terça-feira, 22 de agosto de 2017

Os honoris causa de Lula são ofensa para os "odiadores"

POR JOSÉ ANTÓNIO BAÇO
É entediante retornar ao mesmo tema vezes e vezes sem conta. Mas hoje volto a falar nos títulos de Doutor Honoris Causa atribuídos ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. E, para começar, deixo um statement que considero definidor: os doutores (gente com doutorado) que eu conheço não reclamam dos títulos atribuídos ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De fato, a maioria até aplaude.

Mas ainda existe muita gente que reage com o fígado a cada título recebido pelo o ex-presidente? Eis a ironia. Quem reclama é justamente o pessoal pouco afeito às coisas do conhecimento: os “sábios” das redes sociais, os comentaristas dos blogs e, claro, essa petty bourgeoisie com canudo, que se acha superior (sem o ser, claro). É triste, mas na maioria dos casos estamos a falar de gente que tem um certo desprezo pelas letras.

Lula parece ser duro de engolir. E há pelo menos três pontos a destacar. 1. Mesmo que o discurso seja de negação, a prática mostra um indisfarçável ódio de classe. 2. Há uma excessiva veneração dos títulos acadêmicos no Brasil. Afinal, ao longo da história, quando os mais pobres não tinham acesso à universidade, o diploma tornou-se fator de distinção social. 3. Há o preconceito contra um homem que nasceu na pobreza e chegou à presidência.

Episódios ridículos se sucedem. Um dos mais recentes ocorreu na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), que pretendia atribuir o título ao ex-presidente. Um juiz mandou suspender a entrega da distinção, num claro atropelamento das regras de autonomia das universidades. E foi mais longe. Ordenou que a Polícia Federal estivesse presente para impedir o evento. Isso é tão terceiro-mundo.

Ora, é preciso respeitar. Lula já recebeu títulos em algumas das mais renomadas instituições do mundo, como a Universidade de Coimbra, a Universidade de Salamanca ou o Instituto de Estudos Políticos de Paris. O Sciences Po, como é conhecida a escola francesa, por exemplo, foi fundado em 1871 e desde então só atribuiu esse grau honorífico a 16 pessoas. Lula é o primeiro latino-americano. Não é para qualquer um.

Em qualquer país civilizado a atribuição dessas distinções encheria os cidadãos de orgulho. E Lula poderia mesmo contar com um republicano silêncio dos seus desafetos políticos. Mas no Brasil é diferente. O sucesso e o reconhecimento internacional do ex-presidente soam quase como ofensa. É o gatilho que espoleta as reações dos “odiadores”, gente que transformou o ódio em vocação.

É a dança da chuva.

45 comentários:

  1. A esquerda desonesta com o seu maniqueísmo barato.
    Lula é um bandido!
    BANDIDO!

    (Nem perdi o meu tempo lendo o texto)

    ResponderExcluir
  2. Nunca lê, comenta sempre. Está tudo dito...

    ResponderExcluir
  3. Você disse tudo. No meu entendimento, quem critica Lula está com inveja. Lembro do personagem Salieri, no filme "Amadeus". Nós somos um país de pouca cultura e todos aqueles que se destacam são perseguidos. Veja o caso de Paulo Freire, Darcy Ribeiro, Oscar Niemeyer, Luiz Hildebrando, Josué de Castro e tantos outros que tiveram que se exilar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inveja? Sério?
      Eu durmo com a consciência tranquila, não devo nada a ninguém. Não corro o risco de ser preso, nem causei a destruição econômica de um país com 26 milhões de desempregados.

      Não tenho inveja dos bens de Lula adquiridos de forma ilícita, muito menos dos tais títulos recebidos por alguma "contrapartida".

      Excluir
    2. "...No meu entendimento, quem critica Lula está com inveja..." (Domingos Miranda)

      Pretexto infantil, que faz lembrar:

      "Um pesquisador europeu comentou que o brasileiro é um povo infantil." (Domingos Miranda)

      A esquerda agoniza!...

      Excluir
  4. Para a esquerda é Deus no céu e Lula na terra. Impressionante. Pelo menos ele será condenado e não dura até 2018. Após isso, adeus esquerda no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para os reaças é o Demônio no inferno e Lula na terra. Impressionante.

      Excluir
    2. A inveja que estes aculturados possuem do ex-pau-de-arara é quase de dar dó. Eu só não tenho pena pelo ódio que exalam, mas cachorro que muito ladra não faz nada na hora do pega...

      Excluir
  5. Mário Cezar da Silveira22 de agosto de 2017 13:03

    Baço, a única coisa que condeno é que algumas pessoas cultas e conscientes colocam a idolatria a Lula e acima do racional.
    É inegável que Lula merece cada um dos "Honoris Causa" que recebeu como reconhecimento à imagem que tinham sobre ele naquele momento.
    Só não é aceitável achar que ele não é um ser humano como outro qualquer e, como tal, passível de ter cometido os crimes dos quais está sendo acusado. As possibilidades são muito maiores que Direita e Esquerda, certo ou errado, capitalismo e socialismo, etc..
    Não há dívidas que Lula é um caso a ser estudado pela sua inteligência, carisma e capacidade de liderança, mas não podemos ser cegos e negar cegamente a possibilidade de que possa ter cometido os crimes aos quais é insistentemente, e por muitos relatores, relacionado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão é: a idolatria cega está ao mesmo nível do ódio cego?

      Excluir
    2. Eu, por exemplo, não sou cego a todas as acusações feitas ao Lula. Me sinto cego por não ter visto até agora uma única prova dentre todas as acusações. Só não me sinto incompetente pq a KPMG, uma das maiores empresas de auditoria do mundo, também não achou nenhuma prova.

      Excluir
    3. Os ossos da Elisa Samúdio não foram encontrados. Seria a prova cabal. Por isso o goleiro Bruno deveria ser inocentado?

      Excluir
    4. Como na questão do nazismo, novamente nasce uma questão moral,de um querer se achar menos pecador que o outro.
      A necessidade de acusar o pecado do outro, é pior que o ódio, por que nasce do ressentimento, que é a pior das fraquezas. É o fariseus orando perto do publicano, o fariseus se achando sem pecado e no caso sem ódio, alguém que nada dá e nada recebe.

      Eu pessoalmente estou nem ai para o Lula, e nem acho que o academicismo seja tão necessário para um presidente, deixa ele rastejar na lama do academicismo que não passa de doutrinação, ou de esquerda ou de uma produtividade cientifica mercadológica , que afasta qualquer grande alma de um pensamento autentico.
      " Estando entre muitos, vivo como muitos e não penso como eu; após algum tempo, é como se me quisessem banir de mim mesmo e roubar-me a alma — e aborreço-me com todos e receio a todos. Então o deserto me é necessário, para ficar novamente bom” – Nietzsche

      Excluir
  6. Muito bonito o Instituto de Estudos Políticos de Paris conseder um título a alguém que apoiou ditaduras sanguinárias na América Latina e África.
    Estou convencido que esses centros universitários estão corretos e eu, brasileiro, desempregado, errado sobre o caráter de Lula.

    ResponderExcluir
  7. Só não esqueça que muitos desse nível "Ódio Cego", já votaram no Lula!
    A não ser, claro, que a Smartmatic tenha algo interessante a revelar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só usei ódio cego (que é um pleonasmo) para fazer um contraponto a "idolatria cega".

      Excluir
  8. Cara, a esquerda é uma merda gigantesca. A esquerda sobe ao poder e destrói tudo. Olha a Venezuela! O Lula ajudou a criar aquilo! A ex-procuradora chavista agora pede asilo à Colômbia e ao Brasil e diz ter provas contra Chávez e Maduro sobre a Odebrecht nos tempos do governo de Lula.
    Então fodam-se os títulos de universidades (muitos, inclusive, estão sendo cassados pelas próprias), os fatos falam por si. O ex-pau-de-arara é um bandido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também deram títulos de doutor para Chávez e Maduro? Que malandros...

      Excluir
    2. Maduro, Chaves e Lula foram agraciados com um “Honoris Causa”? O próximo poderia ser quem?… Fernandinho Beira-Mar?

      Excluir
    3. Fodam-se os títulos de universidades? É pra isso que a gente faz doutorado? É por isso que esse país não valoriza educação e seus professores.

      Francamente, esse anônimo não é nem mais um idiota com voz porque nem se dá ao trabalho de sair do anonimato. É só mais um intelectualmente inútil brasileiro.

      Excluir
    4. Ei, anônimo das 11:33. O teu comentário deixou rabo. Deixaste lá o teu nome, a empresa onde trabalhas e até o agendamento de uma reunião numa empresa tradicional da cidade. É claro que não publiquei, mas toma cuidado.

      Excluir
  9. Ódio de classe? Baço seria a classe média contra o novo rico?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. O ódio da luta de classes.

      Excluir
    2. E a luta de classes não é odiosa por si só?

      Excluir
    3. Parece que estamos a discutir a menstruação dos jacarés machos de Bornéo em dia de gastroenterite.

      Excluir
  10. Já não é a primeira vez em que foge do tema quando o pego em contradição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que eu não sou páreo para comentaristas de blog. Vocês têm um padrão intelectual muito elevado para as minhas modestas condições.

      Excluir
  11. https://www.youtube.com/watch?v=M5bOtqmvJHE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cara que fez a edição deste filme tinha um público alvo em mente: os mentecaptos. Há muitos por aí, inclusive "comentando" em blogs.

      Excluir
  12. “Durante su paso por Cuba, el presidente iraní Mahmoud Ahmadineyad fue nominado “doctor honoris causa” en ciencias políticas por la Universidad de La Habana. Probablemente éste haya sido uno de los mayores logros de su rápida gira por cuatro países latinoamericanos: Venezuela, Nicaragua, Cuba y Ecuador, marcada más por la contundencia de las declaraciones contra EEUU y el capitalismo que por los éxitos cosechados…”

    http://diplomatizzando.blogspot.com.br/2012/01/nao-se-fazem-mais-honoris-causa-como.html

    Falar o quê mais????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falar o que mais???? Uai! Não disseste nada. Apenas copiaste um texto. Consegues dizer alguma coisa por ti mesmo?

      Excluir
  13. Ops, perdão. Sei que daí da Europa é difícil interpretar alguns leitores brasileiros. Fiz apenas um copia/cola para demonstrar que qualquer ser humano neste planeta, independente da classe social, intelecto, posicionamento ou ideologia política pode ser "agraciado" com esse tal de Honoris Causa. Vide o caso citado.

    Explicado agora? Não quis fazer uma pesquisa mais avançada pra desmoralizar esse tal de títulos aí, porque deu uma preguiça danada.

    Só para constar, sou o anônimo que tanto te elogia quando diz que: és um monstro!!!

    Se não fosse por suas pérolas bloguistas, este espaço poderia fechar!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é qualquer pessoa. É preciso ter feito algo de relevante. E escolheste como referência um autor que, pelo que pude perceber, é um liberal. Então, é previsível a tese.

      Excluir
    2. Tá anonimo, explicastes um Honoris Causa, e como explicas os outros 57?

      Excluir
    3. Laerte Ferraz, tá precisando ler mais. Interpretação de texto tá osso!!!

      Só para constar: Lula recebeu o título de "Amigo do Livro", concedido pela Câmara Brasileira do Livro.

      Paro por aqui!!!! Abraços.

      Excluir
    4. Bem..se o cara durante o seu governo constrói 18 universidades e 400 e tantas escolas técnicas federais, uma delas aqui em Joinville, que coloca no chinelo a tradicional Escola Técnica Tupy, nada mais justo que ele receba o tal troféu. Até pq o troféu Amigo do Livro é concedido a pessoas e entidades que se destacam por terem desenvolvido ações de apoio à leitura e não por terem lido uma pá de livros. O q nos leva a uma indagação. Quem merece receber o tal troféu? O sujeito q mandou construir trocentas bibliotecas ou vc anônimo das 14:08, que passa o dia obrando textos baseados na leitura das "obras" do Olavo de Carvalho e do Rodrigo Constantino? Por falar em interpretação, uma analogia pra ilustrar. Quem merece receber o troféu amigo do saneamento básico? O cara que mandou construir a rede de tratamento de esgoto ou vc que faz uso dela, obrando (e lendo) todo dia?

      Excluir
    5. Calma Lemos!!!

      No Brasil, ocorrem cerca de 720 paradas cardíacas por dia e 300 mil casos ao longo do ano, conforme dados da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP). No mundo, são 17,5 milhões por ano, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

      Excluir
    6. E por incrível que possa parecer, muitas delas acontecem quando se está obrando...Já imaginou? Vc sentado no vaso obrando pra baixo e com os dedos.. e catapimba!..o bobo para de funcionar. Pensa na cena patética.... então, toma cuidado!..rsrs

      Excluir
    7. Ahh...manda um abraço pro espantalho...rs

      Excluir
  14. Acrescento dois comentários aos já feitos anteriormente:
    1- Quando uma universidade concede um título de "doutor honoris causa", é evidente que o título não pressupõe que o agraciado possua conhecimentos acadêmicos que lhe qualificam para o recebimento de um diploma de "doutor" em qualquer ramo do conhecimento humano. O título de doutoramento em honoris causa é um reconhecimento da universidade concedente que, apesar do agraciado não possuir conhecimentos comprovadamente acadêmicos sobre algum assunto, foi capaz de realizar trabalhos de qualquer natureza, cujo nível de complexidade se equipara ao que somente um acadêmico universitário acadêmico com doutorado seria capaz de realizar. E foi exatamente isso que o Lula realizou na área social brasileira, o que muitos "doutores" e acadêmicos universitários não conseguiram realizar no Brasil, a nível social, quer na função de presidente da república ou de qualquer outro cargo público superior, apesar dos seus conhecimentos acadêmicos comprovadamente adquiridos. Isso é tão verdadeiro que os resultados do trabalho do ex-presidente Lula conseguiu no Brasil, com suas realizações sociais contra a pobreza, tem servido como inspiração para pessoas do mundo inteiro, como Bill Gates e outros luminares mundiais do conhecimento, para aplicação a nível mundial, para fazer frente ao crescente desemprego gerado pelos avanços do automatismo e da robotização industriais.
    2- Mesmo que seja definitivamente comprovado que o Lula cometeu algum ato que possa ser considerado juridicamente como crime, e que ele seja efetivamente preso, isso não deprecia de nenhuma forma os méritos do ex-presidente Lula nas suas realizações a favor do povo pobre do Brasil, infelizmente a imensa maioria do nosso povo. Querer comparar a concessão de um título de doutor honoris causa ao Lula com a concessão de título semelhante a um criminoso comprovado como é o Sr. Fernando "Beira-Mar" é de uma total incongruência, completamente desprovida de sentido. A não ser que a sugestão de conceder esse título a esse cidadão parta de alguém altamente beneficiado pelos feitos do Sr. "Beira Mar". Ronaldo Aidos / Joinville

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ronaldo, juro que li todo o seu texto. Agora, dizer que Bill foi inspirado por Lula???? Bill Gates faz doações desde 1994 e com o dinheiro dele!!!! Fazer caridade com o dinheiro alheio é fácil.

      Tá explicado por que alguns partidários sempre superdimensionam as coisas!!!

      Excluir
    2. Só pra constar... Bill Gates pagou US$ 100 mil por uma palestra de Lula no Fórum de Líderes do Setor Público realizado no ano de 2011 em Washington.

      Excluir
    3. Recado para as meninas. Namore com alguém que te olhe como o Bill Gates olha pro Lula.
      https://visionbresil.files.wordpress.com/2014/02/lula-em-davos.jpg

      Excluir
    4. Sr. Hideraldo Brenneisen, primeiramente, eu não afirmei que o Sr. Bill Gates se inspirou no Sr. Lula para fazer caridade. Não se trata de caridade o que o Lula fez pelo povo brasileiro pobre. Foi bem mais do que isso, foi distribuir melhor a renda brasileira e proporcionar mais e melhores oportunidades, de modo a matar a fome e melhorar um pouco mais a vida dos pobres e excluídos no Brasil. Como cidadão brilhante que é, o Sr Bill Gates percebeu que ele e outros ricos do mundo inteiro poderiam também fazer mais do que simplesmente caridade, mas mexer um pouco mais fundo nos seus bolsos, para ajudar mais a distribuir melhor a renda no mundo todo, pelo menos no mundo ocidental, que a gente conhece melhor. Foi nisso que o Sr. Bill Gates provavelmente se inspirou no Sr. Lula. Em segundo lugar, o Sr. utiliza o Windows e seus softwares associados em suas atividades profissionais e/ou pessoais? Se utiliza, deve ter contribuído ou ainda estar contribuindo com o seu dinheiro para a fortuna do Sr. Bill Gates. Portanto, o Sr. Bill Gates também usa dinheiro alheio, que ele troca por seus produtos e serviços, para fazer caridade e tentar fazer um pouco mais para melhorar a situação dos povos pobres do mundo. Ele teria a alternativa de fazer menos caridade e ajudar menos aos pobres e vender seus produtos e serviços um pouco mais baratos, não? Se o Sr. acha que o seu dinheiro está sendo bem utilizado pelo Sr. Gates, então tem que reconhecer que o dinheiro dos seus impostos também foi bem utilizado pelo Sr. Lula para melhorar a vida dos pobres. Ronaldo Aidos / Joinville

      Excluir

O comentário não representa a opinião do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem