terça-feira, 7 de novembro de 2017

O mito e o mico: Bolsonaro vai ter aulas de economia “básica”

POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO
O negócio é o seguinte. Segundo a imprensa, Bolsonaro está a contratar um professor para ter aulas de economia “básica”. Atenção, que nunca é demais repetir: “básica”. E tudo por causa daquele mico gigantesco na entrevista concedida à jornalista Mariana Godoy, na RedeTV. Há o risco de a notícia ser falsa. É difícil acreditar que Bolsonaro esteja disposto a estudar. Não faz sentido. A ignorância é a essência do “mito”.

A ser verdade, a civilização terá uma rara oportunidade de concordar com Bolsonaro. Quem não sabe estuda. Pena que a sua rude capacidade intelectual não lhe permita ir além do “básico”. Mas pode ser um precedente perigoso para o putativo candidato à presidência. Se ele está determinado a estudar as coisas em que é ignorante, então os professores terão muito trabalho para os próximos anos. Não é só a economia.

Bolsonaro deveria estudar história, geografia, administração, relações internacionais, antropologia, sociologia, educação física (lembram das flexões?), comunicação social, oratória, direitos civis, cultura e tantas outras áreas onde já demonstrou ser olimpicamente ignorante. Mas se Bolsonaro não for estudar há uma saída: estudar Bolsonaro. Afinal, quem já estudou semiologia sabe que o mito é distorção da realidade. Faz sentido. 

O problema para Bolsonaro, se for mesmo estudar, é o risco de perder votos. Afinal, expressiva parte do seu eleitorado é formada por gente que aposta no obscurantismo e que não cansa de dar provas de fé no anti-intelectualismo. Ou seja, o “mito” só existe para pessoas que rejeitam o conhecimento, as luzes e a modernidade. Se introduz a ideia de estudo no seu perfil, Bolsonaro arrisca-se a quebrar os elos que o unem ao eleitorado.

Mas no frigir dos ovos, o candidato já  proporcionou um dos momentos mais antológicos da televisão nos últimos tempos. A reação perplexa da jornalista Mariana Godoy ao ouvir Bolsonaro a trucidar a história e elogiar os governos militares. Uma interjeição simples, formada por apenas duas simples letrinhas, é a melhor definição das qualidades intelectuais de Bolsonaro. E vale também para os seus seguidores.

- Oi!?!?!?!?!?

Está tudo dito.

É a dança da chuva.

73 comentários:

  1. Bom, esse ao menos tenta aprender economia (ciência complexa “até para jornalistas-historiadores”)

    Vergonha mesmo é um corrupto que governou o país por oito anos, nunca leu um livro e nesse período sequer teve interesse em ter aulas português com professores particilares.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eeeeeeh... um daqueles caras que têm um "diproma" pendurado na parede e acha que é autoridade em literacia.

      Excluir
    2. Você vem falar em ignorância: faz uma prova do ENEM com Bolsonaro e Lula. Vamos ver o reaultado.

      Excluir
    3. Haveria muito a dizer sobre isso, mas a modéstia me impede...

      Excluir
    4. ...mas a vergonha não impede nada! Então,... segue o cortejo!

      Excluir
    5. Oh... que ultraje... ele me chamou sem-vergonha. Magoei...

      Excluir
  2. O que dizer da Dilma então?
    Essa aí "roda" até em "Faculdade Mental"! KKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Que criatividade. Que humor. Que genialidade. És mesmo bom a fazer piadas, meu. Estou impressionado.

      Excluir
    2. Não ganho de ti!
      O texto acima, e tantos outros me fazem rir muito!

      Excluir
    3. Faz o seguinte, então. Sou um cara que gosta de aprender. Manda um texto teu para eu usar como referência de boa escrita.

      Excluir
    4. "É um dom natural. Sai sem que eu me esforce."

      Excluir
  3. Olha, num país onde já tivemos um presidente da "repubrica" com apenas a 4ª série do ensino fundamental, que sua falácia geralmente incluía metáforas futebolísticas e números fantasiosos. Uma "presidanta" que em seus discursos de improviso exaltava a mandioca. Um deputado federal com mais de 1.000.000 de votos que ao assumir teve que provar saber "ler" e "escrever" através de um ditado. Acho mais do que normal, um senhor destes ter sua parcela do eleitorado brasileiro.

    E convenhamos, como o cara mesmo afirma: ele não precisa saber de nada, sua equipe tem que saber.

    Por acaso o autor do texto imagina que a Ex-Presidente entendia de indexadores econômicos ao sentar à mesa com Guido Mantega????

    Vivemos num país onde ministros são apenas políticos e não técnicos. Qualquer um "entende" de Saúde, do Esporte, do Turismo e por aí vai.

    A Ministra do Turismo era uma "sexóloga", sua capacidade técnica se resumia a alta experiência em "viagens"!!!

    Antes que digam que defendo o cara, Bolsonaro é uma piada, assim como o eleitor brasileiro!!!!

    Num país onde a abstenção eleitoral chega a 30.000.000 de votos, não digo mais nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eeeeeeh... mais um daqueles caras que têm um "diproma" pendurado na parede e acha que é autoridade em literacia.

      Excluir
    2. Não Baço, fiz apenas o ensino médio e um curso técnico. Do qual sustento minha família de classe média!!!

      Excluir
    3. Então por que te achas um expert em literacia?

      Excluir
  4. O Lula não sabe nem conjugar os verbos no plural!
    E a Dilma... bem,... essa não sabe nada, de coisa alguma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tu és o intelectualzão do pedaço, né?

      Excluir
    2. O "intelectualzão" das 11:17 é um desconhecedor do potencial que a Dilma tem em economia!

      https://www.youtube.com/watch?v=MBgLYsMkT8M

      Excluir
    3. Outro intelectualzão. Vou contar um segredinho. Há mais de 190 países no mundo. Se fores a qualquer um deles para procurar gafes de políticos vais ter um festival. Queres que eu te mande as gafes dos governantes portugueses?

      Excluir
    4. Gafes com contas de matemática tão simples? Quero sim! Manda!...

      Excluir
    5. Faço ainda melhor. Dou uma gafe do secretário geral da ONU. É só ir ao Youtube e pesquisar "António Guterres. É só fazer as contas..."

      Excluir
    6. Esquece, o "acervo" da presidANTA Dilma é imbatível!

      Excluir
    7. Antas são sempre os outros, né?

      Excluir
    8. "Jênio" são sempre os outros, né?

      Excluir
    9. Então, a Dilma é genuinamente uma ANTA!

      Excluir
    10. Sim. Tanto quanto tu és um Einstein...

      Excluir
    11. Se comparado a "régua" da Dilma,... sou sim!

      Excluir
  5. O q eu já escutei de médico (das antigas), engenheiro (idem) e pasmem, advogado, aqui da colônia, falando "pra mim fazer"... Aliás, quanto ao uso correto do português (sem trocadilho), o caipira joinvilense não é a pessoa mais indicada para corrigir quem quer q seja. Nem vou falar do sotaque, que é um caso a parte...rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joinvillense com sotaque???? Onde Lemos??? Tu és da onde, Itajaí? Da Palhoça???

      Excluir
    2. "da onde"... "da Palhoça". Ahhh...esses joinvilenses, tão pitorescos...

      Excluir
    3. Joinvilense que não admite que tem sotaque é o típico joinvilense mesmo. Vive no seu mundinho e tem síndrome de Cândido: "vivemos no melhor dos mundos".

      Qualquer contato com o mundo exterior pode mostrar que temos um sotaque. Bonito como qualquer outro, mas ainda assim é um sotaque.

      Excluir
  6. Eu vou votar em Bolsonaro, pelo menos ele é honesto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah... aposto que votaste no Aécio pelo mesma razão.

      Excluir
    2. Não. Votei em Aécio porque sua concorrente era um cocô com peruca.

      Excluir
    3. Minha concorrente? Fale mais sobre isso...

      Excluir
    4. Pesquise sobre o irmão do Bolsonaro que era funcionário fantasma na Assembléia Legislativa de SP. Mas claro que ele decerto nem sabia que o irmão tinha lojas de móveis e nelas trabalhava no horário que deveria estar na ALESP...

      Excluir
  7. Olhem a incoerência do cidadão, ele quer um presidenciável entendidão, mas vota num bandido que mamou nas tetas dos sindicatos e estudou até a quarta série.
    E tem mais, o candidato do Baço nasceu no interior do NE, analfabeto e sem dentes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No Nordeste, analfabeto, sem dentes e ainda teve o desplante de amputar um dedo só para dizer que é "trabaiadô".

      Excluir
  8. Tinha de perguntar à "jornalista" de onde vem a energia elétrica que usa na casa dela, os aeroportos que usa para ir à NY comprar bugigangas, a ponte Rio-Niterói que ela usa para passear na região dos lagos...
    Digam o que de novo, em termos de infraestrutura, teve no Brasil após a redemocratização com governos de esquerda?
    Teve inflação? Teve! Teve dívida? Teve! Mas ao menos tivemos INFRAESTRUTURA, ao contrário dos governos petistas (essa excrescência!)que endividou o país, gerou inflação com recessão e NADA de infraestrutura, sequer aquela mentira da transposição do São Francisco está pronta.

    Ah, sim. Os petistas, acomunados com as ricas empreiteiras construíram, os elefantes brancos da copa com o dinheiro dos idiotas trabalhadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um caso emblemático: quando a fé na desinformação é enorme e o conhecimento de história está em níveis de indigência.

      Excluir
    2. Há tempos venho falando q só pode ser a água...metais pesados e tals. Por isso mando buscar a minha lá do alto quiriri..direto da nascente.

      Excluir
    3. Foram os esquerdistas que construíram Itaipu, aeroportos, ponte Rio-Niterói, usina nuclear...
      (Pronto, acabei de beber esgoto)

      Excluir
    4. Esqueceu da Transamazônica...

      Excluir
    5. Angra 3, 2, 1..zero.

      Excluir
    6. Reserva de mercado da informática..

      Excluir
    7. Serra "Major Curió" Pelada.

      Excluir
    8. Ow Anônimo... quantas universidades foram feitas no governo dos militares? E quantas foram feitas no governo do PT?

      Aliás, veja quantas universidades federais foram feitas de 1500 a 2002 e de 2002 a 2014. Só se segure pra não cair da cadeira com o número. Ou segure bem o celular caso esteja vendo por esta mídia...

      Excluir
    9. O PT não criou universidades, ele criou galpões!

      Excluir
    10. Falas em galpão? Ah ah ah... Vou te contar uma coisa. Quando eu estava na Faculdade de Engenharia de Joinville, lá pelos anos 80, não raro a temperatura passava dos 50ºC.

      Excluir
    11. Poxa Baço, ai VC deixa furo pra piada pronta. Não vou falar pra não deixar VC magoado!
      Mas as vezes isso não foi falta de investimentos, exemplo : O tecnológico da UFSC em floripa foi construído no modelo europeu, pra ficar com a maior exposição solar possível, mas isso no verão foi prejudicial.

      Excluir
    12. Magoar como? A porra dos prédios da FEJ eram autênticos infernos. Mal planejadas, mal construídas, mal conservadas. O texto era de zinco...no calor de Joinville. E foi obra do tempo dos milicos.

      Excluir
    13. É, hoje tá uma maravilha. Se cair na “piscina” FEJ, sai com seis membros.

      Excluir
    14. Sou professor do CCT (antiga FEJ) e ex-aluno da UDESC. Hoje tem ar condicionado em todas as salas. Tem problemas, é claro, mas as coisas evoluíram muito.

      Excluir
    15. Quanto à história dos galpões, recuso-me a responder. Deixa o otário aí acreditar nas asneiras que quiser...

      Excluir
    16. Zorak... lembro que na altura a sala 101, onde tinha aulas de cálculo, era uma boa transposição, para a realidade, do quarto 101 do Orwell.

      Excluir
    17. Baço... a nomenclatura mudou bastante. Tem várias salas 101 hoje em dia. F101, K101, L101... Abraço.

      Excluir
  9. legal, me convenceu!
    Se numa possibilidade remota Lula e Bolsonaro irem ao segundo turno, votarei num bandido condenado com mais seis inquéritos nas costas e não no candidato que esquerda odeia porque é honesto.

    Próximo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Honesto? Tens a certeza? Um homem que passa 20 anos como congressista e aprova apenas dois projetos está a ser honesto. Tenho cá para mim que ele apenas encontrou um dispositivo legal para tirar dinheiro ao povo. Ou não? Talvez os teus conceitos de "honestidade" sejam muito lassos.

      Excluir
    2. Honestíssimo. Não, péra. Quem foi expulso do exército por causa de um plano terrorista que incluía explodir bombas em quartéis e na adutora que levava água para a população do Rio? Foi um Xunda...

      Excluir
    3. Bolsonaro conseguiu aprovar a impressão de votos naquela urna venezuelana de araque. Adeus manipulação!

      Já valeus os vinte anos de congresso dele.

      Excluir
    4. Só porque tens hábitos alimentares de hiena não quer dizer que todos gostem da mesma dieta.

      Excluir
    5. "Nossa! Que criatividade. Que humor. Que genialidade. És mesmo bom a fazer piadas, meu. Estou impressionado."

      Excluir
    6. É um dom natural. Sai sem que eu me esforce.

      Excluir
  10. Quem deveria estudar é a repórter, o déficit no governo militar que gerou a dívida externa e a inflação foi gerada pelo choque do petróleo um evento global e não isolado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reconhecer a realidade, nunca foi algo digno da maior parte da esquerda, aliás vocês preferem construí-la, danem-se se as estatísticas e os dados. Genialidade é coisa para poucos como Baços e Dilmas pessoas que enchergam o que ninguém mais vê.

      Excluir
    2. Falemos de estatísticas e dados... espaço aberto para ti.

      Excluir
    3. Quem não encherga é sego? Abestadinho do PT

      Excluir
    4. "Sego"? Sim, claro!...

      Excluir
    5. Acho que o cara não se "encherga"...

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem