quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Tacanhas com diplomas fazem estatísticas

POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO

Um dia destes, o Guilherme Gassenferth, que já integrou o time do Chuva Ácida, publicou, numa rede social, os resultados de uma pesquisa da Datafolha sobre a intenção de voto para presidente por escolaridade. O que chamou a atenção foi ele ter usado a expressão “mais instruídos” para descrever os apoiantes de Marina Silva.

Fiz um comentário a dizer que ele se referia a pessoas com diploma e não necessariamente mais instruídas (aliás, instruído pode ser sinônimo de adestrado). O fato é que nos dias de hoje ter um diploma não dá grandes garantias, apesar de o canudo ainda ter peso no Brasil. Aliás, convenhamos, isso é simples resultado do apartheid social e educacional em que o país sempre viveu.

Quando olho para as pesquisas lembro da tirada extraordinária de Millôr Fernandes, para quem “estatística é a ciência de torturar os números até que eles confessem”. Mas neste caso a tortura é dispensável. Quando se olha para os números é indiscutível que as pessoas com curso superior  preferem Marina Silva (43%), deixando Dilma Rousseff  (23%) e Aécio Neves (22%) para trás.

Mas essa relação entre diploma e instrução carece de substância científica. Nem preciso ir longe. Basta lembrar que Silas Malafaia, um dos mais destacados apoiantes de Marina Silva, tem diploma de psicólogo (Freud, Reich, Jung e Lacan devem estar a chutar lápides de tanta decepção). Vocês, leitor e leitora, conhecem alguém mais obscurantista que o telepastor? Podemos considerar instruída uma mente tão tacanha? Mas entra na estatística.

Se formos ler os números de forma absoluta é possível concordar com a pesquisa. Mas uma relativização dos dados pode mostrar outra coisa. Se subirmos a fasquia para pessoas com grau superior ao de simples licenciatura ou bacharelado, sou capaz de apostar que os números de Marina Silva despencam. Pode ser defeito do meu círculo de amizades, mas não conheço qualquer mestre ou doutor que cogite votar na senhora.

As pesquisas valem o que valem. E os números podem dar a impressão de que as pessoas “instruídas” apoiam Marina Silva. Mas não parece que isso encontre respaldo na realidade. Aliás, sobre a relação instrução-diploma recomendo uma leitura de um texto publicado hoje no “The New York Times” sobre os custos econômicos das falhas na educação (aqui)

É como diz o velho deitado: "O que a natureza não dá, Salamanca não empresta".

23 comentários:

  1. Concordo. O que tem de intelectualóide esquerdista adestrado com diploma na parede não é brincadeira, independente do nível de formação.

    Em suma, psicólogos, estatísticos, economistas ou engenheiros com simples diploma de graduação que votam em Marina ou Aécio têm seus votos questionados, ao contrários dos jornalecos, sociólogos, historiadores ou Ph.D.’s que jubilaram ou passaram 2/3 de suas vidas comendo nas cantinas universitárias, produzem quase nada para a sociedade, mas votam em Dilma para manutenção disto que temos aí.

    José

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Restaurante Universitário é RU. Cantina Universitária é CU? Tem muito sociólogo, historiador e phD que come, sim.

      Excluir
  2. Como alguém ja falou, com muita propriedade: "Diploma não tira a burrice de ninguém".

    ResponderExcluir
  3. Diploma hoje se compra em qualquer esquina. Cursos wallita são o tipo de negócio que mais prosperaram no País na área educacional-mercenária nos ultimos tempos. E como a nova classe média e "C incluída" (aquela mesma da definição da Maria C. Tavares) é o cliente em potencial destas "instituições", nada mais normal que o resultado destas pesquisas. Baço, também não conheço no meu círculo de amizades um doutor ou mestre que vote neste blefe chamado Marina Silva.

    ResponderExcluir
  4. Silas Malafaia NÃO apoia Marina Silva. Pelo contrário, desde 2010 a presidenciável é alvo de duras críticas feitas pelo homem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erro meu. Não apoia, teleguia.

      Excluir
    2. Malafaia declarou apoio à Marina ontem após a sua pressão ser atendida pela candidata-blefe. Este é o Brasil contemporâneo, entrando na era das trevas 600 anos depois....
      http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/152147/Ap%C3%B3s-press%C3%A3o-Malafaia-declara-apoio-a-Marina.htm

      Excluir
    3. E o Sarney, o Maluf e o Collor apóiam a Dilma. Bela companhia.

      Excluir
    4. E se somarmos essas três companhias ainda não é suficiente. A Companhia de Jesus é mais poderosa.

      Excluir
  5. Não comentarei as estatísticas nem o artigo. Só quero aproveitar a oportunidade pra dizer que o Guilherme continua fazendo uma falta danada aqui no Chuva Ácida.

    ResponderExcluir
  6. O problema, nestes casos, é generalizar ou não generalizar. Por exemplo, a primeira frase do quarto parágrafo serviria também para analisar a última do quinto.

    ResponderExcluir
  7. Essa é do Bob Fernandes

    Um amigo, desconfiando das pesquisas, resolveu fazer a sua. Entre duas e quatro horas da madrugada ligou para 1.738 prováveis eleitores. Perguntou em quem iria votar a pessoa. Sessenta e dois por cento responderam "na sua mãe".

    Outros 38% até gritaram:

    -...na puta que o pariu!!!

    Donde o amigo concluiu que a mãe dele será eleita no 1º turno. Abestadinho do PT

    ResponderExcluir
  8. O tamanho da exposição da Marina no blog demonstra que a ameaça ao status quo da Nomenklatura Petista é real.

    Acredito que a parcela dos semi-letrados que possuem um diploma na parede é grande mesmo no Brasil. Afinal são 22% desses que preferem a Dilma. Uma parcela significativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda tem gente que pendura diploma na parede? Legal. Eu tenho um diploma de Datilografia. Vou pendurar.

      Excluir
    2. O nosso recém convertido naturalista André Guarani Kaiowa só esqueceu que segundo o Ibope de há pouco Dilma tem 37% entre letrados, semi-letrados e iletrados...e tu nem percebeu ainda que o assunto Marina está bombando deste jeito por aqui por que ela é pop?!

      Excluir
  9. Engraçado ver esquerdistas tentando puxar o tapete de esquerdistas; Sunitas Vs. Xiitas.

    Que percam os dois!

    ResponderExcluir
  10. Felicidade!
    Passei no vestibular
    Mas a faculdade
    É particular
    Particular!
    Ela é particular
    Particular!
    Ela é particular...

    Livros tão caros
    Tanta taxa prá pagar
    Meu dinheiro muito raro
    Alguém teve que emprestar
    O meu dinheiro
    Alguém teve que emprestar
    O meu dinheiro
    Alguém teve que emprestar...

    Morei no subúrbio
    Andei de trem atrasado
    Do trabalho ia prá aula
    Sem jantar e bem cansado
    Mas lá em casa
    À meia-noite
    Tinha sempre a me esperar
    Um punhado de problemas
    E criança prá criar...

    Para criar!
    Só criança prá criar
    Para criar!
    Só criança prá criar...

    Mas felizmente
    Eu consegui me formar
    Mas da minha formatura
    Não cheguei participar
    Faltou dinheiro prá beca
    E também pro meu anel
    Nem o diretor careca
    Entregou o meu papel...

    O meu papel!
    Meu canudo de papel
    O meu papel!
    Meu canudo de papel...

    E depois de tantos anos
    Só decepções, desenganos
    Dizem que sou um burguês
    Muito privilegiado
    Mas burgueses são vocês
    Eu não passo
    De um pobre coitado
    E quem quiser ser como eu
    Vai ter é que penar um bocado
    Um bom bocado!
    Vai penar um bom bocado
    Um bom bocado!
    Vai penar um bom bocado
    Um bom bocado!
    Vai penar um bom bocado...

    ( O Pequeno Burguês -Martinho da Vila )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www2.planalto.gov.br/centrais-de-conteudos/imagens/aniversario-de-60-anos-do-jornal-o-dia/dilma-cumprimenta-o-cantor-martinho-da-vila.jpg/image_view_fullscreen

      Excluir
  11. Qual é a meta de comentários para esse post??
    +1, parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Desde que o PT deixe o poder, quem assume tô nem ai...

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem