terça-feira, 19 de setembro de 2017

Xoinville tem que ser hixienizada e tirrar as pobres do rua

POR BARON VON EHCSZTEIN
Guten Morgen, minha povo.

Endón, sentirrón o meu falta? Andei meio dessaparrecido porque estou de férrias no Eurropa. Xente, é tuto tão bonito aqui por estes lados. Só povo bonito, xente educada e tudo organissado. Mas o que eu gosto mesmo é do limpeza dos cidades. É coissa que a xente nón vê no Brassil. É como diz o minha prima Eugenia: “Andere Länder, andere Sitten”. Outras paísses, outras costumes.

Mas perra aí... eu disse no Brassil, mas tem um exceção. Porque Xoinville é citade de primeirro mundo. Foceis já perceberram como é tudo limpinho também? A citade é tón hixiênica que as pessoas limpam os pés quando saem de casa e nón quando entram. E tem outra coisa. Em Xoinville não tem aquela pobraiada nos ruas, como nos outros citades do Brassil. Pfui!

Foceis virram o que aconteceu ondem? Nón leram o A Notícia? Entón eu digo qual foi o manchete: “Morradores de rua són obrigadas a deixar marquise de agência bancárria em Xoinville”. A xornal usou a palavra certinha: obrigadas. Foi precisso chamar até o Guarda Municipal. E foceis que nón sabiam parra que servia o Guarda Municipal, seus tolinhos. Besser spät als nie. Antes tarde que nunca, como dizemos aqui no Alemanha.

Depois de expulsar a pobraiada, pusserón uns grades lá, parra nón deixar ninguém voltar. Esdá certo. O nossa citade precissa ser hixienizada e nón pode ter xente feia assim bem na centro. Vón trabalhar, fagabundas. Arbeit adelt. A trabalho enobrece. É por isso que Xoinville é um citade de primeirro mundo. Nón tem pobre. E se tiver a xente dá um xeito de esconder eles. Aus den Augen, aus dem Sinn. Longe do vista, longe da corraçón.

Ach was, depois de tudo o que a nossa querrida prefeito faz pela hixiene do citade, ainda tem xente que reclama. Mas són os mesmos de sempre. O Defensorria Pública repudiou o açón do Prefeitura, mas só lefou bordoada nas comentárrios dos redes sociais. Os xoinvilenses de bem apoión o limpessa. Eu gostei muito da xoinvilense (de xema) que comentou: “por que o pessoal do Defensoria Pública não leva todos eles para casa?”. Xênia.

Isso sim é xeston. É passo a passo que se constrói um citade de primeirro mundo. Auch Rom wurde nicht an einem Tag gebaut! Nem Roma não foi contruída num dia. Xoinville está na caminho certo.

32 comentários:

  1. eu sei que o assunto é sério, mas li com sotaque alemão e não aguentei a gargalhada

    ResponderExcluir
  2. Todos que se abrigavam no local foram encaminhados ao centro POP. Bom era como estava, local inseguro pra todos, insalubre, como crime de trafico correndo solto. Pessoas expostas aos elentos, sem o minimo para poderem viver, não entenderei nunca a cabeca de alguem que defende o direito de pessoas viverem largados por ai. Bom mesmo é a ação de algumas prefeituras, que fazem lotação de indesejados e descarregam no trevo de acesso da cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Focê captou o mensaxem...

      BARON VON EHCSZTEIN

      Excluir
  3. Faltou elogiar os empregos gerados pelo PMDB no governo federal e em Joinville. Cada esquina do centro é um emprego gerado: malabarista, vendedor de balas, pedinte, entregador de trecho bíblico, etc. Um novo segmento nascendo em Joinville: o do emprego de esquina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses empregos foram gerados pelo PT.

      Excluir
    2. E eu querro lá saber de Petê. Isso é coissa de xente pobre. A minha candidato tem que ter pedigree e falar alemón.

      BARON VON EHCSZTEIN

      Excluir
  4. Nem tanto... Em Paris, Madrid ou Berlim eles fazem o mesmo com moradores de rua.
    Que "alemão" mais burro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certeza!

      Em Paris, inclusive, eles despejam um "parfum" debaixo das marquises para que os sem-tetos não durmam no local.

      Em Madrid: ou vai para o alojamento ou para o raio-que-o-parta! (já vi ao vivo a ação da polícia naquela cidade)

      Já em Berlin não vi ninguém (NINGUÉM!) dormindo nas ruas, então supõem-se que a ação lá é mais "eficaz"...

      Excluir
    2. Isso. Em Berlim também tem muito fagabundo. Tudo dizeno que é artista. Tem que baixar o porrada e nón deixar ninquém ficar zanssando nos ruas. BARON VON EHCSZTEIN

      Excluir
  5. Vivemos num país de hipócritas, incluo aí blogueiros de plantão!!!

    No local foi apreendido drogas, facas, inclusive um "coitado" que estava com mandato de prisão em aberto!!!

    O hipócrita que recrimina a decisão do poder público é o mesmo que passava de carro com ar condicionado ligado, em seu banco de couro e dizia: quando alguém vai tirar isso daí!!!

    Gente pra criticar quem faz tá cheio, pra tomar iniciativa e fazer não tem um!!!

    Tá cheio de blogueiros por aí com o teclado na mão pra descer a lenha, quando estavam lá na prefeitura ou fundações, o que fizeram por Joinville???

    Vou dar minha contribuição: Rua Max Colin, 188. Tem um amplo estacionamento, podem levar os colchões pra lá. Se precisar faremos uma vaquinha virtual (creio que muitos leitores podem ajudar) e compramos um toldo para proteção em dias de chuva!!!

    Como diz o Baço, é a dança da chuva!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso. É o que eu sempre digo. Ainda bem que focê concorda.

      BARON VON EHCSZTEIN

      Excluir
  6. Diz no jornal que muitos desses sem teto vieram de outras cidades. Então, lá deve estar pior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, són citades sujas. Nón són cidades limpinhas como Xoinville. BARON VON EHCSZTEIN

      Excluir
  7. A capacidade de distorção da realidade do Baço é assustadora. Penso que o melhor seria mantê-los ali, sem qqer tipo de cuidado. Foram retirados e encaminhados ao Centro POP.

    Deixa de ser malandro, rapaz. Critique o que deve ser criticado, mas reconheça quando o governo acerta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse Baço é outro kommunisten fagabundo. Se eu mandasse nisto aqui já tinha mandado ele emborra do Chuva Ácida, como a nossa querrida prefeito querria facer no A Notícia.

      BARON VON EHCSZTEIN

      Excluir
  8. NÃO SEI QUEM É PIOR, QUEM ESCREVE ESSAS BOSTAS OU QUEM ENTRA AQUI PARA CRITICAR, SABENDO QUE VAI SER ZOADO....KKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Es ist mir Wurst. BARON VON EHCSZTEIN

      Excluir
  9. É muito triste a situação destas pessoas. Tenho por elas um compaixão estranha. Pq nós não estamos na rua? Diria que não são por nossas virtudes, mas sim por nossas fraquezas.
    O que fazer por elas boa pergunta, uma dessas sem resposta. Me diga Baço o q fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas quem apontou o dedo foi VC. E ademais o Centro Pop para aqueles que acreditam que o conhecimento salva seria melhor lugar para busca desde "conhecimento".

      Excluir
    2. Ok... mas estás a partir da suposição de que fui eu a escrever o texto...

      Excluir
  10. Os moradores de rua são a pontinha do iceberg dos problemas sociais brasileiros. A miséria maior é a miséria mental a que essas pessoas foram submetidas pela sociedade. Esses miseráveis de rua são pessoas como nós, que desistiram de lutar pela vida. Desistiram de lutar, de trabalhar como um escravo, para ganhar um salário mínimo no fim do mês. O que você faria com um salário mínimo por mês? Continuaria trabalhando duro, vendo seus filhos morrer de fome e de doenças endêmicas, apesar de todo o seu esforço inútil? Então, os verdadeiros responsáveis por essa miséria brasileira que só aumenta, são as pessoas que pagam apenas um salário mínimo pelo trabalho mensal pesado de alguém. Os que pagam um salário mínimo estão dentro da lei, de uma lei injusta e cruel. Mas o pior não é essa lei existir. Não existe lei que proíba pagar mais, bem mais que um salário mínimo, por um mês de trabalho braçal de alguém, mas é como se existisse. E pouquíssimos não cumprem essa "lei inexistente". Então, você que paga um salário mínimo pelo trabalho de um mês inteiro de um trabalhador braçal, você e não o governo, os políticos ou as leis, é o principal responsável pela miséria crescente que assistimos nas ruas do Brasil. Ronaldo Aidos / Joinville.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, tá!
      Até por que um salário mínimo é pior do que o desemprego...

      (Não sou empresário, nem pago um salário mínimo a alguém, mas a culpa é do governo e das leis que engessam as atividades laborais e a livre concorrência).

      Excluir
  11. Ninguém para 1 salário mínimo. Mesmo que o empregador pague R$ 1.000,00 ao trabalhador, ele tem de pagar o mesmo em impostos. Então, quando o trabalhador reclamar que está ganhando pouco, que vote em políticos que apresentem propostas de diminuição do Estado, aí sim todos ganham.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensei que os impostos compunham o preço de venda e quem pagava era o consumidor. Estou surpreso em saber que é o empresário que paga impostos.

      Excluir
    2. Pô, Juarez. É claro que os empresários pagam impostos. Aliás, nem dá para entender que a evasão fiscal chega a 27% do total que o setor privado deveria pagar em impostos no país. Isso deve ser invenção...

      Excluir
    3. O Baço é um ser a ser dissecado, ops, analisado!!! Vejamos, quando a informação é de seu interesse ele vem com números, pesquisas, fontes, dados incontestáveis. Quando a Polícia Federal do Brasil investiga a pilhagem do país nos últimos governos, tudo não passa de suposições, ilações (palavra da moda do dicionário lulo-petista) ou invenção (sic)!!!!

      Excluir
    4. Nem deu trabalho. Só fiz um copy paste de um texto recente do Estadão, esse jornal esquerdista.

      Excluir
    5. Baço, quer dizer que o consumidor paga os impostos embutidos no preço e alguns empresários ficam com a grana dos impostos para eles? Mas isso não é pior que usar a marquise de um prédio no centro para morar? Voltando a tratar de impostos, é verdade que desde 1997 os empresários nao pagam Imposto de Renda sobre os lucros recebidos sob o argumento que o imposto já foi pago pela empresa, confundindo a pessoa física com a juridica. Resumindo, o empregado paga mais IR que o dono da empresa.

      Excluir
    6. Vou responder com outro copy paste. Headline de hoje da Folha: "Suspeitos de sonegação, bancos privados tiveram lucro bilionário".

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem