quinta-feira, 7 de março de 2013

Tentativa de homicídio à sua frente

POR ET BARTHES
Você vai entrar no elevador e vê uma tentativa de homicídio a ocorrer. Vai fazer o quê?


7 comentários:

  1. Por algumas ações de alguns, ainda há de se acreditar em gestos de solidariedade... Gostei do cara com o extintor. Mas tem um ali, que faz igual ao fotógrafo do metro.

    ResponderExcluir
  2. Eu dava com o pé na cara do FDP.

    ResponderExcluir
  3. Mesmo sendo um experimento impressiona a quantidade de gente que não reaje, que se omite, que foge.

    Uma boa abordagem para refletir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é pra refletir mesmo o quão impressionante muitos humanos são omissos e evasivos!

      Muita gente pensa "não é comigo então que se exploda"...

      Tenho por experiência minha casa que foi assaltada em plena luz do dia e os 2 vizinhos (dos lados) escutaram meu cão latindo muito mas não tiveram a descência de ver o que estava acontecendo. Pior ainda foi a 3ª "quase vizinha" que viu o carro do assalto, reconheceu os elementos(amigos do filho dela) mas não quis descrever quem era ... 14 dias depois estouraram a porta da casa dela e levaram a LCD 42" dela!

      Histórias assim de casas que são roubadas e vizinhos vêem algo mas nem ao menos chamam a polícia tem de monte pelas cidades...

      Excluir
    2. é pra refletir mesmo o quão impressionante muitos humanos são omissos e evasivos!

      Muita gente pensa "não é comigo então que se exploda"...

      Tenho por experiência minha casa que foi assaltada em plena luz do dia e os 2 vizinhos (dos lados) escutaram meu cão latindo muito mas não tiveram a descência de ver o que estava acontecendo. Pior ainda foi a 3ª "quase vizinha" que viu o carro do assalto, reconheceu os elementos(amigos do filho dela) mas não quis descrever quem era ... 14 dias depois estouraram a porta da casa dela e levaram a LCD 42" dela!

      Histórias assim de casas que são roubadas e vizinhos vêem algo mas nem ao menos chamam a polícia tem de monte pelas cidades...

      Excluir
  4. Numa situação dessas eu fugiria, tenho amor à minha vida. Inclusive, certa vez, entre Otacílio Costa e Lages, vi um carro parado com alguém sentado à beira da estrada com a cabeça de outra pessoa no colo, dando atender que estaria passando mal. Era madrugada, pouco movimento e eu sozinho. Pensei, paro, não paro, paro, não paro... dei ouvido ao medo e segui em frente. Mas fiquei com aquilo remoendo os pensamentos. Dois ou três dias depois, retornava de Vacaria RS, fiz uma parada para abastecer e matar a curiosidade sobre o acidente que deixei de socorrer. Indaguei o frentista se sabia algo a respeito. Disse-me que não era acidente coisa nenhuma, eram dois assaltantes que vez por outra agiam por ali e nas redondezas. A vítima naquela noite foi um motorista de caminhão. Diria que é uma situação de risco. Será que vale a pena se arriscar? É uma decisão pessoal e num momento imprevisível. Agora é fácil imaginar possibilidades... Mas na hora do desespero?!?!?

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem