quinta-feira, 27 de abril de 2017

Desconstruindo o "mito": o "dossiê Bolsonaro"

POR ET BARTHES
E já que Jair Bolsonaro tem sido o tema dos últimos dias aqui no Chuva Ácida, que tal ver este filme que se tornou viral. É um video em que o ativista digital Leonel Radde, que se apresenta como policial civil, apresenta um dossier sobre o “mito”. Ou seja, mostra a trajetória da vida pregressa do deputado e diz, entre outras coisas, coisas parecidas com o que tem sido comentado aqui no blog, mas com algum humor.

12 comentários:

  1. Se ruim para a Esquerda, é bom para o país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tão bom ver esse mundo em preto e branco. Mundo que, aliás, deves achar que é plano, né não?

      Excluir
  2. Minha mãe sempre falava quando apontamos o dedo pro outro, temos 3 apontando pra gente mesmo. O mal que vemos nos outros, esta possivelmente em nós também.
    Como a esquerda não tivesse telhado de vidro. Fico imaginando o quando dessa iconoclastia repentina não é uma espécie de recalque. É fácil dizer que os outros são fundamentalistas, como germe do fanatismo não estivesse em cada um de nós.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É recalque. Puro recalque...

      Excluir
    2. Talvez , não gosto que falem que os cristão são fundamentalistas. Me dá nos nervos.

      Excluir
  3. Dialogo numa roda de amigas durante uma social.
    - Disfarça que tá chegando aquele Bolsominion...
    - Éééca...
    - Vamos no banheiro, miga?
    - Bora..rss

    ResponderExcluir
  4. Quanta obsessão pelo Bolsonaro, hein? KKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obsessão e recalque... tudo num post só.

      Excluir
  5. Como diria Vitor Hugo..rir é bom, rir demais é desespero.

    ResponderExcluir
  6. Fui o investigar a primeira "denuncia". Digitei no Google " atentado" e "bolso abarono" e esbarrei com vários links para blogs sem qualquer credibilidade e outro para um da band que esclarece o fato, em resumo jornalista demitida, inocentado no stf e briga com general "racista". Aliás ele admite que a visibilidade do caso o catapultou a política.

    ResponderExcluir
  7. A história toda foi contada nas páginas 40 e 41 da edição 999 (de 27/10/1987) da revista Veja

    ResponderExcluir
  8. Retificando a data..
    http://68.media.tumblr.com/32586796f5c541ae3983634ee55ed0fa/tumblr_nh555vjDzm1u6wyx0o1_1280.gif

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem