domingo, 11 de agosto de 2013

O que aprendemos na última eleição?

POR IRIO CORREA

O que o governo Udo faz até agora?

Mercado Público, Expoville, Juquiá, Zoobotânico, Abel Shultz, reformas e construção de escolas, novos postos de saúde, Minha Casa, Minha Vida, mirante do Boa Vista.  Todas essas obras foram iniciadas, planejadas ou estavam prontas para licitação desde o governo Carlito.

Tá bom, vamos reconhecer que o programa Um Computador por Aluno, em negociação pela Secretaria de Educação, foi substituído pela novidade do tablet. Algumas obras em andamento, como a Casa de Cultura, o auditório da Fundação 25 de Julho e a rua Timbó, já esbarravam e continuam esbarrando em problemas com contratos ou empreiteiras. Poderiam estar concluídas, mas não foram.

O próprio Restaurante Popular II estava com as obras físicas concluídas e faltava apenas a licitação de equipamentos. Mesmo as obras de saneamento foram contratadas e projetadas pelo governo anterior, incluindo a nova estação da Jarivatuba, a adutora do Piraí, a estação de lodo e as obras de abastecimento e fabricação de água.

SAÚDE - E a saúde, Carlito construiu a casamata, policlínicas, almoxarifado de medicamentos, aumentou salários de médicos e enfermeiros, captou recursos para postos e UPAS.  O São José recebeu sistemas eletrônicos de prontuário, o quarto andar, climatização de unidades e controle patrimonial. Agora, pintaram as paredes, instalaram o ponto digital, que já estava contratado, e o governo Colombo aparece novamente com ajudinhas pontuais e ao que parece, novos investimentos no Regional.  O que mais além do cancelamento da UPA da Vila Nova?

Talvez a grande diferença atual seja mesmo o protecionismo do governo Colombo que, diferentemente da discriminação hostil com o governo petista, frequenta Joinville, destravou e acelerou politicamente as obras do BNDES III e do BADESC, contratos assinados pelo Prefeito Carlito. A própria duplicação da Santos Dumont era um projeto da campanha de Carlito em 2008 e que o Estado agora banca com o apoio entusiasmado dos empresários. Sobre isso, ainda acho que o binário com a Tenente Antônio João era um projeto de mobilidade que humanizaria mais a região norte, mais seguro do que um grande corredor duplo de alta velocidade no meio do povo.

Falando nisso, os projetos de mobilidade urbana do PAC cantados como conquista pela atual gestão nas fotos com a Presidenta Dilma, também foram apresentados pelo governo anterior.

CHOQUE DE GESTÃO? Ou seja, é bom, correto e saudável que haja continuidade dos projetos, mas há um continuísmo piorado na atual gestão. Piorado porque a alternância no poder suspendeu ou atrasou inúmeras obras estratégicas para a cidade. São oito meses em que o propalado choque de gestão não aconteceu. Pelo contrário, um governo que enxuga cargos estratégicos e negocia a conta gotas uma composição fisiológica com a Câmara de Vereadores só pode andar lentamente. O governo importou muitos estrangeiros que também precisam de tempo para conhecer a rotina administrativa e a cidade. A demissão linear dos cargos comissionados de carreira também atrapalhou. Muitos tiveram que voltar para evitar o apagão gerencial.

Mesmo com maioria política, midiática e parlamentar, o Executivo parece que entendeu tardiamente que fazer gestão não é só fazer gestão, é fazer política também, ou seja, dialogar permanentemente com os partidos e a sociedade os rumos do governo. É compor, negociar, ceder mas sem abdicar de decidir, o que não está acontecendo.

Algum sinal de uma grande transformação administrativa? Um governo de resultados? Indicadores de eficiência e controle de metas? Nada. Pode ser que ainda apareça algo por aí e vai ser ótimo. Mas o governo é de uma timidez política que atemoriza o futuro. A não ser que esteja em algum laboratório secreto, não se vislumbra um traço sequer do projeto de preparar a cidade para os próximos 30 anos. A própria mudança das Secretarias Regionais foi uma cópia grosseira e empobrecida do projeto que Carlito mandou para a Câmara e que foi olimpicamente arquivado pela maioria oposicionista da época. Há, esqueci, vamos ter guardas municipais, mas quem vai pagar a conta da ineficiência da Polícia Militar?

DISCURSO E MARQUETEIROS - Quando Carlito falava que não tinha dinheiro diziam que era apenas falta de gestão. Mas o PT, enfrentando calamidades, enchentes e não parando em nenhum dia o trabalho das Regionais, diminuiu proporcionalmente as dívidas e aumentou exponencialmente a arrecadação. Agora dizem que não tem dinheiro. Penalizam fornecedores, endurecem com servidores e jogam o contribuinte na cobrança judicial. Alguma diferença com o passado?

Enfim, o que acontece com o governo Udo é o mesmo que acontece com qualquer governo. O discurso eleitoral produzido por competentes marqueteiros, um financiamento eleitoral polpudo e os artifícios dublados nos estúdios de gravação, não ressoa na vida mesma da prefeitura. Vende-se ilusões para conquistar o voto, aniquila-se com os adversários com todas as armas e a sedução eleitoral está pronta. Logo, o que foi prometido não se realiza e o eleitor se frustra.

Mas alguma coisa aconteceu e o novo governo cancelou o aluguel da nova sede administrativa que iria racionalizar e reduzir gastos com a dispersão de unidades da prefeitura; foi cancelado o programa da internet livre , já com 14 antenas pela cidade; saiu do ar o site do IPTU eletrônico, que automatizava o atendimento e evitava corridas desnecessárias ao paço;  a conquista da realização dos jogos abertos foi solenemente desprezada e cancelada pelo governo eleito, com prejuízos para o esporte local; voltou o Museu da Bicicleta não se sabe como, pois o acervo é privado; o Orçamento Participativo, que era promessa, virou lembrança e ferramentas de transparência, como os cargos comissionados na internet, sumiram. Mas a proposta do Carlito da Ponte do Adhemar Garcia, já com estudos arquitetônicos em andamento no IPPUJ, e da fiação subterrânea, negociada em 2010 com a Celesc e recursos liberados em 2011, parece que irão se viabilizar com o novo e incondicional apoio do governo estadual. Inclusive o que foi proibido para o PT agora é possível com Udo como a duplicidade de um novo investimento do BADESC para obras de pavimentação.

OUTROS TEMPOS? Realmente, os tempos de Udo são outros. A hegemonia conservadora que sempre dominou os negócios e a vida política da cidade está novamente sedimentada e a imprensa feliz da vida, cordata e faceira, com o novo governo. 

Para aqueles que sabem que Joinville não é uma bolha de excelência no mundo, que estamos devendo anos de atraso em investimentos estruturais na qualidade de vida e na inclusão social, que temos problemas permanentes na saúde, na segurança, na falta de alternativas para juventude, na mobilidade urbana e que temos um déficit de democracia e controle social na cidade, dentro do moderno conceito de participação e decisão popular, cabe resistir e insistir para que tenhamos uma sociedade com opinião verdadeiramente livre e com vontade, com energia criativa para evitar o aprisionamento da liberdade pelo poder político.

Em cada eleição aprendemos um pouco. O que aprendemos na última?           

58 comentários:

  1. No governo Carlito falavam que tinha Nefrologista sobrando, realmente eu ia no Pam do Boa Vista marcar consulta e ja tinha vaga no dia seguinte agora é mais de 1 mês de espera, e os remedios poucos que recebia no postinho agora diminuiram, realmente mudou para pior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu aprendi que com o voto pode-se mudar algo.

      Aprendi que errar um vez é humano, mas duas é burrice. Por este motivo não votei novamente no Carlito.

      Votei no Udo. Se o Udo for tão incompetente como foi o Carlito no final de seu mandato, não voto no Udo novamente. Mudo o voto para outro.

      Excluir
  2. "a imprensa feliz da vida, cordata e faceira, com o novo governo."
    Também pudera, com a verba de publicidade da Prefeitura, da DOHLER dos compadres do UDO na CDL, quem vai ser louco de falar mal e correr o risco de perder estas tetas.

    ResponderExcluir
  3. Esse foi um dos texto mais fracos e ridículos que já li aqui no Chuva Ácida. Por sinal, o nível desse espaço decaiu demais. Antes pessoas com conteúdo publicavam nessa fanpage. E agora! Acredito que a luz amarela acendeu faz tempo e vocês ainda não perceberam. Ou não estão notando a audiência? A cada dia que passa menos pessoas leem, curtem, comentam ou compartilham o que se publica nesse espaço. Mas também, com um texto medíocre como esse. E de uma viúva do governo Carlito. Faça-me o favor. Ninguém merece!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sabia que isto era uma fanpage. Quanto à audiência, está dentro do normal, não se preocupe.

      Excluir
    2. Inclusive na qualidade, né Baço?! ;-)

      Excluir
    3. NelsonJoi@bol.com.br

      Excluir
    4. Qualidade depende do ponto de vista. Você gosta das novelas das oito, eu gosto de Felini. Mas sou capaz de viver com isso.

      Excluir
    5. Qualidade da audiência gajo, da audiência. O comentário foi uma ironia ao "anônimo". Na próxima eu desenho!

      NelsonJoi@bol.com.br

      Excluir
    6. Opa! Falha nossa. É que ainda não aprendi a ler essas coisas de ;-) Problemas da idade. Então, peço desculpas ao Anônimo pela rudez.

      Excluir
  4. Concordo com praticamente todo o seu comentário, principalmente a aproximação entre o PSD do Colombo e o PMDB de Udo, tentando reviver a tal tríplice aliança tão sonhada pelo LHS. Só faço uma vírgula, não concordo com o seu posicionamento em relação ao binário proposta para a Tenente Antônio João com Santos Dumont, não considero que foi uma boa proposta do governo Carlito, considero este binário uma solução paliativa. Moro no Bom Retiro entre as duas referidas ruas a 30 anos, e conheço o trânsito das ruas. Todos que moram aqui sabem que a Tenente Antônio João é uma rua de ligação para a área comercial e residencial do bairro, não existe nenhuma outra rua que atravessa o bairro cortando as laterais como acontecem em outros bairros, e a Santos Dumont deveria ser uma via rápida para acesso ao aeroporto, as faculdades e ao distrito industrial, portanto a cidade inteira passa pela Santos Dumont. A ideia de transformar a Tenente Antônio João em uma via rápida seria ruim para todo o bairro, acabando com muitos comércios tradicionais e descaracterizando o bairro. Sendo ruim para quem depende de ônibus pois quem mora no final de uma rua como a Itororó ou Itajuba teria que andar em torno de 2 Km até a Santos Dumont para pegar um ônibus para o centro. Por estes motivos a associação de moradores reprovou as propostas para o binário, concordando somente com a duplicação da Santos Dumont, que era um projeto antigo e que deveria ter sido feito a muito tempo. Espero que com o dinheiro garantido para a obra e com a necessidade do PMDB e do joinvilense em ver obras faraônicas, que logo esta obra esteja terminada e alegre todo mundo principalmente nós moradores do Bom Retiro.

    ResponderExcluir
  5. Falam do governo do Carlito como se esse fosse bom. O governo do Carlito (o muy amigo da dupla Lula e Dilma) fez um governo apagado, também deixou muitas obras do predecessor a ver navios e foi, provavelmente, o pior até agora. O PT de Dilma e Lula também beneficia mais o RS do que SC, mais o RJ do que MG, não sei por que isso é novidade.

    ResponderExcluir
  6. Bravo discurso Irio. Assino em baixo de praticamente todas as suas colocações.

    Mas presidente, eu lhe digo, que esperava que incluísse em seu discurso os mea-culpa;

    Mea-culpa por ter um núcleo duro que não ouvia o andar de baixo que quando criticava era colocado de lado pelos encastelados;

    Mea-culpa por ter ganho a eleição e não ter ocupado os espaços, mantido pessoas mal intencionadas em cargos estratégicos da Seinfra, Conurb e Ippuj que ajudaram a sabotar o governo durante quatro anos;

    Mea-culpa por ter tomado decisões corretas nas horas erradas (iptu das calçadas, lembra?);

    Eu poderia escrever no mínimo 13 tópicos para simbolizar bem a frustração que foi ter dedicado esforço gratuito para eleger o Carlito prefeito para depois ver esse projeto de 20 anos no lixo.

    Mas não vou fazer, porque não sou melhor que ninguém para apontar o erro maior, que eu tenho certeza que você não precisa de 15 (QUINZE) segundos para reconhecer.

    Abraço, boa noite e boa sorte.

    NelsonJoi@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nelson, concordo com você e, quando li o título do texto, sabendo vir do presidente do partido, também esperei o "mea-culpa" ou, melhor dizendo, uma auto-avaliação crítica, honesta, sem escudos.

      Excluir
    2. Mandou muito bem NelsonJoi...

      Excluir
  7. Joinville aprende com isso,é o quanto a mídia pode desqualificar uma gestão competente,popular e séria em detrimento de outra tendenciosamente.O joinvilense aprende hoje e aprenderá mais ainda, infelizmente, não pelo amor e sim pela dor.

    ResponderExcluir
  8. A sociedade joinvillense aprende e aprenderá mais ainda,o quanto um conjunto de mídia tendenciosa pode fazer para desqualificar um governo competente,sério,popular e de inclusão, em detrimento de outro que só nos traz a mesmice da exclusão descarada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, mas está para aparecer um governo com todas essas qualidades, porque até agora, nenhum.

      Excluir
    2. É verdade Jucélia. Joinville aprendeu muito no péssimo governo de Carlito.

      Excluir
  9. Sr. Irio, concordo com boa parte do seu texto, prinbcipalmente o marasmo que se encontra o governo atual. Como voce mesmo lembrou, "Enfim, o que acontece com o governo Udo é o mesmo que acontece com qualquer governo. O discurso eleitoral produzido por competentes marqueteiros, um financiamento eleitoral polpudo e os artifícios dublados nos estúdios de gravação, não ressoa na vida mesma da prefeitura. Vende-se ilusões para conquistar o voto, aniquila-se com os adversários com todas as armas e a sedução eleitoral está pronta. Logo, o que foi prometido não se realiza e o eleitor se frustra."
    Ou seja, acontece com o Udo, aconteceu também com o Carlito. O governo anterior não foi diferente e vendeu também ilusões, foi fisiológico no preenchimento de cargos igualmente, bateu cabeça no primeiro ano da mesma forma que este, desrespeitou acordos com os servidores também, etc, etc.
    Eu, como muitos joinvilenses, não tivemos muita escolha no pleito, votamos no menos pior, que com o tempo está demonstrando que é igualmente pior.

    ResponderExcluir
  10. No último ano de governo a cidade será um canteiro de obras. By Ácido.

    ResponderExcluir
  11. Mídia, que mídia, quais marqueteiros?
    A vitória de Udo Döhler não tem nada a ver com marketing. Udo venceu porque o seu principal adversário é um conhecido demagogo e quem daria crédito a um governo que se formou a partir de um conluio formado pelo PP, PT e PSDB?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estes mesmos que vc esta criticando fazem parte da base aliada do atual base do Sr Udo.
      E quem vc acha que será o grande candidato em 2014?
      o PT não tem nenhum nome de expressão, o PSDB esta tentando trazer o Destro para uma candidatura, o PP também não tem força...
      Já estou com medo dos nomes que sairão para prefeito

      Excluir
    2. Melhor um demagogo com dois ouvidos do que um ditador surdo!

      Excluir
  12. O fato é: morreremos e não veremos uma Prefeitura capaz de fazer governo para o povo.

    ResponderExcluir
  13. O texto é correto e verdadeiro. Gostemos ou não do governo anterior, a gestão Udo ainda não começou, assim como a gestão Colombo (sem dúvidas, o governo mais xuxu da história de SC). Também senti falta das "mea-culpas", e todos que estiveram lá dentro sabem que são inúmeras. Porém, éramos bem intencionados, quase ingênuos em muitos casos. Penso que o governo Carlito acabou no momento que estava começando a entender como fazer as coisas acontecerem, aprendeu tarde demais, uma pena. Hoje, tudo esta de volta ao seu devido lugar, tal qual sempre esteve.

    ResponderExcluir
  14. Embora eu concorde com as críticas ao governo Udo (não votei nele, nem no Kennedy, pois sou francamente contra o voto útil), achei este texto do Irio desnecessário. Se a intenção era realmente a de refletir sobre o aprendizado gerado pelas últimas eleições, esta foi a única coisa que o texto não fez. Irio, para que realmente pudéssemos refletir sobre o aprendizado promovidos pelo último pleito, você deveria ter focado naquilo que o governo Carlito não fez (ou que poderia ter feito diferente) e que abriu portas para a aberração que vivenciamos hoje na atual gestão da cidade. O Carlito não soube chegar na população da cidade: fez diversas coisas bacanas, importantíssimas, e não soube incorporar isso à sua imagem, não soube convencer os joinvilenses de tudo aquilo que foi feito. E isso é mortal para um político. Você fala em "timidez política" do governo Udo? Irio, não houve em Joinville governo mais tímido politicamente que o Carlito. Tudo o que os eleitores do Carlito esperavam dele era combatividade, a cara dada a tapa, mas o que tivemos foi um Carlito totalmente blindado por uma equipe de comunicação despreparada e, muitas vezes, covarde. O Carlito que conhecemos - carismático, político, acessível, simples - não apareceu, não quis ou não pôde se mostrar. Este Carlito, Irio, teria sido reeleito, certamente.

    Quando li a chamada para o seu texto pensei: "opa, finalmente, o PT resolveu se posicionar em relação às últimas eleições. Na voz do seu presidente, resolveu rever seus atos, expôr a público sua auto-crítica". Doce ilusão! O que lemos aqui é mais uma mostra da maneira arrogante como o PT de Joinville (ou, pelo menos, a tendência majoritária) vem tratando a cena política da cidade. Lamentável, lamentável mesmo. Mesmo desconfiando totalmente do atual governo, acho que ainda está cedo para avaliações tão drásticas. Já o PT, está em tempo de se rever, de se reavaliar, de se reconstruir na esquerda, e não de ficar se defendendo na crítica ao outro (por mais merecida que seja a crítica).

    M. Elisa Máximo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo!!! Pensei o mesmo..

      Excluir
    2. Esse blog é do PT??????? Serio, não sei.. Aguardo resposta

      Excluir
    3. O Chuva Ácida ser do PT? Não né?

      Excluir
    4. Leio periodicamente o Chuva Ácida e nunca comentei.

      Mas hoje foi realmente necessário. A partir de um momento que você abre precedente para textos extremamente e amplamente partidários como esse Petista, consequentemente abre para os demais partidos/partidários se posicionarem, ou determina que o blog é adepto de algum partido, o que o tornará "mais um na multidão"...

      Minha opinião.

      Excluir
    5. o chuva não é PT é LOT (TURMINHA DA LOT).

      Excluir
    6. Gilberto Pires Gayer12 de agosto de 2013 17:01

      Maria Elisa, perfeito o seu comentário. Trouxe questões que somente quem luta mais à esquerda nesta cidade pode falar com propriedade. Como ex-filiado e ex-integrante por 2 anos da gestão passada, poderia citar duas questões que para mim foram cruciais: a total confiança que a ala majoritária tinha de um governo rebocado pelo Lula/Dilma, a ponto de relaxar e gozar às críticas crescentes e entregar de forma quase ingênua a Prefeitura para inimigos históricos e incompatíveis com a causa popular; a outra questão é a inexplicável inércia do ex-prefeito, macaco velho da política e dos corredores de Brasília, entregando postos de extrema estratégia nas mãos de quem nunca exerceu e com a mínima experiência e conhecimento para tanto. O PT tinha a faca e o queijo na mão, poderia ter-se reelegido com certa facilidade e iniciado um novo marco regulatório político nesta cidade. Bastava ter respaldo popular para isto, e foi exatamente isto que faltou. Como escreveste, M. Elisa, cabe ao partido se renovar, se reerguer, fazer uma leitura clara, sem compaixões e lúcida destes 4 anos, pois não há como negar que possui diferenciais, possui uma história. Basta ouvir um pouco melhor as suas bases, sair um pouco do pedestal (que ficou claro inclusive neste texto) e voltar a assumir os comprometimentos históricos da legenda. Aprecio muito o que o governador Tarso Genro do RS tem avaliado nas suas análises pós manifestações de junho, a necessidade do partido reaprender a escutar de novo a voz do povo, e da maneira de se fazer política. Joinville merece que a esquerda em geral desta cidade tenha uma nova chance de mostrar maturidade, ética, comprometimento e trabalho.

      Excluir
    7. O blog pode não ser afiliado ao PT, mas alguns autores são da Esquerda-Mega-Ultra-Blaster.

      Excluir
    8. É isso, Gilberto. Também sou ex-filiada e ex-militante e, há muito tempo, vejo que o grande problema da ala majoritária do PT está na dificuldade em ouvir críticas. Como alguém já pontou por aqui, quem critica é, em geral, escanteado. Neste PT (que, reconheçamos, não é O PT), para ser ouvido é preciso fazer coro com um pequeno núcleo duro que é quem dá as diretrizes. E foi seguindo esta lógica que muitos dos cargos estratégicos foram preenchidos. Enquanto isso, a militância se ilude na ideia de que o governo Carlito fracassou porque, justamente, "comprou" bandeiras históricas, como a da Semana da Diversidade, financiada com recursos do SIMDEC em 2009. Poupem-me. Diante do primeiro grito de reprovação da elite conservadora da cidade, o governo abandonou de vez a bandeira. Outros dizem que o Carlito "pagou" por investir dinheiro embaixo da terra, no saneamento básico. Como, gente, mas como, uma obra tão importante e tão necessária para a saúde de uma cidade não foi trabalhada decentemente por uma Sec. da Comunicação? É inaceitável. O mesmo aconteceu com a Rádio Joinville Cultural, com os parques, com os investimentos na iluminação pública, etc. Todos projetos bacanas, que foram explorados negativamente pela imprensa e pela opinião pública, sem um trabalho de contra-ataque de um partido que só sabe conversar internamente, que só sabe agir no consenso. Acho que o PT vem paulatinamente colocando de lado seus diferenciais e sua história, como você bem citou. Quanto as bases, vivem com o partido uma relação bipolar, quase esquizofrênica: veem no partido um meio para se alcançar a transformação social, mas não se reconhecem mais no discurso partidário mais hegemônico (estou generalizando, é claro, mas é assim que consigo traduzir o que ouço de amigos e conhecidos que ainda militam no partido). Enfim, sigamos na luta!

      Excluir
  15. Acho q o Sr Udo, já esta decepcionado, pq ele poderia fazer o que estava acostumado a fazer na sua empresa, mandar e ser obedecido sem ser questionado.

    ResponderExcluir
  16. Não sei nem por onde começar a comentar esse texto.
    Na gestão Udo, gostaria de acrescentar algumas coisas que não foram citadas: Fechamento do postos de saúde pela metade (ainda que negado oficialmente, já começou).

    O governo Colombo não tinha problema com o Carlito tanto assim como parecem aos petistas, o problema do Colombo é que ele ficou os dois primeiros anos economizando (tal qual está fazendo o Udo) para nos dois últimos anos fazer uma montoeira de obras e parecer o grande empreiteiro do estado. Ao mesmo tempo deixa cair aos pedaços os serviços públicos, já com a intenção de privatizar, como a passada das escolas estaduais para Ajorpeme e IFSC, e tentativa de entrega da administração de hospitais para OS. Só gostaria de saber o projeto estadual do PT para 2014, porque tudo indica uma junção com essa turma agora criticada...

    Sim, o governo Carlito fez algumas coisas boas como citadas, e na comparação da saúde com o Udo a Casamata como primeira escolha mostra algumas diferenças, porém o PT ainda peca por não saber o quanto de cagada fez durante o seu governo.

    O orçamento participativo destinava somente uma pequena quantia para os bairros puderem decidir o que fazer. Na verdade foi usado o dinheiro que seria gasto com asfalto. Enquanto isso, o Conselho da Cidade, que é onde realmente a população deveria decidir os rumos da cidade em um governo verdadeiramente democrático, ela foi excluída para beneficiar os empresários (incluindo Udo). O OP, vale lembrar, funcionou somente por 2 anos e não concluiu todas as obras pedidas, justamente enquanto o PMDB fazia parte do governo municipal.

    E o Transporte Coletivo hein senhores petistas? Depois de lutar anos contra o duopólio Gtrans, se aliou a eles, preparou uma licitação de cartas marcadas, não conseguiu finalizar e ainda assumiu uma dívida ridícula no último dia de mandato, mostrando como o Carlito sempre foi um covarde.
    O governo Udo, amigo eterno dos donos das empresas de transportes onde dividiu ao longo dos anos a presidência da ACIJ, mesmo sabendo que o contrato vence em janeiro de 2014, está se fazendo de tonto e até agora não falou nada sobre o assunto, mesmo após reunião com MPL onde falou que vai fazer mudanças em relação ao governo anterior, mas já passou um mês do encontro e até agora nada. O PTista aí em cima não falou desse caso porque?

    É o sujo falando do mal lavado, é um pior que o outro, LHS, Tebaldi, Carlito e agora Udo.

    ResponderExcluir
  17. Não está bom o governo atual realmente.

    Mas ainda é muito ... muito pouco tempo para comparações . 4 anos do Carlito versus 7 meses do novo governo.

    ResponderExcluir
  18. Aprendemos que Carlito nunca mais.

    ResponderExcluir
  19. A autora do texto, Fabiana A. Vieira era comissionada na gestão do PT?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô, seu burro, a Fabiana postou o texto apenas. Sempre que alguém nos envia um texto, somos nós que postamos, simplesmente porque a pessoa que enviou não tem acesso ao sistema de postagem. A autoria do texto é do Irio, presidente do PT, que o assinou.

      Com gente burra assim comentando é triste.

      Excluir
    2. Esse é o Felipe voltando a normalidade...

      KA-KA-KA!

      NelsonJoi@bol.com.br

      Excluir
    3. A pessoa fez uma pergunta, talvez com certa provocação política. Mas ao responder assim o Felipe perde todo o respeito e razão, inclusive o "poder" de criticar.

      Excluir
    4. Felipe não tem noção.

      Excluir
  20. Uma ex comissionada postando um texto do presidente (ex?) do PT. Nada tendencioso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, e eu, que sou psolista, já postei texto do Leonel em época de eleição.

      Excluir
    2. Os textos do CA são postados conforme aval do coletivo. Não tem nada de tendencioso. Se vc nos enviar um texto, caro Anônimo, vamos analisar e avaliar a coerência para publicação. Só que tem que assinar, viu?

      Excluir
    3. Assinar? Putz, Fabiana, agora você complicou a vida dos gajos. Não é qualquer um que consegue ser espírito de porco fora do anonimato.

      Excluir
  21. Esse pessoalzinho do PT...tsc,tsc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rasgou a carteirinha Sandro???

      kkkkkkk

      NelsonJoi@bol.com.br

      Excluir
  22. É por essas e por outras que nas próximas eleições vou fazer valer o meu direito de não votar.

    ResponderExcluir
  23. E ninguém cala, esse chororô. Chora o Írio, chora o Carlito e o professor (professora, no caso).

    ResponderExcluir
  24. Excelente avaliação do Governo de elites. Só faltou acrescentar que O Judiciário e o Ministério Público são vergonhosamente mais condescendentes que na Era Carlito. Até o ano passado, qualquer merdinha na Justiça sobre a saúde, Cartão de Joinville/Conurb e Leis( lei da sacola plástica),prisão do Ex-Presidente da Fundema, gastos com publicidade, era liminar semanalmente. Na geston do Alencar,tudo mudou. Imprensa que blinda seu maior anunciante(Prefeitura). ô povoado Dona Francisca

    ResponderExcluir
  25. Porque será que os textos sobre o Governo Carlito são os que mais provocam debate neste espaço? Para o bem e para o mal acho que o governo petista balançou corações.....mexeu com sensibilidades e fez pensar....só por isso já valeu a pena. O importante do texto do Irio é refletir sobre os resultados práticos....tem muita gente que insiste em desconhecer os quatro anos do PT. Preferem ficar discutindo metafísicas, como poderia ter sido assim, poderia ter sido assado, foi blindado, não discutia e outras maldades inúteis para a dinâmica de guerra diária de um poder local cercado por vilanias....Quem estava lá dentro e tinha que matar um leão por dia sabe que governar não é exatamente fazer poesia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse caso, seu pensamento também vale para a atual gestão.

      Excluir
  26. Interessante ler estes posts e constatar que até agora, o que se lê são pessoas que se dedicam a fazerem criticas e levantamento de situações negativas do governo Carlito, como se tivessem vivencias profunda de gestão publica e que todos os tivessem sidos ou são governos perfeitos.
    Chegando ao cúmulo de quererem que seus olhares “caolhos” da cultura de desqualificação, sejam assinados embaixo não só pelo próprio Carlito, mas pelos petistas e até oficializado pelo próprio partido PT.
    Fico refletindo, o porquê nunca e em nenhum outro governo se viu, pessoas terem esta necessidade, mas justamente e apenas apresentado esta exigencia do partido dos trabalhadores (aposto, que devem estar fazendo também com o governo Federal).
    Alem da falta de isenção nos julgamentos, a sistemática e perene critica unicamente ao PT, estes mantêm sua tradicional cultura tanto da crueldade, como a da eterna soberba de sem se importarem com a dignidade dos outros, usam a mesma dinâmica de sempre, insistindo na busca de seus intentos de homologarem estas suas eternas criticas.
    Seus sedentos desejos, através da sujeição do outro, que “dourando” um pouco, chamam de “humildade” é por inúmeras vezes motivo de indignação, mas neste caso especificamente, só finalizando com risos, ironias e paciência para não gastar muito minha energia positiva e transformar o dia num azedume só! kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  27. A politica joinvillense...é uma piada...e uma pratica ultrapassada...seus criticos (pseudo formadores de opinião) então!!!...cruzes!!!...Chuva Acida é com certeza ainda um oasis...é pura pratica de democracia...todos...inclusive "as viuvas do Carlito" tem o direito de se manifestarem...e se a CA...abriu esse espaço para o Irio presidente do PT...da ala majoritaria do PT...expressar suas opiniões...o q poderiamos esperar é exatamente o q pela lógica ele diria...nada de mais...

    Como dizem: " o choro é livre"...

    Agora.. q ta na hora do governo UDO...mostrar a que veio ta...por isso aproveito tbm esse espaço para dizer de minha decepção q começa a se firmar...e começar a achar q saimos de uma "bateira furada"...e estamos entrando em um Titanic começando a naufragar...espero q o soscorro venha logo...

    Du Von Wolff

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem