do Dia, etc. Descarto a Gazeta de Joinville por razões lógicas. Não é o caso do blog.

      Pode ter certeza, também, que após as eleições os membros do blog vão escrever coisas contra o Udo Döhler, caso este venha a ser eleito (e acredito que será). Nada está tão bom que não pode ser melhorado. Eu mesmo, estou fazendo campanha a favor de Udo Döhler e contra o Kennedy Nunes, porém mesmo que este seja eleito farei minha parte cobrando os itens do seu plano de governo. Lendo, relendo, e exigindo as respostas.

      Para finalizar, o blog proporciona aos leitores que escrevam aqui o que pensam a respeito. É o que aconteceu com o Eduardo Dalbosco, do PT, por exemplo. Se você quiser fazer um texto contra o Udo Döhler e favorável ao Kennedy Nunes, ou um texto imparcial, sinta-se livre para escrever e mandar para eles. Certamente o publicarão.

      Excluir
  4. Interessante Fabio, que tal você criar este texto bem elaborado e postar aqui, adoraríamos ver este seu ponto de vista referente os pontos negativos do Udo, porém somente em fatos verídicos em que haja prova que realmente ocorreu. Ou então uma comparação das propostas com a realidade como você mesmo solicitou acima. Ficamos à espera!

    ResponderExcluir
  5. É por isso que nunca votei no Kennedy. Nunca acreditei em seus devaneios. E um detalhe que pesou muito, mas muito mesmo, foi o caso das diárias da AL, cobradas mesmo quando estava em seu domicílio. Minha querida mãezinha já dizia: "Quem mexe em um centavo, mexe em um milhão".
    AW

    ResponderExcluir
  6. quero replicar esse comentário do blog que acho que foi a gota dágua para começarmos toda essa briga eleitoral:

    - ..."É óbvio que ele não terá o meu voto, ainda mais depois de aceitar o apoio de Carlito Merss"...

    Desculpem o palavreado, mas kennedy foi um imbecil ao se aliar ao carlixo.
    SE kennedy usasse apenas a presença de palco para fazer a campanha e fizesse a coligação apenas com o tebaldi, certamente iria ganhar a eleição... MAS, teve olho gordo! não se garantiu e preferiu se aliar ao pior administrador que joinville já teve, mesmo depois do carlixo declarar na imprensa que iria apoiar que desse uma secretaria para ele!
    Enfim hoje penso assim sobre o kennedy:
    -"O amigo do meu inimigo é meu inimigo também"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos, uma correção. Certamente iria ganhar a eleição não, ele já ganhou, ou você ainda acredita em virada histórica???? Sobre alianças, é política, pura e simples. Luis Henrique da Silveira convidou o Kennedy para um almoço, propôs a vice-prefeitura (para isso ele serviria a seu propósito, seria uma pessoa fora-de-série), como recusou, não presta. O próprio Carlito foi procurado pelo PMDB mas não aceitou dar apoio, virou pessoa do mal, então aceitamos, fazer política é isso!!! Já que vc mora no Vila Nova, pergunte aos colonos se o Carlixo não foi bom pra eles!!! Só criticamos o que não sabemos!!!

      Excluir
    2. Nossa bem forte essas palavras Marcos.

      Sim também estou muito chateada com tudo isso.
      E o que me deixa mais ansiosa é não ocnseguir
      abrir os olhos das pessoas...
      Na propaganda eleitoral quando vejo aquele senhor dizendo é Kennedy Kennedy na cabeça...penso pobre desse povão que mais uma vez é usado descaradamente...

      Acredito em uma revolução silenciosa
      que está acontencendo na cidade.
      Espero que ela se consolide neste fim de semana.

      Excluir
    3. @DKW ,nem tanto ...
      turismo rural aqui está abandonado, alias, todo lado oeste da cidade está abandonado, começando pela expoville que onde tinha os pedalinhos, aquele gramado está cheio de cocô de cachorros e pelo tamanho de alguns, até de "humanos" , até marmitex com comida azeda tem jogado lá.
      A XV de novembro que entra no V.Nova é uma piada, acostamento que nunca teve asfalto e os ciclistas tem que ficar dividindo pista com os carros, trânsito está insuportável por causa da falta de infra-estrutura.
      Plantação de arroz está acabando, boa parte da terra já foi vendida porque o alemão ficou de saco cheio do governo PT comprar arroz da china pra baratear a saca.
      Por falar em arroz, se não tivesse a rodovia do arroz que "não sei que governo fez", o bairro seria um caos maior ainda porque o único acesso ao centro seria pela esburacada XV, e pelo final da joão miers que é uma off-road até chegar na r. jacob do costa e silva.

      Palhaço do prefeito ainda obrigou o pessoal à fazer calçada e 1 mês depois veio quebrando tudo pra passar tubulação de esgoto...

      Pelo que me lembro, conheço Vila Nova à mais de 35 anos e isso aqui só cresceu porque aumentou a habitação local, porque de infra-estrutura aqui, isso é um enorme sítio abandonado.
      25mil habitantes/17mil eleitores/15 veículos cadastrados. e 1 acesso ao centro asfaltado, 1 posto de saúde. Se colono falar que está bom é porque ainda pensa que está no regime militar e está com medo de levar porrada da P.E. !

      Excluir
    4. É fica difícil mesmo.

      Excluir
  7. O Kennedy acha que está inventando a roda, ao propor o credenciamento de clínicas particulares para atendimento de demandas da saúde.

    Gênio! Visionário! Como que ninguém pensou nisso antes. Só se esquece o candidato, que nunca exerceu um cargo executivo (a não ser gerir uma Secretaria á uns 20 anos atrás), que as clínicas particulares de Joinville não querem realizar a prestação dos serviços com preços fixados pela Tabela SUS, dinheiro esse repassado pelo Ministério da Saúde.

    Pode chamar de cheque-consulta, chamamento, do que quiser, mas pode ter certeza: não vai vingar, como não vinga hoje e não vinga há anos! Para ser atrativo, vai ter que pagar acima do que a tabela SUS fixa e que o Ministério da Saúde repassa. Solução? Complemento pela PMJ. E dinheiro de onde, já que o que se gasta hoje em Joinville é mais do que o dobro do que fixa a legislação?

    De certo vai apelar para a "Verba de Gabinete". Mas que já está empenhada para a solução da tarifa do transporte público. E agora? Será que o pastor vai se tornar Jesus, e realizar o milagre da multiplicação dos pães?

    Demagogo. E o pai vai atrás, do "enviado de Deus" (só ele é, de certo...).

    ResponderExcluir
  8. Charles, acho muito interessante algumas das suas colocações mas as vezes me sinto enojado com suas contradições. Por exemplo, ao falar do item 3, recriminando a iniciativa privada do setor educacional.

    Você por acaso estudou na rede pública? Até onde sei, não... Mas por que não? Sua crítica por acaso foi por ter recebido uma formação ruim nas escolas em que estudaste? Acho não ter sido este o caso, senão não estava em visibilidade...

    Sendo assim, não é justo quem quiser optar por uma educação melhor para seus filhos pagar pelo diferencial de qualidade? Ou você entende que o empreendedor educacional deve trabalhar de graça?

    E afinal, irás colocar teus filhos na rede pública para sustentar sua crítica acerca de quem empreende nesta área?

    Tens idéia do que é ter uma empresa? Tens coragem de abrir e manter uma creche ou escola, ou tuas críticas é de quem não tem compromisso nenhum com educação?

    Outrosim, você por acaso não dá aulas na SOCIESC em TROCA DE DINHEIRO? Ou leciona sem receber nada? Se porventura você VISA LUCRO ao explorar a educação (como professor, mas dá no mesmo), tenha vergonha na cara: ou mude de atitude ou peça demissão.

    Ou então o falso-democrata é você!

    Abraços e amadureça mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo(a), e com relação ao item 2 do Charles, qual a sua opinião?

      Excluir
    2. Olha,acho que o Charles não quis dar esse sentido que vc discorreu,anômino das 13:46.


      Defendo um país educado e que leve a sua cultura e acredito no ensino público,sempre estudei em escola pública e hoje sou graduada.

      Mas ele tem razão quando fala na palavra lucro dos proprietários de instituição de ensino privado.

      É obvio que nenhum empreendedor educacional deve trabalhar de graça,concordo com você quando fala do diferencial que é oferecido na escola privada.

      Que bom que todos tivessem acesso ao que há de melhor,mas como não é possível a escola pública faz sua lição de casa e nas mãos de alguns professores com projetos criativos e bem elaborados tem sim se realizado muitas coisas diferentes.

      Forte abraço...de anônimo para anônimo.



      Excluir
    3. Também acredito no ensino público, mas vou fazer coro aqui. Qual o problema em explorar uma atividade perfeitamente legal e permitida pela Constituição?

      Qual o problema com alguém buscar o lucro? Tem alguém roubando? Tirando dinheiro a força dos pais de aluno?

      Quer socialismo, mude para a URSS.. opa.. já faliu...

      Não concorda com quem procura o lucro para manter sua creche ou escola sadia, coloque seu filho na rede pública que é gratuita na forma de protesto.

      Hoje 70% dos alunos no ensino superior estão na rede privada. E aí? Se não existissem as privadas onde estaria esse pessoal? Na UFSC, na UDESC?

      Eu também entendo que o Charles foi hipócrita. Ele trabalha em uma faculdade particular, ganha para dar aula e não deve ter a menor idéia do risco e da responsabilidade que é ter uma empresa. Então, estude mais para poder falar com propriedade.

      Excluir
  9. Não postou meu comentário anterior? Ué... Não gosta de ser vitrine Charles? Tenha coragem e publique.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nao acessão internet o dia todo... Só agora!

      Excluir
  10. "É cada vez mais consenso que, quanto mais espaço dermos para os automóveis, mais automóveis teremos nas ruas, em um ciclo perigoso"
    Já pensou se isso viesse de um tucano??? O mundo caia na hora.

    ResponderExcluir
  11. As kennedistas de plantão aqui falam mal do blog, pedindo um texto contra o Udo, mas não explicam porque o seu KN usou dinheiro público de supostas viagens a trabalho quando estava em Joinville. Independentemente das propostas, somente esse fato já seria relevante para não se votar nele. A pessoa se rebaixar a ponto de conseguir uns trocados a mais no final do mês já demonstra uma fragilidade de caráter. O fato de ser dinheiro público já o deveria excluir de qualquer consideração de voto dos cidadãos conscientes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem dito,André
      Não entendo mesmo apesar disso alguns insistem no KKKKK.

      Excluir
    2. Permita-me discordar. O Kennedy não estava apenas em Joinville, também foi a Rolândia e Marechal Cândido Rondon tocar harpa no grupo Dedos de David, na época que estava com o dinheiro das viagens. Piorou!

      Excluir
    3. O pior é que ninguém responde a isso. Um monte de anônimos defendendo teses genéricas mas ninguém para explicar esse uso das diárias. Essa seria uma oportunidade de ouro para esclarecer esse assunto e calar os críticos, mas pelo jeito eles não tem respostas. Isso já direciona para um parecer de culpa.

      Excluir
  12. Passamos os últimos 4 anos vendo pessoas inaptas na prefeitura, arrebentando os carros na buraqueira, vendo presidente de Fundação saindo preso; temos um deputado que nunca fez nada por Joinville e é um fanático religioso; por fim temos um ex-prefeito que tem um patrimônio não condizente com a sua renda e com trocentos processos nas costas.
    Bem meus amigos, estas 3 criaturas estão na mesma coligação, com mais uma renca de outros partidos e comissionados ávidos pela têta pública, e prontos para desviar o nosso mísero $ que poderia estar dando um jeito no Zequinha, desafogando o transito, fazendo um parque de verdade, consertando museus e escolas.
    Nós vamos entregar nossa cidade para isto?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes um fanatico religioso do que um velho racista, nao acha?

      Excluir
    2. A comparação não é essa. Você está apenas citando estereótipos que fogem da real discussão aqui. A escolha é entre um administrador com currículo (com boas ações e ações ruins) e um "comunicador-pregador-político" sem nenhuma experiência administrativa que nunca demonstrou a que veio. Cite 5 ações/atitudes/projetos do Clari que ajudaram Joinville e eu retiro o que disse.

      Excluir
    3. Da onde tiram que ele é racista? ahh deus, quanto preconceito escondido e as pessoas nem percebem --'

      Excluir
    4. Me desculpe você aí das 18:47 - Não existe coisa pior no mundo, do que o fanatismo religioso. Vire seu pescoço para o oriente.
      E se o "velho" como você chama, lhe der este tratamento, é simples: Processe! E cá entre nós, isso já nem cola mais de tanto que colaram na parede, para fazer causa de campanha. É igual a loucura dos elevados.
      Colorado

      Excluir
    5. prefiro o velho gestor e competente (racista só na tua cabeça de fanático fundamentalista) do que um demagogo hipócrita e mentiroso.

      Excluir
    6. Ao Manoel:
      Qual o patrimônio do Tebaldi? Vc sabe? Como vc acusa sem saber? Apresente fatos, não apenas boatos!
      Sim Tebaldi tem processos, e o LHS? Tem 88 processos! O Carlito tem 24, o Udo mais de 450 ações trabalhistas e mais de 30 no nome dele de sonegação e por danos morais...onde está a mão limpa deste hipócrita? E para começar, os três não estão COLIGADOS, o K55 está recebendo apoio do Tebaldi e do Carlito, que realmente não gostam muito do K55, mas que querem acabar com o reinado do coronel! E vem cá, o PMDB de LHS diz que vai resolver a saúde, pq não resolveu como governador? O que ele fez pelo Regional em 8 anos? NADA! Só pra constar, Floripa tem 14 hospitais estaduais...

      Excluir
    7. Tá ficando nervosinho porque o velho racista, amarrador de pernas das costureiras vai perder a eleição?

      Excluir
    8. Gestor...kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    9. Anônimos em geral. Ao invés de postarem "comentários" irrelevantes (como os dois últimos), porque vocês não aproveitem o espaço e a audiência para nos convencer a votar no Kennedy? Coloquem argumentos que me convençam e, quem sabe, no próximo domingo, eu acate a vossa sugestão. Se não houverem respostas, eu compreenderei que vocês não tem argumentos suficientes para se embasar e continuarão a se esconder atrás das cabines das Lan Houses.

      Excluir
    10. Ao anônimo das 22:53: não quero perder tempo contigo, ex-futuro comissionado do KCT.

      Excluir
  13. Só 8 COMENTÁRIOS? ONDE ESTÃO OS CUPINCHAS DO UDO?
    JÁ JOGARAM A TOALHA? MAS TEM QUE SER TOALHAS DOHLER!!! KKK

    ResponderExcluir
  14. Essa eleição é uma vergonha. A verdade é que nenhum dos dois candidatos está apto para ocupar o cargo maior da cidade. Antes eu pensava que seria interessante ver o CLari eleito para que os seus eleitores vissem suas mentiras. Agora eu gostaria de ver Udo eleito também para ver como será sua cumprida sua promessa. Não planos reais, concretos e positivos para Joinville. Tudo que vemos é um festival de escandalos. O pior é que de ambos os lados. Sempre gostei de política, mas dessa vez estou enojada, e como li há pouco em algum facebook, não será estranho se eu sumir fim de semana e reaparecer apenas na segunda. Saudade da época em que campnha eleitoral se baseava em promessas, carreatas e abraços em crianças e idosos.

    ResponderExcluir
  15. Todo mundo sabe como rola apoio político de segundo turno... o partido que perdeu manda uma carta com seus pedidos (secretarias cargos de 2 e terceiro escalão etc).. para os partidos do segundo turno... aquele que der mais leva o apoio...
    Não voto no kennedy por 2 motivos..
    1º bate em LHS como se LHS fosse o carlito que nao fez nada na cidade... Esquce do Centreventos, beira rio ponte da arena marques de olinda criação e integração dos terminais...
    2º Ele sempre esteve ao lado do ex governador que fez Joinville passar enormes necessidades em todos os seus governos Esperidião Amim ELE NAO ENGANA MAIS...Sinceramente voces acham que se o Amim fosse governador ia vir dinheiro para a Arena Joinville para a rua marques de olinda para a expoville ou o empréstimo do BNDES que foi feito ainda quando LHS era governador??
    3º O município gasta 50% da receita com salarios.. não possui dinheiro para realizar obras necessita de brasilia e de Florianópolis... Ngm conhce o clarikennedy e ele nao conhece ngm... ou seja não vai conseguir nenhum real.. diferente do Udo que tem o PMDB vice no estado e no planalto.. alem do senador LHS segundo político catarinense mais influente em brasília atras apenas da ministra do PT tirando que é um empresário conhecido nacionalmente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guilherme, dorzinho de cotovelo porque os Dobner não vão mais ter obrinha vagabunda em Joinville!!! Arruma outros argumentos fio!!!

      Excluir
    2. CREIO QUE ANTES DE VOCE ESCREVER INSULTOS A UMA PESSOA, PELO MENOS SE IDENTIFIQUE COM SEU NOME REAL! POIS FALAR ISSO COMO ANONIMO É TER MEDO, COVARDIA, UM SER INSIGNIFICANTE!
      POR OUTROS POST'S ATÉ PRESUMO QUEM SEJA VOCE, E NÃO ESPERAVA UMA ATITUDE DE HOMEM MESMO!

      Excluir
    3. Rapaz minha familia assim como eu trabalha sim com construção civil.. sinceramente com esse monte de obras que o deputado diz que vai fazer na cidade você não acha que eu queria que ele ganhasse??
      Eu sei quanto tempo demora para abrir uma licitação e depois de aberta quanto tempo demora para ser feito uma obra... por isso sei que não dá pra fazer esse monte de coisa que ele promete!! Me diga que empresa vai fazer um túnel de 1,5km por 13milhões se uma ponte de 11 x 20 custa 700mil? acorda rapa...
      Sobre ofensas a minha família respondo quando voce tiver um nome...

      Excluir
  16. Gostei muito do blog, mas adoraria que fosse imparcial.
    Já vi que isso é impossível aqui na cidade, cada qual com seus interesses. Lamentável!
    Criticar o nome ou apelido eleito pelo candidato é apelar pra caramba. São inúmeros os exemplos, lembram-se do Lula? Então.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse imparcial não teria a mínima graça... procure jornaizinhos tendenciosos que você vai entender o que é parcialidade. Aqui é um blog fio, se não está feliz clique no 'x' e caí fora.

      Excluir
  17. Cadê o povo deste blog????? Sabia que o alemão ia dar folga pra fábrica!!!!! Devem tá tudo na Beira-Rio pegando as Kombi e as bandeirinhas!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E depois o chamam de não sei o quê. Obrigada por nos informar. Palmas para o UDO 15.

      Excluir
  18. Parabéns pela dissertação imparcial que você apresentou... Vai ser um ótimo blogueiro quando crescer.

    ResponderExcluir
  19. O Kennedy não é Pastor. Ele é jornalista e deputado estadual. O fato dele fazer umas pregações na igreja que ele frequenta, não significa que ele seja Pastor. Eu nunca vi ele dizendo que é Pastor e nunca vi nos jornais da cidade e nas televisões alguém chamando ele de Pastor. O autor deste texto sabe que ele não é Pastor mas chama ele de Pastor pra fomentar o preconceito contra a candidatura dele e os evangélicos. Talvez, por dor de cotovelo e inveja pelo sucesso alcançado pelo Kennedy como deputado e provável prefeito enquanto eles são jornalistas totalmente desconhecidos e medíocres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora tenho que falar,ops, escrever!!!
      Esses anônimos do KKKKKK
      Queridos, vcs usam umas colocações de dar dó...
      "Jornalistas totalmente desconhecidos e medíocres"
      Bem se vê que não conhecem as pratas da casa.

      Como esses "jornalistas" são educados que até publicam esses comentários,que para mim sim podem ser considerados "medíocres" ,ainda mais sem se identificar...ai ai...bem se percebe que vcs tem pouca afinidade com as coisas que se referem a Joinville...

      Desculpinhas...mas é isso.

      Excluir
  20. Parabéns pelo texto. Vou aparecer aqui como anônimo, já que sou servidor da Prefeitura de Joinville e sei que poderá haver repreensões. Mas, quero que todos já saibam, que tão logo o Carlito e o Tebaldi abraçaram o Kennedy neste segundo turno, já tem gente, aqui dentro, que ganhou cargo comicionado. Ou seja, o cara nem ganhou mas já dando agrados e favoretismos. Se ele ganhar, a Prefeitura será igual a um guarda-roupa gigante: cheio de cabides.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. comicionado????? favoretismo????? kkkkkkkkkkkkkkkk.... Acho que você que deve ser um COMISSIONADO porque se fosse concursado saberia escrever português direito.

      Excluir
    2. Anônimo das 14:14, problemas gramaticais à parte, qual a sua resposta com relação à mensagem que o Anônimo da Prefeitura postou? Você tem algo a diz a respeito. Defenda o seu candidato. Aproveite ! Vamos lá...

      Excluir
    3. Sou servidor concursado da PMJ e posso atestar isto também, por lá os cargos do Kennedy também já começaram a ser distribuídos, todos para pessoal de carreira e de fora acostumados com as mutretas.

      Excluir
  21. Faz o seguinte, vote no Udo, e pergunte aos enfermeiros que trabalham 30 horas, como vai ficar quando o alemão descobrir que faltam 10 para fechar a carga horário do ministério do trabalho!!!!

    ResponderExcluir
  22. Charles tua opinião completamente parcial não vale nada neste caso.
    Você não torce pro Udo, vc faz CAMPANHA pra ele.
    Até estive pensando ontem sobre sua (e de seus colegas de PMDB...digo, de blog) insistência em atrasar o conselho da cidade até a sonhada eleição do Udo.
    Claro! Qual o real motivo deste senhor se candidatar se não é a "reforma" territorial do município? Quantos MILHÕES vale isso?
    Aí fica fácil abdicar do salário...e vcs são peões de LHS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente você tocou numa grande contradição, a LOT e Udo.
      Embora eu concorde com a ação que está pedindo democracia no conselho da Cidade, no caso da eleição de Udo como as coisas vão caminhar? Terão coragem de seguir adiante com esses processos? Vão fazer oposição a ele?

      Excluir
  23. Não se esqueça que no plano de governo do Udo há promessa de criação de 5 elevados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 5 é um número ideal para o tamanho da cidade... Mais que isto seria loucura!

      Excluir
  24. Charles, afinal vai votar ou não no Udo? É uma bela contradição votar nele e reclamar da falta de democracia no Conselho, já que ele é um dos maiores beneficiados com a LOT.

    E sobre o plano de mobilidade do Udo, que afirmou o seguinte: "temos que aceitar que todo jovem de 18 anos vai ter seu carro".
    Ou ainda no debate da RIC: "o usuário do transporte coletivo quer somente conforto, basta colocar um ar condicionado, fazer uma ponte que ligue o Adhemar Garcia ao Boa Vista e as pessoas vão voltar a andar de ônibus"

    E a contradição de Udo na saúde? Já não basta o exemplo do presidente do outro hospital privado da cidade, o Dalmo da Unimed e do PMDB estar avacalhando com a saúde estadual?

    E a UFSC hein Charles??? Preciso falar que a UFSC está aí para beneficiar a ACIJ novamente, assim como todas as inciativas públicas dessa cidade?

    Tenho um texto pronto desde o primeiro turno, aqui guardado, sobre os motivos de não votar no Udo, vocês do Chuva ácida aceitam públicar?

    ResponderExcluir
  25. Bando de idiotas!!! não tem nada de nome artistico seus bosta de merda!!! Todos os irmãos do kennedy são "clary", clarykennedy, clarytoni e assim vai.. e todos são conhecidos pelo final do nome, ou seja kennedy, tony... mania de criarem histórinhas... votem naquele porra nazista e sejam felizes... idiotas...

    ResponderExcluir
  26. Não, tem que ter Y pra ficar bonito: Clarizilnety.

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem