segunda-feira, 28 de maio de 2012

Um ornitorrinco na Prefeitura de Joinville?

POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO
Você sabe o que é um ornitorrinco? É aquele bicho esquisito que tem bico de pato mas não é pato. De fato, é apenas um pato construído a partir das ideias de políticos numa aliança. E a política joinvilense corre o risco de ter o seu próprio ornitorrinco nas próximas eleições. Segundo a imprensa, Luiz Henrique convidou Clarikennedy Nunes para ser vice de Udo Dohler. Sério?


É o tipo de aliança que parece tão natural quanto ver porcos a andar de bicicleta. E que levanta algumas perguntas. Será que a coisa sai? Será que Clarikennedy vai abrir mão da sua obsessão pela Prefeitura? E será que Udo Dohler vai querer aparecer junto com ele na fotografia?  Afinal, quem ganha e quem perde com essa costura? Vamos ver...

O principal beneficiado só pode ser o próprio Luiz Henrique. Houve quem tratasse a jogada do senador como ousadia. Nada disso. Parece apenas um velho cacique a caminho do ocaso, tentando mostrar que ainda consegue fazer bater os tambores da pajelança política. Afinal, até as crianças do pré-primário sabem que se Udo Dohler não chegar à Prefeitura, o cacife político de Luiz Henrique sai muitíssimo arranhado.


Clarikennedy Nunes também teria a ganhar, apesar de ter que largar o sonho da Prefeitura. Ao aparecer ao lado de Udo Dohler ganharia tempo de antena, poder de fogo e uma credibilidade que não tem. Afinal, apenas os incautos e as ovelhas do seu rebanho o levam a sério. Ok... mas parece ser muita gente, porque ele conseguiu se eleger deputado estadual e até aparece com alguma expressão nas pesquisas de opinião.


Clarikennedy Nunes é o tipo de político que pode contar cabeças, nunca cérebros. Qualquer pessoa com dois dedos de testa não leva a sério os seus delírios de poder. Mas tem o lado menos ruim: caso a aliança se concretizasse e ganhasse as eleições, ele não teria muito a fazer enquanto vice-prefeito. E a cidade ficaria a salvo da sua estroinice política. Pior se ele fosse prefeito: porque a projeção da sua imagem é a de um macaco numa loja de porcelanas.


Enfim, temos Udo Dohler. E aqui a equação é mais difícil. Porque ele poderia ganhar a Prefeitura, mas o preço é deitar por terra o capital de credibilidade com que chega à política. Qualquer aritmética simples permite ver que a soma dos votos de Udo Dohler e de Clarikennedy Nunes aumenta as hipóteses de ganhar as eleições. Mas até onde Udo Dohler está disposto a ir apenas para chegar ao poder?


Vale relembrar. Udo Dohler aparece como alguém que tem um projeto de governo. Mas se logo na sua primeira eleição começa a trabalhar por um projeto de poder, então desaparece a respeitabilidade que hoje faz diferença na sua candidatura. Todos sabemos que até este momento Udo Dohler tem sido poupado das críticas mais duras. Os seus dois principais adversários - Carlito Merss e Marco Tebaldi - não têm tido vida fácil, enquanto Udo Dohler fica a ver tudo de camarote, com a imagem intacta.


O fato é que se aderir a essa lógica de maningâncias políticas, as coisas mudam de figura. Para começar, há as circunstâncias em que a costura foi anunciada: com o empresário fora, sem tugir nem mugir. É mau para a gestão da sua imagem. Se a articulação foi feita com o empresário em viagem, o leitor pode ficar com a ideia de que ele é um puppet de Luiz Henrique. E a oposição pode começar a bater nessa tecla. Dá um bom (anti)slogan político.


Mas vamos esperar para ver o que acontece. Se você é daqueles que acham a política a segunda mais antiga profissão, o ornitorrinco está aí para provar que talvez seja a hora de rever os seus conceitos.

45 comentários:

  1. Penso quase tudo isso de Kennedy, mas quero deixar registrado um protesto contra essa obsessão por chamá-lo de Clarikennedy com evidente intenção de depreciá-lo. Parece-me bobo e muito desrespeitoso com o ser humano que tem um nome normal e escolheu usar apenas parte dele para se apresentar. Talvez eu faça essa defesa porque faço a mesma coisa, mas acho que acharia bobo do mesmo jeito. Além disso, ninguém sai por aí chamando o Xororó de Durval ou o Leonardo de Emival.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu costumo chamá-lo apenas de "Clari" simplesmente para me contrapor ao Kennedy.

      Excluir
    2. Em tempo, pior que Clarikennedy é escrever "Kenedy" (como o anônimo abaixo) e outras variações equivocadas do nome (já vi "Kenidy").

      Excluir
    3. Poxa, Cleiton Felipe. Estás tão zangado.

      Excluir
    4. Não estou zangado. É só um comentário algo que considero bobo. Só não tão bobo quanto este último. E meu nome é Clayton Felipe, Zecabaço. (ou tanto quanto este)

      Excluir
    5. Pô, Clayton, desculpa lá. É que o meu português anda meio enferrujado.

      Excluir
    6. Me considero o criador dessa história de Clarikennedy, na rádio, nas redes sociais e aqui no blog. O motivo: político que esconde o seu nome tem que "pegar no pé" mesmo, pois deveria ser o mais transparente possível.

      Excluir
    7. Português enferrujado é o máximo!

      Excluir
  2. Agora,o pior,o pior mas o pior disso tudo,
    é o OVO que esse bicho pode chocar!!!

    ResponderExcluir
  3. O "Tio" Udo pode ter milhares de defeitos. Mas, quem o conhece minimamente sabe... ele nunca foi ou será "puppet" de ninguém. E é exatamente ai que reside o problema, pois o que ele colocar na cabeça, ele fará... para o bem ou para o mal.

    ResponderExcluir
  4. A política é tão cheia de costuras que no final sempre vira uma colcha de retalhos. É tanta tramóia que é até difícil de acompanhar. Mas uma coisa vocês podem estar certos, o pastor não consegue juntar tantos assim do seu rebanho. Como sempre ando de orelha de leproso, ouvi claramente alguém dizer: uff, nem a mãe vota nele. Daí tirem suas conclusões.
    Zé Bolacha

    ResponderExcluir
  5. "É o tipo de aliança que parece tão natural quanto ver porcos a andar de bicicleta."

    É mesmo. Algo como a aliança entre o Carlito e o PP. Carlito com Voltolini de vice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isto ai. São as bandeiras queimadas por Carlito citadas no texto de sábado do Gustavo.

      Excluir
  6. O texto chama a atenção para um dado muito importante e que não tem aparecido o sufientemente: o discurso anti-Carlito se alimenta muito (com ou sem razão) de um discurso anti-políticos profissionais, anti-política. O problema é que não há isso, não no sentido próprio,pra valer. Todos agirão e agem como políticos usuais: Udo, Kenedy, Darcy, Tebaldi, Carlito, etc. Isso significa que, mesmo que haja tanta insatisfação com o atual governo, não há solução fora desse universo político que tanto se critica. É dele, com suas condicionantes que deve vir alguma "esperança". Em relação ao que o texto mais diretamente trata: o Udo, diante de todas as manobras do LHS, não é "empresário", é aprendiz de político (o que é até pior que ser político profissional) e vai agir como tal, abraçando o Kenedy se o senador "pedir" com jeito... É com esse abraço que vai governar, caso seja eleito. Então, chega dessa conversa de "gestão" e "eficiência": o padrão administrativo do Udo será o do LHS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "o padrão administrativo do Udo será o do LHS."

      Acho uma bobagem isto. Antes fosse o padrão de LHS.

      Udo, infelizmente, terá padrão próprio. Será o padrão de um empresário milionário, realizado profissionalmente e financeiramente, que no alto de sua idade, de seu poder e de sua ilusão de auto-saber e de gradeza irá desprezar conceitos básicos da administração publica e ira tentar a inaplicável gestão privada na PMJ.

      Udo, no fundo, acha o LHS um idiota e dará de ombros para ele após eleito. Será um prefeito perigoso.

      Excluir
    2. Anônimo das 12:12
      Deus te ouça!
      Se ele fizer metade da tua previsão já será um ótimo mandato. E se ele não quiser ser um prefeito perigoso, terá que fazer exatamente isso - dar de ombros para LHS.

      Excluir
    3. Concordo com o Nelson Jvlle, se Udo entrar, se entrar, profissionalizará a prefeitura, em um caminho que já foi dado a partida, e dar de ombros para LHS está ótimo para todos os funcionários que querem trabalhar, mas não podiam, pois, em época de LHS prefeito, o que fazia!
      Deixava de lado funcionários a míngua, fazer com que os mesmos fossem inúteis, sem poder de operação, tentando matar no cansaço, assim como conseguiu com muitos, para no lugar desse incompreendido, colocar o Zé da Panela do Fundo Queimado do loteamento LHS. Lá, no loteamento o Zé da Panela do fundo Queimado consegue ludibridiar a comunidade local com "surraskinho" de paleta amaciada na folha de mamão,e Glacial geladassa, para conseguir uns 5000 votos.
      Aí, o funcionário de carreira, sempre incompreendido, o que nunca faz nada, (Porque não tem autonomia, muito menos tinha recursos)tinha que ficar quieto e ver o Zé da P....... puxar o voto pro coroné, e o coroné mostrava os dentes pra ele, e com a mão cerrada em punho ao céu dizia."Isso aí velho MDM de Guerra, assim perpetuaremos aqui, e vamos "Trabalhando". O sinônimo de trabalho deles é diferente do meu. ... é daqui que vocês tiram o leitinho, então tratem de continuar ludibridiando a sua comunidade em discursos no bingo da igreja, na APP da escola, no futebol da comunidade, senão você terá que " AMARGAR" bater cartão na Döhler para ganhar seu sustento.
      Eu me abro com isso, quanta incongruência.
      Quero ver Udo querer gerir, fazer andar, e o Trem da Alegria, assim como no governo Carlito , queria" tarbalhar " bastante e não conseguiu roubar, ops, falei. E aí! Irão boicotá-lo também? O amigo de maaaaaaaaaaais de 40 anos do senador, sempre com o 15 no coração e alma, mas que não tinha tempo de correligionarizar, meu Deus, não sei de onde tirei isso.
      Bom, em tempo, se Udo "entrar", gostaria de ver a primeira reunião com o colegiado. Seria como ver o Aprendiz do Roberto Justus.
      Udo chama Tânia, ops falei, secretária do RH, Saúde, sei lá o que. Atingiu as metas Tânia, com o olhar penetrante e vidrado como seu Udo tem. E ela gagueja, começa a falar sem como saber qual a reação do Dr.Udo. Aí ele com seus assessores da Döhler, afinal não é bobo, pede para todo o secretariado sair e toma a decisão. Quando todos retornam a sala Udo diz. : Vocês todos estão fora!!!!
      É o Aprendiz ao vivo em Joinville, seria legal.
      Nas entrevistas de bastidores, iriam chorar, lamuriar, e recorrer a quem? Ao velho Mdmmmdmd,...... de guerra. Lá, ouvindo seus ensinamentos como o Mestre dos Magos fala parra Uli, tentando apaziguar, começa a se formar uma nova frente para prefeito de Joinville.
      Oras, mas não acabou de Entrar!
      Pois é, mas Seu Udo é fogo, Ele não deixa a gente "TRABALHAR" e também está velhinho né, precisamos "Pensar" na Joinville do Futuro, não podemos nos prender ao empresariado, blá, blá, blá blá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, bláblá, blá, blá.........
      Eu me divirto.

      Excluir
  7. Minha expectativa em relação ao Udo, tendo Luiz Henrique como comandante, não era das melhores. Agora então...está difícil minha gente, está dificil...

    ResponderExcluir
  8. Outro bicho que pode dar desse OVO éo pássaro KENNYDUDO!!AHAHAHAHA
    "Nois sofre,mas nóis goza!!"

    ResponderExcluir
  9. Os fins justificam os meios?

    Vale tudo (SUPOSTAMENTE) para a feitura do bem maior?

    ResponderExcluir
  10. Peemedebista decepcionado28 de maio de 2012 14:36

    Sinceramente, acho que o "projeto Udo", de Luiz Henrique, terá o mesmo resultado do "projeto Mariani", do mesmo cacique. Ou seja, conseguiu estragar um cara muito bom.
    Luiz Henrique é um Midas ao contrário na política. Ele tanto foi obcecado em não ter "sombras", que agora, nem querendo consegue. Tudo que toca, destrói!
    Há quantos anos o PMDB de Joinville não tem sequer um deputado estadual? Culpa de quem?
    O PMDB de Joinville só vai renascer no dia que alguém no partido peitar esse cara...ou esperarem ele partir dessa pra pior...mas até lá pode ser tarde e o partido já estar morto.
    No Estado ele fatiou o partido e entregou de bandeja, primeiro pro Pavan, depois o que sobrou pro Colombo, tudo pra se eleger Senador, sem dar a mínima pro partido.
    Aqui, em Jvle, entregou tudo pro Teba, que sozinho não se elegeria nem porteiro de zona. Depois o Teba mordeu a mão que o criou, bem feito, criar cobra dá nisso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahahahahahaahhaahahahahaha Muito bom!

      Excluir
    2. O pior não é o LHS ser um velho cacique a caminho do ocaso; o pior é ele arrastar uma multidão junto. Não tá na hora de aposentar o velho?

      Excluir
  11. O recado do ex ministro da reserva de informática é claro: não existe no PMDB de Joinville ninguém capacitado a concorrer a prefeito, ou pega de fora da cidade ou de fora do partido.

    Os pemedebistas dizem Amém.

    ResponderExcluir
  12. É de conhecimento de todos Senador LHS detém o poder desta cidade durante décadas .. Durante muitos anos tudo o que ele falava as pessoas diziam " amém ", no entanto o seu poder político local vem sendo desgastado ... A primeira derrota foi com a invenção de Mauro Mariani, depois agora quer criar um novo perfil de prefeito, segundo ele mais " técnico ", focado na gestão.
    Porém o que podemos perceber, que mais do que traçar planos para o desenvolvimento da nossa cidade, pretendem apenas a permanência do poder.
    O cargo de vice prefeito não pode ser oferecido de bandeja, ou comercializado como moeda de troca, pois em muitos casos o vice poderá assumir e ter em mãos a nossa cidade. A imprensa noticiou alguns meses atrás a pretenção de LHS e o governador Colombo para os próximos 20 anos. Essa aproximação significa também algo nos principais cartórios eleitorais como Florianópolis, Blumenau e Joinville.
    Podemos perceber que os caciques LHS e JKB ainda permanecem ativos na política e tentam as costuras com as suas marionetes. Apesar de muitos defenderem a postura de Udo, deixar LHS costurar as alianças sem a sua presença, mostra um futuro governo frágil e dependente de terceiros ... Como ele poderia negociar as aprovações dos projetos do executivo com a câmara dos vereadores ??? Porventura teria ele que chamar LHS para falar com os vereadores ???
    Mauro teve uma boa votação, mas não conseguiu ir para o segundo turno, será que com o Udo acontecerá a mesma coisa ?? É esperar Outubro para ver ...

    ResponderExcluir
  13. Gosto do circulo vicioso dos comentários aqui nesse espaço. Dá a sensação que quase toda Joinville comenta. Mas, será que Antonio Baço, aquele que gosta de jogar um "futebor" com a catrefa vermelha não tem nada a comentar sobre a Toupeira do nariz estrelado (Star-nosed Mole)que (des) governa Joinville? Alías, tenho a impressão que José Antonio Baço e o tal ET Barthes são a mesma pessoa. Ou será que um assina e outro posta o texto? Tipo uma mão lava a outra no quase anonimato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau! Eu sabia que um dia alguém ia desconfiar da existência do ET Barthes. Inteligentíssimo raciocínio, Anônimo: duvidar de um extraterrestre que escreve num blog é só para os gênios. Ah... e eu conheci o Tebaldi em jogos de futebol (aliás, nisso ele e o Carlito são iguais - não jogam nada). Serei tucano?

      Excluir
  14. Não, não e não sr. Baço. Você não conheceu o Tabaldi em um jogo de futebol. Você jogou futebol com ele. Você conhece mesmo é a tchurma do Carlito e as "brilhantes" mentes que o cercam. E mais, o sr. não é tucano e sim Estrelão Vermelhão. Sobre minha grandiosa descoberta, acredito que uma das mais importantes depois da pólvora,é a prova de algum dia conseguiria demonstrar minha intelectualidade. Pois é, "agora o Chuva Acida tem' um ser pensante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já joguei futebol com o Esperidião Amin. Serei careca?

      Excluir
    2. Joguei bola com um travesti,serei...?ahahahaahahahaha

      Excluir
  15. Não, Você não é careca. Você é do Partido dos "Trabalhadores" (PT)

    ResponderExcluir
  16. Bem, são tantos comentários! Uns interessantes e outros sem qualquer nexo!
    Acho que se Joinville tivesse por 4 anos Udo Dohler como prefeito, sairia muitos ratos e lacraias das tocas da cidade! Pois não aguentariam a pressão e teriam que zarpar da cidade! Quem dera isso acontecer! Joinville precisa crescer e para frente com gente honesta e capaz! Qual dos outros candidatos(os de sempre) ja fizeram algo de serio pela cidade? E quantos destes ja mancharam e sujaram as mãos na malandragem da politica porca e suja da roubalheira? Basta olhar para tras!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente... os que ja passaram só deixaram a lama por onde sempre estavam deitados... e claro, não querem largar do osso... o que Tebaldi quer ainda em Joinville? Carlito? Pelo amor de Deus... que vão criar vergonha na cara deles... uma corja de SAFADOS

      Excluir
  17. Bom, para mim, político que se preza tem que ter o mínimo de coerència. Não pode ser uma nau que muda de direção ao sabor dos ventos.Se o Kennedy aceitar ser vice de Udo, azar dele, e de nós eleitores, que corremos o risco de contar com a polarização nas eleições, o que é péssimo para a democracia

    ResponderExcluir
  18. Aff, eu achei que só eu lembrava disso, que ele tinha sido ministro da informática.
    Simone

    ResponderExcluir
  19. Posso opinar um bocadinho? Acho que qualquer um que ganhar a eleição será melhor que Carlito. Pode ser o Kennedy, o Udo, Tebalde, Xuxo e até mesmo o soldado Piaz. Só tem que tirar esse Carlito. Deus me livre do Carlito.

    ResponderExcluir
  20. Ei! A assessoria do Udo pode comentar? Se deixar ficaremos "amarrados" a opinões direcionadas. Calma aí... pra que essa corda....Vamos conversar....Ahhhhhhhhhhhhhhh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é um babaca. Já votei em Tebaldi, já votei em Carlito, e agora provavelmente votarei no Udo. Só por isto sou assessor?
      Não posso expor idéias?

      Excluir
  21. Eu só não sei como o Sr Clarikennedy Nunes vai poder gritar pedindo voto pro Sr. Udo a pedido do LHS depois da campanha de 2010 em que ele gritava na reunião do PP na sociedade Daroka em Araquari dizendo: A virada começou agora e vai ser no ninho da cobra(LHS). é muita cara de pau se posar ao lado na foto e foi pior, vi numa matéria que estava honrado com o convite. Este ano até as vacas vão voar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vaca não avoa,o que avoa é boi....

      Excluir
    2. Nem acho taaaaaanto assim. A cara de pau já ocorreu quando ele juntou-se com Darci de Matos.

      Excluir
    3. Pior que vaca e boi avoando é ver o Carlito no palanque abraçado com o Voltolini e o Adelor.

      Excluir
  22. Ei alguém já foi se informar sobre seu jeito de gerenciar a confecção? já teve corrente na maquina de costura, o irmão dele já assumiu para não falir a empresa e estes tipos de ações que a cidade precisa? espero que não vá tentar fazer na pública o que faz na privada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tenho bastante este receio. MAs por outro lado não consigo fazer a sua afirmação. A empresa dele é uma megapotência. Acho que uma das maiores do mundo. Não é qualquer cabeça que chega onde ele chegou. Sei lá.

      Excluir
  23. avoa avoa avoa aviaozinho. KkKKKKKKKK VOU AVOAR DAQUI

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem