quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Carta ao espectro de Marx


POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO

Meu caro Karl Marx.
É provável que já tenha notado, mas, de qualquer forma, vou repetir: você morreu. Ah… e o marxismo também. É triste, eu sei, mas você tem que aceitar o fato. E é pouco simpático que o seu espectro insista em voltar ao planeta.

Não volte. Ainda um dia destes um estudante de Itajaí jogou mais uma pá de cal sobre o seu nome. É claro que o tal guri nunca leu um texto seu. Chateado? Não é preciso, porque ele parece ser um daqueles que sequer conseguem ler o menu para pedir um x-burguer.

Mas a coisa virou notícia na imprensa e o pessoal trouxe o seu espectro de volta. Já imaginou os problemas que isso causa? Se o seu fantasma continua a rondar por aí, as pessoas - os tais trabalhadores - podem começar a acreditar nos teus poderes e o caldo entorna.

Ora, isso não seria justo para os banqueiros, os multimilionários, os megaempresários ou os especuladores da bolsa. Você tem que reconhecer, caro filósofo, que esses sujeitos têm feito a lição deles direitinho. Veja o mundo que eles construíram. Os ricos estão cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres. Os países do hemisfério Norte detêm quase 85% dos recursos econômicos do planeta.

O Estado está a ser desmontado, tudo a ser privatizado. Os políticos pensam que mandam, mas já não mandam nadinha - são apenas títeres. Os trabalhadores perdem direitos e o desemprego aumenta e aumenta e aumenta. Acho que no futuro não vai haver mais essa coisa chamada emprego. Portanto, não precisamos das suas ideias.

Ah... e a tal globalização criou um monstrengo chamado "pensamento único". É que depois da queda do Muro de Berlim, o marxismo foi mais uma vez enterrado e o modelo neoliberal foi considerado vencedor. Hoje existe um neoliberalismo, mas não um neomarxismo. Perdeu, velhinho. Aliás, ali na Univali o cara inventou o “único pensamento”: é proibida a inteligência.

De qualquer forma, velho filósofo, fica sossegado, porque sei de fonte segura. O cara só não escreveu o texto porque não sabia quem era Marx. Se tu, se o Groucho, se o Harpo ou se o Chico. E também tinha o Burle, mas esse ele pensou que fosse para fazer café.

14 comentários:

  1. Calma, Baço ! INTERNET E CELULAR não fazem a revolução
    Vc é brilhante! Muito bom. Ri muito.Vc se supera a cada dia……..
    hahhahahaha
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Rebeca. Mas neste caso a piada estava pronta

      Excluir
  2. Concordo com o Baço: Karl Marx, continue no inferno!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É claro que vai continuar.Talvez não saibas sobre a vida de Marx, mas o cara era chegado numa festa. E o inferno é o melhor lugar.

      Excluir
  3. putz....as viuvas marxisistas piram...imagina se o cara realmente não tivesse lido Marx....todo dia na aula ele ouve sobre o cara...qm ta por fora pelo jeito não é bm o autor da carta...

    @duwolff

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cara é um idiota (e nunca leu Marx). Eu li Popper, Smith ou Hayek. Não concordo com nenhum deles, mas li a todos. É o dever de qualquer acadêmico. O problema do cara não é negar Marx... é negar a academia, um exercício de ignorância petulante. Quando chegar ao mercado de trabalho é capaz de dar certo: não é inteligente (porque não é páreo para os acadêmicos), mas é esperto (porque conseguiu a admiração de muita gente de poucas letras.

      Excluir
  4. Sou mais o Rasputin.

    Ele e o Ivã é que sabiam das coisas. Aliás, saudades da mãe Rússia.

    Esse negócio de Alemanha, Marx, Udo, tá com nada.

    Troca o disco chuva ácida.

    Aliás, ultimamente tá tão ácida quanto uma laranja açúcar, né?!

    Na minha ignorância

    ResponderExcluir
  5. Baço, é certo que o grande capital exerce enorme influencia no mundo. Mas, tenho uma duvida. Parte deste capital tambem nao financia as iniciativas ditas de esquerda ? Neste caso um nao depende do outro ? O que voce acha ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O capitalismo de Marx era um capitalismo de terra e trabalho. Recursos naturais eram transformados em mercadoria e o trabalho humano gerava a mais valia. O capitalismo de hoje é financeiro. Dinheiro faz dinheiro. A riqueza financeira que circula pelo planeta é muitas vezes superior aos bens existentes. Em 2007, esse dinheiro que circula no céu das redes digitais começou a vir à terra fazer a cobrança. E foi o que todos sabemos. O problema será quanto todo o dinheiro descer... aí explode o sistema.

      Excluir
    2. Neste caso, como voce avalia a pregaçao dos partidos contra o capitalismo, ou melhor, contra as fortunas, se sao elas mesmas que financiam sua existencia ? PS - isto nao é provocaçao. Estou realmente interessado em saber a opiniao de alguem que estuda o assunto.

      Excluir
    3. Não leve a mal (porque não é para levar) mas a biblioteca pública ainda deve ter um livrinho da Brasiliense chamado "O Que é o Marxismo". É um bom começo.

      Excluir
    4. Entao tá. De qualquer forma, obrigado.

      Excluir
  6. A árvore é bonita, seus frutos, entretanto, são amargos.
    As teorias econômicas e sociais de Marx foram exaustivamente testadas em dezenas de nações. Não deram certo. Provocaram muita miséria e injustiças, entre estas, genocídio e canibalismo.
    Não basta conhecer as idéias de um velho decrépito. É necessário analisar o efeito de sua obra, também decrépita.
    Prefiro o capitalismo liberal - ao estatal -, mais inteligente, inovador, voltado para a sociedade e não para a manutenção do estado e suas mordomias corporativas.

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem