quinta-feira, 29 de junho de 2017

Orkut é um exemplo de que o Google também falha

POR LEO VORTIS
Não restam dúvidas de que o Google é uma das mais importantes empresas do mundo. O lado bom é que é uma ferramenta indispensável, o mal é que sabe muito sobre cada um de nós. E pode faturar com isso. Aliás, ainda esta semana a Alphabet, dona da empresa, recebeu uma multa da Comissão Europeia no módico valor de 2,4 bilhões de euros, por práticas que teriam violado as leis europeias.

Mas o Google é uma empresa que também falha. Até porque o mundo das novas tecnologias é feito de acertos e erros. A evolução acontece por tentativas, umas mais felizes, outras destinadas ao fracasso e outras à obsolescência. E hoje trago aqui uma lista de cinco produtos da marca que simplesmente desapareceram, mas dos quais os leitores provavelmente já ouviram falar.

ORKUT
Quem não se lembra desta rede social, lançada em 2004 e depois desbancada pelo Facebook? Durou uma década e desapareceu em todo o mundo.
GOOGLE GLASS
Era uma das promessas da empresa. Óculos inteligentes, com recursos de realidade aumentada, que tinham telas semelhantes as de um telefone à frente dos olhos do usuário. Não rolou.
GOOGLE BUZZ
Através do Gmail, disponibilizava ferramentas de redes sociais como divulgação de links, atualização de status e falar com outros usuários em serviço de chat. Durou pouco mais de um ano e saiu de cena.
GOOGLE ANSWERS
O utilizador fazia perguntas e tinha respostas de um especialista no tema. Mas era preciso pagar por isso e talvez resida aí uma das causas do fracasso do produto, que teve fim em 2016.
GOOGLE VIDEO
Como o nome já diz, era um serviço transmissão de conteúdos em vídeo. Podia funcionar. Só que mais tarde a empresa assumiu o controle do Youtube e a ferramenta perdeu utilidade.


O Orkut é, talvez, o caso mais emblemático

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem