quarta-feira, 24 de maio de 2017

Joinvilenses não ligam para Santa Catarina

POR FELIPE SILVEIRA
O bairrismo joinvilense é impressionante. A cidade catarinense tem no governo estadual Raimundo Colombo, alvo de diferentes pedidos de impeachment na Assembleia Legislativa. O principal secretário do governo caiu, depois de aparecer, junto ao chefe, na delação da JBS. Também apareceram na caguetagem os senadores Paulo Bauer (PSDB) e Dário Berger. Mas qual é o joinvilense que liga pra isso? Não sei se tem 10 em 500 mil.

Mas fala qualquer coisa de Joinville pra ver? “Fora, forasteiros”. Ou pior: faça uma crítica ao bairro do cidadão para ver. Recentemente criamos um movimento para mudar o nome do bairro Costa e Silva, que faz uma homenagem, bizarra, ao general-ditador. A reação tem sido violenta. Tem gente que nem sabe o que é, mas abraçou a defesa da ditadura com unhas e dentes.

O povo daqui não gosta de discutir muito as coisas. Estamos sendo explorados por duas empresas sem licitação que operam o transporte? “Sim, mas olha o tamanho de Joinville, a maior do estado blá blá blá”.

Não que Joinville não fale dos seus problemas. Porém, problema para joinvilense é buraco de rua e falta de policial. Gravidez na adolescência? Crescimento dos números da AIDS? Falta de oportunidades para os jovens? Déficit habitacional gigante? Especulação imobiliária? Gentrificação? São temas que não viralizam, que nem chega a ser pauta no debate.

O bairrismo tacanho leva a uma preguiça intelectual que nos impede o desenvolvimento social e nos leva a tomar decisões ruim. Tanto é que, se dependesse de Joinville, Aécio Neves seria eleito, assim como foram Raimundo Colombo, Paulo Bauer, Marco Tebaldi...

Vale lembrar:

Agora é hora de FORA, TEMER e DIRETAS JÁ!

23 comentários:

  1. Gravidez na adolescência? Crescimento dos números da AIDS? Falta de oportunidades para os jovens? Déficit habitacional gigante? Especulação imobiliária? Gentrificação?

    Isso é preocupação de esquerdista, dirão os anônimos...

    Falando nisso, os anônimos aqui se enquadram perfeitamente na descrição do último parágrafo: preguiça intelectual. E continuemos com Tebaldi, Kennedy Nunes e muitos outros.

    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Valeu Zô, por puxar o saco!
      A gente só apanha por escrever bobagens neste blog. É sempre bom alguém com o mesmo pensamento tacanho dar tapinhas em nossas costas."

      Excluir
    2. A necessidade de ter razão e correligionários, é o principio da corrupção. Como diria Nelson os aplausos corrompem.

      Excluir
    3. Boa autocrítica, Fábio.

      Excluir
  2. Primeiro que o povo daqui votou no UDO , ou seja quer que a M e a insignificância da cidade continue ... ou seja , o discurso é abaixar a cabeça e trabalhar !!
    Segundo , não é só o Joinvillense que se cansou da roubalheira, vai ter solução , NÃO, tira o Temer e vem um pior... Lava jato encheu o saco , é uma boa prática sim , mas a justiça é muito lenta !
    Terceiro , essa ultima delação dos brothers JBS , tá igual a operação CARNE FRACA , cheia de lambança... estranho o vazamento via jornal O Globo, e a mesma rede passar de hora em hora a gravação... não acha ???
    Quarta , sou contra Diretas Já , vai que o povo vota no Molusco ou na Marina, aí ferrou de vez ... prefiro o Temerário do que o inferno de Dante... (ironia ON)
    abç

    ResponderExcluir
  3. O principal responsável pelo bairrismo do joinvilense é o famigerado "boca-alugada" da imprensa, aquele que cumpre a tarefa de convencer os sem noção, que o joinvilense vive numa Bélgica quando na verdade mora numa Índia.
    Joinvilense médio é tão Mané que, por acreditar nessa gente, tem certeza que o JEC é um time nivel A e que alguns de seus jogadores merecem uma chance na seleção brasileira, como já escutei por aí tempos atrás. Como a cidade não tem porra nenhuma de opção de lazer pro povo da grana curta, fora o JEC e meia dúzia de butecos, o negócio e fazer os otários acreditarem que Floripa é terra de vagabundo..quando na verdade o pessoal de lá, rala no trabalho, mas curte a vida.
    E pra essa tarefa de desqualificar o povo da ilha, q se recusa a viver uma vida besta, só de trabalho, nada como os relevantes serviços da turma do jabá.

    ResponderExcluir
  4. Raimundo Colombo, que está envolvido no repasse de 17 milhões da Odebrecht e que, curiosamente, era contrário ao impeachment da presidentA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colombo é do PSD, um partido criado pra apoiar quem estiver no poder. Já em sua gênese apoiava PSDB em SP e PT no âmbito federal.

      Colombo apoiava a Dilma e agora apoia o Temer. O que mudou? Só nós mesmos que continuamos a levar na bunda.

      Excluir
  5. É mais ou menos assim. Só que eu, joinvilense, tenho muito orgulho do meu estado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, Assis. Mas saca que somos exceções, né?

      Excluir
  6. "FORA TEMER! (Mas mantenha essa ideia genial do saque da minha conta inativa do FGTS, tá, seu golpista!)"

    INDIRETAS JÁ! Porque temos uma Constituição e ela não pode ser vandalizada por esquerdistas fascistas e seletivos que querem tirar um bandido da presidência e colocar outro no lugar para fugir da prisão.

    Eduardo, Jlle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo vai tomar no seu cú, pois quando era pra congelar os investimentos por 20 anos você não tava nem ai pra CF/88. Deixa de ser hipócrita.

      Excluir
  7. Seu texto não fala principalmente disto, mas não entendo o movimento para mudança do nome do bairro. Ou melhor, o movimento iniciou de forma inversa. Apenas fundou-se o movimento e pronto. Não seria melhor um movimento de conscientização, primeiramente, das crianças que lá estudam ou dos moradores de quem foi Costa e Silva e o que fez? Imagino que o morador do bairro tenha seu privilégio nessa discussão.

    E, claro, por que não se faz um movimento mais amplo para modificar o nome de escolas? No bairro Boa Vista tem-se uma escola municipal com o nome de Castello Branco e uma estadual com o nome de Presidente Médici.

    O tal movimento, com certeza, deve ter seu embasamento,mas nunca ganhará o clamor dos moradores, fator essencial para a real mudança do nome, se este debate se limitar aos membros do movimento que, acredito, sejam em sua maioria o pessoal de sempre da esquerda joinvilense.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço a sugestão. É boa. A escola, no entanto, deveria fazer essa parte. Nós queremos fazer um outro debate, de outra forma, público, que envolva bastante gente. Mas agradeço a sugestão.

      Eu certamente acho importante mudar o nome da escola e do CEI que tem nome de outros ditadores. Porém, moro no Costa e Silva. Preferi começar dessa forma. Quem sabe uma coisa puxa outra...

      Excluir
  8. Diferença da esquerda , e da direita. A direita : as pessoas resolvem os problemas do jeito que dá. A esquerda: o estado resolve os problemas então e criamos este grande Leviatã. Eu que que não sou de direita ou esquerda: os problemas estão dentro da gente, são interiores, nós que vemos problema no mundo.
    Oi , vc não entendeu ou não quis entender o problema do bairro Costa e silva? Pouco importa quem foi Costa e silva, mas nosso lugar é como alguém importante para nossas lembranças, mudar o Bairro de nome, é como nosso pai mudasse de nome, pois é assim como o conhecemos. Só sua iconoclastia esquerdista que não percebe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc é direita até o tutano, Fábio. Só tem vergonha de assumir.

      Excluir
    2. Belo argumento. Nada que não se esperar de alguém da esquerda.

      Excluir
    3. A maior parte das pessoas precisa de uma figura para servir de exemplo, ídolo ou herói. Isso ajuda na identificação das pessoas com uma região. É por isso que muitos mitos são criados como o caso de Tiradentes, por exemplo. Sim, Tiradentes é um mito. É só estudar um pouco de história que se encontra isto. O mesmo serve para Jesus, Einstein e muito outros.

      Mas quem não gostaria de ser lembrado como Einstein, Jesus, Tiradentes ou Ayrton Senna. São exemplos que guiam o pensamento das pessoas.

      Ter ditadores homenageados levam a crer que eles são dignos de tais honrarias quando, na verdade, não o são. Seria como uma escola em Joinville homenageando o Bandido da Luz Vermelha. Faria isto algum sentido?

      Se uma pessoa não é capaz de entender isto, deve desistir de ser uma pessoa ou de viver em sociedade.

      Excluir
    4. Pra alguém simplório, argumento simplório. Simples. Reproduzir textos, aforismas ou autores, não te faz um intelectual, apenas demonstra a tua insipidez.

      Excluir
  9. Texto coerente.Você não viveu a época onde os descendentes de portugueses como eu ,éramos chamados de caboclos e discriminados.

    ResponderExcluir
  10. "Can-sei! Só vou postar comentários que me colocam pra cima - UP! Comentários com verdades inconvenientes que me deixam DOWN serão sumariamente ignorados."

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem