quinta-feira, 25 de maio de 2017

A crônica de um dia incomum... entre as 6 e as 10

POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO
O dia amanhece ensolarado nesta manhã de primavera em Lisboa. Tomo o pequeno almoço (café da manhã) e, enquanto passo a manteiga no pão, ouço o apresentador do telejornal a falar de um país onde manifestantes invadem e queimam prédios de ministérios. É a Venezuela, penso. Não. É o Brasil. Um país onde um presidente continua acantonado e se recusa a renunciar. É um morto político. Nunca foi um governo, mas agora virou uma versão classe c do “the walking dead”.

No trem, a caminho do trabalho, um cartaz das Conferências do Estoril. O painel de conferencistas é formado por pessoas que “mudaram o mundo”. Gente de peso. Madeleine Albright, ex-secretária de Estado de Bill Clinton, é a cabeça de cartaz. O time conta ainda com quatro ganhadores do Nobel da Paz e figuras como Oliver Stone, Nigel Farage ou Edward Snowden (por videoconferência). Num cantinho, aparece a foto de Sérgio Moro. Não dá para conter o riso com o erro de casting.

A viagem deve durar uns 20 minutos. Aproveito para entrar no Twitter, que é onde encontramos a informação em primeira mão. Tenho uma notificação. É uma mensagem de uma pessoa cujo maior mérito na vida foi nascer de pais ricos, a me apontar o dedo e a falar em “corrupto de estimação”. Podia encetar uma discussão, mas o cara é um seguidor de Jair Bolsonaro. Quer dizer, não tem os dois dedinhos de testa necessários para construir uma frase com sentido. Em frente...

As notícias são muito más, todos sabemos. Vejo a foto de um policial com uma arma na mão ameaçando atirar em manifestantes. Talvez seja mesmo melhor chamar o Exército. Mas para tirar as armas desses policiais mal preparados. Que perigo. Uma pessoa fala em Aécio e sobre ameaças de suicídio. Outra diz que Aécio teria sido preso, mas não tem certeza. Um jornalista fala na briga pelo poder entre a PF e a PGR. E o líder de movimento popular diz que “é o roteiro da queda de Temer”.

Mas nem tudo é tensão. De volta a Joinville, alguém republica um post onde um “jênio” local tinha feito uma promessa. “Vou deixar bem claro, se eu flagrar black brocks, vândalos pseudos esquerdistas e outros movimentos, destruindo bens públicos e ou privados, não vou assistir passivamente. Aproveito para informar que tive excelente treinamento militar, com especialização em armadilhas de selva e urbana. Estão avisados”. É isso. Mal escrito assim mesmo. Você podem dormir sossegados, joinvilenses.

Troco de rede. O Facebook é mais ilustrativo. Há fotos da marcha sobre Brasília, de manifestantes ensanguentados, de gente a apanhar da polícia e outros num choro forçado pelo gás. Imagens do Buzzfeed mostram a cavalaria a avançar sobre a multidão e, logo a seguir, a multidão a avançar sobre a cavalaria. Outro vídeo mostra que lá dentro, no plenário, deputados decidiram partir para a porrada. Mas a imagem mais impressionante é a de um dedo extirpado e abandonado na grama (espero que não seja verdadeira).

Já no trabalho, recebo mensagem de um amigo que vai com a família de férias para o Brasil e tem as passagens compradas. Quer saber se corre algum risco. Não sei o que responder, limito-me a dizer que é melhor esperar pelos próximos acontecimentos. Uma amiga vem até a minha mesa e diz que viu o noticiário da noite anterior. Ficou assustada com o que se passa e pergunta por que o presidente insiste em não renunciar. Digo apenas que talvez ele queira sair, mas está amarrado por muitos interesses.

Daqui a pouco tenho uma reunião de trabalho. Enquanto espero, fico a pensar: “Desrespeitar a democracia é uma coisa fodida. É como estar numa escada e perder o equilíbrio. Porque se erra um degrau, erra todos”. Eis o caminho para o caos. E são apenas 10 da manhã em Portugal (6 horas no Brasil).

É a dança da chuva.

14 comentários:

  1. Ah, você trabalha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é impressionante? Trabalho... e até já me deram prêmios por isso...

      Excluir
    2. "Era uma vez, em algum lugar da Áustria, um menino chamado Adolfinho. Ele tinha um io-iô.
      O menino Adolfinho queria ser pintor. Todos seus quadros, eram sobre seu brinquedinho, que ele amava tanto.
      Um dia chegou um homem mau, muuuuuuuito mau e quebrou o io-iô de Adolfinho.
      E a criança que comia toda a salada se tornou um ditador mau, muito mau, pior que o tal homem.
      Triste com o mundo, e por perder o show do Fresno, Adolfinho jogou uma praga antes de se suicidar:
      Citação de: Adolfinho Hitler
      Ó mundo cruel! Deixaram que quebrassem meu io-iô. Todos pagarão por isso!
      A partir da data da minha morte, eu estarei onipresente em toda discussão política ou econômica.
      E mais: para simbolizar meu brinquedo querido, meu nome será jogado para lá e para cá, tal qual um io-iô, e me aliarão a todos os teus opositores.
      Todos acharão que estou no outro lado, mas na verdade, eu sou onipresente!!!! MWAHAHAHAHA!!!
      Essas passagens de Adolfinho estão bem claras. Toda vez que você quiser ridicularizar um argumento, Adolfinho vai ajudar, basta você dizer que ele é aliado do seu oponente." http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=18968.0

      O Nazifascismo, Tem elementos ideológicos da direita e da esquerda não dá para brigar meninas. Nacionalismo e xenofobia pro lado da direita, e socialismo fabiano pela sua vinculação com ideias anti capitalista e trabalhistas.

      Como sempre digo o melhor argumento pro céu é o inferno(SQN, rss),e na boca das pessoas o fascismo serve como ameça do inferno, apenas.

      Excluir
    3. E pensar que te deste ao trabalho...

      Excluir
    4. Me dei, pq tá chato, fascita pra ca, fascita pra lá. Ta na hora de trocar o disco e a direita e a esquerda apresentarem argumentos melhores.

      Excluir
    5. É isso mesmo Fabio! Essa historia de usar o fascismo é "muleta" pra quem não tem bons argumentos.

      Excluir
  2. Bandidos!
    Bandidos!
    Bandidos!
    Essa é a esquerda FASCISTA que quer tomar o país de assalto!
    NÃO TOMARÃO!

    ResponderExcluir
  3. A esquerda não é fascista, até porque o fascismo é de direita, por mais que os desonestos e/ou imbecis direitorpes tentem distorcer a origem do fascismo. Além disso, os bandidos são os mafiosos biliardários e preconceituosos direitorpes que já tomaram o país num golpe que assalta direitos trabalhistas, o patrimônio nacional e tenta assaltar até mesmo a previdência nacional, enquanto se empanturra de banquetes, surubas, viagens, e enche os bolsos da biliomídia golpista, enquanto manipula facilmente os midiotas como o anônimo das 09:11.

    GFS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não sabe o significado de fascismo, muito menos a sua gênese, Anônimo 11:33
      Foi isso que o profe de história ensinou nos bancos escolares, que o fascismo é de direita?

      Excluir
    2. Quando alguém diz que o fascismo não é de direita, sempre penso que é piada e até sou capaz de rir. Mas quando imagino que pode ser a sério fico a perguntar como alguém pode ser tão burro...

      Excluir
    3. Burro é quem não estudou história!

      Excluir
    4. Sei não, anônimo... História, história, história. Será que sei alguma coisa disso?

      Excluir

  4. E em homengaem ao mero midiota manipulado pela mídia, mais 1 mero tautograma, mas maior e melhor que outros tautogramas.

    Midiotas manipulados pela mídia

    Muitos malvados, muitos mitômanos
    Muitos manipulados, muitos mesmo
    Mormente mencionados como midiotas
    Midiotas manipulados pela mídia
    Manipulados mormente pela mídia
    Mídia milionária, miliardária
    Mídia mega milionária, mentindo
    Manipulando mole mole os midiotas
    Midiotas massacrados por mentiras midiáticas
    Massacrados pelas mesmas mentiras
    Muitas, milhares, milhões de vezes
    Massacrados, os midiotas massacram
    Massacram mulheres, massacram meninas
    Massacram meninos, massacram marxistas
    Massacram movimentos de minorias
    Movimentos sociais midiotas massacram
    Massacram meros mendigos
    Massacram migrantes e imigrantes
    Massacram minúsculos miseráveis
    Massacram meros meliantes minúsculos
    Massacram minúsculos maconheiros
    Massacram metalúrgicos e muito mais 1 ex- metalúrgico
    Massacram mentindo muito, manipulando muito
    Massacram massacrando mesmo, metralhando, martelando
    Midiotas manipulados pela mídia
    Metidos a machões, malas mitômanos
    Mas mesmo muitas mulheres midiotas também há
    Manipuladoras mentirosas, milionárias megeras
    Midiotas marcham em manifestos de merda
    Manifestos com milicos, monarquistas, machistas
    Manifestos movidos mantidos pela mídia
    Mídia multi-mega-milionária
    Manipulando midiotas, meras marionetes
    Manipulando meganhas, milícias, militontos
    Militéis manipulados (militância de aluguel)
    Meras mentes minúsculas, movimentos midiotas
    Meras mentes microscópicas, mentes de mijo e merda
    Meros manipulados midiotas, meros mequetrefes
    Meros mentecaptos, manipulados por MBL
    Meros manipulados midiotas, meros mitômanos
    Muitos mentirosos, medidos por mídia maléfica
    Motivações misteriosas, motivações malévolas
    Motivações mil mentirosas, mancomunadas mesquinharias
    Marionetes midiotas, manipulados por Moro
    Marionetes midiotas, manipulados por Messias (Bolsonaro)
    Marionetes midiotas, manipulados por ministro G. Mendes
    Marionetes midiotas, manuoulados por Mises
    Marionetes midiotas, manipulados pelo MBL
    Marionetes midiotas, manipulados por Marcelo Reis
    Marionetes midiotas, manipulados por maçons
    Marionetes midiotas, manipulados Mussolini
    Marionete midiotas, manipulados por médico maléficos
    Marionetes midiotas, manipulados pela mídia
    Marionetes midiotas, manipulados por memes
    Marionetes midiotas, manipulados por milicos
    Marionetes midiotas, manipulados por Médici
    Marionetes midiotas, manipulados por milionários
    Marionetes midiotas, manipulados por milhões de moedas
    Marionetes midiotas, manipulados por missionários da mídia
    Marionetes midiotas, manipulados por Marco Feliciano
    Marionetes midiotas, manipulados por Malafaia
    Marionetes midiotas, manipulados por malas fartas
    Marionetes midiotas, manipulados por Merval
    Marionetes midiotas, manipulados por Míriam Leitão
    Marionetes midiotas, manipulados por mil mentiras
    Manipuladores milionários mamam muito pela mídia
    Manipuladores da mídia mantém Michel mentindo
    Manipuladores de Michel mantém Marcela e Michelzinho
    Manipuladores manipulam muitos midiotas pela mídia
    Midiotas malvados manipulados e mesquinhos
    Midiotas manipulados mormente pagam micos
    Monte de merda, mentiras, midiotas mencionam
    Mastigam mentiras, meras memórias de merda
    Mastigam mentiras, só memorizam memes
    Midiotas malucos, mastigam, mordem marxistas,
    Mastigam mentiras, mencionam milicos, metralhadoras
    Mastigam mentiras, manipulados, midiotizados
    Mastigam mentiras, mantém os medos mais ridículos
    Monte de malucos midiotas marcharam manipulados
    Mascarados misteriosos mantiveram multidões
    Mas midiotas manipulados mantém-se mudos no momento
    Minguaram, murcharam, muitos mudarão.

    ResponderExcluir
  5. Mantendo o assunto...

    Lula resolveu dar piti e bater o pé como em 1985, quando o partido mais democrático da esquerda (SQN) foi contrário à Constituição, mais tarde contrário ao plano Real, mais tarde contrário aos projetos assistencialistas, e por aí vai. “É direta, direta e ponto!” diz Lula desesperado sobre a eleição tampão, pois sabe que se não tentar agora a presidência, pisoteando o art. 81 da Constituição, vestirá laranja em 2018. Vejam só, o Partido os não Trabalhadores ameaça um boicote junto com suas cadelinhas de estimação: PSOL, REDE, PCdoB e PDT.

    A que ponto triste chegou a esquerda brasileira. Confesso que eu nunca simpatizei com a ideologia deles, mas daí ter o Lula como a tábua de salvação, o último bastião esquerdista, ninguém merece. Sobraram a fanfarronice e a violência.

    ResponderExcluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem