sexta-feira, 12 de abril de 2013

Carlito deixou saudades


POR FABIANA A. VIEIRA
Tenho lido em alguns posts na internet que o povo já anda com saudades do Carlito. Muitas dessas publicações vem de simpatizantes do PT, ou mesmo de pessoas que colaboraram de alguma forma no governo ou base aliada, claro, mas quero me referir a outro público, aquele da crítica pela crítica. Para esse público, não importa o que o Carlito fez, tentou fazer, ou não tenha feito: a crítica é quase perseguidora e intransigente.

Acabou que para esses, a culpa é sempre do Carlito. Essa frase já virou até chavão: a culpa é do Carlito. Ora, quando ocupava a cadeira da prefeitura não foram poucas as críticas sobre sua postura, ou a falta de, sobre os problemas da cidade. Até aí acho justo. Talvez o Carlito não tenha utilizado um "antítodo" a tempo, e a moda pegou (leia-se antítodo como comunicação ou mesmo firmeza nas decisões). Não quero falar sobre os erros e acertos do Carlito no governo. Eu, que trabalhei lá, sei que os erros não foram poucos. Acho que olhando pra trás, o Carlito também sabe. Mas sei que houve acertos, e muitos.

O que quero dizer é sobre essa crítica doentia que não cessa. Esses dias estava lendo sobre um manifesto contra o Feliciano e um infeliz fez uma referência que culpava o Carlito e quem tinha trabalhado com ele. Outro dia lia uma publicação sobre a alta do preço do tomate e outra pessoa citou o Carlito, em Joinville. 

Eu acho que essas pessoas estão mesmo é com saudade do Carlito. Saudade porque o Carlito não reage. Daí é fácil bater. É como uma válvula de escape. Você sabe que não terá retorno, daí então pode extravasar todas suas frustrações em uma figura quase caricata. 

Se o Carlito souber utilizar bem essa crítica toda, pode até salvar o que resta da sua imagem. Afinal a crítica nada mais é do que "apreciação minuciosa", segundo o dicionário. Mas falando mesmo em crítica, finalizo com o pensamento de um escritor americano que serve para reflexão não só do Carlito, mas para todo o povo da comunicação política. "O mal de quase todos nós é que preferimos ser arruinados pelo elogio a ser salvos pela crítica". 

83 comentários:

  1. A autora do post e' literalmente uma viuva de Carlito, pois e' casada com Eduardo Dalbosco. Questiono se o chuva acida deveria permitir postagens dela sobre este tema. Fica parecendo o gazeta de Joimville...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nosso esforço é o de fazer com que o Chuva Ácida seja um espaço onde as pessoas possam dizer o que pensam... e não o que os outros querem ouvir.

      Excluir
    2. Eu curti Baço!

      Excluir
  2. Viúva do Carlito, eu? Risos...peço que leia o texto de novo. Acho que você não entendeu. Não venha com pré-conceitos prontos. Pense um pouco, ou no mímino, converse com alguém que me conheça e tire suas conclusões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dalbosco vivia do salário de Carlito. Assim sendo, és viuva sim, bem viuva.

      Excluir
    2. Continuo achando que você não entendeu o texto. E a palavra viúva tem outro significado para mim.

      Excluir
    3. Pra mim o sentido e' este mesmo.

      Excluir
  3. Acho engraçadas, para não dizer ridículas as opiniões sobre o ex-prefeito de Joinville. Quando no Governo Carlito a classe empresarial abraçou o Hospital São José, numa atitude de estar junto e angariar recursos e colaborar financeiramente com o mesmo? Quando a imprensa, que sempre pegou pesado com o governo anterior, hoje deixa de divulgar o abandono dos bairros de Joinville, os buuracos em todas as ruas, das periféricas às mais nobres, mostrando descaso com os munícipes?
    Erros de gestão aconteceram no governo anterior, mesmo porque houveram inúmeros boicotes. Mas temos que ter o bom senso de admitir que muito foi feito por Joinville. A lei municipal da acessibilidade garantindo uma política pública de inclusão pouco foi citada e garante direitos às pessoas com as mais diversas deficiências. Devemos ser imparciais, criticar e/ou elogiar com fundamento e sem paixões.

    Saudades sempre existirão de qualquer governo que pense e haja para todos! Rita de Cássia Fernandes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se devemos criticar/elogiar sem paixões, sugiro que você de o exemplo, algo que você nao fez.

      Excluir
    2. Obrigada pela participação, Rita. Aliás, as ações desenvolvidas pelos direitos às pessoas com deficiências tiveram bons resultados mesmo. Sei da sua luta para que isso fosse possível. Parabéns!

      Excluir
  4. Nemli e nemlerey!

    Decepção com o Chuva Ácida...

    ResponderExcluir
  5. O que o chuva nao deveria permitir, sao esses comentários onde a pessoa se esconde atras de um "anônimo", mas vamos ao texto. O Carlito ja deixou saudades sim. Um prefeito q nao se rendeu aos bocas pagas dessa cidade, pra falarem bem dele em troca de algun$$$$$. Carlito fez muito por toda sua gente, sem discriminar ninguem. Mas a cidade tem as pessoas q criticam pelo fato de ser o PT, um partido q transformou o pais e estava transformando 160 anos de jvlle. Parabens pelo texto Fabiana, eu estou com saudades do Carlito sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... por você nao ser anônimo, Iuri, reconheci que você era comissionado do governo Carlito. Entendo, desta forma, suas saudades.

      Excluir
    2. Não permitir comentários anônimos? Por que? E a liberdade de querer ficar no armário, não se expor?

      Excluir
    3. Esse seu discursinho dizendo q eu era comissionado e por isso sinto saudades ja ta ultrapassado. Tenho meu trabalho e nao dependo de cargos. Ja ser anônimo e atacar as pessoas c essa sua raiva e sua PTfobia pra mim mostra o quanto vc é covarde e nao ataca as idéias esconde as pessoas.

      Excluir
    4. O Iuri nunca foi comissionado do governo.

      Excluir
    5. Não fui eu. Nao tenho pq me esconder. Ja vc, deve ter motivos dos bem baixos e covardes pra se esconder. No meu nome tem meu email meus perfis, vc é um ridículo frustrado ,

      Excluir
    6. Certamente sou ridículo aos olhos de muitos... Acho que a vida e' assim mesmo. E frustrações, caraca, tenho muitas. Quem era mesmo o candidato que você apoiou ano passado? Foi o Marquinhos?

      Excluir
  6. Não consigo entender esta "carlitofobia" que parte dos joinvillenses possuem; sem motivos aparentes e sólidos, embasando-se na midiazinha local (que até agora não se manifestou negativamente quanto ao atual governo) continuam o criticando sem mesmo ele estar no poder. Joinville não está preparada para um plano de governo moderno, sustentável, social e com base em política pública, o joinvillense quer um patrão, alguém que tome as rédias e a governe como uma empresa privada, sem participação da sociedade.
    É uma questão cultural o joinvillense repudiar qualquer governante e simpatizando do PT, a impressão que me passa é que o joinvillense não pode ver o povo ter prosperidade, apenas os patrões e burgueses podem...

    Tenho saudades do Carlito, sim, e mesmo assim espero que o atual governo faça um bom trabalho, para todos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim...tão cultural esta repudia ao PT que Carlito fez a enorme votação para Federal em 2004 e para prefeito em 2008. Cultural mesmo e' a incapacidade em admitir o obvio para sobreviver, admitir que Carlito foi um fracasso tão grande que seus milhares de eleitores, decepcionados, abandonaram o barco.

      Se a constatação da incompetência de Carlito e' carlitofobia, que assim seja.

      Excluir
  7. Quem sabe um dia se discutirá idéias e ações e não pessoas. Fabiana não pode falar, porque é "viúva do Carlito". Quantas "viúvas do Freitag, do Luiz Henrique e do Tebaldi" deitavam e rolavam por aqui? Deveriam ser caladas? Impedidas de opinar? Claro que não. Falavam fornecendo parâmetros, história, dados. Agora talvez silenciem, por razões desconhecidas, o que é uma pena. Fabi, querida, é claro que nenhum governo é perfeito, nenhum de nós é. Tenho orgulho de ter trabalhado com Carlito, contigo e tantos outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas uma viuva.

      Excluir
    2. Essa é mesmo!

      Excluir
    3. Obrigada pela participação, Roberta. Também prefiro criticar/debater ideias. Um abraço

      Excluir
    4. até já imagino quem sejam os anônimos raivosos das 08:39 e 10:41. Que pensem alguns que eu estou "mortinha". Estou é de volta aos meandros jurídicos e judiciais, que me habilitam a pedir em causa própria a revelação do ID e processar qualquer comentário em relação a minha pessoa, que extrapole a livre manifestação de pensamento e resvale para injuria, calúnia e difamação. A começar pelo anonimato, que é proibido.

      Excluir
    5. Roberta, então quer dizer que você ficou ofendida com o termo viúva? Você acha mesmo que algum juiz ou desembargador vai considerar injúria ou difamação (obviamente calúnia não é) alguém ter comentado que você é viúva de Carlito? Impossível.

      O termo viúva é amplamente usado pela população sempre que alguém perde o cargo comissionado dentro de um governo quando este governo perde o poder. E foi o seu caso. Simples assim, e seu excesso de sensibilidade não combina com a mulher que aparentava ser forte até ano passado.

      Durante alguns dias, todo mês, as mulheres são seres difíceis. Não sei se este é o caso. Vai saber.

      Excluir
    6. então anônimo das 10:07 voce claramente mostra que ela não é viúva, afinal saiu antes do fim do governo para candidatar-se a vereadora.
      Eu entendo que viúva são os que dependem da vida política, ela não, até porque ganha mais como advogada.
      Falar sobre alguns dias do mês é pura falta de argumento.

      Excluir
    7. haha, avisaram-me do comentário tipo "TPM". Achei engraçado, pois o nobre colega (obviamente que se trata de um) ia bem até cometer essa escorregadela. Não, não me ofendi, só lembrei alguns que adoram usar o anonimato para se exceder na manifestação de pensamento, que agora não preciso mais contratar advogado para processá-los. Ganho mais dinheiro na iniciativa privada e com umas indenizaçõezinhas que ainda não prescreveram, recupero o que deixei de ganhar quando assumi cargo público.
      Ah, saí antes e não voltei ao cargo, até porque nunca precisei dele. Parece-me que alguns aqui rapidamente assumiram um e silenciaram, ao passo que outras viúvas, do PMDB, do Tebaldi, tão eloquentes ficaram a ver navios...Mas sempre sobra a opção para elas de tentar emplacar um projetinho aqui, outro acolá. Ou começar a ficar ácidas novamente, quando Herr Dohler disser: keine Chance (Chance zero, alguns já ouviram isso...)

      Excluir
  8. Saudades do Carlito é exagero, o pecado dele foi ter sido do PT, o que criou espectativa em nós classe trabalhadora, acreditando numa sigla salvadora, mas ao se juntar aos outros partidos e se sucatear ele abriu mão de legislar pelo povo e governou em nome daqueles ao qual teve que fazer suas alianças...errar faz parte dos que trabalham, trair é que não.

    ResponderExcluir
  9. LHS,Carlito,Tebaldi e Udo foram beneficiados politicamente e eleitos pois chegaram a prefeitura apoiados por outros partidos. Os partidos apoiadores depois cobram cargos e inviabilizam a administração em função da perpetuação do poder. O PMDB foi o grande beneficiado com os quatros prefeitos. E o próprio Udo terá seu governo prejudicado pela máquina devoradora de cargos chamada PMDB. Esse é um problema que só será evitado com o fim das alianças entre partidos. Quem quase conseguiu quebrar essa sequência foi Kennedy Nunes no primeiro turno das eleições municipais em 2012. Kennedy chegaria ao poder praticamente sozinho se não aceitasse o apoio do PT e do PSDB. Mas a crise não foi gerada por Carlito...a gestão pública no Brasil está em crise. Ou o administrador enfrenta os irresponsáveis que querem apenas mamar na prefeitura e desmonta a burocracia ou estará fadado ao fracasso. Mas nesse momento é muito difícil...Udo já ofereceu cargos até mesmo ao PT...daí tu tiras. Carlito tinha um projeto que não foi compartilhado por todos...pois nem só de esgoto sanitário viverá o homem.

    ResponderExcluir
  10. Valsoni Celestino12 de abril de 2013 23:12

    A Fabiana A. Vieira tem toda razão no texto dela. É claro que quem não gosta de Democracia Popular vai reclamar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como seria possível nao gostar de democracia popular?

      Excluir
    2. O Juliano Carvalho tem razão. O PMDB é um partido devorador de cargos. E Udo não conseguiu se livrar deles. Abstadinho do PT

      Excluir
  11. Isso também me incomoda, Fabi. Embora eu tenha feito minhas críticas, sempre tentei ponderar para não fazer a crítica simplesmente por fazer. Esperava mais de um governo do PT em relação à postura política, à firmeza iedeológica que, no final das contas (e é sempre assim) é a primeira coisa da qual se abre mão no nosso tipo de democracia. Por outro lado, a raiva que alguns setores continuam ostentando em relação ao governo anterior é injustificável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi essa raiva gratuita que me inspirou a escrever o texto, Elisa. Sabia que ela ia aparecer, me atacando e atacando qualquer pessoa que prefere debater ideias, sem paixões quase insanas. Obrigada pela participação.

      Excluir
    2. Foi a mesma raiva gratuita que os seus lideres despejaram em nós quando criticávamos construtivamente os erros de sua administração.

      Nada mais justo vocês sentirem na pele o que passamos estes últimos tempos.

      Para vocês, os encastelados, estava tudo bem, tudo bom.

      Nós, que votamos no Carlito gratuitamente e estávamos na rua e que tínhamos o termômetro da merda que estavam fazendo, acabaram os argumentos para defender o governo, pois nem de informação faziam questão de nos abastecer.

      Nos sentimos traídos, minha cara. O que estás sentindo é um décimo que passamos esses últimos quatro anos.

      Excluir
  12. Não tenho saudades da administração do Carlito e creio que nem a população, ou é preciso lembrar o resultado das urnas? Uma administração incompetente, cercada por incompetentes. E que ainda vão à Brasília... tsc tsc, bem genuíno.

    ResponderExcluir
  13. plano de governo moderno e sustentável HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA HAHAHAHHAHAHAHAHA peraí, pegando fôlego

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHA
    hahahahahahahahhaha UHAUHASUHAHUSUHAHUAUHAHU EIHEIHAIHEIHAHIAHIIH
    lol
    LOL

    pronto

    ResponderExcluir
  14. Muito bom, Fabi.
    Concordo com vc e, apesar de tudo, ainda tenho apreço pelo Carlito e suas ideias.
    Deprimente eh ler comentários de gente que nao entendeu o texto, ou pior, nem leu ou lerá, mas perdeu tempo pra comentar. Vc criticou a crítica pela crítica e foi o que recebeu, preconceito por ter feito parte do governo.
    "Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta." Ja diria Einstein.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A arrogância também Fernanda.

      Excluir
    2. Obrigada, Fernanda. Sabia que esse preconceito ia aparecer em algum momento. Como se o fato de eu ter trabalhado no governo me descredenciasse para debatê-lo. Acho o contrário. Tenho minhas críticas, minhas convicções, decepções e alegrias. Obrigada pela participação.

      Excluir
  15. Ei alguém comente o texto do jordi sobre a LOT ta até feio!kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkk, esse é o pior do chuva, kkkkkkk
      só o Lipe é da hora, o resto kkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Não precisa comentar o texto da LOT, os comentários aqui e principalmente a resureição de muitos que estavam "mortinhos" mostrou que o texto da Fabiana foi perfeito, trouxe de volta muita coisa e muitas pessoas que estiveram no palco recentemente.
      Parábens Fabiana.!

      Excluir
    3. kkkk, desculpa Jordi! A risada foi inevitável. Mas o anônimo das 8:43 foi muito engraçado.

      Excluir
  16. Critiquei e muito a gestão do Prefeito Carlito, mas hoje revejo algumas posições. Já se passaram 100 dias e o que temos? Uma administração clientelista que privilegia empresários e setores da construção civil;busca pela eficiência e resultados sem se importar com a cidadania.Possui viés autoritário e centralizador. Quando o Prefeito começar a protestar tudo mundo por dívidas de IPTU e ISS, quero ver...Um legislativo cooptado, onde existem 17 despachantes do Poder Executivo e apenas dois vereadores opositores, o que é péssimo para a democracia.No Governo Carlito, chamavam isto de fisiologismo, agora o nome é Governabilidade.Para nós, nos Bairros(Sto Antônio) tudo continua na mesma: ruas esburacadas; bocas de lobo e tubulações pluviais semi destruídas e que não funcionam, causando alagamentos com qualquer chuvinha mais forte; pontos de ônibus depredados;liberação de licenças para construir prédios com uma velocidade impressionante pelos órgãos públicos; não regulamentação do EIV-estudo de impacto de vizinhança. Para abrilhantar, fazem uma campanha imoral vendendo camisetas a R$ 50,00 para doar dinheiro ao São José.Ora, quantas entidades que fazem um serviço fantástico de trabalho voluntário, como associação de deficientes, estão precisando de apoiso financeiro.Utilizar dinheiro privado para fazer campanha de marketing para o prefeito, com apoio da falcoaria desenvolvimentistas,é uma ofensa a nossa inteligência. Este é o início de Governo para quem prometeu 300 km de asfalto, resolver os problemas da saúde e governar para os mais pobres. Decididamente, ainda é cedo para dizer que estou com saudades do Carlito, mas não adianta culpá-lo pelo início desta falaciosa administração direcionada ao neoclientelismo econômico, cujo prenúncio, dá sinais claros que será muito pior para a população.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, e esses problemas de ruas esburacadas, bocas de lobo destruídas, pontos de ônibus depredados, etc etc etc é consequência de qual governo, Udo ou Carlito?

      Na frente da minha casa há um terreno que a prefeitura, no governo Carlito, usava para despejar terra que seria usada nas obras de saneamento das redondezas. Ficou um bom tempo vindo e indo caminhão com terra. E havia também uma boca de lobo. Uma boca de lobo que simplesmente deixou de existir nesse meio tempo. O buraco foi destruído com essa mesma terra da prefeitura.

      O problema é que quando chove forte, o primeiro lugar a alagar é ali mesmo, onde havia uma boca de lobo. Depois de um tempinho vieram e consertaram. Ou tentaram. Porque o trabalho foi tão porco (não querendo ofender os porcos) que alaga do mesmo jeito.

      E os pontos de ônibus são outra piada. Os poucos que ainda prestam são herança de governos anteriores ao Carlito. Porque os mais recentes são outro trabalho porco que consiste em dois tubos na vertical, um pedaço de madeira na horizontal, e um punhado de telha eternit. Sem contar os pontos retirados e que não foram repostos. E os estragados que não foram consertados, como um que tem na frente da Câmara de Vereadores.

      Ainda espero que o trabalho feito pela prefeitura no governo Udo seja de melhor qualidade.

      E sinceramente acho ingenuidade acreditar que em 100 dias será feito tudo o que foi negligenciado em 4 anos.

      O jeito é esperar para ver.

      Excluir
    2. Cara esse Gustavo e bipolar o cara até processou o ex prefeito! Vai entender o sujeito.

      Excluir
    3. Tais de brincadeira né? Só o que o Carlito fez para privilegiar empresas de ônibus e empresas de coleta de lixo no apagar das luzes (que foi até reportagem da revista IstoÉ) já derruba seu argumento... A festa no São José também vai acabar, ministério público já tá em cima, e tudo indica que muita coisa vai mudar!
      Prefiro as migalhas do setor privado do que canalizar dinheiro público para o ralo das ratazanas que ficam no esgoto de boca aberta esperando a papinha cair...
      Tá aí agora, não vejo nada de ruim o setor privado investir em coisas como um novo Heliponto, algo que era uma vergonha não ter um decente em Joinville, sobretudo em um hospital como o São José...
      Vocês viúvas do Carlito querem é que o Udo se ferre mesmo e leve a cidade junto para o ralo como o Carlito fez, mas isto não vai acontecer, to vendo melhoras substanciais em vários setores agora que a prefeitura foi liberada de tanta incompetência e gente MAMANDO NAS TETAS... Muita gente tá se doendo...

      Excluir
    4. Que enganado você está gatonildo....eu torço e muito para que Joinville fique melhor, independente de Udo, Carlito ou quem venha pela frente.

      Excluir
    5. Achei o texto do Gustavo perfeito. Sintetizou o principal. Udo já deu mostra que seu governo será igual ou pior do que o do Carlito. Infelizmente receio que será pior, pois é do PMDB de LHS. Udo quer e vai governar apenas para os empresários. Alías, uma pergunta que não quer calar. Como ele ela está fazendo para administrar a Döhler e a PMJ simultaneamente? Uma das duas está sendo negligenciada.

      Excluir
    6. Só não está enganado com relação à reportagem da IstoÉ.

      Excluir
  17. Convenhamos, o governo Carlito não foi aquilo tudo, na verdade podemos dizer que foi tão fraco que só é bem visto por militantes e pelos menos esclarecidos e quem realmente sente a falta dele era o plantel comissionado de sanguessugas que de nada entende de administração. Sim a culpa não foi inteiramente dele (e foi, pelas escolhas feitas e pela falta de um pulso forte, decisivo), o fracasso em seu governo se deve ha sua má assessoria, aos seus "colegas" de trabalho que deslumbraram no poder uma maneira de ser o símbolo do próprio partido, uma estrela. Todos ali buscavam o estrelismo e pouco se importavam com a administração ou com a cidade. Mesmo assim Fabiana obrigado pelas pitadas cômicas e ironicas que seu texto proporcionou e parabéns pela sua tentativa de ressuscitar o Carlito que de tão apagado, nem a atual gestão utiliza-se da desculpa que os problemas são da gestão anterior com fazia a gestão Pt durante todo o mandato. Lembre-se legislativo não é executivo e de boa intenção o inferno está cheio. Em certos momentos chego a pensar que quem tirou a vitória do Kennedy no segundo turno foi o apoio que ele recebeu de seu amigo vencido nas urnas logo no primeiro turno. Que o Carlito fique onde está, curtindo a aposentadoria, apagado, fazendo o que melhor sabe fazer, e que não fique sozinho leve junto sua constelação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em parte com sua opinião. Você tem razão quando diz sobre o estrelismo de alguns e, por isso, preferi sair desse círculo. Também tenho minhas críticas. O que não se jusfifica, como propus no artigo, é a crítica pela crítica e essa raiva gratuita. Obrigada pela participação.

      Excluir
  18. Lembre-se Fabiana “o maior inimigo de um governo é um povo culto” Jô Soares.

    ResponderExcluir
  19. Muito legal as suas palavras Fabiana, a crítica pela crítica sempre vai ser uma coisa menor e desconstrutiva. Para mim falar do Governo Carlito é complicado, pois foi justamente neste período que tive senão a maior, uma das maiores frustrações de minha vida. Como petista desde 1981, fui obrigado a entregar meu cargo no meio da gestão pela prepotência e mediocridade de parte da sua equipe, o que resultou na minha desfiliação e apoio a outro candidato após uma vida acreditando em ideais. Reconheço que boa parte da equipe de governo partilhava de sonhos e anseios como os meus, e o resultado se reflete em parte na questão do saneamento e inclusão social que a cidade ganhou. Por outro lado os erros foram sucessivos e crescentes, alguns primários, outros pelas péssimas companhias e influências que o nosso ex-prefeito preferiu optar.
    Por fim endosso o comentário do Gustavo, acho que saímos de um governo que pecou pelo amadorismo e falta de iniciativas, para o outro lado da moeda (ps: eu votei no Udo no 2º turno) em que o tipo de público preferencial é outro, o privado é referência para tudo, e a galera que estava afastada voltou com toda a sua ganância. Mas devo confessar que dificilmente terei saudades da antiga gestão.

    ResponderExcluir
  20. Longe (muito longe) de mim querer defender o Carlito ou quem o defenda.
    Porém, depois de algumas experiências cheguei a conclusão que o lobo mau não é só maldade. Da mesma forma que o chapeuzinho vermelho também não é nenhuma santa.
    Entendo que o que acontece é fruto de um extremismo. Ou o cabra é bom, ou o cabra é mau. Se o bicho não canta a minha música é oposição. Perdemos o hábito do dialogo, de ouvir, de tentar entender o outro ponto de vista e de aceitar que existem interesses diferentes.

    "Todo mundo tem a sua razão. O que atrapalha é a razão dos outros"

    Não conheci o Carlito. Se chegou onde chegou, tanso não é. O problema é que se isolou e se cercou dos que se agrupavam e se auto elogiavam. Um vício de origem caracteristico do PT. Se é do partido “é bão”; se não é, .... é oposição/ do contra/amardiçoado/ filhododemo/facção dazelites/capitalismo pequenoburgues ... e por aí vai. Pois então .... deu um tiro no pé.

    É tanta gente querendo se pendurar na aba do chapéu que uma hora ele rasga.

    Já mencionei isso antes . Que tenha sido a experiência com o Carlito o fundo da piscina a nos dar impulso de volta à tonada qualidade de vida.
    Só criticar é facil .... temos que dar nosso quinhão de tempo ao coletivo e exercitar o debate...... sem embate.
    Então, para que o episódio não torne a acontecer, devemos, nós cidadãos - eu , vc (anônimo também) seu vizinho, seu chefe, sua sogra (fundamental) .... todos nos comprometermos a cobrar, examinar e acompanhar de perto os atos da atual administração. É hora de aproveitar o início desta nova jornada para mostrar que a cidade tem seus interesses coletivos e que estes devem ser defendidos por seus cidadãos.
    Se deixar livre e solto na mão dos eleitos ... corremos o risco de assistir o replay

    ResponderExcluir
  21. Caro Anônimo. Bipolar é a vovozinha. Eu apenas fiz uma crítica, a qual você não entendeu, pois não disse que estava defendendo o Governo Carlito, apenas revendo minhas posições. Não votei nem no Carlito e nem no UDO. E não tenho obrigação de dizer em quem votei ou se anulei o meu voto. Processei sim o ex-Prefeito e obtive o exito desejado, como processaria você se fosse homem suficiente para se identificar e não se esconder no anonimato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba! Você iria processar o cara so' porque ele disse que você e' bipolar? O contraste do seu texto calmo com esta atitude me parece algo bem bipolar...

      Excluir
    2. ahahah, o anônimo e o guto correm o risco de se lambuzar de baton. é típico!

      Excluir
  22. Rodrigo Tomaselli15 de abril de 2013 10:58

    A crítica pela crítica é um problema recorrente entre todos aqueles que tem ideais definidos e uma ideologia que não aceita que se pense de forma diferente.
    Do mesmo modo que o Carlito agora é alvo, Tebaldi, Luiz Henrique, Lula e FHC já o foram. Indo mais longe e acessando comentários de qualquer site de notícias veremos a crítica pela crítica presente, seja sobre quem está no poder ou sobre quem já esteve.
    Cabe a cada um saber diferenciar e peneirar aquilo que tem sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haja peneira, Rodrigo. Risos....Obrigada pela participação por aqui.

      Excluir
  23. TÔ COM SAUDADE DO CARLITO PORQUE ELE NÃO FAZIA NADA , MAS NO FUNDO ATÉ TENTAVA !!!
    JÁ O UDO NÃO FAZ NADA , NÃO TENTA , SÓ TENTA PASSAR A CONTA PROS OUTROS ... PRO GOV DE SC PRINCIPALMENTE...

    VAI SER ENGRAÇADO NO FINAL :
    O Governo Carlito era pro povo e não fez nada !
    O Governo UDO era dos empresário e não faz nada !

    kkkkkkk

    e dizem que é presente de grego !!

    Não ponham a culpa em mim , EU não mandei presente algum...
    du grego !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como que o Udo não faz nada?

      Ele empossou o Sidnei Sabel na regional de Pirabeiraba para que o Rodrigo Tomazi assumisse uma vaga na câmara de vereadores.

      O mesmo Sidnei que foi secretário regional na gestão Carlito.

      O mesmo Rodrigo que foi secretário de desenvolvimento do Carlito.

      E não venham me dizer que foi para agradar o Moacir Tomazi, pai do Rodrigo, só por que o Udo e ele fazem parte da maçonaria, por que é pura mentira.

      Excluir
    2. Udo deixou de ser maçom fazem muitos e muitos anos.'.

      Quanto ao Sidnei, achei ele um ótimo secretário. Até por isto que fez tantos votos. Já o Rodrigo... pra mim é um zero a esquerda.

      Excluir
  24. Acho que cheguei atrasado. Mas vamos lá:

    Carlito não deixa saudades por que agiu como um traidor.

    Foi eleito pelos humildes, mas governou articulando com o empresariado e com o PMDB, que o apunhalaram pelas costas, enquanto nós, os que criticavam construtivamente os erros que vocês cometiam, éramos tratados como adversários.

    E agora a cidade está ai, entregue aos seus verdadeiros donos, para que continuem a estupra-lá da maneira que lhe convier.

    NelsonJoi@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem, Nelson.
      Votei no Udo, porque não queria que o Kennedy levasse.
      Daí realmente, estaríamos em maus lençóis.

      Excluir
  25. A verdade, Fabiana, é que não é somente o seu texto que é atacado na figura da escritora e, não, no que está escrito. Ocorre que, além das "viúvas" do Carlito, do Tebaldi, do LHS, além das atuais "mulheres" e "amantes" do Governo do PMDB, existem muitas amantes fiéis do preconceito gratuito e da raivinha barata. Amantes que só promovem ofensas que transcendem qualquer análise crítica do fato e partem para o ataque pessoal. Pra essas pessoas não cola a desculpa da PMJ nao ter dinheiro. Pra essas pessoas, em 100 dias o Carlito teria que ter dado um jeito na saúde. Pra essas pessoas um buraco na rua o rendeu o prefeito mais incompetente da história. Pra essas pessoas, tudo que foi feito de bom foi porque alguém deixou pronto e tudo de ruim foi iniciado na sua gestão e Carlito não teve competência pra fazer. Ao Carlito nunca houve o benefício do "arrumando a casa", pois sempre lhe foi cobrado que ele fora eleito pra resolver e ponto. Não cabe aqui falar do que foi feito ou deixado de fazer, pois as amantes do preconceito não querem debater isso, querem continuar martelando no chavão "Carlito não fez nada", pra poderem seguir em frente tendo sempre esse mesmo assunto quando for preciso falar de política.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra esta pessoas também não cola a estória de que o mensalão não existiu e de que o José Genuíno é uma vítima.

      Estas pessoas viu... se fossem petistas, e soubessem o belo significado (quase divino) do que é ser PT, tudo seria bem diferente.

      Excluir
    2. Comentário típico de quem não sabe o que comentar...

      Excluir
    3. E' verdade, típico de quem nao sabe comentar, onde já se viu isto de beneficio de arrumando a casa.

      Excluir
  26. Ninguém sente falta do Carlito. Assim como não sentem do Tebaldi, do LHS e outros mais. Quando o Udo sair também ninguém sentirá falta. Só as viúvas.
    Político é político.
    Sempre tem um que faz mais cacá que o outro.
    E atenção prefeitura: Tem um buraco ali na Ministro, perto do Batalhão que vou dizer! É pequeno (quem tem os rodados mais largos, como um CRV) não sente. Mas quem tem um fusqueba, quebra a suspensão (fusca tem suspensão?) Arruma aquilo meu!

    ResponderExcluir
  27. PT, depois desses escandalos todos perdeu a essencia.

    ResponderExcluir
  28. Carlito ficou em terceiro lugar e, salvo engano, teve algo em torno de 15% dos votos nas eleições do ano passado. É pouco, mas mais do que esperavam a maioria dos analistas e indicavam as pesquisas, que não lhe davam mais do que um mísero dígito e amargos 4º ou 5º lugares. A se levar em conta estes dados, não resta outra conclusão a não ser a de que acusar de “viúvas” quem diz ter saudades da gestão passado é descer baixo demais o nível da discussão, baixo até para os anônimos, desacostumados a maioria ao debate franco e aberto.

    Por outro lado, o texto da Fabiana me provocou algumas inquietações, principalmente depois de passar o final de semana em Joinville, onde soube das negociações para que o PT, que já faz parte do governo Udo, passe a ocupar também um cargo no primeiro escalão, aumentando assim a base aliada do prefeito na Câmara de Vereadores. Imediatamente, três coisas me ocorreram:

    1-) No ano passado, quando Carlito e o PT cometeram o desatino (não me ocorre palavra mais leve) de apoiar Kennedy Nunes no segundo turno, junto com Tebaldi, não faltou quem criticasse a aliança, inteligentemente apelidada acho que pelo Sandro, de “aliança KCT”. Na época o ainda prefeito Carlito justificou a inusitada aliança afirmando, entre outras coisas, que se levou em conta a proximidade de Udo com Raimundo Colombo, Luiz Henrique (que ele reputava um dos responsáveis pela cassação de sua candidatura) e a oligarquia dos Bornhausen. Tudo bem, Colombo deixou o ninho dos demos mas, de verdade e apesar isso, mudou alguma coisa? Se não mudou, por que mudou a atitude petista?

    2-) Também por ocasião da aliança KCT, não faltaram críticos a denunciar seu caráter fisiologista. Aqui mesmo no blog, o Zé e o Guilherme – e acho que também o Jordi, mas não tenho certeza – publicaram textos contundentes a acusar a barganha, obviamente negada pelos petistas, afirmando que se tratava de uma aliança baseada tão somente em cargos, e não em projetos. Eu concordo, mas pergunto: e a aliança com Udo é baseada em que? Projetos? Oras, não vejo muito coisa em comum entre Udo Doehler e o Partido dos Trabalhadores que sustente isso. Pode parecer curiosidade boba, mas é que não vi ninguém até agora, ninguém mesmo, questionar a aproximação do PT com a gestão Udo, aproximação tão interesseira quanto o apoio a Kennedy. Fica a parecer que uma aliançazinha fisiologista vez ou outra até que não é tão ruim, desde que com a pessoa certa.

    (...)

    ResponderExcluir
  29. (...)

    3-) Um dos diferenciais do Udo não era seu caráter técnico e sua trajetória empresarial? Votar nele não significava, em 2012, garantir que não se faria uma gestão baseada em alianças politiqueiras, que seu governo seria técnico, que se administraria a cidade segundo princípios modernos de gestão, desinteressados da vida partidária? Li, reli e treli que Udo não se submeteria às vontades de seu padrinhos político, que ele enfrentaria de peito aberto o fisiologismo, etc... Venho acompanhando as nomeações do prefeito pelo site de “A Notícia” e os debates em torno à composição dos escalões e, a meu ver, o loteamento de cargos em troca de apoios e favores político em andamento na atual gestão não difere do praticado em gestões anteriores, a do Carlito inclusive. A diferença está no tratamento: quando era o Carlito, era oportunismo; como se trata do Udo, é governabilidade.

    4-) Sou só eu aqui em Curitiba que vejo com ressalvas o andar da carruagem das negociações entre Udo e os petistas no que tange à convivência entre prefeito e vereadores? Explico: ninguém aí em Joinville teme que, confirmadas as negociações para que o PT indique um nome para compor o primeiro escalão do governo joinvilense, o legislativo vire um “puxadinho” do executivo, com um ou dois parlamentares apenas na oposição (me ocorre apenas o nome do Adilson Mariano, não sei se há hoje mais alguém além dele)? O Jordi publicou um texto sobre autoridade e autoritarismo. Nunca é demais lembrar que uma personalidade e um modo autoritários de governar não precisam, necessariamente, de instituições autoritárias. A ditadura civil militar brasileira elegeu cinco presidentes e tinha até um partido de oposição e, nem por isso, foi menos autoritária.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obviamente, foram quatro e não três coisas a me ocorrer...

      Excluir
  30. Clóvis, resume para um burro entender... Quando chego no final da leitura, não lembro do começo. PÔ assim não dá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo das 16h18, valeu pelo bom humor. Então lá vai:

      1-) Carlito integrou o KCT e agora o PT participa do governo Udo. 2-) Fisiologismo é tudo igual, mas quando é com o Udo é melhor. 3-) Udo é empresário e tem perfil técnico, mas o LHS ainda é o fodão. 4-) Sem oposição na Câmara, vai virar merda.

      E agora, deu?

      Excluir
    2. Eu sou uma pessoa com bom humor, os outros é que são entediantes e chatos.
      A gente sabe que bem lá no fundinho, a politicada se dá as mãos para não perderem nada. Às vezes chego a duvidar que exista oposição. Que tudo é mera fachada.
      Abraço

      Excluir
  31. Por favor, bloqueiem os posts anônimos, pois, teremos um nível de debate de melhor qualidade.

    Willian de Oliveira Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo!
      E vc diz o que sobre o post?
      ploft? ou vai dizer que não fala com anônimo?
      Anônimo

      Excluir
    2. Ei anônimo das 22:28, e na sua sugestão, se eu fizer um bloguezinho larápio como o seu e assinar um nome qualquer? Ai pode, dá uma boa enganada e deixa de ser anônimo?

      Ao menos eu (e todos os demais) não fingimos sermos alguém que não somos. Ou você acha que fakes como você valem mais do que os anônimos?

      Excluir
    3. Apoiado!
      É melhor assinar anônimo do que o nome de outra pessoa, que não tem nada a ver com a história.
      Eu continuo Anônimo!

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem