terça-feira, 8 de março de 2016

Tem brasileiro dormindo com o inimigo

POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO

Se Lula for culpado, tem que responder perante a lei. Se Dilma tiver atentado contra a Constituição, que venha o impeachment. E os brasileiros que desejam expurgar os dois da política têm o legítimo direito de pensar assim (sempre dentro do respeito pela lei, claro). Mas fica dúvida: que país surgirá caso Dilma seja impedida e Lula se torne inelegível?

É só fazer uma pequena recolha de manchetes de jornais para perceber há muita gente que anda a dormir com o inimigo.

·      É um terço SP, um terço nacional e um terço Aécio.
·      Denúncia do MPF sobre Furnas que envolve Aécio Neves volta à fase de inquérito no Rio.
·      Aécio era “o mais chato” na cobrança de propina junto à UTC, afirma delator .
·      Senador tem de explicar caso da cocaína no helicóptero, diz Aécio.
·      Dono do helicóptero do pó ganhou 3 contratos sem licitação de Aécio Neves.
·      Indenização por aeroporto de Cláudio ajudará tio de Aécio a quitar dívida.
·      Ministério Público pede para arquivar investigação sobre aeroporto em terreno da família de Aécio.
·      Escancarado esquema de corrupção tucana no Metrô de São Paulo.
·      Trens e Metrô superfaturados em 30%.
·      Lava Jato fecha cerco a Sabesp e Metrô. Tucanos e imprensa se calam.
·      Alckmin diz que cooperativa citada em fraude da merenda foi aprovada.
·      Governo Alckmin e aliados na mira do MP por esquema de propina na merenda escolar.
·      FHC usou empresa para me mandar dinheiro no exterior, diz ex-namorada.
·      Fernando Henrique Cardoso pagava a amante via empresa.
·      FHC nega ter apartamento em Paris e ataca Lula.
·      Mirian Dutra confirma: apê de luxo em Paris é de FHC.
·      Irmã de ex-amante de FHC é ‘funcionária fantasma’ no gabinete do senador José Serra, dizem jornais.
·      Serra diz que funcionária fantasma trabalha em projeto sigiloso.
·      WikiLeaks: EUA estavam preocupados com exploração do pré-sal.
·      WikiLeaks: as conversas de Serra com a Chevron sobre o pré-sal.
E, por fim:
·      Senado aprova fim da participação obrigatória da Petrobras no pré-sal.

62 comentários:

  1. Seria interessante que os links de referência estivesse todos aqui pra não deixar dúvidas e calar a boca dos hipócritas

    ResponderExcluir
  2. Nem me preocupei. São dados que deveriam ser de conhecimento geral (menos para que só vê a Globo e lê Veja). E, enfim, é copy-paste e Google. Fácil, fácil...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem lê IstoÉ, Folha de SP, Estadão e ouve JovemPan, Boechat, etc estão todos errados? Certo é ler Carta Capital? KKKK
      A ESQUERDA AGONIZAAAAAAAAA!

      Excluir
    2. Certo é ler os dois e cruzar informações. Na verdade não só os dois se conseguir ler mais melhor ainda.

      Excluir
    3. Tem um problema, anônimo. Por alguma razão alguém criou a sigla PIG. E não fui eu...

      Excluir
    4. Sim, acredito que alguns dos meios de comunicação citados pelo PIG possam ser partidários. Mas o problema é o mensageiro ou a mensagem? E o Ministério Público e a PF! Também compõe essa teia golpista? E todas as provas já encontradas? Seria esse o maior complô que o mundo já viu? Ou será apenas o delírio de uma esquerda que agoniza? Ah, quantas perguntas... heim?

      Excluir
    5. Paulo Henrique Amorim foi quem criou essa sigla. A Record, empresa de comunicação a qual ele é funcionário, não é citada no PIG. Mas a Record divulga as mesmas notícias, desfavoráveis ao governo petista. Interessante né?

      Excluir
    6. Chato esse vosso mundo em preto e branco, anônimos. Ninguém aqui é contra investigar, denunciar, esclarecer. Esse é o papel da imprensa. O problema é mentir, distorcer e ludibriar o leitor sistematicamente como essa imprensa faz.

      Excluir
    7. Mas qual foi a mentira divulgada que tanto te aborrece? O que a PF ou o MP informou sobre as investigações, que a imprensa mentiu ou distorceu os fatos? O PSDB (especialmente o Aécio) também está envolvido e a imprensa está divulgando. Vc afirmava, dias atrás, que a PF e o MP não tinham provas. Vc ainda está nessa?

      Excluir
  3. Acho que essa bandidagem a que vc se referiu, não tem mais chance nenhuma aécin (o Japa ainda vai pegá-lo), o santin FHC, o sem serra, o picole de chuchu alkmin ..... Pô, meu. Eu não quero tirar bandido pra colocar bandido. E olha que ainda existem outros. Tu não falaste do cunha, do renam, do bolsonaro, do ciro .... Tem algum mais cheiroso do que o outro? Eu não tenho a pretensão de ter a solução ... mas tenho todo o direito de dizer que quero mudança. Que quero uma população mais participativa, mais olho aberto, mais fiscalizadora. Afinal, se a bandidagem se aboletou na gestão pública, foi porque o cidadão abriu espaço. E além disso, teve a fortíssima participação da iniciativa privada orquestrando o ganho ensandecido sobre os cofres do governo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De que o Bolsonaro é acusado? Qual crime ele cometeu?

      Excluir
    2. "FURNAS."

      É? Ele foi julgado e condenado, ou isso é mais uma invenção dos petistas para tentar minar desafetos. O ex-governador Antonio Anastasia foi um exemplo desse modus operante do PT.

      Excluir
    3. Ele está na lista de Furnas como recebedor de propinas a lista foi autenticada pela PF. Agora usa o computador e vai pesquisar.

      Excluir
  4. E não é possível fazer primeiro a limpeza atual, que aparentemente está em andamento, pra depois partir para a próxima (independente do partido que viesse a assumir)?

    Ou o medo maior é que não exista força para a volta ao poder de quem for retirado agora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não creio. Estás a partir do princípio de que um único partido é responsável pela corrupção. É um erro. Até porque os dados dizem que há partidos muitos mais ativos na corrupção do que o PT.

      Excluir
    2. Na verdade a ideia é tirar o PT antes que as investigações avancem mais longe chegado a pássaros bicudos e outros animais da fauna corrupta do país.

      Excluir
    3. Porra, Anônimo. Eu ganho para dar aulas. Faz tu o trabalho de casa. Vais pesquisar e encontras esses dados. Hoje existe uma coisa chamada "Google". Experimenta, porra!

      Excluir
    4. kk, o cara ainda manda procurar no google...
      vamos ver, se eu digitar "PSDB partido mais corrupto que o PT" eu devo encontrar uma fonte confiável, um Brasil247, um chuva ácida, né?

      Excluir
    5. Vou ajudar, mas não abusa. Googleia "TSE ranking corrupção" ou "MCCE ranking corrupção".

      Excluir
    6. cara, eu amo dados, e gosto principalmente dos detalhes.

      http://www.prpa.mpf.mp.br/institucional/prpa/campanhas/politicoscassadosdossie.pdf

      os dados são de 2000 a 2007, lá se vão 10 anos. meio velho prá se tirar conclusões sobre o momento atual, né?

      Excluir
  5. Talvez você não estava aqui no início da década de 90 quando Itamar Franco, até então um ilustre desconhecido, ocupou a presidência deixada por Collor. O que veio depois de Itamar, todos sabem, mas nunca é demais lembrar: a estabilidade econômica e o retorno da confiança nas instituições federais.

    Não importa quem leve o poder após a derrocada de Dilma Rousseff, terá apoio da maioria na câmara e no senado, como ocorreu no governo de Itamar Franco (exceto do PT, que na época também não quis fazer um governo de coalisão para reconstruir o Brasil pós impeachment, aliás o PT era a oposição burra e virulenta já naquela época).

    O PT já mostrou a que veio. Há tempos atrás eu pensava com os meus botões “como pode um partido assaltar o erário em nome de uma ideologia? ” Como eu estava enganado... Não foi em nome de uma ideologia, pelo menos não uma política, mas em nome de um grupo criminoso que sequestrou o Estado e vem tentando, de todas maneiras possíveis, se manter no poder.

    Sobre essas acusações contra outros partidos e políticos, creio que a maioria é infundada, e as que têm consistência devem ser investigadas e os seus autores, punidos. O Fato é que nunca na história deste país se roubou tanto e com tantas consequências negativas. O objetivo primordial é enxotar Dilma Rousseff do poder, porque a população acredita que ela seja, no mínimo, cúmplice dessa bandalheira toda. Depois veremos o que fazer com o novo ocupante do cargo. Um problema de cada vez, pois já temos vários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um análise interessante, Antônio Carlos. Mas discordo principalmente da parte do "nunca na história deste país se roubou tanto". Entrei para as redações há três décadas e os jornalistas sempre tiveram a consciência de que havia muita sacanagem. Só que naqueles tempos era problemático investigar. O que não acontece hoje. Daí essa tua percepção. Quanto às acusações a outros partidos serem "infundadas" é o teu olhar mais ideológico. Até porque na lista de políticos apanhados em corrupção a maioria é de outros partidos que não o PT.

      Excluir
    2. José, eles quebraram uma estatal que praticamente monopoliza a extração e o refinamento de petróleo num país de 200 milhões de habitantes.

      Havia roubo antes? Claro que sim, sobretudo numa economia com inflação de 1.000%/ano, mas nunca de forma tão deslavada quanto agora e com valores tão exorbitantes.

      Excluir
    3. Antônio, em primeiro lugar sugiro que vejas a lista dos beneficiados no escândalo da Petrobras. E entramos numa aporia. Não podemos dizer que hoje o roubo é maior, porque não sabemos como era antes. Mas afirmo, sem medo de errar, que a mídia tem um papel importantíssimo aí, porque sempre foi conivente com o poder e as informações não chegavam às ruas. A diferença é que agora há investigação e, por consequência, mais transparência. E vale lembrar que o Governo Federal não tem interferido.

      Excluir
    4. A mídia tem um papel fundamental, sim. Mas a mesma mídia que hoje é criticada por transmitir o andamento das investigações Lava-Jato, foi também a responsável por ascender a figura de um metalúrgico sindicalista à presidência do país. A figura do Lula sempre foi mostrada pela mídia de forma bastante caricata e simpática aos olhos da população. Tanto que no segundo mandato do presidente os veículos de informação cunharam o termo “Lulinha Paz e Amor”, pelo fato do então presidente sorridente passar ileso pelo mensalão e ignorar reformas políticas necessárias que lhe trariam algum ônus. Mas naquela época o país surfava na onda dos commodities inflacionados, com a economia crescendo e gerando empregos.

      Olhe o exemplo da Veja, a demonizada pelo PT. Na época do impeachment de Collor, petistas levavam consigo pelas ruas a capa da Veja, Isto É, Manchete e outras que criticavam o governo, hoje é diferente...
      A Veja criticou Collor, Itamar, FHC, Lula, Dilma... Esse é o papel da imprensa. Mas o pensamento dos petistas é: inimigo do meu inimigo é o meu amigo; inimigo do meu amigo é meu inimigo.
      O problema deste país não está nos veículos de informação, mas na política.

      Excluir
    5. Parece que o governo federal tem interferido sim, segundo o ex-lider do PT no senado, Delcídio do Amaral, que agora é tido como “não confiável” pelos seus pares.
      Delcídio afirma que Dilma Rousseff e José Eduardo Cardozo tentaram obstruir a justiça em conversas estranhas com o ministro Lewandowski (num encontro aí em Portugal) e com a seleção de um elemento do MPF que votou favorável a soltura de empresários indiciados na Lava-Jato, dentre eles Marcelo Odebrecht. Se essa prática for comprovada (que eu particularmente acho difícil, a não ser que apareçam outras delações), Dilma Rousseff não vai precisar passar nem por um impeachment.

      Excluir
    6. Acho que essa coisa do encontro em Portugal já foi esclarecida (acredita quem quer). Mas veremos até que ponto a oposição vai validar essa pretensa declaração de Delcídio, em especial agora que os nomes de Aécio Neves ou o de Renan Calheiros, entre outros, foram mencionados. Sabe como é, né?

      Excluir
    7. Antônio Carlos, a Veja mudou. Mas esteve sempre à caça de Lula. Só que agora mais ainda. Aliás, a mudança de editor tem muito a ver com essa posição. É provável que a caça continue, mas talvez sem invenções, distorções ou mentiras deslavadas. E tem outra coisa: quem conhece a mídia nos países desenvolvidos nunca vai concordar contigo.

      Excluir
  6. Esta mulher é uma irresponsável!

    Ontem eu vi ela dizendo que a oposição está “dividindo” o país e é culpa da oposição a situação calamitosa por que passa o Brasil.

    Não, Dilma Rousseff não é só uma irresponsável, ela é muito mais do que isso.

    Vejamos. Não foi a oposição que veio com essa história do “nós contra eles”, dividindo brancos e negros, pobres e ricos, homens e mulheres, homos e héteros. A oposição é a menor parte nas duas casas, a situação é quem detém a maior fatia dos deputados e senadores, então porque ela não tem apoio de sua base aliada? Aliás, cadê o PT para pedir a volta da CPMF? Cadê o PT para apoiar a reforma previdenciária que Dilma tanto almeja? Os petistas são espertos! Eles querem que a oposição e o PMDB aprovem medidas necessárias, mas impopulares, para que o PT passe incólume aos olhos desses imbecis que ainda apoiam o partido.

    Eduardo, Jlle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estranho como imbecis são sempre os outros, né Eduardo?

      Excluir
  7. Fazendo uma ponte com o texto do autor, lembro que em todos os governos democráticos, pós-ditadura, o candidato que perdera a eleição telefonava para o vencedor que reproduzia os cumprimentos no primeiro discurso. Quando o vencedor de uma eleição adota esse gesto que é, no mínimo, nobre e aguardado, ele está celebrando a finalização da disputa eleitoral e abrindo o governo para discussão com a oposição. Dona Dilma Rousseff, de forma consciente, não fez isto. Aos olhos dos leigos este gesto parece um ato falho ou um sentimento de mágoa pela disputa acirrada. Acontece que aos olhos da política a ação da presidente foi o mesmo que dizer que ela não precisava governar com a oposição. Uma oposição que recebeu 48% dos votos válidos, e ainda houve 19% ou 27,7 milhões de pessoas que se abstiveram de votar. Ou seja, as incapacidades política e técnica de Dilma Rousseff somaram-se ao seu egocentrismo. Hoje, já nas cordas do ringue, lançada por sua própria base política (Delcídio do Amaral, deputados petistas e Hélio Bicudo), dona Dilma Rousseff se diz “disposta” a conversar com a oposição. Tarde demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema com Dilma foi o taticismo. Mas as táticas deram errado. Tinha que partir para o confronto com a oposição e aclarar as águas. Faltou coragem.

      Excluir
    2. Como partir para o confronto com a oposição formal se ela tem oposição dentro em sua própria base aliada?

      Excluir
    3. Tinha que peitar. Até porque era uma maneira de se livrar dos elos mais cediços.

      Excluir
    4. Até porque quem sustenta a presidenta no poder não são os políticos da base aliada, mas sim o povo que não vai aceitar golpe.

      Excluir
    5. L.A. Alves,

      Quer dizer que o STF chancelou o impedimento? Porque nesta semana o próprio tribunal apresentou o acórdão de como deve se proceder a votação na câmara e no senado. O crime de responsabilidade já foi reconhecido, basta os políticos avaliarem se são suficientes para o afastamento da presidente. Óbvio que a decisão é política uma vez que foi reconhecido o crime. Não existe golpe, pare de reproduzir essa ladainha que a própria base governista não reproduz mais. Quanto ao povo, 60% quer a saída da presidente (isso antes da denúncia de que ela estaria atrapalhando as investigações da Lava-Jato) e 90% desaprovam seu governo. A retórica de que ela tem 52% dos votos já não é mais legítima, pois os que votaram em Dilma hoje a querem fora do governo porque muitos perderam emprego ou seus salários estão sendo carcomidos pela inflação provocada pela “nova matriz macroeconômica”, lançada em 2009 e continuada por Dilma nos anos seguintes, mesmo com 10/10 economistas sérios (os economistas da Unicamp não contam como economistas!) sugerindo que ela retorna-se ao programa anterior. Dilma Rousseff preferiu dobrar a aposta e destruiu a economia brasileira. O mínimo que ela merece é ser impedida, e depois responder por seus atos na justiça, ela e Guido Mantega.

      Excluir
    6. (os erros de pt e concordância ocorrem porque estou digitando do celular e não enxergo bem a tela)

      Excluir
    7. Ok. Antônio, celular é mesmo um troço complicado de digitar.
      Mas não é questão de repetir militância até porque não milito em partido algum. Porém não posso concordar contigo de que não há um golpe em andamento, iria dizer sútil, mas não é sútil, escancaradamente seguem-se os passos de 1964.
      Não gostar do governo eu não gosto. Acho que se acovardou diante de temas importantes. Jamais bateu, nem firme nem fracamente, na sonegação de impostos que é um mal maior que a corrupção e também ausentou-se da luta contra as desigualdades sociais. Mas daí a querer tirar a presidenta do governo só porque ela não me agrada mais, não rola.
      O processo de impeachment deve seguir como manda a lei, apesar de que me assusta um processo dessa seriedade ser conduzido por um político como Eduardo Cunha, notoriamente comprometido em atrapalhar as investigações sobre suas acusações de corrupção.
      Quanto a Dilma ter atrapalhado as investigações da LJ isso é lenda. Pois, nem moralizar ela não mandou. Pois uma investigação onde vaza informação sigilosa por tudo quanto que é lado, minto, só vaza pra um lado. Poem-se escuta clandestina na cela do preso. Prende a cunhada de alguém por engano. Intima-se um homônimo por engano, arma-se um circo em torno de um ex-presidente, etc Nem exigir reparação desses casos ela pediu o que seria justo e era necessário que dirá atrapalhar! Acho que isso é lenda da oposição.
      Eu sinceramente espero que ela termine o seu mandato e que venham as eleições de 2018 e que cada um vote em quem quiser. Pois o que me preocupa é esse bando de gente pedindo militares, ditadura, etc.

      Excluir
  8. Se for culpado o fim é o mesmo para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que não se pode é decidir quem são os culpados para depois encontrar o crime. É a negação o estado de direito.

      Excluir
  9. “Se me prenderem, viro herói. Se me matarem, viro mártir. Se me deixarem solto, viro presidente.”

    Lula.

    Pois é, a sociedade brasileira despolitizada criou um monstro, uma jararaca como o próprio se definiu. Não há mais espaço para esse tipo de velhaco na política.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A frase não é do Lula. Foi criada nas redes sociais...

      Excluir
    2. Mas reflete muito bem o medo do PSDB.

      Excluir
    3. Bom, a Dilma disse que ela não sai. Se ela disse que não sai e mantiver a concordância de seus atos nos últimos anos, ela, na verdade, vai sair.
      Mas o problema é que concordância não é o forte dos esquerdistas.

      Excluir
  10. Não se preocupe, Baço. Já estão querendo levar Lula para algum ministério de modo a se beneficiar do foro privilegiado concedido pelo cargo. Afinal ele não deve nada mesmo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu, em situações normais essa solução seria para recriminar. Mas se eu estivesse no lugar do Lula aceitava um ministério na hora. A caça há muito passou dos limites da lei. E contra o que se mostra com uma espécie de ditadura do Judiciário, melhor se precaver.

      Excluir
    2. Não, mas agora, além da oposição ser comprada pela CIA (EUA), a PF, o MPF e o Judiciário também foram?
      Caramba, esses porcos capitalistas são foda mesmo!

      "Vai Lula, vai para o ministério da justiça!"
      Hehehehe

      Excluir
    3. Baço, você está cego!

      Excluir
    4. Eu, o Stevie Wonder, o Homero...

      Excluir
    5. “Meu, em situações normais essa solução seria para recriminar. Mas se eu estivesse no lugar do Lula aceitava um ministério na hora. A caça há muito passou dos limites da lei. E contra o que se mostra com uma espécie de ditadura do Judiciário, melhor se precaver.”

      Mas então você acredita na inocência de Eduardo Cunha até que se prove a fonte do dinheiro que ele tem depositado nas contas bancárias suíças, é isso? Porque no caso do Lula, já foi comprovado que o tríplex pertence a ele, e que o sitio tem como dono um laranja. Basta agora investigar o porquê de as empreiteiras investirem milhões nas duas obras.

      Quanto ao convite a Lula feito por Dilma, qual a diferença em colocar mais um investigado por corrupção para fazer parte do governo se já temos em situação semelhante um presidente do Senado, outro da Câmara e a própria presidente está respondendo a um impedimento por crime de responsabilidade fiscal e denunciada por obstrução da justiça?

      Excluir
    6. Sério? Queres mesmo comparar o caso Lula com o caso Eduardo Cunha? Sério mesmo ou estás apenas a ser abestado?

      Excluir
    7. Na verdade os dois são inocentes até transito em julgado. só acho que o Cunha deveria se afastar do cargo para não atrapalhar as investigações e para dar um pouco mais de credibilidade a uma instituição tão sofrida quanto o Congresso Nacional.

      Excluir
    8. Olha, eu acho que o Cunha é uma menininha do lado do Lula.

      Excluir
    9. Olha, eu acho que tu és um tontinho, anônimo. Mas vê como eu sou simpático. Até estou aqui a te dar trela...

      Excluir
  11. O BAÇO é o Diogo Mainardi das Esquerdas !! Vive no primeiro mundo e desce lenha na oposição !!!! Kkkkk abç. Du grego

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mainardi? Tá querendo guerra?

      Excluir
    2. Se o Lula é uma jararaca, deve ser daquelas de laboratório: com álcool até a tampa! Ou como diz o Diogo Mainardi, é uma lombriga, um parasita que habita no intestino do poder!

      Excluir
    3. Diogo Mainardi duas vezes no mesmo post? Vamos lá... há limites para as ofensas.

      Excluir
    4. KKK, o contraditório, é sempre ofensa por aqui! Já a queima das bandeiras do Brasil... cri, cri, cri (grilos)! KKK

      Excluir
    5. Contraditório pressupõe argumentos, né não?

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem