quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Os deputados e a piada pronta


JOSÉ ANTÓNIO BAÇO

Você está contente com o seu salário? Ou, como a maioria de nós, acha que merece ganhar mais? Acho que é justo a gente querer mais, porque às vezes até os deputados se queixam, imaginem só. Não sei se o leitor e a leitora lembram, mas na semana passada, ao comentar a questão das diárias de R$ 670, o deputado Darci de Matos disse que até achava pouco.
Fiquei preocupado com a penúria dos deputados e fui ver como estavam a ganhar os representantes do povo na Assembleia Legislativa. Não os salários, porque esses são de conhecimento geral, mas tudo aquilo que eles custam. Dei uma olhadinha no Portal Transparência e devo dizer que vi alguns casos no mínimo interessantes.
1. O que dizer do deputado Clarikenney Nunes que, entre abril e outubro, gastou cerca de R$ 18 mil só em correspondência. Houve um mês em que os gastos chegaram a R$ 6,2 mil. Haja cartas. O leitor pode estar a pensar que é uma gastança e essas coisas. Eu não penso assim. De fato fico preocupado com a saúde do deputado. Todos sabemos que dá o maior barato quando uma pessoa inala cola. Imaginem então que o tal deputado tenha lambido todos os selos das correspondências. O homem corre o risco de apanhar uma grande pedrada e sai por aí falando besteira.
2. E por falar em falar (perdoem a cacofonia), nesse mesmo período o deputado Nilson Gonçalves gastou a ninharia de R$ 32 mil em telefonemas. Só no mês de outubro foram nada menos do que R$ 12,4 mil. Gente, nada de incomum. Afinal, R$ 12,4 mil é um valor normal, coisa que qualquer um de nós gasta lá em casa. A minha grande preocupação é com a saúde e a aparência do deputado. Afinal, de tanto falar ele ainda acaba com problemas nas pregas de epitélio. E uma pessoa que gasta tanto tempo ao telefone corre o risco de ficar sem orelha, porque gasta com a fricção. Depois vem alguém e começa a chamá-lo de Van Gogh e está entornado o caldo.
3. Ah... e tem o deputado Darci de Matos, pré-candidato a prefeito (se resistir ao fogo amigo e às previsíveis facadas nas costas) que mantém um escritório de apoio. E que hoje custa uma média de mais ou menos R$ 1 mil por mês aos cofres públicos, em telefone e energia (a despesa total foi maior, em outros tempos). É muito pouco, leitor e leitora. Assim não é possível manter uma estrutura a funcionar e o tal deputado ainda acaba tendo que pedir peças de mobiliário emprestadas aos amigos.
4. Mas não fiquem preocupados. Porque, ao que parece, a Assembleia Legislativa está a pensar na qualidade de vida de todos os deputados, de norte a sul do estado. É o que indicia um contrato também no Portal Transparência. Uma empresa de consultoria vai receber a bagatela de R$ 1,8 milhão (repito: R$ 1,8 milhão) para tratar de coisas como “levantamentos de dados, registro, coleta e análise de fatores, coordenação de eventos, marketing institucional e gestão de crise, veiculação e divulgação, relacionamento com a sociedade, programa de qualidade de vida e aferição motivacional”.
Perceberam? Programa de qualidade de vida e aferição motivacional. Não sei do que se trata, mas tenho certeza de que vale cada tostãozinho dos impostos. Os nossos deputados estão salvos. E, imagino, a tal empresa deve partilhar esse ambiente de felicidade. Com uma grana dessas, eu estava para lá de motivado e com uma qualidade de vida de fazer inveja.
Ah... a esta altura deve ter gente a perguntar onde está a piada pronta do título. Alguma dúvida? Eles fazem tudo isso na maior descontração. A piada pronta é você, eleitor.

5 comentários:

  1. Baço... já te critiquei muito por aqui... mas este teu texto está demais... talvez o melhor que eu já tenha lido neste Blog. Em termos de leitura, valeu o dia.

    Texto de primeira qualidade!

    The Worst (by F.S.)

    ResponderExcluir
  2. Li e reli o texto.
    Fiquei parada, olhando para nada, lembrei do meu título de eleitor, olhei para o espelho e vi uma palhaça.
    E olha, fiz boas escolhas nas últimas eleições, imagina se não o tivesse feito. Mas é difícil acertar todas.
    Gostaria que pelo menos todos os políticos de Joinville lessem este texto, mais ainda os ELEITORES.
    Parabéns Zé!
    Stefana

    ResponderExcluir
  3. Tão gostoso e motivador como o sol de quarta-feira na nossa chuville é este teu texto Baço. Ironico e muito beme escrito. Sem ser escrachado, para não aguçar os mais ignorantes. Parabéns mais uma vez, a você e a equipe que mantem este blog. Vale muito apena ler coisas inteligentes. Continue com este brilhante "dom" de transmitir suas opiniões de forma criativa. Um abraço Marcos do Vale @m_dovale

    ResponderExcluir
  4. Poisé, os eleitores dessas pragas gostam da chamada prática sadomasoquista.
    Vou dar valor a um político o dia que fiszerem algo parecido com isso: http://blogs.estadao.com.br/p2p/2011/11/17/em-vez-de-carros-bicicletas/

    ResponderExcluir
  5. comentários realizados anteriormente.
    remeto meu URL

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem