sexta-feira, 30 de agosto de 2013

E se Udo Döhler desistisse da reeleição?

POR FELIPE SILVEIRA

Tava de bobeira esses dias e pensei numa coisa meio bizarra. Vamos supor (só supor, não torcer) que o prefeito Udo Döhler desista de tentar a reeleição em 2016. Afinal, esse negócio de ser prefeito é estressante e o homem trabalha sem receber salário. Talvez ele queira largar tudo e aproveitar a vida, como lhe é de direito, sei lá. Lembrando: isso é apenas uma suposição.

Suposição que me leva a pensar no atual contexto da política eleitoral joinvilense e em quem seriam os candidatos daqui a três anos. Claro que muita água vai rolar e os caciques vão mexer seus pauzinhos, mas é bom estar antenado desde já.

Dá pra começar pensando no que o próprio PMDB faria. Dificilmente abriria espaço para a candidatura do atual vice-prefeito Rodrigo Coelho, que saiu do PDT e não sei se já tem novo partido. Acredito, então, que o deputado federal Mauro Mariani, que disputa e tem conseguido espaço dentro do PMDB em âmbito estadual, teria alguma força. Contra ele, o fato de ter sido um candidato rejeitado em 2008 e também a divergência com LHS, que ficaria doido atrás de um novo nome.

O PT, que saiu estropiado da última eleição, talvez já tenha se refeito do baque daqui a três anos. Sem contar que nunca deixa de ser um partido forte, pelo tamanho e principalmente pela força do governo federal. No entanto, teria que encontrar um novo nome que ainda não existe entre os seus. Não poderia mais contar com Carlito Merss, que foi o seu principal nome nas últimas décadas, e dificilmente abriria brecha para Adilson Mariano, que conta com a fidelidade da Esquerda Marxista mas é detestado pela ala majoritária do partido.

O PSDB, pobre PSDB, tem mais é que se f… digo, tem mais é que se renovar de alguma forma. Marco Tebaldi já mostrou que não tem gás nenhum na última eleição e dificilmente largaria o osso de deputado federal em Brasília. De resto, não há nenhum nome forte atualmente no partido.

Quem pode incomodar mais nesse quadro é o deputado estadual Kennedy Nunes, do PSD, que saiu tanto fortalecido quanto rejeitado da última eleição. Quase ganhou, mas tenho a sensação de que a chance foi única. Ou era em 2012 ou nunca. Posso estar errado, claro, e morder a língua em 2016. No entanto, a rejeição de Kennedy é um senhor obstáculo e talvez seja insuperável.

Meu voto, já declaro, vai para Leonel Camasão, se for candidato pelo PSOL. Surpreendeu na última eleição e nesse sentido se destaca como o nome mais conhecido do partido na região. E é óbvio que se o PSOL lançar outro candidato também contará com meu voto. Porém, a sigla ainda trabalha pra se fortalecer, na região e no Brasil.

Fora esses, não me lembro de nomes fortes nos outros partidos para concorrer. Talvez o vereador Maycon César se arrisque por alguma sigla, mas acho difícil. Tem também o PSTU, que como o PSOL tem trabalhado pra definir seu espaço no campo da esquerda.

De qualquer forma, 2016 tá muito longe e muita água vai rolar. As eleições do ano que vem (para deputados, governadores e presidente) vão definir muita coisa. E não dá pra esquecer que essa é apenas uma suposição. Udo Döhler deve ser um forte candidato em 2016.

41 comentários:

  1. Oração de um joinvilense desesperado: "Papai do céu, se o Adilson Mariano (PT) sair candidato a prefeito voto nele. Mas se o Leonel Camasão (PSOL) for também ficarei na dúvida. Só sei que o meu voto será de um dos dois. Farei campanha para que vençam a eleição e administrem Joinville. Evidente que precisarei encontrar outra cidade para morar com meus familiares, pois aqui será a terra dos anarquistas, inconsequentes, arruaceiros e manifestantes. Todos financiados e patrocinados pelo poder público. Será o paraíso para esse tipo de gente. Terei o prazer de vê-los candidatos pela última vezes, pois seus próprios "companheiros" de arruaça farão de suas vidas um inferno. Será muito bom assistir tudo isso de camarote e de bem longe. Quatro anos depois, quando todos se matarem, volto para minha querida Joinville e assim viveremos em paz e com prosperidade para toda eternidade. Amem!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois eu acho, que assim como os médicos, tu deu um tiro no pé. Se Mariano sair com Leonel de vice tu vai ficar na outra cidade por um bom tempo. Quem bom para nós.

      Excluir
  2. Por que o Adilson Mariano não sai do PT, se filia ao PSOL e se lança candidato com o Camasão de vice? Acho que ele teria bem mais chances do que no já combalido Partido dos "Trabalhadores".

    É uma pergunta retórica, afinal o Mariano não deve ler o blog.

    ResponderExcluir
  3. Imagino o Kennedy seguindo os passos do Carlito: ganha na terceira tentativa e não faz p... nenhuma nos quatro anos de mandato. PSTU? Pelamordedeus!

    ResponderExcluir
  4. Sobre a reeleição do Udo, não sei e não me interessa no momento, mas estou aguardando uma postagem de algum autor do blog (preferencialmente petista ou esquerdista) sobre a absolvição do digníssimo deputado Natan Donadon pela Câmara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como preferencialmente ? Aqui só tem esquerdista e/ou petista .

      Excluir
    2. Eu sou de esquerda, Anônimo. E nunca escondi de ninguém. Aliás só no terceiro-mundão fiofó do mundo isso pode desqualificar alguém. E não sou esquerdista. Estamos entendidos ou pelo para o Sandro Schmidt fazer um desenho?

      Excluir
    3. Sugira ao Sandro desenhar, ele está precisando...

      Excluir
  5. Ah! Udo já deve estar pensando nisto. Viu na fria que Luiz Henrique o colocou. Agora Udo saiu com outra pérola. Sua preocupação não é mais com a duvidosa dívida herdada mas, com a corrupção no serviço público. Vai uma dica Udo: Se está mesmo preocupado dê uma olhadinha nas fichas de seus secretários e comissionados. Depois não vá vir com a desculpa do molusco de que não sabia de nada.

    ResponderExcluir
  6. Putz, como vocês são fracos de política em crianças, ts,ts,ts...

    Vamos lá, entrando na brincadeira do Felipinho...

    2016 sem UDO:

    PMDB: João Carlos, atual presidente da câmara. Até que seria legal ter uma pessoa com o "perfil mais liberal" como candidato, ai eu queria ver esse pessoal preconceituoso do PMDB ter que fazer campanha para ele; Mas devido à (suposta) recúsa de Udo (olha como usei bem a crase, nem acredito... uhu!!). Não chegaria no segundo turno.

    PP: Kennedy Nunes, sairá do PSD e voltará a cerrar fileira no antigo partido. Para ter alguma chance, terá que assumir o "dá pra fazer" e inverter a pecha. Igual quando tentam nos colar um apelido, tem que entrar no clima e aceitar a brincadeira, virar o jogo. Ah, e muito importante, marcar uma reunião com o nosso novo paladino da verdade e bom costumes, o CHV, blogueiro do chuva, se não o sociólogo vai continuar praticando bulling contra ele; Se mostrar um discurso mais maduro poderia beliscar um segundo turno, principalmente se os gargalos no transito continuarem e ele firmar bem o discurso.

    PT: Bento, vai para o sacrifício, já que é o único que orbita em todos os segmentos da sociedade (ou seria promiscuidade?); Porém, devido a rejeição do PT em Joinville na era pós Carlito, só faria figuração na eleição;

    PSD: Darci de Matos. O quase prefeito Darci, tem o seu nome em alta com a sociedade elitizada, tem articulação politica na base da pirâmide também e bom transito nos meios de comunicação. Teria chances de 2º Turno;

    PSDB: Dalonso. Resurgindo das cinzas, o folclórico morador de PiraCity poderá fazer estragos na eleição, pois tem a secretaria da habitação na mão e lembrem-se. A secretaria da habitação já ajudou a eleger o último ex-prefeito tucano (tebas veio de lá, alçado por LHS), imagina o que não poderá fazer com alguém um caráter um caráter um pouco mais ortodoxo... Dependerá do que ocorrer com o PSDB a nível nacional. Se em 2014 a tucanagem voltar, vai para o segundo turno, se não esquece;

    PSOL: Camasão?! Sem comentários. Cheio de boa vontade e muito voluntarismo não são o suficiente para fazer um bom prefeito, mas pra figurante, ou voto de protesto é uma boa opção;

    PSB: Patrício Destro. O hoje mais "promissor" vereador do PSD sairá do partido e cerrará fileiras no Partido Socialista do Bornhausen e será candidato já na condição de deputado eleito em 2014. Não chega do 2º turno, muito novo, passa uma imagem de Fernando Collor para quem tem mais de 40;


    Meu voto? Difícil dizer... Quem sabe me filio na REDE da Marina e me lanço candidato, quem sabe...

    Se isto não acontecer, voto naquele que mostrar propostas mais especificas para a periferia. Voto naquele que julgarem populista e tal, pois eu prefiro um demagogo com dois ouvidos do que um ditador surdo.

    Abraço!

    NelsonJoi@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi uma crítica ao teu texto, muito pelo contrário. Achei interessantíssimo, tanto que fiz um comentário bem extenso sobre ele.

      A crítica da primeira frase foi direcionado aos comentários anteriores ao meu, não ao teu texto.

      Talvez se eu tivesse chamado alguém de burro ou mandado alguém ir para aquele lugar que você adora mandar, terias me entendido melhor.

      NelsonJoi@bol.com.br

      Excluir
    2. Falou e expôs bem os candidatos, eu vim ao comentários justamente para explanar praticamente o dito por você Nelson.

      Excluir
    3. O Felipe é um idiota.

      Excluir
  7. Sabe qual é o perigo? Esse pessoal que vai para o governo e compra carro financiado em 8 anos...

    ResponderExcluir
  8. E eu lendo este artigo achando que pelo menos um articulista se salvava. Isso aqui tá ficando uma bosta ácida por fermentação de tanta merda..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bost* ácida hahahaha pensamos igual então.
      Camasão nem fodend* e Adilson Mariano idem.

      Excluir
  9. Então te respondo desde já: Udo Döhler NÃO tentará reeleição.

    E para de escrever merda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A tua resposta prova a tua burrice, pois mostra que não entendeu a pergunta. O bom de tu ser burro assim é que quando me manda parar de escrever merda eu posso considerar que o que escrevi nem foi tão ruim assim. Obrigado, otário.

      Excluir
  10. Quando li que o autor defende o PSTU, desisti de escrever qualquer comentário que teci enquanto lia o texto. Nem vale a pena se esforçar em tentar colocar algo em uma mente tão fechada.

    O Chuva Ácida está se superando esse ano em quantidade de bostas publicadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim como você?

      Excluir
    2. O dia em que o Felipe perceber como ele é alucinado, ele entrará em depressão.

      Excluir
    3. Se não entrei lendo essas bostas anônimas, imagina se vou ficar com depressão por qualquer outro motivo...

      Excluir
    4. Questão de escolha, se você prefere ser uma bosta reconhecida problema teu...

      Excluir
  11. Prevejo a disputa ao governo de Joinville em 2016 ficando novamente entre Udo e Kennedy.
    Se o marketing do atual prefeito se manter forte, serão mais 4 anos de poder.
    Caso contrário, já podemos ir definindo o destino que será interligado a nossa residência por um elevado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de terminar mandato, Udo fará pelo menos 02 elevados para quando deixar de ser prefeito, poder chegar mais rápido a Dohler.

      Excluir
  12. E porque não,Joinville pensar em eleger uma Mulher? O Machismo não deixa nem levantar a hipótese??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já temos uma mulher/ex-terrorista/poste no comando do Brasil. Essa "modinha" não vai mais colar.

      Excluir
    2. Eu gostaria muito de eleger uma mulher, mas não considerei na análise porque não há nenhum nome feminino nesse contexto. E, sim, isso é resultado do machismo da nossa sociedade.

      Excluir
    3. Tem a Tânia Eberhardt. Forte no partido, e forte agora como secretária da saúde.

      Excluir
    4. Acha mesmo que a Tânia tem essa chance dentro do PMDB? Eu acho que não. Mas vai que sim.

      Excluir
  13. Acredito que se buscamos a democracia plena, em qualquer cenário politico ou não, a Mulher deve estar integrada.
    Temos muitas Mulheres nos bastidores que poderiam nos presentear, com excelente gestão de governo.
    Pensem que nomes talvez não nos faltem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cite alguns, Jucélia. Por favor. Acho que temos que estimular, sim, esses nomes. Não vejo nenhuma como candidata, mas gostaria que houvesse e torço por isso.

      Excluir
  14. Ou seja, com Udo ou sem Udo a coisa não ta facil não.
    Acho o nome do Camasão, um bom nome. mas como vc falou tem q fortalecer o nome do partido.

    No resta esperar para ver e ir cobrando da atual administração melhoras pra joinville.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Camasão é um cara legal e eu gosto dele. Mas ele é uma criança, ainda ingenuo. É um Felipe Silveira melhorado.

      Excluir
  15. eu torço pro udo aguentar até o final do mandato pq se o coelho assumir estamos todos FOD.......a cabeça dele não passa nem na porta da prefeitura de tão inflada que ficará, se é q isso é possível...

    ResponderExcluir
  16. Felipe elenquei rapidamente alguns nomes, mas todos poderiam pesquisar e aumentar a lista de Mulheres que poderiam fazer a diferença na gestão pública,colocando um outro olhar na gestão desta cidade que mesmo sendo a maior de SC, continua com "status de bolha".
    Ai esta a lista de Mulheres:

    Maria Malvina Locks
    Tania Eberhardt
    Raquel da Rocha Pereira
    Aparecida Pereira Gonçalves
    Marinete Meers
    Marileia Gastaldi Machado Lopes
    Carmelina Barjona
    Judite Cardoso
    Heleny Mendonça Meister

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem