quinta-feira, 21 de novembro de 2013

O Mensalão, a memória e o esquecimento

POR CLÓVIS GRUNER
  
Alguns eventos precisam acontecer; outros, precisam não ter acontecido. Eleito pela primeira vez em 1994, FHC chegou ao governo como principal protagonista de um projeto de “20 anos de poder”, nas palavras do então ministro Sérgio Motta. A um ano da eleição de 1998, no entanto, um dilema: como manter-se duas décadas no poder sem um candidato forte para substituir o presidente? Os tucanos enfrentavam o mesmo problema do PT anos depois, porque cometeram exatamente o mesmo equívoco, apostar todas as suas fichas em um único carisma.

A solução encontrada por “Sérjão”, uma espécie de José Dirceu do governo tucano, foi simples. Como a Constituição de 1988 não previa a reeleição, FHC comprou parte do Congresso e aprovou a emenda da reeleição. Em bom português, ao mudar a Constituição em seu benefício, deu um golpe branco que custou aos cofres públicos milhares, talvez milhões de reais. Os detalhes, como em todo caso de corrupção, são sórdidos. Estima-se que foram comprados cerca de 150 parlamentares, pagos em dólares. “O pessoal votava a favor e na saída do plenário já tinha gente esperando para acertar o pagamento junto a doleiros. Não tinha erro”, confidenciou recentemente a um jornalista um dos deputados beneficiados com o “mercado da reeleição”. O resultado da farra? Nenhum. Com maioria no Parlamento, FHC conseguiu barrar a instalação de uma CPI. O procurador Geraldo Brindeiro – não por acaso chamado à época de “Engavetador Geral da República” – encarregou-se de enterrar a denúncia. Sérgio Motta morreu em 1998, poucos meses antes de ver seu chef-d'œuvre concluído, com a reeleição de FHC no final daquele ano, em primeiro turno.

Do roteiro acima, a maioria se lembra apenas da reeleição, como se ela tivesse acontecido em clima de normalidade. O esquecimento, como a lembrança, não é natural. Desde 1997 e ao longo dos anos seguintes, houve um esforço conjunto, orquestrado pelas lideranças tucanas e seus aliados – fora os demos, basicamente os mesmos que hoje apoiam o PT, incluindo José Sarney –, além obviamente dos meios de comunicação, para condenar ao limbo o episódio. Não nego ao governo tucano seus méritos. Esse é um deles: FHC e seus asseclas construíram um “não evento”. Claro, as tentativas de produzir o olvido, por eficientes que sejam, só conseguem resultados provisórios. Há sempre um espírito de porco disposto a lembrar que uma mentira contada mil vezes não se torna uma verdade, mas apenas uma mentira contada mil vezes.

"EU VEJO PESSOAS CORRUPTAS" – Tudo muito diferente de outra narrativa, protagonizada também por um governo envolvido em denúncias e práticas de corrupção. Desde o nome, “Mensalão”, quase toda a trama foi tecida de maneira a produzir um evento que precisava ter acontecido. Um dos pontos altos veio na semana passada, com as primeiras prisões dos condenados. Não me sinto particularmente comovido ao ver presos José Dirceu e José Genoíno: se todo aprisionamento é em si absurdo e violento, esse não deveria me deixar mais ou menos indignado. Por outro lado, não se trata de uma prisão qualquer, e que ela tenha ocorrido no simbólico 15 de novembro e sob os holofotes da chamada grande mídia, é apenas um dos elementos do espetáculo.

Não se trata de uma prisão comum porque Dirceu e Genoíno não são prisioneiros comuns: gostemos deles ou não, ambos são figuras emblemáticas na trajetória da esquerda brasileira e particularmente do PT. Não sei a extensão da responsabilidade de ambos e do PT no processo em que foram condenados – e, pessoalmente, penso que a verdade está em algum lugar intermediário entre o discurso de ódio da direita e a defesa exasperada dos governistas. Mas é notório que o STF e particularmente Joaquim Barbosa, serviram particularmente neste episódio a interesses que não necessariamente os da justiça.

Fosse assim, junto com Dirceu e Genoíno ou mesmo antes deles, outros já teriam sido punidos. Fernando Henrique Cardoso usou dinheiro público para salvar da falência o banco onde seu filho era sócio-diretor. Paulo Maluf está na lista de procurados da Interpol. Eduardo Azeredo, do PSDB, deu início em Minas, e com o mesmo Marcos Valério, ao esquema que condenou Dirceu e Genoíno. Demóstenes Torres, ex-senador Democrata, e seu cúmplice Carlinhos Cachoeira, enriqueceram fazendo da política uma extensão do crime organizado. José Serra, Geraldo Alckmin e Gilberto Kassab impediram que nos últimos anos quase meio milhão de reais entrassem nos cofres do estado de São Paulo. Estão todos livres e, suspeito, continuarão exatamente assim.

QUEM CONTROLA O PRESENTETodo mundo tem o direito de aplaudir a prisão dos dois Zés do PT, mas daí a acreditar que se está a combater a corrupção vai uma distância: nunca se prendeu corruptos nesse país, e o reality show dirigido pelo Ministro Barbosa mantém a tradição. Ao prender Dirceu e Genoíno, não se pretendeu dar uma “lição aos corruptos”, como afirmou outro ministro do STF, fazendo coro à capa de uma revista semanal. O alvo era outro, o PT. Mas com que propósito?

Tenho dúvidas se os fins são exatamente eleitorais. Em 2006, ano em que explodiu o escândalo, o máximo que a oposição conseguiu foi levar a eleição para o segundo turno, e amargou o vexame de ver Geraldo Alckmin ganhar menos votos do que no primeiro. No ano passado, e apesar do providencial ajuste na agenda do STF para fazer coincidir o julgamento com a campanha eleitoral, o PT conseguiu eleger Fernando Haddad, o que parecia ainda mais improvável que a eleição de Dilma Rousseff. E embora seja muito cedo para prognósticos seguros, pesquisas indicam que ela mantém hoje larga vantagem sobre seus virtuais opositores.

Na falta de um projeto para o país, a oposição pode continuar a apostar no discurso moralizante, embora ele já não convença muita gente vindo de onde vem. Particularmente, acho que o propósito é outro. Em uma passagem emblemática de “1984”, de George Orwell, o personagem O'Brien afirma, a um impotente Winston Smith, que “quem controla o passado, controla o futuro; quem controla o presente, controla o passado”. O que está em jogo não são apenas as eleições presidenciais, mas qual interpretação sobre os acontecimentos políticos passados e coevos prevalecerá. Na “novilingua” forjada pela oposição e por parte da mídia nativa, seus colunistas e blogueiros, a urgência não é moral a nenhum deles interessa combater a corrupção e os corruptos, nenhum deles está preocupado com a coisa pública –, mas narrativa. Fazer o acontecimento e produzir o não acontecido. E ao menos por enquanto, quem continua a escrever a história são os vencedores.

76 comentários:

  1. Claro, se houve ouve compra de votos dos tucanos na reeleição de FHC, o PT (cujo dois últimos presidentes se beneficiou/beneficiará da reeleição) também pode fazer o mesmo, oras! Ótimo argumento, Clóvis. Seguiu muito bem o coro dos petistas pela-sacos.

    Você fica melindrado com a prisão dos “Zés do Petê” mas se esquece da cambada de advogados e empresários picões que também foram presos com esses dois. “História de luta da Esquerda”, poupe-nos desta bobagem! Naquela época os esquerdistas queriam derrubar uma ditadura e impor outra. Tá aí a ex-terrorista Dilma, cujos meios justificam o fim, que não me deixa mentir. Aliás, a única história de luta que o José Genuíno é lembrado tratou de apelidá-lo de X-9 na guerrilha do Araguaia. Dúvidas que ele delatou os “cumpanheiros”? Se ele tivesse colhões iria assumir o erro do mensalão, mesmo que supostamente inocente, ao invés de tentar, de todas as formas, escapar da condenação a ponto de assumir um cargo de deputado, sujando ainda mais a Câmara. Covarde! Infelizmente sabemos que neste país quem vai e fica na prisão é preto, pobre e prostituta, e daqui a algumas semanas ou meses esses criminosos vão estar livres, saindo da cadeia com a cara mais deslavada possível para o júbilo de um bando de asseclas desocupados que dormiam em frente à prisão. A proposito está faltando chefe da quadrilha lá, e todos sabem que ele é.

    Parabéns ao Ministro Joaquim Barbosa que escolheu o dia 15 de novembro, dia da proclamação da república, para mostrar a população que os criminosos do colarinho branco também são julgados, condenados e presos.

    Quer apontar irregularidades de FHC com o seu filho, mas esquece a relação de Lula com o seu rebento, o Lulinha (tal pai, tal filho), que hoje é um magnata das teles e frigoríficos, no mínimo o Molusco deveria ser julgado por tráfico de influência. Continua a manter o mesmo discurso hipócrita: “se eles fizeram o Petê também pode”?

    O Petê conseguiu eleger Fernando Haddad a muito custo por conta da sua incompetência como ex-ministro da educação, da destruição da imagem do candidato Celso Russomano pela mídia pró-petista (especialmente o CQC da Band) e pelo “carisma” do combalido de José Serra. Ainda assim o eleito Fernando Haddad está fazendo em SP uma cagada atrás da outra, nada surpreendente, bem feito aos paulistanos.

    Discurso Moralizante? Pra quê? Liga a TV, olhe os jornais. O país está um caos! O MPF e o STJ só fizeram os trabalhos deles condenando os corruptos, o mínimo de se esperar pela população. Mesmo com todos os infortúnios (e os que virão na Copa) a dona Dilma vai se reeleger 2014, não tenha dúvida disto, e o Brasil continuará seu caminho para se transformar numa Argentina e, mais tarde, numa Venezuela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrar às vezes é uma chatice, né Marcos? Entendo sua frustração.

      Excluir
    2. Opa! Como assim, o Haddad tá fazendo cagada em SP? Eu moro em SP e estou vendo mais corredores de ônibus sendo entregues e creches saindo do papel (aliás, coisas que praticamente só acontecem em gestões do PT, e por aí a gente vê pra quem petistas e tucanos governam). Pela primeira vez a prefeitura tem uma secretaria de direitos das mulheres.

      E tem, claro, a questão do aumento do IPTU. Quando em junho a coxinholândia saiu às ruas vestida de branco e enrolada na bandeira do Brasil, pedindo educação e saúde padrão FIFA, de onde esperavam que saíssem as verbas? É muita vergonha alheia ver gente cujo imóvel triplicou ou quadruplicou de valor choramingando por causa do aumento. Pra gente ver como na prática a ideia de justiça social atiça os piores instintos da classe média.

      De resto, é sempre esse choro e ranger de dentes quando apontam a esbórnia tucana. Nem vale a pena discutir, mas se é pra falar de filhos, tem aquele caso da filha do FHC que era funcionária-fantasma no gabinete de quem mesmo? Demóstenes? Se não me engano foi a Mônica Bérgamo, da tucana Folha de SP, quem deu a notícia. E tem também a filha do Serra, sócia da irmã do Daniel Dantas, o cara que mais lucrou com as privatizações nos governos FHC. Olha, se for pra falar de filho de tucano, a gente passa o dia aqui.

      Clóvis, como sempre, excelente análise!

      Excluir
    3. Obrigado pelos comentários, Cecília. Um abraço.

      Excluir
    4. Cecília, cada um com seu contentamento. Provavelmente você não pagará 29% de aumento de impostos no próximo ano e não faz uso das avenidas com corredores de ônibus, sobretudo aquelas vias estreitas que mal passam dois veículos e na hora do rush ficam congestionadas pelas filas de ônibus em curvas muito fechadas – São Paulo também tem o seu “IPPUJ”. Conheço dezenas de paulistanos, das mais variadas classes, descontentes com o POSTE do Lula.

      Ainda, aumentar o IPTU não é fazer "justiça social". Ninguém faz “justiça social” cobrando aumentos abusivos de impostos, maiores do que a inflação, objetivando distribuir a riqueza para os bairros mais pobres. Já ouvimos esse conto antes... Quer aumentar o IPTU, que o faça de forma gradativa e mais transparente, não da forma escondida como foi aprovada na calada da noite pelo governo de Haddad. Imagine os “coxinhas” joinvilenses (e os moram em Curitiba também) arcando com um aumento abusivo do IPTU igual ao que foi imposto em SP. Pimenta na boca dos outros é refresco.

      Excluir
    5. O Marcos, só para citar uma das inúmeras sandices que conseguiu por em 6 parágrafos, ainda acredita que a Escola Superior de Agricultura Luis de Queiroz, em Piracicaba, e a Friboi da família Batista, pertencem ao lulinha. Tá defasado meu bem, o lulinha já trocou tudo pelas pirâmides do Egito.

      Excluir
    6. A resposta ao Manoel e demais petistas chama-se RMC... No mais,,, Marcos, assino contigo.

      Excluir
    7. "Ninguém faz “justiça social” cobrando aumentos abusivos de impostos, maiores do que a inflação, objetivando distribuir a riqueza para os bairros mais pobres. Já ouvimos esse conto antes..."

      Isso mesmo, Marcos, num paizinho miserável chamado Suécia.

      Excluir
    8. Marcos, eu estou sim no grupo de proprietários de imóveis que pagarão 29% de imposto. E sabe por que eu acho justo pagar? Porque meu apartamento só valorizou porque está num bairro privilegiado em termos de serviços públicos: parque, transporte de qualidade, limpeza, etc. Então eu espero (e cobro) que o dinheiro dos meus impostos seja usado também para melhorar a qualidade de vida nas periferias. E aplaudo os corredores de ônibus. Os carros podem fazer rotas alternativas, mas quem anda 30 km de transporte público pra chegar no trabalho mais do que merece andar mais rápido.

      Excluir
    9. Ah, Marcos, você podia dormir sem essa. Mas eu me diverti bastante.

      Excluir
  2. Vc não sabe "a extensão da responsabilidade de ambos e do PT no processo em que foram condenados". Mas tem certeza absoluta de que "o governo FHC comprou parte do Congresso e aprovou a emenda da reeleição"; que o "Fernando Henrique Cardoso usou dinheiro público para salvar da falência o banco onde seu filho era sócio-diretor".
    Clóvis Grunher, testemunha da história! olha...
    Não precisava ter escrito o texto. Era óbvio que, ao discorrer sobre o assunto, ia sair algo como esse troço aí em cima. Barbaridade, o cara defende político, olha...
    Mas concordo contigo em uma coisa: haverá mesmo e sempre espíritos de porco dispostos a lembrar que uma mentira contada mil vezes blablabla...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah!, esses anônimos e sua insistência em não entender ou não querer entender o que lêem. Eu nunca sei se é ignorância ou desonestidade mesmo. Mas em se tratando de gente que se recusa a assinar o nome, aposto na segunda.

      E Grunher deve ter sido algum tipo de ato falho.

      Excluir
    2. O Hagar foi intencional. Gostou? Dei pra ti baixo astral, pode pegar de logomarca.
      Mas como não entendi? Vc não está defendendo os braços esquerdos levantados? Vc não está justificando a pilantragem? Vc não acha que existe uma ação orquestrada pela direita para derrubar o pt do poder? Não é isso que vc está dizendo nesse troço que vc escreveu ai em cima? Os caras roubam o país, um foge para a Itália e o desonesto sou eu, por ser anonimous?? No palanque tu até tem pose, mas na hora da discussão és fraco...

      Excluir
    3. 1-) Você não entendeu.
      2-) Não.
      3-) Não.
      4-) Não.
      5-) Não.
      6-) Tudo bem, você não quer ser chamado de desonesto porque é anônimo. Que tal... desonesto?

      Excluir
    4. rs, a mentira contada mil vezes...
      Um chef-d'œuvre et caterva para vc também, Clóvis

      João Gilberto Solano: bu!

      Excluir
  3. Direitistas e sua tendência em associar tudo o que é vermelho a Comunismo bem como desqualificar esquerdistas por suas limitações linguísticas. Esse tipo de discurso não é nada além de ignorante, preconceituoso e limitado. O anonimato sugere medo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bonito foi quando eles começaram a reclamar da cor da roupa da Dilma, para você ver o desespero.

      Excluir
    2. João Gilberto, bem vindo à Guerra Fria. A mentalidade desse povo parou mais ou menos lá pelos anos 1950.

      Excluir
  4. Agora no Brasil, a justiça não prende apenas Pobre, Preto e Puta. Acrescentaram o Petista. By Ácido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a diferença é que pobre, preto e puta não tem dinheiro para fugir para a Itália.

      Excluir
    2. Não é um mimo ver gente que sempre festejou ver pobre, preto e puta (o Marcos logo ali no começo, o 13:25 aqui em cima) na cadeia, agora fingindo indignação?

      Excluir
    3. segue tentando, Clóvis, mas melhore os argumentos...

      Excluir
    4. Comovido com sua preocupação, 13:53. Agora, cá prá nós, pra quem escreve uma mal traçada linha e nem tem coragem da assiná-la, você não é exatamente a pessoa mais indicada para comentar meus argumentos, não é mesmo?

      Excluir
    5. Se eu não assino tu não me conhece. Se não me conhece, não tem como saber se festejei (????) ver pobre, preto e puta na cadeia. Logo, o teu argumento é tosco. E se o anonimato incomoda tanto pq não proíbem, não é mais fácil? povo mais biruta...

      Excluir
    6. Ainda comovido, 13:53/14:27. E quem faz as regras do blog não sou eu. Se dependesse exclusivamente de mim, anônimos não comentariam, entre outras coisas e principalmente porque estou convencido que a presença de vocês espanta leitores mais qualificados e que acrescentariam algo de relevante ao debate. Fazer o que?

      Excluir
    7. Entendi. A presença do anonimato, decidida por vcs - te incluo pq vc faz parte do blog - impede leitores mais qualificados. Então a ausencia de leitores mais qualificados é, antes, culpa de vcs mesmos, né? Solução? Faça um blog só para vc, estou ansioso para ler - apenas ler - o debate qualificado que vai acontecer nele...

      Excluir
    8. Mas a Dilma e o Dirceu não eram anônimos fantasiados de fakes???? ERAM TERRORISTAS FANTASIADOS DE FAKES....

      Excluir
    9. AGORA A DIREITA É FAKE..... E NAO PODE...KKKKK TOMA ESQUERDA...VAI PRA CUBA QUE NEM FEZ O TEU PUPILO....

      Excluir
    10. ISSO ERA PRA FAZER ALGUM SENTIDO OU VOCÊ SÓ ESQUECEU DE TIRAR O TECLADO DO CAPS LOCK?

      Excluir
  5. O Mensalão tucano corre o risco de prescrever e ate agora nada do STF julgar.
    “Aos amigos os favores, aos inimigos a lei.”
    Nicolau Maquiavel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rogério, se corre o risco, na prática já prescreveu. Como eu disse, ninguém vai ser preso, sequer julgado. É a defesa da pilantragem e da impunidade, como sempre.

      Excluir
  6. Para quem achou que esse espetáculo do STF fosse enfraquecer o PT quebrou a cara, o link da noticia abaixo prova.
    http://noticias.r7.com/brasil/busca-por-filiacao-no-pt-aumentounbsp2613-durante-o-feriado-diz-partido-19112013

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que esperar dos jovens brasileiros? Que estudem, que trabalhem para construir um futuro melhor para os seus filhos, que sejam honestos. A maioria segue esses princípios, já outros...

      A invasão da USP por desocupados, com custos ao Estado de mais de R$2 mi, mostra qual o futuro de parte dos jovens brasileiros. Esses mesmos “estudantes” que depredaram o bem público provavelmente aumentam também o número de filiados do PT.

      Excluir
  7. Parabéns, Clóvis, belo texto.
    Ass.: Henrique, mas não avise a ninguém que apareci por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Henrique. E não se preocupe, seu segredo será preservado. ;)

      Excluir
  8. Gestão pública séria e competente, nomeando para os cargos de direção EXCLUSIVAMENTE SERVIDORES DE CARREIRA, ainda que de outras esferas de poder (federal, estadual ou municipal).
    Transparência em todas as compras públicas. Possibilidade de qualquer cidadão apontar excesso nos valores pagos na aquisição de produtos e serviços da administração pública.
    Fiscalização redobrada em todo servidor público que atue na fiscalização ou na concessão de licenças.
    Acompanhamento pela população do trâmite de todas os pedidos encaminhados à administração pública (quem foi o 2ª a fazer um pedido não pode ser atendido antes do 1º).
    Fim do sigilo bancário para o fisco, para todas as pessoas, fim do cheque ao portador, fim do cheque cruzado, volta da CPMF com alíquota de 0,01% (em cada R$ 10.000,00 se pagaria apenas R$ 1,00) com os recursos destinados exclusivamente para a saúde. Esse imposto (seria IPMF) faria com que muitos sonegadores fossem pegos pela Receita Federal.
    Cartórios de registro de pessoas e de imóveis todos interligados. DETRANs interligados.
    Vendas com uso OBRIGATÓRIO do CPF.
    Atitudes que permitiriam que pegássemos as compras de imóveis milionários e carros de luxo por políticos e servidores públicos ou seus parentes.
    Estas dicas e outras são simples de serem implementadas, só não o são porque a situação atual interessa a muita gente....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O JUAREZ NINGUEM AGUENTA .. NEM COMENTAR.. VOU SO RESPONDER ISSO AKI PRA ELE FICAR FELIZ.

      Excluir
    2. Nada, nem falo da LOT. Tá melhorano.

      Excluir
  9. Parabéns Clóvis, esse foi u dos melhores textos que li sobre o assunto, talvez o melhor. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Eu não sei por que Clóvis, é uma mera intuição, mas será que os mesmos anônimos que vomitam ódio contra os Zés são aqueles mesmos que aplaudem o rebaixamento do meio-fio e abominam o dia da consciência negra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manoel, não me surpreenderia. "O atroz encanta", como diria Benjamin.

      Excluir
  11. Clóvis, alguma chance de você seguir o Charles e ir à Cuba, vosso paraíso ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu fosse sair do Brasil não seria para Cuba. Cuba é uma ditadura, e eu não gosto de ditaduras, nenhuma ditadura.

      Excluir
    2. Já viu algum petista, comunista, socialista querer is morar em Cuba ou Coréia do Norte. O socialismo é mais bonito na velha Europa. Aí eu concordo contigo... Cuba é pra preto, pobre e prostituta.

      Excluir
    3. Pois é, como eu não sou petista, nem comunista, nem socialista, talvez você devesse procurar outro pra encher o saco. Ou tentar algo além de clichês.

      Excluir
  12. Defender Genoíno é fácil. O cara é pobre, se patrimônio e foi condenado por assinar um contrato em nome do partido. Quero ver cabra defender o UDO num post ao chuva...

    NelsonJoi@bol.com.br

    ResponderExcluir
  13. Lei de Medios neles. A história é contada por quem é dono da informação. Genoíno é um cara sério, honesto e trabalhador, já conversei com ele pessoalmente e posso dizer que não entre os comentaristas deste post alguém que tenha feito metade das coisas boas que este homem tenha feito por este país.
    Canalhas na cadeia, do PT do PSDB e qualquer partido. Mas há que separar o joio do trigo e não aceitar injustiças.

    NelsonJoi@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/11/1374072-questoes-de-ordem-qual-a-culpa-de-genoino.shtml

      Excluir
    2. Tão sério que foi condenado pela mais alta Corte do país por corrupção.
      Imagina se não fosse. Não estou dizendo, etou apenas me baseando em fatos.

      Excluir
  14. Além de tudo isso é ladrão. Condenado .. meio condenado digamos porque já tá dando um jeitinho de se fantasiar de coitado pra ficar fora da jaula onde ele foi condenado a ficar pelos CRIMES que cometeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou meio mal informado , por favor me diga quais crimes ele cometeu, não vale pesquiser nem na globo nem na folha nem na veja....., ah!! já sei, o crime dele é ser petista.

      Excluir
  15. Agradeço todos os dias por ter hombridade o suficiente para não esconder meus pensamentos e expô-los ainda que desagradem a maioria.
    Quem se esconde sob o anonimato fica numa posição muito fácil de tecer qualquer tipo de crítica, pode ter uma posição hoje, outra amanhã, pois não tem compromisso com nada, nem com sua própria consciência.
    A diferença entre aquele que se identifica e o que permanece anônimo é pequena, resume-se a ter coragem de falar o que pensa e assumir as consequências de seus atos.

    ResponderExcluir
  16. Como militante do PT quero dar as boas vindas aos novos companheiros. Precisamos nos unir cada vez mais para defender nosso país e nossa gente. Apesar de todos os problemas o PT ainda é um caminho para alcançar esses objetivos. Eu acredito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Eebeca, os fins justificam os meios.

      Excluir
    2. O melhor que o PT faz seria expulsar os corruptos do partido. Pelo menos em Joinville o PT honra a sua tradição e digo isso sem nenhum pingo de sarcasmo. Agora na direção nacional, pelo amor de Deus....

      Excluir
  17. Juarez, o anonimato só existe nesse blog pq eles assim querem. Já vi algumas vezes textos aqui publicados se vangloriando da quantidade de comentários, acessos ao blog e coisa e tal. Nesse caso, não se fez distinção entre as pessoas com hombridade como vc e a escória que faz parte do anonimato. Ou seja, vc e os anonimos eram a mesma bosta, estatística para valorizar o blog.
    E assim, o tratamento dado a quem discorda das opiniões do blog, seja ele anonimo ou identificado, é o mesmo. Basta ver as respostas dadas pelo Clóvis ao Marcos. As discussões sobre a posição política das pessoas aqui se dá num nível muito rasteiro.
    E falando especificamente sobre o texto do Clóvis: eles esperava que a mídia e a justiça de 2013 agissem como a de 1997? O FHC não foi preso, e nem o Lula.
    E assim, menos, né? isso aqui é um boteco muito do fajuto, e o pior, sem cerveja. Não é o mundo. as pessoas que não se identificam aqui existem no mundo real e são responsáveis pelo que fazem, pensam e dizem, pagam impostos e serão presas, se fizerem merda, no MUNDO REAL. Quem me garante que vc, por ter um nome identificado num blog, existe mesmo? é cada uma...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu esperava que a mídia e a justiça de 1997 agissem exatamente como a de 2013: investigasse, julgasse e, se necessário, punisse os responsáveis. Ao contrário de você, do Marcos e de alguns anônimos, não vejo com bons olhos que corruptos saiam impunes.

      Excluir
    2. Viu, Juarez? Clóvis, vc inverteu a lógica da minha pergunta. E como sempre, está tentando colar na minha pessoa coisa que não sou. O anonimato me defende das suas asneiras.

      Excluir
    3. Compareça às reuniões do Conselho da Cidade (programação no site do IPPUJ - ippuj.joinville.sc.gov.br) e me conhecerá. Não falto às reuniões e mantenho as mesmas posições que defendo nos dois ambientes (real e virtual). Ao responder a um anônimo que hoje diz algo não sei se ele não era o mesmo que dizia exatamente o contrário ontem. Crescemos todos discutindo, mas se identificando fica muito mais fácil, não só para discutirmos posições contrárias, mas para elogiarmos quando entendemos. Imagine alguém proferindo um ELOGIO AO ANÔNIMO.... Quem é o anônimo, o que defendeu o feriado da consciência negra ou o que era contra, o que era a favor ou contra o rebaixamento de 100% das calçadas. Entendo que o anonimato, apesar de gerar mais movimento no Blog (no meu não é permitido), prejudica um debate mais qualificado, permite que existam eventuais birutas de aeroporto que mudam de opinião entre um POST e OUTRO, quem sabe até para gerar polêmica.

      Excluir
    4. Justiça igual para todos, direito de defesa igual para todos, isso deveria existir. Todos deveriam ser julgados e punidos pelos seus atos. Devolver o dinheiro com juros e correção monetária é o principal caminho. Se perderem o dinheiro que "desviaram" isso inibirá os demais a cometerem outros desvios, é o chamado caráter intimidatório da pena. Lembrando que não é o tamanho (dureza) da pena ou não que intimida os potenciais criminosos e sim a CERTEZA DE PUNIÇÃO.

      Excluir
    5. 13:03, excelente tentativa de justificar seu recurso covarde ao anonimato. Só que não.

      E se o boteco tá fajuto, muda de freguesia. Você não fará falta por aqui.

      Excluir
    6. Eu não falei especificamente de vc, Juarez. Mas é só clicar em alguns desses Bzinhos laranjas ai pra vc entender o que quis dizer.
      E outra, o que é o "by ácido", se não anonimato?
      Ms vamos lá. Feriado da consciencia negra. Eu sou contra o FERIADO. Acho que posso, né? Vcs deixam eu ser contra o FERIADO, não é? O que não quer dizer, absolutamente, que eu seja uma pessoa RACISTA. Se alguém propor um feriado para os pobres louros eu tb serei contra. Mas, se me identificando aqui eu defendo essa posição, lá vem a turba me tascar a pecha de racista. então eu posso estar passeando na rua com o meu filho e um dos muitos idiotas que frequentam isso aqui me apontar o dedo e gritar RACISTA!!! Como vc pode ver na "resposta"que o Clóvis deu ai em cima, se me identificasse, seria racista e defensor de corruptos. Vc identifica em alguma letra do que escrevi a defesa de corruptos? Vc, lógico, está livre disso. Mas não é porque se identifica. É porque concorda com eles...

      Excluir
    7. Só que não é a tua cara.
      E relaxe, uma hora eu desisto...

      Excluir
    8. com a vantagem, Clóvis, de que no outro buteco o cidadão pode encontrar cerveja real...e encher o saco de outros...

      Excluir
    9. 16:15, você até pode não ser racista, mas é chato pra caralho.

      Excluir
    10. Poxa, Clóvis, Vc. um intelectual,,, deve gostar de debater... etc. me vem com esta única e simplória resposta... "é chato pra caralho"? Que fraco.

      Excluir
    11. O nível da argumentação segue o do interlocutor.

      Excluir
  18. Perfeita a abordagem, Clóvis! Essa justiça do espetáculo servida por Joaquim Barbosa, da claros sinais de que suas vaidades são fortes demais e aninham pretensões.
    Aparece em cena como um dissimulado fantasiado de justiceiro, muito perigoso à democracia brasileira. Penso que podemos esperar, em breve, um novo Collor com nascedouro noutra vertente vida nacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como ser eloquente falando bobagem? O Jonas pode lhe dar essa lição. Ignorância mascarada pelo pedantismo.
      A inversão de valores daqueles que defendem os mensaleiros é descarada. Critica-se o juiz e se acoberta-se o corrupto.
      Essa não é uma discussão PT x PSDB. É uma discussão entre honestos x desonestos.

      Excluir
  19. Demonizar quem faz justiça e adular que comete crimes: a inversão de valores. Essa é a tática da Esquerda hipócrita e demagoga. Vale tudo para defender o embuste que se tornou o governo petista dos últimos três mandatos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li ninguém aqui adulando quem comete crimes. Mas, claro, você já mostrou em diversas ocasiões, inclusive neste 'post', que tem uma capacidade superior de interpretação.

      Excluir
    2. Ao criticar o STJ na pessoa de Joaquim Barbosa, acusando-o de servir interesses que não eram os da justiça, deixaste bem clara a tua intenção.

      Excluir
    3. Primeiro, não é STJ, é STF. Segundo, entre apontar os interesses políticos por detrás do julgamento do Mensalão e adular criminosos, vai uma distância. E até você é capaz de entender isso. Eu acho...

      Em todo caso, ao menos neste aspecto até o Ives Gandra Martins concordaria comigo, quem diria.

      Excluir
    4. maria nair de souza26 de novembro de 2013 14:43

      Toma,Marcos Toma Marcos .

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem