sexta-feira, 28 de abril de 2017

Greve geral: uma ação política necessária


POR EDUARDO RODRIGUES
O direito à greve, garantido na Constituição, existe por uma única razão: é uma forma legítima dos trabalhadores se organizarem para conseguir melhorias nos salários, benefícios e resistir a imposições do poder que, somente por interesse econômico, tenta reduzir os direitos de todos os trabalhadores e trabalhadoras.

Só para refrescar a memória, todos os direitos que hoje consideramos imprescindíveis, como o voto, a representação democrática, aposentadoria, limitação da jornada de trabalho, licenças, férias e etc. tiveram greves como importantes ferramentas de combate. Vale reforçar que em nenhum momento da história as melhorias na condição de vida dos trabalhadores foram meras concessões. Foram conquistas originadas através de muita luta, combatendo repressões e perseguições, oriundas de interesses muitas vezes distantes da democracia e da liberdade.

Estamos vivendo em um estado de exceção. O plano econômico e político aplicado pelo governo golpista de Michel Temer não foi eleito nas urnas. É um plano de governo desenhado pela classe patronal do país, com o interesse reduzir gastos com a contratação de funcionários e garantir o dinheiro do Estado para o pagamento da dívida pública. Uma conta que beneficia rentistas milionários e despreza os trabalhadores brasileiros. Destrói os direitos que asseguram garantias mínimas à população e transforma as relações de trabalho numa terra sem lei, retrocedendo décadas em nossa história democrática.

É um direito sair às ruas, entrar em greve, fazer pressão popular sobre o governo para manter nossos direitos conquistados através de uma história de muito sofrimento e luta. A greve geral marcada para este dia 28 de abril será a grande retomada de mobilizações populares no Brasil. Faz parte do jogo. É uma das poucas ferramentas de controle do poder que temos. Precisamos de unidade e da clareza de que, neste momento, a classe trabalhadora está por si só. E ninguém está por nós.

Os brasileiros foram às ruas não apenas por R$ 0,20. Foram contra a corrupção, pela saúde e pela educação. Esse agora é mais um passo, é pela democracia, para se fazer ouvir. Não é coisa de vagabundos, é uma ação direta do povo que trabalha, que faz a máquina econômica girar. Se preciso paramos o Brasil. Por isso, estamos em greve!

45 comentários:

  1. Como diria alguém por aqui: "Ah... a simplicidade..."
    Isso é um baita de um maniqueísmo grosseiro, o trabalhador é lindo e maravilhoso e a elite estupida e malvada. Como não coubesse mais coisas entre o Céu e a terra.
    A greve essa grande centopeia gosmenta , com suas pernas , um cérebro rudimentar na frente, e milhões de pés atras a espalhar sua gosma. E Neste tempo de rede sociais, de hiper conectividade, nunca foi tão saudável a grande solidão. Como diria Raul : "Mentir sozinho eu sou capaz."

    ResponderExcluir
  2. É um fato. A maioria das pessoas não lembra - ou nunca soube - que as conquistas sociais vêm dos movimentos dos trabalhadores. Abestadinho do PT

    ResponderExcluir
  3. Essa é a seção de comédia???

    ResponderExcluir
  4. Fabio Rosa e sua vã filosofia. Como já disse noutro post. Sabedoria é, mesmo sabendo q tomate é uma fruta, não usa-los na salada de frutas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro uso tomate aonde eu quiser. A esquerda "democrática" quer dizer até onde devo usar tomate?

      Segundo entendo sua noção de sábio. Nada mais que um espelho a refletir o seu narcisismo. Mas tudo bem Lemos por que "vanitas vanitatum et omnia vanitas"

      Excluir
    2. Então fica combinado. Fique aí em cima do muro com teus tomates que ficamos cá embaixo nas ruas com nossa greve. E não se fala mais nisso. Bjs.

      Excluir
  5. Como sempre tenho um elogio a fazer. Gostei da autocrítica no final do comentário de nosso Shakespeare murista.

    ResponderExcluir
  6. Em tempo. Centopéias não são gosmentas..o nome disso é lesma ou mesmo, caracol, mais conhecido pelas tribos germanicas como Schnecke(chineque). Cérebro rudimentar? Como assim? C já imaginou o grau de dificuldade pra sincronizar cem pés e pernas? Cada qual com suas habilidades conforme a mãe natureza colocou a disposição. Intelectualismo é primo da arrogância.

    ResponderExcluir
  7. Eduardo. Se quiseres defender um ponto de vista, o blog fica aberto. Mas se for para ofender as pessoas, nem pensar.

    ResponderExcluir
  8. Poxa lemos vc não esta na greve?

    ResponderExcluir
  9. É o Baço se pronunciar, que já chega o seu puxa-saco oficial, com sua perspicaz filosofia de tomates, lesmas, Ku Klux Klan, etc.

    Esse é o Dr. Lemos Lesma ou, simplesmente, Lemos K.K.K.!

    ResponderExcluir
  10. Calma gente..façam fila...um coxinha por vez..

    ResponderExcluir
  11. Greve é coisa de comunista, petista e outros istas..não me misturo com essa gente..prefiro ficar aqui zoando com vcs...6 são divertidos...rss

    ResponderExcluir
  12. Já limpou a boquinha, anônimo das 10.55?..rss

    ResponderExcluir
  13. Só uma observação à fazer: Sim, foram apenas por R$0,20!!!!!

    No ano seguinte, fora o 7x1, a Copa foi um sucesso. Os Brasileiros encheram os estádios para ver Irã x Nigéria. O governo criticado e massacrado nas manifestações sociais foi reeleito.

    Não satisfeitos com o sucesso da Copa, veio recentemente o sucesso das Olimpíadas, o estado do RJ faliu, mas o pão e circo foi garantido.

    E tem gente ainda na dúvida se foi por R$0,20????

    Opinião é opimião!!! Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Fazer greve geral na sexta-feira, Lemos?
    Greve geral se faz nas quartas-feiras.

    ResponderExcluir
  15. Porque a greve geral numa sexta-feira?... que antecede o feriado do dia do trabalhador, na segunda-feira?

    O 1º de maio já não é uma data comemorativa e de luta por direitos trabalhistas?

    Uma greve geral não deveria ser uma ação espontânea de trabalhadores descontentes? Porque todos devem parar porque alguns sindicatos assim decidem?

    Porque fecham ruas, sem aviso prévio e paralisam os transportes públicos? Como ficam ambulâncias, bombeiros, etc.? Como fica o nosso direito de ir e vir?

    Desculpe, mas nunca "ganhamos" incendiando pneus para fechar ruas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá liberado ir e vir. Na constituição não diz nada que o "ir e vir" precisa ser de carro. É só ir à pé!

      Excluir
    2. Zorak, muito interessante essa sua interpretação da lei!
      Se uma ambulância precisar passar nessa rua fechada, é só o motorista falar pro paciente: Vá à pé ao hospital, te encontro lá!

      Porque você não defendeu essa brilhante idéia nas manifestações do corredor de ônibus do colégio Santos Anjos? Iria fazer bastante "sucesso" por lá!

      Excluir
    3. Pô Zorak!...
      Que brilhante interpretação da lei!
      Tens vocação pra advocacia!
      Os integrantes da Lista do Janot, estão à procura de pessoas como você! Corre lá!...

      Excluir
  16. Lemos, vai ter show do chitãozinho e xororó no dia primeiro? Veja aí com os sindicatos, faz favor.

    :-)

    ResponderExcluir
  17. 14,7 milhões de desempregados no país e cadê as propostas dos sinticatos junto ao setor produtivo para minimizar esse número?

    Não! A greve organizada por movimentos sindicais não é a favor do trabalhador ou do desempregado, é a favor da manutenção do status quo, com sindicatos ganhando sem prestar contas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só há uma questão em pauta: o fim do imposto sindical!

      VAGABUNDOS!

      Excluir
  18. Pergunto ao autor do texto quais são os pontos das reformas trabalhista e previdenciária que ele discorda?

    Veremos quão politizados e informados são os escritores do CA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja o que o tal de Lemos escreve e já terás uma boa conclusão!

      Excluir
  19. Por não ter mais o q falar pra desqualificar o movimento, os papagaios da globo, engataram o disco com a pergunta, pq a greve antes do feriado? Eu pergunto...e pq não?...qual o problema? O tal de Temer e suas reformas são rejeitadas por 90% da população e os pobres de direita, os capachos do patrão, estão preocupados, com o dia em q é feita a greve. Vão dormir, seus tontos...rsrs

    ResponderExcluir
  20. Saldo da Greve Geral:

    Integrantes da CUT, Central Única dos Trabalhadores, surrando um taxista, TRABALHADOR, no saguão do aeroporto Santos Dumont!

    Estradas sendo fechadas com queima de pneus!

    Integrantes de sindicatos, impedindo trabalhadores de irem trabalhar à força!

    Resumindo, greve organizada por CUT, MST , Força Sindical e demais inúteis desse país, mostrando sua verdadeira ocupação: VAGABUNDAGEM!

    A esquerda agoniza!...

    ResponderExcluir
  21. - Surrou foi pouco..pra compensar as surras que eles dão nos "Ubers".
    - Fechou foi pouco..pra compensar as greves dos caminhoneiros apoiada pelos patos da Fiesp.
    - Impediu foi pouco...trabalhador jaguara gosta de furar greve mas depois fica todo contentinho quando vem o aumento de salário, conseguido com o suor e o sangue dos grevistas.
    Vai dormir, seu tonto, deixa de ser baba ovo de patrão...pq rico tu não é...rico não fica na internet tretando..eles vão curtir a vida e terceirizam o trabalho sujo..rsrs

    ResponderExcluir
  22. "Greves nasceram para exigir justiça e avanços! A de hoje foi para impedi-los!"

    ResponderExcluir
  23. Lemos, você que faz parte do sindicato e deve conhecer a reforma trabalhista, é verdade que a reforma vai acabar com o FGTS, férias e décimo terceiro?

    ResponderExcluir
  24. De um lado o empregador, de outro o sindicalista. Qual lado o trabalhador deve escolher?

    Fácil, o trabalhador deve ficar do lado de quem paga o seu salário, não de quem cobra um dia do seu trabalho para não fazer nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa... nunca li tanta merda em tão poucas palavras!

      Excluir
    2. Descobrimos que o Zorak trabalha num sindicato.

      Muito bem, Zorak!

      Excluir
  25. Qual a discordância na reforma trabalhista e qual a proposta? Qual direito foi perdido mesmo? Está a defender o trabalhador brasileiro ou a sua pauta? Por que os sindicatos defendem interesses de grupos minoritários e com privilégios e não o interesse da ampla maioria?

    ResponderExcluir
  26. Tem q mexer em nada. Aliás tem q diminuir a jornada pra 36 horas semanais.Trabalhar 44 horas/semana(+10horas/semana no transito) é coisa de jumento. Previdência? Mesma coisa. Tem q mexer em nada..tem é q cobrar os + d 400 bi que as grandes empresas devem. Pra variar querem privatizar os lucros e socializar as perdas..jogar o deficit nas costas do trabalhador.. No cool do 6, patos da fiesp, vai ter greve sim..sempre...rss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CLT de 1943 inspirada na similar italiana da época não precisa mexer???
      Alterar regime de horas não vejo problema algum é só reduzir proporcionalmente o salário, sem isso impacto na inflação e provável fechamento de vagas na industria que perderá mercado frente aos produtos estrangeiros.
      Privatizar lucros??? Que lucros??? Apenas 1/3 das empresas tiveram lucros no ano passado e isto que estamos falando das maiores empresas do país, nas menores a situação é pior.

      Excluir
  27. Em tempo. Sugestão pros amigos, Fabio Rosa, Eduardo e demais pobres de direita*. Aproveitem o feriadão, façam um racha no gás, q é longe pra carai, e vão dar uma passeada lá no Iate clube de Jlle, no espinheiros. Vão lá dar uma olhada na ruma de iates ancorados. Aproveitem o piqunique e perguntem pro pessoal da manutenção quantos iates tinham há 15 anos e quantos tem hoje..aproveitem e perguntem pra eles, como a crise financeira atingiu seus patrões (melhor não) e o q eles acham da reforma do temer(melhor não). Caso 6 forem no domingo, capaz de encontrar umas mercedes, porsches, mitsubihis..todas tinindo..só não cheguem muito perto pq tem alarme anti-pobre. Só de Ipva dá pra pagar 1 ano de salário pra vcs ficarem aqui babando os ovos dessa turma. Obs: Tem até uns novos ricos com suas SUVs seminovas(com adesivo "Eu Apoio a Lava-Jato") e com placa de vende-se, tentando passar adiante....rss. *Fábio Rosa não é de direita..ainda está em cima do muro..rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não quer apoiar a lava jato , td bem. Mas a única saída democrática para crise é ela. Fora dela só há barbárie para fazer a limpa política do congresso.

      Excluir
    2. Inveja é phoda, Lemos.
      Vai trabalhar, homem!

      (Se bem que tem sindicalista cheio bufunfa por aí, mas daí comprar iate e porche não pega bem, né?)

      Excluir
    3. E como diria Nelson Rodrigues, não quero ser um canalha de direita nem de esquerda...
      Eu já sou canalha suficiente sendo assim como sou.
      Sua visão sobre o trabalho é mais triste, que me nostalgia do velho Marx, que sonhava ou delirava de forma romântica com libertação do trabalho. Agora o trabalho enfim é escravidão, quer se menos tempo de escravidão. Visto que já se deliberou que não ha mais nem um sentido no trabalho.

      Excluir
    4. Lemos, se conquistaram honestamente o que possuem parabéns.

      Excluir
    5. Desculpe mas não entendi bulhufas do q vc escreveu...veio a mente o samba do criolo doido, de Stanislaw Ponte Preta..rss. Aliás, seus comentários e os do eduardo,jlle..rss, teriam um lugar de destaque no FEBEAPÁ, também criado e parido pelo genial Sergio Porto. Bjs

      Excluir
  28. Parada geral da minha mão na cara desses vagabundos fascistas que queimam pneus nas rodovias impedindo o direito constitucional de ir e vir do cidadão brasileiro.

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem