terça-feira, 8 de maio de 2012

Lula, o presidente papa-títulos


POR GUILHERME GASSENFERTH

Lendo alguns comentários do texto de ontem do Baço (Os licenciadozinhos contra o doutor Lula) resolvi parar tudo o que estava fazendo e escrever esta resposta. É difícil aos conservadores e obtusos compreender a diferença entre o conhecimento acadêmico e o conhecimento da vida. E principalmente aceitar que o segundo é tão importante quanto o primeiro.

Ninguém é obrigado a gostar do Lula. Pode criticá-lo, pode fazer campanha para o adversário contrário (como eu fiz para o José Serra agora nas eleições de 2010), pode questionar vários atos de seu governo. Eu mesmo cansei das bobagens que o homem dizia, do apoio aos desvairados do Chavez e Moralez e à frouxidão com o Irã, dos casos de denúncias de corrupção no seio do governo, da falta de julgamento do mensalão, enfim, de tantos aspectos negativos da biografia política deste tão ilustre metalúrgico. Mas, brasileiro ou estrangeiro, petista ou tucano, doutor ou analfabeto, NINGUÉM pode tirar da biografia deste homem a ENORME contribuição que ele deu para o desenvolvimento do Brasil.

Bolsa Família não é ideia dele, mas foi o seu governo que levou dignidade e comida a milhões de brasileiros que até então viviam na extrema miséria. O Lula é considerado uma unanimidade em combate à pobreza no exterior. Ninguém no mundo inteiro fala em combate à pobreza sem mencionar Lula, Bolsa Família, Fome Zero. Gostem ou não, é assim. Já li um livro estrangeiro escrito por um Nobel da Paz que traz este tema como referência no assunto.

A economia do Brasil floresceu com a gestão Lula-Mantega. A política econômica desenvolvimentista aliada ao vertiginoso crescimento da classe média brasileira (graças a, inclusive, Bolsa Família) fez o Brasil passar a player da economia global e suportar a crise de 2008-2009, que realmente foi apenas uma marolinha.

Quero lembrar a todos que o título de doutor honoris causa é dado a pessoas eminentes que, independente de qualquer diploma, apresentaram grande contribuição a causas humanitárias ou à promoção da paz, por ações que transcendam famílias, pessoas ou instituições. Lula é, sem dúvida, um honoris causa na paz e no combate à pobreza.

Ele teve a decência de não aceitar ser condecorado como doutor honoris causa enquanto esteve no seu mandato, mas já tem este título por nove universidades brasileiras, pela renomada Universidade de Coimbra e é o primeiro latino-americano a receber o título pela prestigiada Fundação Sciences-Po, na França, que desde 1871 só o concedeu a 17 personalidades. Nunca antes na história da América Latina...

Lula também é Estadista Global do Fórum Econômico Mundial; Campeão Mundial na Luta Contra a Fome da ONU; Prêmio pela Paz Felix Houphouët-Boigny da UNESCO; medalhas, condecorações, títulos honoríficos e reconhecimentos em diversos países pelos cinco continentes.

Não me parece que a ONU, UNESCO ou Fórum Econômico Mundial tenham o hábito de bajular pessoas, muito menos brasileiras.

Aceitem ou não, podem chamá-lo de doutor honoris causa multiplex Lula. Título concedido a poucos brasileiros. Considerando que ele nasceu numa família paupérrima, veio de pau de arara, e mesmo sem estudar conseguiu alcançar tantas realizações, o mérito é ainda maior. E recomendo a quem não gostou que se cuide, pois a inveja pode lhe causar problemas no sistema digestivo.

“A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las”, disse Aristóteles.

Vida longa ao Doutor Lula! Ele merece! Ele merece!

70 comentários:

  1. "É difícil aos conservadores e obtusos compreender a diferença entre o conhecimento acadêmico e o conhecimento da vida. E principalmente aceitar que o segundo é mais importante que o primeiro."

    Duvido que seja difícil. Também duvido que algum dos críticos do texto de ontem do Baço pensem isto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, cheguei a alterar esta frase (antes de ver seu comentário, mas por um toque que o Baço me deu) porque há casos e casos. Nem sempre o conhecimento de vida se sobrepõe ao acadêmico e vice-versa.

      Excluir
  2. Associar a palavra "decência" com o nome de Lula é algo muito difícil.

    ResponderExcluir
  3. Agora a chapa esquenta de vez e os anti-petistas vão parir um tijolo!
    Zé Bolacha.

    ResponderExcluir
  4. No que você se baseia para afirmar que o "conhecimento da vida" é mais importante que o "conhecimento acadêmico" ?

    Na verdade, minha dúvida se restringe em saber o que é o conhecimento da vida?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com efeito, a afirmação foi muito absolutista, o que me fez mudá-la. Nem sempre o conhecimento que se obtém com o passar dos anos é mais importante que o das fileiras universitárias. Por isso, alterei a frase em questão.

      Quanto ao que é conhecimento de vida, eu diria que quem ilustraria bem este conceito são aqueles senhores(as) do interior, analfabetos de contas e letras, mas que sabem um montão de coisas, desde medicina com ervas a meteorologia sensitiva. Daqueles que dá gosto ficar horas ouvindo... Eis o conhecimento da vida :)

      Excluir
    2. Sim, agora ficou muito melhor e bem mais aceitável.

      E ainda questiono se é esse apenas o conhecimento da vida que devemos pensar aqui. Penso que o conhecimento da vida, o qual o Lula tem de sobra, pode ser considerado como a forma que ele lida com as situações, com as pessoas e com as adversidades.

      Eu entendo e aceito que ele teve papel importante neste começo de "igualização" de oportunidades, mas veja, não consigo aceitar que prêmios dessa magnitude sejam dados a quem fechou os olhos ao mensalão, a quem tornou o filho milionário de maneira extremamente questionável.
      É bem provável que eu esteja sendo um pouco duro demais e ignorante na ilustração, mas é o mesmo que conceder uma Medalha de Empreendedorismo ao Fernandinho Beira Mar. Aclamo-o de um lado, mas fecho os olhos para outro. Em suma, premiar um corrupto, mesmo que não se tenham provas conclusivas, é inadmissível para mim. Chamá-lo de Doutor Honoris Causa então, é fora de questão.

      Excluir
    3. Sua linha de argumentação é interessante... mas para mim, sua ilustração é um pouquinho injusta uma vez que o Fernandinho Beira Mar além de não contribuir positivamente com nenhuma causa, é um criminoso comprovado.

      O Lula tem contribuição sólida e maiúscula à causa pela qual ele recebeu as concessões.

      Excluir
    4. Concordo com o "pouquinho injusta". De fato, a comparação poderia ser mais acirrada.

      Então olhemos de outro lado. O cara que ajudou o filho a ir de zelador de zoológico à fazendeiro exportador (diga-se ainda que assim que assumiu a fazenda, foi o primeiro a ganhar o selo de exportação do gado Nelore. Empreendedor, não acha?)

      Alguns podem achar insistência minha citar o caso da fazenda, mas é cobrir com um manto messiânico quem também possivelmente roubou dinheiro do povo.

      Sim, são inegáveis as benesses que trouxe ao Brasil, mas não esqueceu de prover boa vida, questionavelmente, aos seus.

      E claro que o povo tem mais simpatia a ele do que com o FHC, mas me pergunto se essa simpatia existiria se a maioria dos brasileiros tivesse estudado. Suponha-se um bom Brasil daqui 20 anos, em que a maioria dos brasileiros seja graduado, essa simpatia existiria?!

      Após avaliar, concluo que essa empatia do povo com o Lula é devido ao seu jeito de massa e não por simpatia às suas ideias. O que o elegeu não foi seu plano de governo, suas ideias e ideologias, e sim, a campanha populista que fez.
      Então, fazendo uma ligação, dizer que ele chegou onde chegou porque a maioria assim quis é verdade, mas o que fez a maioria pensar assim foi seu apelo e não sua capacidade.

      Ou seja, com uma boa propaganda até mesmo o diabo se elegeria. Não julgo este item como diferenciador ao defender o ex-presidente. "Mesmo sem estudo, chegou onde chegou" é bem questionável.

      Excluir
    5. "Em suma, premiar um corrupto, mesmo que não se tenham provas conclusivas, é inadmissível para mim. Chamá-lo de Doutor Honoris Causa então, é fora de questão."

      Muito bom.

      Excluir
    6. "E claro que o povo tem mais simpatia a ele do que com o FHC, mas me pergunto se essa simpatia existiria se a maioria dos brasileiros tivesse estudado. Suponha-se um bom Brasil daqui 20 anos, em que a maioria dos brasileiros seja graduado, essa simpatia existiria?!"

      Claro que não, pois seria um País composto por reles "licenciadozinhos arrogantes que não conseguem ver o óbvio e vivem agarrados à "importância" do próprio canudo".

      Excluir
    7. Não entendo: ontem, eu, o Baço e outros, que temos títulos acadêmicos, eramos fanáticos lulistas. Hoje, o Lula só é o que é, porque o país é analfabeto e talvez daqui a 20 anos, com uma população mais esclarecida, seja diferente.

      Por favor, decidam-se!

      Excluir
    8. Claro que você não entende Clóvis. Não há novidade nisto.

      Excluir
    9. Clóvis, não distorça as palavras.

      Ontem a conversa se centrava apenas no Lula. Hoje, em especial neste comentário, colocamos o FHC.

      E também não considero como muito útil levar em conta a pequena amostragem de 3 ou 4 comentaristas de ontem. O Baço é de esquerda, certamente, quem o apoiar nas palavras será de esquerda.

      E quando falamos de Lula, é bom lembrar que ele é muito bem assessorado por pessoas muito competentes e muito qualificadas. O povo desconhece essas pessoas, pensa que é apenas o Lula que pensou e fez tudo, por isso a simpatia.

      Agora você, Baço e os inúmeros que vc diz que foram tachados de Lulistas, creio que simpatizem mais com a causa, com a filosofia, com o raciocínio do que com o próprio Lula.

      Excluir
    10. Eu me rendo: um anônimo sensato e com argumentos.

      Concordo parcialmente com o final de sua argumentação, embora tenha minhas dúvidas se o tal "povo", esta categoria elástica que de tão elástica cabe em qualquer discurso, enfim, tenho dúvidas se o povo é mesmo tão estúpido quanto alguns supõe. Que alguns o sejam, não duvido, que a coisa possa ser simplicada nos termos que você propõe, já não sei.

      Já fui, sim, mais simpático ao Lula, e voltei nele entusiasticamente em 1989. Gosto e elogio algumas medidas e ações dos últimos três governos - dele e da Dilma - e reprovo outras. Dou dois exemplos: acho no mínimo que ele fez um governo que poderia ter sido mais transparente no quesito de combate à corrupção, por ex.:, no que ele não se difere de outros governos, inclusive de seu antecessor, o que por si só já é lamentável. E também acho que a Dilma está a vacilar no que tange a enfrentar os grupos mais conservadores, notadamente a religiosa, que tem ganho espaços cada vez mais generosos no governo - e taí a nomeação do Crivelle que não me deixa mentir.

      Simpatizante da causa ou filosofia? Acho que não. Reitero o que disse em outro comentário, no 'post' do Baço: continuo eleitor eventual, e votarei na esquerda sempre que possível, nulo quando não. Na direita, nunca.

      Excluir
    11. Talvez você tenha essa visão do povo, pois o seu círculo social talvez seja formado de pessoas mais críticas e inteligentes, mas a realidade brasileira, a grande massa é, de fato, senão ignorante, facilmente manipulável.

      Infelizmente, a grande maioria vota baseada em campanhas. Faça um teste rápido, faça uma caminhada na rua de 20 minutos, e neste período, pergunte a 10 pessoas 1)qual a diferença entre os partidos de esquerda e direita e 2)Cite 2 partidos de cada lado. Pronto, terás a tua resposta.

      Excluir
  5. Muito bom o texto Guilherme! Praticamente uma homenagem ao ex-presidente, que diga-se de passagem, nunca será demais.
    Que ele se recupere e volte para mais um mandato.
    AW

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ops, temos aí um ponto de discordância. Eu não quero mais um mandato para o Lula! :)

      Mas concordo que homenagens ele merece!

      Excluir
    2. Gosto do Guilherme. Um cara sensato, equilibrado. Acho que não cabe mais um mandato ao Lula. Ele já brilhou demais da conta.
      Zé Bolacha.

      Excluir
    3. Eu acho que o modelo americano deveria ser implantado no Brasil: dois mandatos presidenciais e depois, aposentadoria. Um sujeito - Lula ou Bush, aliás salvo engano diplomado por uma grande universidade americana, vejam só - que chega à presidência não pode, não devem, concorrer a nenhum outro cargo eletivo. E ponto final.

      Excluir
    4. Ei Clóvis, O Bush filho é graduado em História pela Universidade de Yale. hehehehe

      Abraço
      maikon k

      Excluir
  6. O mais importantante em seu texto Guilherme, é sustentar o que vc pensa e com argumentos que podem ser provados. O que considero de pior neste tipo de premiação ao Lula, é ele se vangloriar por não ter tido chance de estudar. O que não lhe faltou foi change na vida para estudar.Um homem que é um exemplo a ser seguido...não pode colocar o estudo nesse patamar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raquel, estas frases que ele dizia: "me orgulho de não ter estudado" são um pouco infelizes, de fato. Mas temos que compreender também - ao meu ver - um outro lado da questão: mesmo sem ter estudado, o homem chegou onde chegou.

      E há ainda o aspecto do tempo. Será que se Lula tivesse dedicado tempo aos estudos teria conseguido uma carreira política tão brilhante? Será que não era justamente esta simplicidade intelectual que o faz tão adorado pelo povo?

      O povo se vê nele como não se via no brilhante FHC.

      Excluir
    2. Guilherme, na sua opinião, quem foi melhor presidente, o "Lula amado pelo povo" ou o "Brilhante FHC"?

      Excluir
    3. Haaa, essa é uma armadilha, né?

      Eu preferiria dizer que a melhor era foi a FHC-Lula.

      O FHC pavimentou a estrada para que o Lula pudesse acelerar.

      Excluir
  7. "Vocês não entendem! Todos os institutos, universidades e fundações renomadas do mundo estão errados. O que vale mesmo é a opinião de alguns joinvilenses de um blog aqui da cidade."

    P.S: Também não sou "fã" do Lula, porem, alguns pontos merecem ser reconhecidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se estão certos ou errados, isso não nos tira o direito de opinião.

      Se você apenas aceitou tudo que lhe falaram em sua vida, sem questionar ou formular uma opinião própria, certamente deve citar as comédias da globo em seus discursos.

      Estes debates no Chuva Ácida, mesmo que um pouco inflamados, por muitas vezes, já me fizeram melhorar ou até mesmo mudar minha opinião.

      Do modo como você falou, o dono da verdade é você.

      Excluir
    2. É isto ai!

      A ALESC também não está errada em detrimento deste povinho de Joinville. A opinião destes não vale nada.

      Adelor Vieira é cidadão honorário de São Francisco do Sul, Florianópolis e Itapoá e ganhador da Medalha Anita Garibaldi, por notáveis serviços prestados aos catarinenses. Tem capital político.

      Viva o Adelor Vieira!!!! VIVA o PMDB!!!

      Excluir
    3. Caro anônimo,

      Estou chocado pois "tudo o que me falaram na vida" de nada serviu. Você me abriu os olhos quanto a livros, palestras, investimento em educação, professores, discussões acadêmicas. Tudo, absolutamente tudo o que aprendi de terceiros é balela. Vou para casa rasgar os livros pois nada daquilo adianta.
      A resposta para os questionamentos da vida está aqui no Chuva Ácida!

      P.S: Opinião certa ou errada não existe. Ou até existe, para os julgadores de opinião.

      Excluir
    4. Esses anônimos merecem o título honorífico: Doutores do campo de distorção da realidade. Steve Jobs ficaria com inveja.

      Excluir
    5. É isto ai!!! Rasguemos os livros!!! Para a fogueira com eles!! E com a camisa do Baço no peito...

      Excluir
    6. Veja meu caro, não estou lhe recriminando.

      Apenas acho pouco inteligente de sua parte vir fazer críticas aos mais sortidos comentários daqui sendo que este é um espaço para discussão e debate.

      Você menospreza as opiniões aqui postadas, ironizando que se as instituições citadas deram os prêmios, estes jamais podem ser questionados. Respeito sua opinião. Darei a minha e pronto. Conforme-se! ;)

      Excluir
    7. Não é inteligente criticar os comentários mas é de extremo bom gosto ser criticado, agora entendi!
      Enfim, democrática essa sua visão. Próximo!

      Excluir
  8. agora que explicaram que o título de doutor que o Lula tem ganhado aos montes não é acadêmico e sim honorífico, é mais aceitável.

    Mas cá entre nós, é muito estranho chamar esse cara do vídeo de "dotô" http://www.youtube.com/watch?v=eAPmTQxLKwU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tão somente honorífico.

      E, de fato, em meteorologia poderiam dar um título de doutor vergonhis causa hehehehe

      Excluir
    2. Talvez alguém pudesse lembrar de dar um título honorífico a este sujeito aqui, pelos seus amplos e profundos conhecimentos em saúde pública:

      http://www.youtube.com/watch?v=-HdWug_4IyI

      Excluir
  9. Prefiro saudar o FHC !!!

    ResponderExcluir
  10. Acho que o Baço e cia gostam do Lula também porque é uma forma de se sentirem inteligentes... como o FHC não dava.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que raciocínio sofisticado. Deve ser a Teoria da Dependência do FHC trocada em miúdos: eu dependo do Lula para parecer inteligente. Bullseye! Fui descoberto!

      Excluir
    2. Inteligente pra que? Chamar aposentados de vagabundos, dizer que tem "um pé na cozinha" porque tem ascendência negra, pra ajudar o filhinho Paulo Henrique Cardoso a se sair bem na venda do Banco Nacional para o Unibanco se esbaldando em recursos públicos?

      Peraí, acho que o anônimo ali talvez tenha se referido ao mensalão do FHC, aquele de 95 ou 96, quando o príncipe dos sociólogos comprou o congresso com muita grana e ementas orçamentárias para legitimar o golpe branco que mudou a constituição e fez passar a emenda da reeleição.

      O cardápio é variado. É só escolher.

      Excluir
    3. Não dá bola não Baço, isto é coisa de "licenciadozinhos arrogantes que não conseguem ver o óbvio e vivem agarrados à "importância" do próprio canudo".

      Excluir
  11. E viva o Ademir Machado! E viva o PMDB!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. odeio FHC, no governo dele foi 8 anos que o Brasil ficou parado no tempo...Depois que o Lula entrou o Brasil chesceu, o povo gosta do Lula pela humildade dele, pela inteligencia, não é univercitário como o FHC, mas tem univercidade da vida, sabe como é dura a vida do pobre, e por isso tirou muita gente dapobresa.
      meu marido e meus filhos tem tranprtadora de veiculos, Segonheiro) e depois qus o Lula se tornou presidente nunca faltou serviço, eles transporta carros novos, e antes do Lula,os segonheiros ficavam até 2 meses sem carregar uma carreta, e depois dele triplicamos a frota de caminhões, e não falta serviço, isso é sinal que o povo estam trabalhando, e podem comprar carro novo.e assim é todo setor, só não vê quem não quér.Deus nos livre de cairmos no poder do PMDB de novo...

      Excluir
    2. Sim, sim. Outra coisa que parou no tempo com o FHC foi a inflação.

      Excluir
  12. Paulo Maluf também já ganhou alguns prêmios.

    Mas isto era antes da verdadeira globalização que vivemos...

    ResponderExcluir
  13. E quem é esse louco aí dizendo: "E viva o Ademir Machado! E viva o PMDB"?
    Quem é o Ademir Machado? Acho que perdi alguma coisa.
    Zé Bolacha

    ResponderExcluir
  14. Guilherme, parabéns pelo texto, e pelo reforço do post do Baço, que bateu os do Felipe em termos de comentários e polêmicas.
    Agora, só para refrescar a memória das viúvas do FHC: o mensalão do PT está cada vez mais abstrato, enquanto o mensalão do PSDB e mais um balaio de maracutaias dos opositores do Lula está cada vez mais materializado. Talvez seja por isto que a Veja e o pessoal do PSDB/DEM e Cia estejam tão desesperados com a CPI do Cachoeira. E quanto ao milionário filho do Lula, também é salutar uma troca de fonte de informação. Acreditar em tudo que põem nas suas caixas de emails faz mal a saúde, e leva a pagar micos como estes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu José, o senhor deveria seguir seus conselhos e pesquisar mais tbm.

      O atraso proposital no julgamento do mensalão, no STF, me parece bem materializado.

      E quanto ao menino prodígio, bem, troco sua falaciosa ironia pelo texto deste blog> http://olhoabertopr.blogspot.com.br/2010/09/sentenca-judicial-que-desnudou-o.html

      Além do blog, sugiro que acesse os processos que são citados. Depois de ler, e reconsiderar o que é "pagar micos como este" volte aqui que terei prazer em ler sua resposta.

      Excluir
    2. Continuo achando que está pagando um mico. Uma coisa é o processo de calúnia e associação de imagem contra à Veja; outra é a denuncia de enriquecimento ilícito e favorecimento, que de forma alguma foi demonstrada e julgada até agora.
      Finalizando, o blog consultado tem tanta tanta credibilidade como os pasquins e programas de alguns radialistas daqui.
      Quanto ao atraso do "mensalão", pergunte aos ministros do STF se as "provas" incontestáveis não se reduziram a indícios, e mais recentemente a armações de bicheiros com jornalistas e políticos.

      Excluir
    3. Seu José,

      Volto a lhe pedir que leia novamente. E se mesmo assim, se mesmo assim (repito) o senhor se recusar a acessar os processos, pesquise no google se achar mais fácil. Perceba que até o próprio Lula defende seu filho, intitulando-o de fenômeno. Vamos dizer que toda essa história seja uma mentira, não seria mais fácil desmentir o boato do que inventar histórias sobre como o Lulinha conseguiu tudo?E quanto ao seu ataque ao site, citei-o, pois é o que menciona todos os números de processos, deixando mais fácil pesquisar nos sites do governo.

      Quanto ao processo, eu até já pensei em perguntar para os ministros, mas penso que é melhor perguntar a quem os colocou lá, quase todos indicados do Lula. Porém, acredito no bom senso dos ministros, prefiro pensar que a política não os intimida, mas embora tal processo tenha contenha 49.914 páginas, divididas em 233 volumes e 495 apensos. E que a instrução processual foi "complicadíssima", pois os réus indicaram cerca de 650 testemunhas de defesa, "espalhadas por mais de 40 municípios situados em 18 estados e também em Portugal", acredito que a demora seja a pedido de alguém, visto que os principais relatores já entregaram os autos.

      De qualquer maneira, não mais responderei este tópico. Creio que nos declinamos do centro da discussão. Deixemos para inocentar, ou não, o Lula num tópico oportuno.

      Excluir
  15. Trolls de direita e psicopatas são o grupelho mais numeroso na web. E parece que por aqui tbém. Com certeza são da mesma bolha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Ogros sociopatas de direita, dentro de sua bolha, é que o dizem.

      Excluir
    2. Concordo. Direitistas são psicopatas.

      Excluir
  16. Vamos discutir mais sobre os problemas de nossa Joinville e menos sobre ex-presidentes. Muita discussãozinha pra ver quem fez mais ou quem roubou menos, isso acabou virando uma discussão de partidos e ideologias.

    ResponderExcluir
  17. A cada meia hora entro no blog para ler os comentários. Juro, terminei o último rindo. Se estivessem todos numa mesa de bar ou em uma mesa discutindo, já teria gente de cabeça rachada. Ou não, todos rindo como eu.
    Zé Bolacha

    ResponderExcluir
  18. Nessa discussão Lula/FHC vou dar o meu pitaco com dois exemplos.

    1 - Bill Clinton quando publicou suas memórias não dedicou uma pagina, um linha, sequer para FHC. ( Porque será ? )

    2- Você vai hoje na Europa e diz que é brasileiro a primeira palavra deles é " Lula " ( No tempo do meu pai era Pelé)


    @LuizAlaca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahhahahhahahahahahahah

      "vai hoje na Europa e diz que é brasileiro a primeira palavra deles é " Lula " "


      And the winner is: @LuizAlaca.

      Excluir
  19. Guilherme, antes do mito vamos aos fatos:

    O sr. Luiz Inácio da Silva não alcançou as supostas realizações SEM ESTUDAR. Formou-se Torneiro Mecânico em curso profissionalizante regulamentado (http://www.institutolula.org/biografia/). Profissão esta que nos anos 70 rendiam entre 5 e 10 salários mínimos, ou seja 1 degrau acima dos operadores de máquinas (chamados operários e sem formação profissional) remunerados de 2 a 5 salários mínimos.

    "Mas aí, já foi o paraíso! O Senai foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Por que? Porque aí, eu fui o primeiro filho da minha mãe a ter uma profissão, eu fui o primeiro filho da minha mãe a ganhar mais que o salário mínimo, eu fui o primeiro filho da minha mãe a ter uma casa, eu fui o primeiro a ter um carro, eu fui o primeiro a ter uma televisão, eu fui o primeiro a ter uma geladeira. Tudo por conta dessa profissão, de torneiro mecânico, por causa do Senai." Luiz Inácio da Silva -> http://www.abcdeluta.org.br/historia.asp?id_DEP=100 em depoimento

    ResponderExcluir
  20. Essa discussão é muito pertinente .. Concordo que o Lula tem os seus méritos, porém outros presidentes também contribuiram para o nosso país ... Tenho certeza que se aquele Lula de 1989 tivesse sido eleito, não seria tão popular quanto é hoje ... Aquele Lula era muito radical, tinha uma visão de extrema esquerda, o que assusta até hoje boa parte da população brasileira. No caminho das suas eleições ele foi se adaptando e mudando o seu lado radical, para um lado que ele tanto condenou, algo mais liberal.
    Na realidade, as coisas são muito fáceis de se fazer quando não se está do poder, é fato que é mais fácil ser oposição do que situação, e isso Lula soube na pele ... Quando teve o poder nas mãos sentiu a pressão das elites que insistem em querer dominar nosso páis, mas muito bem articulado conseguiu se manter, e manteve o poder na caneta.
    A comparação é injusta quando se fala em FHC e Lula, pois os dois viveram épocas diferentes .. No momento que FHC governou o país, enfrentava a inflação alta, uma democracia ainda nova e uma economia em frangalhos ... Assim como Lula enfrentou a Crise econômica mundial, e criou estratégias para a estabilização da nossa economia ...
    Como Lula tem um grande carisma e simpatia, isso o fez ser mais popular do que FHC,além de sua origem ser da massa popular, porém não deve ter mais crédito do que os outros ex-presidentes, que também contribuiram para o desenvolvimento de nosso país, cada um em seu momento ...
    Creio que essa de que ciclano é melhor, beltrano é melhor, é como no futebol as comparações entre Maradona e o Pelé ... Cada um foi o melhor no seu tempo ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe-me discordar Emerson, mas acho que a discussão Lula x FHC não cai num simplismo como time de futebol: Um foi muito mais entreguista do patrimonio público brasileiro e mais adepto do fisiologismo político que o outro. Cada um que tire suas conclusões.

      Excluir
    2. "Um foi muito mais entreguista do patrimonio público brasileiro e mais adepto do fisiologismo político que o outro"

      Pois é, esta é apenas a sua conclusão.

      Excluir
    3. Concordo com Seu José mas acredito que quem eu considero o maior fisiologista entreguista seja outro que na opinião dele.

      Esta é a beleza da democracia, todos podem estar certos, discordando e dialogando e sem a família ser obrigada a pagar a bala do tiro na cabeça.

      Excluir
    4. Engraçado, fiz a mesma leitura do Dirk. A frase como esta escrita permite que cada um possa colocar um nome diferente e continua valida.

      Excluir
  21. Tentando criar uma polêmica. O Carlito tem diploma de economista, o Tebaldi tem engenheiro sanitarista... os caras que estão "salvando" a europa são todos graduados nas melhores "univesidades". a política se transformou em ter ou não um diploma ? a política é uma coisa de técnicos ?

    maikon k

    ResponderExcluir
  22. O autor do texto de cara já diz que " NINGUÉM pode tirar da biografia deste homem a ENORME contribuição que ele deu para o desenvolvimento do Brasil". Quer dizer, já encerrou a discussão antes de começar, e jogou para algum canto (vai chamar de algum extremismo, como "ultra conservadores") quem discorda. Eu, honestamente, ainda estou procurando ver o que esse homem fez pelo Brasil. Só aparelhou o Estado, protegeu o maior escândalo de corrupção da história do país, duplicou a dívida interna, e quando o Brasil pega onda no crescimento mundial exportando commodities e, assim, incluindo mais pessoas no ciclo produtivo (principalmente mão de obra não especializada, justamente os pobres), aí é mérito do Lula. Assim fica difícil.
    E outra, Universidade é academia, é sim uma desonra dar título de doutor pra um homem que fez pouco caso do estudo a sua vida toda. "Aprendizado da vida", quer dizer malandragem? Aprender o jogo político? Isso não é motivo pra título de doutor.

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem