terça-feira, 30 de maio de 2017

O seu emprego pode virar fumaça? Culpa do digital...


POR LEO VORTIS

Você lembra de ter que escolher entre filmes da Kodak ou da Fujifilm? O que aconteceu às marcas? A Kodak foi para o buraco. A Fuji continua firme e faturando alto. O que aconteceu? Os filmes fotográficos estavam com os dias contados por causa dos avanços tecnológicos e as duas empresas seguiram caminhos diferentes: uma apostou no velho mercado, a outra se adaptou às mudanças.
É assim para as empresas. É assim para os trabalhadores. A tecnologia evolui e algumas empresas e empregos desaparecem. A Kodak, por exemplo, chegou a ter 170 mil trabalhadores. Há um fato que não temos como evitar: certas profissões tendem a acabar, mesmo que a economia gere novos empregos. Segundo a Universidade de Oxford, dentro dos próximos 25 anos pelo menos 47% das funções que existem hoje tendem a desaparecer.
Hoje mostro algumas das profissões que tendem a desaparecer à medida que a revolução tecnológica avança. Algumas parecem óbvias, outras podem até surpreender. Mas como maior ou menor tempo, o fato é que o destino parece estar traçado. A boa notícia é que novas profissões também estão surgindo em diversas áreas, quase sempre ligadas ao digital. Eis alguns trabalhos que, mais dia menos dia, têm a morte anunciada (isso se já não desapareceram).

SERVIÇOS DE REPARAÇÃO
Os produtos eletroeletrônicos estão ficando cada vez mais baratos e compensa mais trocar do que arrumar.
CARTEIROS
Vítimas do email e das redes sociais.
AGENTE DE VIAGENS
Hoje as pessoas já marcam as suas viagens sozinhas, pela internet.
AMOLADOR
Mais vale comprar uma faca nova do que pagar o mesmo preço para afiar.
ENGRAXADOR DE SAPATOS
Há países onde já não existem há tempos.
CAIXAS DE SUPERMERCADO
Nos países desenvolvidos, os supermercados já possuem caixas automáticas com leitores óticos.
SAPATEIROS
O preço de uma meia-sola é quase o preço de um sapato novo.
ALFAIATE
Vítimas das Zaras e companhia.
PEDAGEIRO
Os leitores eletrônicos de números das placas de carros fazem o serviço sozinhos.
MERCEEIRO
Culpa das grandes superfícies, que estão a dominar o mercado por todo o mundo.
BANCÁRIO
As grandes agências bancárias, como a que temos no Brasil, não existem nos países mais desenvolvidos. O homebanking resolve os problemas. Há pessoas que passam meses ou mesmo anos sem ir ao banco.
JORNALISTA (IMPRESSO)
É um trabalho especializado. O problema é que nos grandes jornais internacionais já existem conteúdos produzidos por jornalistas robôs.
LENHADOR
Há décadas a motosserra vem provocando danos.
FISCAIS DE IMPOSTOS E CONTABILISTAS
Em alguns países, a entrega de declarações de impostos é feita online, de forma obrigatória. É tudo automático e mais fácil controlar.
OPERÁRIO FABRIL
As unidades industriais mais modernas têm sempre um elevado nível de automação que dispensa o trabalho braçal.
TAXISTA
Nos países desenvolvidos, as pessoas começam a preferir os transportes públicos. De qualquer forma, a automação dos carros também vai reduzir em muito esse campo de trabalho.

10 comentários:

  1. Enfim o mundo nunca será perfeito, pra cada problema que achamos que resolvemos criamos na base mil outros.
    E o que faremos com o problema do Baço,que quando não consegue contra argumentar, lança uns dos problemas fundamentais da humanidade: Ah, tédio, zzzzzz. Esse mundo tedioso que esta cada dia mais perto,em que não terá mais espaço para reles mortais e sua sabida ineficiência. Esse mundo hedonista, que não suporta mais seu vazio onde o tédio é seu sintoma.
    Mas nada que uma terceira guerra mundial não resolva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu, até entendo que possas estar apaixonado por mim. Mas deixo um aviso: não vai rolar.

      Excluir
  2. Maldito capitalismo! Malditos liberais!
    Bons tempos quando a indústria de máquinas de escrever empregava milhares de trabalhadores que pagavam impostos aos inúteis sindicatos que, por sua vez, eram aparelhos de partidos e facções que controlavam um Estado paquidérmico e ineficiente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que droga é essa que estás a tomar, pá?

      Excluir
  3. É, agora para engraxar você esfrega o celular no sapato e o app instalado resolve o problema...

    Desde quando a evolução digital é a culpada pela extinção desse e outros empregos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaiz... tu vive na idade da pedra, certo? Tu nunca ouviu falar em máquina de engraxar sapato? Com chipezinhos e tudo... Leo Vortis

      Excluir
  4. Pela linha de raciocínio desse povo do Chuva Ácida, a geladeira não deveria ter sido inventada, pois ceifou o emprego dos entregadores de barras de gelo!
    KKKK... esse blog esquerdista se especializou em humor!

    Chuva Ácida, o Fã Clube de corruptos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como faço para desler essa idiotice?

      Excluir
    2. "Idiota são sempre os outros, né!" KKK

      Chuva Ácida, o Fã Clube de Corruptos!

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem