sexta-feira, 17 de abril de 2015

Quem tem medo da regulação da mídia?

POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO


17 comentários:

  1. Uma agência reguladora num país como Portugal, talvez tão corrupto quanto o Brasil, porém com uma democracia mais consolidada pelas razões da UE, pode ser bem quista, como é em países ultra democráticos e éticos, como a Suécia, por exemplo. Porém, a regulamentação da mídia em países onde o populismo vem ocupando um cenário cada vez mais maior, como é o caso do Brasil, pode ser usada como manobra dos governos para controlar ao bel-prazer o conteúdo da informação nos veículos de comunicação, além de abraçar o revanchismo contra determinados conglomerados midiáticos, claro! Venezuela adota uma agência parecida que praticamente extinguiu todos os canais privados, mantendo apenas o estatal que apresenta os discursos estúpidos de Maduro. A Argentina também, com o implemento da agência, o Clarín, grande opositor dos desmandos desastrosos do governo e desafeto de Cristina Kirchner, foi o alvo. O governo argentino chegou ao ponto de controlar até da importação de papel! – é esse tipo de regulamentação que queremos no Brasil? Concordo que a agências reguladoras tem como objetivo criar uma nova ordenação deontológica e ética, aos moldes do governo. Eduardo Cunha (grata surpresa, até agora) já se posicionou contrário a qualquer regulamentação midiática imposta pelo PT, disse que na sua presidência não dará espaço para votação deste tipo de controle.

    Eduardo, Jlle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outras ditaduras comunistas como USA, Grã Bretanha e a Alemanha também tem regulação da mídia. É o caos!!!

      Excluir
    2. O Eduardo Cunha, a grata surpresa segundo você, é o mesmo que aparece citado na lista da Lava Jato? Ou é outro?

      Excluir
    3. Anônimo 10:15, esses que você citou são todos democracias consolidadas. A América Latina é um antro do populismo, qualquer jornalista estaria amedrontado com a possibilidade de um Estado populista controlar o conteúdo midiático.

      Eduardo, Jlle

      Excluir
    4. Clóvis, ao contrário de alguns políticos e ex-políticos do PT e PP, até o momento a polícia federal não apresentou conseguiu nenhuma prova concreta contra Eduardo Cunha, a não ser a delação de alguém. Até o momento o presidente da câmara está se mostrando bastante sensato.

      Eduardo, Jlle

      Excluir
    5. Eduardo, segundo a PGR só foram parar na famigerada lista aqueles políticos contra os quais o procurador Janot conseguiu, além das delações, alguma evidência concreta de culpa.

      Foi esse, aliás, o argumento que ele usou para deixar de fora nomes como o de Aécio Neves, citado em depoimentos de delação premiada, mas contra o qual, segundo Janot, não havia outra evidência além da referência a ela nestes mesmos depoimentos.

      Mas claro, você pode continuar defendendo o Eduardo Cunha - o cara que aprovou verba pra mulher de deputado voar de graça pra Brasília -, faz bastante sentido até você achar que todos os outros são culpados e só ele, bastante sensato segundo você, inocente.

      Excluir
    6. citada a tua dilma tb foi.

      Excluir
    7. Suponho que a "minha Dilma" a que você se refere seja esta: http://desafinado-blog.blogspot.com.br/2015/03/a-partilha-do-prejuizo.html

      Excluir
  2. Não consegue dar opinião sem falar na Venezuela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a Venezuela tem sempre de ser lembrada pelo populismo que destruiu aquele país. Ambos países têm mais coisas em comum além dos governos de esquerda, ambos vão amargar o pior desempenho econômico do continente, -7% na Venezuela e -1% no Brasil.

      Eduardo, Jlle

      Excluir
    2. 14:45, depois que Cuba se reaproximou dos EUA e a China produzi bugigangas que o Eduardo consome aqui no Brasil, só sobrou a Venezuela.

      Mas há algo de didático na fala do Eduardo: ele realmente acredita que a Venezuela era um país rico e pujante antes dos governos Chavez e Maduro. A ignorância é mesmo uma benção.

      Excluir
    3. Segundo o Clóvis, a Venezuela está melhor após os governos de Chávez e Maduro...
      Ora, se a ignorância é uma benção, eu não sei, mas ela cega!

      Eduardo, Jlle

      Excluir
    4. Pô, Clóvis. Por que insistes?

      Excluir
    5. Eduardo, eu não disse que a Venezuela está melhor depois de Chávez e Maduro. Isto está claro em meu comentário; que você deturpe o que eu escrevi a seu favor só confirma o quão desonesto você é como interlocutor. Mas tudo bem, trata-se do gajo que acha o Eduardo Cunha uma "grata surpresa".

      Excluir
  3. E o Eduardo, o Jlle., que acha o Eduardo Cunha uma "grata surpresa", achando que o que ameaça a liberdade de imprensa e de expressão é a regulamentação das mídias.

    http://sindijorpr.org.br/noticias/2/noticias/5893/ameaca-de-assassinato-de-jornalista-no-parana

    ResponderExcluir
  4. Delícia saber que Baço foi escanteado no A Notícia... Junto com o Popo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ainda por cima estou com uma unha encravada.

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem