sexta-feira, 18 de maio de 2012

Fugindo da raia, deputado Darci?

POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO
Darci de Matos anunciou que não vai ser candidato a prefeito nas próximas eleições. Ah... que surpresa! Ninguém poderia imaginar um desfecho tão inesperado. O deputado divulgou um comunicado e, lá pelas tantas, diz que vai apoiar Clarikennedy Nunes. Que remédio, né? Mas foi impressão minha ou o leitor e a leitora também notaram que é um apoio meio envergonhado?

É fácil entender a decisão de Darci de Matos. Há pessoas que nascem sem a fibra dos líderes. E vivem a eterna síndrome de Zorro e Tonto. O chato é que acabam sempre encarnando o Tonto e não se importam de viver à sombra dos projetos de outros mais ávidos pela liderança. Ops! No caso da velha política joinvilense “liderança” é um termo inadequado: não há líderes, há chefetes. Os líderes guiam, apontam caminhos, vislumbram soluções. Os chefetes apenas dominam, exercem o poder.

Darci de Matos entrou no papel Darci de Matos. E tratou de ser o que sempre foi: um ator secundário no palco da política joinvilense. O deputado é como os “escadas” dos programas de humor: levanta a bola para o ator mais importante chutar. Se fosse nos “Trapalhões”, por exemplo, ele seria uma espécie de Dedé, que não tem qualquer marca distintiva. Nunca seria um Didi, um Zacarias ou um Mussum, que tinham bordões próprios.

Se para algumas pessoas ser coadjuvante pode ser uma fatalidade, para outras é pura vocação. Há os que gostam do risco das montanhas russas, cheias de altos e baixos. E há os que preferem a platitude do lugarzinho ao sol, onde não há desafios... só consensos. Mas os consensos, todos sabemos, são negociações nas quais os mais frágeis se submetem aos interesses dos mais fortes.

Darci não parece estar talhado para liderar, correr riscos ou tormar decisões disruptoras. A vida é assim. Há pessoas que não têm genica suficiente para tomar as rédeas das situações e preferem se  submeter ao beneplácito de outros. É o perfil de alguém que nunca será líder. Porque líder é alguém que as pessoas desejam seguir. Mas nem Darci de Matos demonstra vontade de seguir Darci de Matos. A desistência de ontem é a prova.

A nota divulgada na imprensa tem statements curiosos. Ser formos ler com mais acuidade, logo na primeira frase fica evidente um grandioso nada: “É do conhecimento de todos meu compromisso com Joinville”. Não, deputado, não é evidente. Aliás, se tivesse um compromisso com Joinville temos a certeza de que iria pegar o touro pelos chifres, partir para a luta e tentar impor as suas ideias, por mais escassas que possam ser.

O seu entendimento de “compromisso com Joinville” é apoiar Clarikennedy por formalidade e acatar Tebaldi por submissão? Não, isso não é compromisso com Joinville. É compromisso com uma democracia pouco qualificada. O que os joinvilenses podem esperar de um político que se secundariza à frente de improficuidades políticas como Tebaldi e Clarikennedy?


Pearaê. Tebaldi não é aquele cara que saiu da Prefeitura com a fama de incompetente e deixando o rastro do caos atrás de si? Ei, leitores, há quem não esqueça os fatos, por mais que alguns tentem apagar essas memórias. Um compromisso com Joinville, deputado Darci de Matos, é impedir que a cidade descaia para um passado azíago e de muitas dúvidas sobre o decoro das pessoas (aliás, a justiça tem trabalhado bastante).

Não, deputado Darci de Matos, a cidade também não precisa arriscar o seu futuro com um ególatra do calibre de Clarikennedy Nunes. Afinal, é um político que criou a religião de si mesmo e venera a própria personalidade. E esse homem crente - que parece possuído por um delírio de poder - pode representar um perigo para a sanidade política da cidade. Vou relembrar algo que todos já devemos ter ouvido algum dia: um homem mentiroso mente para os outros, um homem perigoso mente para si mesmo. Vai dar mole para o perigo, deputado Darci de Matos?

Outra coisa curiosa. Darci de Matos diz ainda que “nunca escondi meu desejo de estar à frente da Prefeitura de Joinville e poder contribuir ainda mais”. É patético. Quem quer vai à luta. Mas Darci não vai, claro. Talvez para sorte de Joinville. Porque as cidades não querem ser governadas por políticos fujões.

Sabe, deputado Darci de Matos, existe uma coisa chamada história. É onde ficam registrados os fatos, especialmente os feitos mais audazes. Mas quero crer que se a história de Joinville registrar o seu nome certamente será en passant (no xadrez é também um movimento para capturar o peão). Porque, caro deputado, todos estamos cientes que dos fracos não reza a história.

Foto: Fábio Queiroz - ALESC

26 comentários:

  1. Esse Darcy é um borra botas. Michel

    ResponderExcluir
  2. Vestiu seu manto de santinho! ou Converteu-se Amém

    ResponderExcluir
  3. Pearaê! Alto lá! Data venia! Oh mago da intelectualidade política joinvilense (mesmo morando em terras lusitanas)! Me explique uma coisa. Lider = Carlito Merss? Lider = acéfalo petista? Por favor sr.
    Baço, sua ideologia vermelha já está ficando manjada. Até parece que foi convocado pela desesperada "Dinastia do Guanabara" para realizar defesas igualmente desesperadas em pról dos náufragos do navio da incomPeTência. Sim! É verdade quando afirma; "Tebaldi não é aquele cara que saiu da Prefeitura com a fama de incompetente e deixando o rastro do caos atrás de si?" Só que nesse caso, o tucano saiu com uma rejeição próximo a 30%, No entanto Sr. Baço, seu prefeito Carlito amarga algo em torno de 55% com grande possibilidade de aumentar nos próximos dias.Diante dessa premissa, é lógico afirmar que Darci de Matos ou Clarikennedy Nunes são muito mais lider do que seu fracassado prefeito Carlito Merss, do PT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Igualmente mais lógico afirmar, segundo sua premissa, que Lula, que deixou o governo com índices de aprovação que ultrapassavam os 80% é um grande líder. E FHC, que amargou índices altíssimos de rejeição, um fracassado.

      Cuidado anônimo, deste jeito não vai demorar para outro anônimo acusá-lo e à sua "ideologia vermelha".

      Excluir
    2. Texto certeiro. Prato cheio para os anônimos se esbaldarem.

      Excluir
    3. Aê,Anônimo, qual texto você leu?

      Excluir
    4. Nenhum dos três é líderes, são só "gerentões" do século XX (em desuso)

      Excluir
    5. O Anônimo, o Carlito não vale. O Carlito tem salvo conduto perpétuo na avaliação do Baço.

      Excluir
    6. Uai. Não era um texto sobre o Darci?

      Excluir
  4. Que estranho, anônimo. Não lembro de ter lido no texto nem a palavra Carlito, mto menos que seja o prefeito do Baço.
    Coisa de anônimo....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No texto não, mas no Blog tem esta informação de sobre.

      Excluir
  5. Darci sempre foi e sempre será um cavalo paraguaio. E anônimo das 22:46, sua ideologia tucana o faz piar mais do que necessário. PSDB = bandidagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PSDB = bandidagem
      PT = bandidagem(para o Baço e outros radicais extremistas não)
      PMDB = bandidagem
      PDS = bandidagem
      DEM = bandidagem

      e por ai vai.

      Excluir
    2. Radical extremista é pleonasmo.

      Excluir
    3. Não é não. É reforço.

      Excluir
  6. Dinastia do Guanabara!!! Ahahahahahahah Adogo!

    ResponderExcluir
  7. Suspeito que esse anoninmo aí de 18 de maio de 2012 22:46 é o Clari.

    Quem viver verá, opinião publicada (impressa, radiofônica, etc) é muito diferente da pública.

    Carlito vai tratorar tudo isso qdo chegar o horário eleitoral.

    Quero ver o seu Clari conseguir alguma coisa com seu micro horário na TV rs

    ResponderExcluir
  8. O Clari vai usar o minúsculo horário para fazer "propostas" e sua Gazeta para falar mal do Carlito. Quero só ver sua cara na poeira. Mas tem uma pergunta sem resposta. Será que Darci vai subir no palanque do colega de partido ou no do "amigo fraterno" do PSDB...??? kkk

    ResponderExcluir
  9. Kkkkkkkkk Aqui muitos acreditam naquela história infantil sobre a corrida da tartaruga e da lebre. Carlito, uma tartaruga sob efeito de alucinógeno vai levantar poeira? ha ha ha ha ha ha ha ha ha ha.
    O desespero faz coisas.

    ResponderExcluir
  10. A parte mais chata deste blog e perceber que o minoritário grupo que não rejeita o Carlito é maioria por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde é que o Carlito entrou nessa história? Será que eu não entendi o meu próprio texto? Burro, eu.

      Excluir
    2. Responda você.

      Excluir
    3. Respondo. Eu estava a fazer campanha para o Udo.

      Excluir
  11. Se quer contribuir para o desenvolvimento da cidade, porque abandonou o seu projeto de ser prefeito ?? Porque deixou a câmara de vereadores, e assume uma postura apagada na AL ??? Por mais que Tebaldi seja seu amigo, você não pode viver as sombras dele, e se realmente tem idéias boas para Joinville, deveria ser candidato, pois desta forma, as pessoas iriam escolher quem teria coragem para solucionar os problemas de nosso munícipio .. Pelo menos você nos poupou de um trabalho nas urnas, pois parece que lhe faltou coragem ...

    ResponderExcluir
  12. Comentário direcionado ao autor do texto:

    Qual a sua posição política?

    Você apoiaria Darci, caso ele não tivesse desistido da campanha?
    Peço que justifique a resposta.

    ResponderExcluir
  13. quanto papo furado.. que nao leva a lugar nenhum... e perdi meu tempo lendo isso.. aff!!

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem